pós-graduação Fonoaudiologia

Veja quais são as melhores especializações na área de fonoaudiologia

Mariana Brito
15-02-2018 6:34

Assim como aprender a andar, a fala é um dos primeiros sinais de comunicação de um bebê com o mundo. Para desenvolver adequadamente a linguagem, o que se ouve é primordial. No entanto, em razão de inúmeros motivos genéticos ou por conta de várias influências, as palavras podem sair logo na infância de formas pouco convencionais, troca do “r” pelo “l” e dificuldades de expressões faciais ou na mastigação.

Como existem especialidades bem mais aprofundadas do que simplesmente o atendimento geral feito por fonoaudiólogos, a busca constante pelo conhecimento se faz necessária para quem almeja voos mais altos na carreira.

Por isso, sem perder tempo em sua vida, decidimos trazer neste post as melhores especializações na área de fonoaudiologia, de olho em seu sucesso profissional. Venha conosco e, em menos de 20 minutos, estude a área que melhor se adéque às suas pretensões e amplie o número de pacientes ou revolucione no atendimento público.

quais-sao-as-melhores-especializacoes-na-area-de-fonoaudiologia.jpg

As vantagens de fazer uma especialização

Chega um momento em qualquer área profissional em que a tecnicidade do dia a dia ou até mesmo a mecanização dos processos influenciam em uma profunda reflexão sobre o comportamento pessoal e profissional dentro do processo evolutivo. Sendo consequência das prioridades distantes do estudo, a ideia de ampliar o rol de especialidades ou de criar a primeira vai sendo empurrada ano após ano.

Dessa forma, inevitavelmente, você terá em algum dia um paciente com um problema que poderia ser solucionado caso a especialização tivesse sido conduzida em um momento anterior. Quando isso acontece, não bate um sentimento de derrota ou desânimo?

No entanto, a vida é um mundo de possibilidades e reversões em estilos, conhecimentos, áreas de atuação, relacionamentos, enfim, nada é permanente e pode ser mudado em um instante. Afinal, tudo começa com uma decisão!

Que tal expandir o atendimento na sua clínica, no hospital em que atua ou até mesmo criando uma sociedade com outros especialistas? Tudo pode mudar para melhor quando a especialização começa a ganhar corpo. Portanto, o primeiro passo é não deixar a escolha para depois.

Ao concluir um MBA ou especialização, não só o seu currículo estará com mais um atrativo como também haverá um contato mais íntimo com os livros, pesquisa, envolvimento com outros profissionais, ou seja, o networking se fortalecerá.

Podemos citar ainda um preparo mais adequado à prestação de um concurso, pois as exigências de uma pós-graduação o deixarão mais próximo dos estudos, sendo um diferencial em relação a quem reserva tempo apenas para o trabalho em si. Além disso, ao fazer uma especialização, você ganhará mais motivação para dar um novo gás em sua carreira, tendo em vista que o olhar interno muda em determinados períodos.

As melhores especializações na área de Fonoaudiologia

Escolhas não faltarão no momento de decidir qual especialização fazer em Fonoaudiologia. Atualmente, são onze que contam com aprovação do Conselho Regional da categoria. Mas, para te ajudar a refletir sobre as mais sintonizadas com o mercado, selecionamos cinco: hospitalar e disfagia, audiologia, no trabalho, neurofuncional e educacional.

São as que veremos post, que trará todos os detalhes relacionados com as áreas de abrangência, principais desafios, como pode ser útil na promoção da sua carreira, entre outros pontos.

De escolas a empresas de consultoria, passando por clínicas, instituições ou assessorias, as especializações habilitam o profissional de tal forma que as oportunidades certamente aumentarão consideravelmente, principalmente em razão da maior preocupação das pessoas com qualidade de vida.

Com isso, o seu campo de atuação se expandirá, deixando as limitações para trás. Da fala à mastigação, passando pela audição, ou seja, quanto mais conhecimento você tiver, maiores serão as chances de sucesso.

Fonoaudiologia hospitalar e disfagia

Quem optar por esta especialização muito provavelmente atenderá a maior parte dos pacientes em hospitais ou em situações bem delicadas. Isso porque a disfagia é uma alteração da deglutição, afetando imensamente o ato de engolir, ou seja, as pessoas geralmente desenvolvem o problema após sofrerem algum tipo de acidente.

De um derrame a um trauma na cabeça ou região do pescoço, demência ou doenças neuromusculares, a disfagia é um problema com grande frequência nos hospitais. Eis a descrição da especialidade. Ao longo do curso, você terá contato com vários exemplos de casos, podendo inclusive propor novas formas de tratamento ou inovando com exercícios funcionais.

Trata-se de uma área da motricidade orofacial, em que o fonoaudiólogo sairá preparado para reabilitar pacientes que estejam com as funções da mastigação debilitadas, da articulação da fala à respiração, passando pela sucção e expressão facial.

Ao atuar neste segmento, você ajudará muita gente a melhorar a qualidade de vida por meio da evolução comunicacional e ainda na busca por uma mastigação mais adequada. Como atende a pacientes com dificuldades mais complexas, o fonoaudiólogo certamente necessitará de parcerias com outros especialistas, como médicos, fisioterapeutas, cirurgiões dentistas, entre outros.

