Blog Pós-graduação UNIPÊ

BLOG PÓS-GRADUAÇÃO UNIPÊ

Você sabe o que vem depois da pós-graduação?

Postado por Fábio Albuquerque

Não há como fugir: a realidade do mercado já considera a pós-graduação um requisito básico para profissionais que querem se sustentar em meio à concorrência e aos altos níveis de exigência das corporações. Portanto, se você acha que o que vem depois da pós-graduação é somente a colheita dos frutos, é preciso entender melhor a dinâmica do mercado na sua área de atuação.

É normal pensar que, após terminar a pós-graduação, você começará a alcançar os resultados que esperava. Entretanto, essa etapa é apenas um dos passos no planejamento de sua carreira, mas ainda não é o fim.

A especialização tem o poder de iniciar o ciclo do autodesenvolvimento: a busca por evolução torna-se contínua, o network sobe de nível — em qualidade e quantidade — e o profissional não se acostuma mais à zona de conforto. Essa mudança de postura é excelente, pois, ao se tornar um especialista, o indivíduo se destaca frente à enorme quantidade de generalistas, tornando-se referência em sua área.

Veja a seguir o que acontece depois que a etapa de especialização é finalizada!

voce-sabe-o-que-vem-depois-da-pos-graduacao.jpg

O ciclo do autodesenvolvimento

A especialização provoca mudanças positivas no profissional, pois os ganhos obtidos no período da pós-graduação, além de muitos, são duradouros. Depois de passar por uma pós-graduação, o comportamento do profissional evolui de tal forma que ele não se permite retornar ao estágio anterior.

Velhos hábitos já se foram e não encontram mais lugar. Paralelamente, novas atitudes voltadas para a produtividade se tornam constantes e os resultados comportamentais começam a aparecer.

Essa constatação serve de motivação para manter o ciclo do autodesenvolvimento ativo: a necessidade de aprender passa a permear as ações e o profissional se vale dos relacionamentos para crescer como pessoa e na carreira.

Seu network de alto nível contribui por meio da troca de experiências e sua sede de aprendizado absorve o conteúdo de maneira prática. A passagem pela especialização possibilita a criação do hábito de assimilar a teoria e passar imediatamente para a prática. Para essa qualificação profissional não existem barreiras.

Pós-graduação lato sensu

A pós-graduação lato sensu tem algumas características específicas. Usando o exemplo do MBA, que tem duração mínima de 360 horas e certificação reconhecida pelo Ministério da Educação, essa especialização concentra seu foco na potencialização de resultados com otimização de prazos.

Fazer mais com menos é a tônica desse curso, por isso o mundo corporativo tem tanta atração por ele. O prazo menor, quando comparado à modalidade stricto sensu, já é indício da preocupação com a realidade das organizações — prazos mais curtos, porém com resultados maiores.

Essa modalidade de pós-graduação leva os profissionais a desenvolverem o pensamento estratégico, pois estão sendo preparados para assumirem funções de médio e alto escalão em grandes empresas. O futuro dessas organizações dependerá da performance potencializada desses profissionais.

Outra habilidade desenvolvida no MBA é a capacidade analítica de dados e cenários, por meio da ampliação da visão estratégica. Essa competência é impulsionada pelas matérias e exercícios práticos do curso, mas também pelo compartilhamento de experiências dentro de sala de aula.

O prazo curto demanda que as matérias sejam ministradas rapidamente, mas os alunos não podem perder nenhum detalhe. É preciso assimilar todo o conteúdo, pois será valioso para a carreira e determinante no aumento da performance.

Absorver tanto conteúdo em tão pouco tempo exige esforço, e a performance do profissional no trabalho não pode cair. Durante esse período, as pressões são maiores, mas até essa situação faz parte do desenvolvimento do profissional.

Resiliência é a capacidade de sofrer pressões e impactos, assimilando-os e retornando ao estado original mais forte e maduro. A boa notícia é que as maiores e melhores empresas procuram executivos com essa característica comportamental, componente da inteligência emocional.

Pós-graduação stricto sensu

voce-sabe-o-que-vem-depois-da-pos-graduacao.gif

A modalidade stricto sensu objetiva mergulhar o profissional em muito conteúdo. Enquanto a modalidade lato sensu persegue resultados em um período curto, essa especialização oferece matérias com riqueza de detalhes e incentiva a pesquisa científica.

Essas características atraem o meio acadêmico, principalmente pelo foco em pesquisa e ensino. Os profissionais são estimulados a desenvolver pesquisas inéditas, que vão gerar artigos científicos, os quais poderão se transformar em títulos literários, podendo posteriormente frequentar as estantes de professores, mestres e doutores.

Na pós-graduação stricto sensu se inclui o mestrado, com duração mínima de 18 meses e prazo máximo de 24 meses, extensa grade curricular e grande imersão em pesquisa científica.

O doutorado, por sua vez, traz uma grade curricular também extensa, mas nesta modalidade o volume de pesquisas, trabalhos e artigos científicos gerados é muito maior. O prazo mínimo de 24 meses e máximo de 42 meses faz com que essa carga de trabalho seja bastante superior às demais especializações.

A escolha

Seu perfil e os objetivos traçados em seu planejamento de carreira serão determinantes para a decisão sobre qual caminho seguir. Embora todas as especializações permitam ao profissional optar pela carreira de ensino, algumas instituições dão preferência aos mestres e doutores.

Entretanto, a escolha é sua. Quais são seus objetivos profissionais? Tornar-se um executivo focado em resultados a curto e médio prazos, raciocínio rápido, pensamento e visão estratégicos, participando e fomentando a loucura e correria do mercado de trabalho? Nesse caso, seu perfil se encaixa na pós-graduação lato sensu.

Ao optar pela modalidade stricto sensu, seu objetivo deve ser se tornar um mestre ou doutor em determinado assunto. Essa opção não o deixa livre da extensa carga de trabalho, necessidade de planejamento e da responsabilidade de motivar seus graduandos a todo momento.

Ambos os casos trazem grandes possibilidades de excelente remuneração e reconhecimento profissional. Outra vantagem em comum é que o ciclo do autodesenvolvimento não para e a sede de aprendizado vira rotina na vida do profissional.

Os efeitos desse ciclo se refletem também na vida pessoal, possibilitando melhor planejamento e aperfeiçoando as habilidades interpessoais.

Pessoas bem resolvidas na vida pessoal e profissional experimentam o sucesso em plenitude, estão sempre em busca de desafios e se tornam referência não apenas em seu círculo de amizades, mas o mercado passa a admirá-las e procurar por elas.

Agora que você já sabe o que vem depois da pós-graduação, aproveite o espaço dos comentários e conte para nós quais são seus planos para o futuro!

Acessar material

pós-graduação

Fábio Albuquerque

Fábio Albuquerque

Pró-Reitor da Pós-graduação do Unipê. Mestre em Administração pelo Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade da Paraíba, Especialista em Estratégia Empresarial e Pesquisador de Marketing, Consumo e Sociedade, além de Tecnologia da Informação e Sociedade.

ÚLTIMOS POSTS

ASSINE A NEWS

VÍDEOS

ACOMPANHE O UNIPÊ

REDE SOCIAIS