 Baixe agora

Audiologia

Tirando a fala da palavra fonoaudiologia sobra o estudo do ouvido. Eis a audiologia. Trata-se da área responsável pelos diagnósticos, prognósticos e tratamentos que estejam ligados com alterações na audição.

De criança a adultos, passando pelos idosos, o processo de ouvir, assim como a fala, pode ser interrompido por fatores externos. Um exemplo é quando ocorre um acidente de carro ou em razão de influências genéticas. Além disso, a audição humana vai se enfraquecendo ao longo dos anos assim como os ossos, ou seja, sempre haverá a necessidade da busca por uma consulta com um especialista em audiologia.

Por isso, é uma das melhores especializações na área de fonoaudiologia. O profissional também não fica restrito aos casos específicos, pois pode atuar na prevenção, como em consultorias para empresas que têm linhas de produção com barulhos excessivos.

Fora isso, o profissional identifica e avalia os casos que tenham ligação com a audição, fazendo a correta reabilitação ou até mesmo a habilitação oral, principalmente quando a pessoa nasce com alguma deficiência ou surdez total.

Fonoaudiologia no trabalho

Existem profissões em que a voz é o principal meio de produção. Imagine como atores, atrizes, locutores, apresentadores de TV, cantores, dubladores, repórteres e narradores necessitam das cordas vocais para trabalhar.

Um descuido pode trazer um imenso prejuízo, da perda de um show a um projeto promissor. São profissionais que necessitam da assessoria de um bom fonoaudiólogo. Seja no atendimento particular ou coletivo, em um estúdio ou em uma corporação, quem fizer essa especialização terá pela frente um campo de atuação bem movimentado e com demanda em crescimento.

É uma área em que a prestação do serviço frequentemente é terceirizada, abrindo um vasto mercado. Além dos atendimentos para quem tem a voz como um dos meios de vida, o profissional pode ainda atuar na melhoria da comunicação interpessoal, sendo bem útil em corporações que investem na qualidade de vida dos colaboradores.

Ao detectar e apresentar os riscos existentes em determinadas situações dentro das empresas, o fonoaudiólogo pode prevenir acidentes de trabalho, trazendo boas economias. Isso porque inúmeros impactos na audição por conta de máquinas ou equipamentos causam processos trabalhistas e indenizações que reduzem o caixa das empresas.

Com isso, contar com um fonoaudiólogo especialista, mesmo que seja em uma consultoria, é uma decisão que contribui com um melhor aproveitamento dos talentos dos funcionários. Afinal, as empresas estão investindo na otimização do tempo e aumento da produtividade. São situações que necessitam de investimentos na saúde do trabalhador para que o desempenho se mantenha ou melhore ao longo dos meses e anos.

Fonoaudiologia neurofuncional

Enquanto a especialização em disfagia atua com casos diversos, a neurofuncional se aprofunda nas alterações geradas por influências do sistema nervoso central ou periférico, seja em doenças preexistentes ou por conta de acidentes que tenham afetado o cérebro dos pacientes.

Na rotina de atendimentos, o fonoaudiólogo fará a avaliação, diagnóstico, prognóstico, habilitação e reabilitação de quem teve alterações que comprometeram a fala, audição ou movimentos faciais.

É uma área bem delicada que necessita de pessoas que estejam habituadas com a realidade de hospitais, equipamentos, rotinas de medicamentos. Frequentemente os pacientes apresentarão outras deficiências que necessitarão de um atendimento multidisciplinar.

Ao se esforçar no trabalho, o profissional pode ajudar muita gente a melhorar tanto a comunicação quanto a audição, combatendo inúmeras sequelas que os acidentes vasculares e outros problemas neuronais trazem aos seres humanos.

Dessa forma, a sua atuação pode trazer ganhos além do aspecto financeiro. Isso porque existe um sentimento muito bom quando um profissional observa a evolução de um paciente que se encontra em uma situação crítica. Ou seja, trata-se de um estímulo para continuar na sua caminhada, tendo em vista que muita gente em determinado momento se questiona se está realmente fazendo algo de bom à humanidade.

veja-quais-sao-as-melhores-especializacoes-na-area-de-fonoaudiologia.gif

Fonoaudiologia educacional

Sabendo-se que as crianças constroem e desenvolvem a comunicação durante a infância, a fala, gestos, escrita e audição demonstram pontos que estão corretos e também deficiências que podem ser solucionadas por meio da integração entre escola e família.

Afinal, quanto mais cedo uma alteração for detectada, maiores são as chances de corrigi-la. De gagueiras a tiques, passando pela famosa troca do “r” pelo “l”, como exemplificada pelo personagem Cebolinha, da Turma da Mônica. “Vamos blincar na rua, Cascão?”, a prevenção é o melhor remédio!

Trata-se da dislalia o problema vivenciado pelo Cebolinha como descrito acima, um distúrbio na linguagem que pode chegar à fase adulta se não for tratado com antecedência.

Além dessa disfunção, muitos outros problemas que podem ser identificados pelos especialistas em fonoaudiologia educacional ajudam a melhorar o rendimento das crianças e até mesmo no processo de aprendizagem. Isso porque uma falha na audição pode ser a causa de deficiências na absorção do conteúdo, ou seja, a prevenção é de extrema importância tanto nas unidades públicas quanto privadas.

Existente desde 2014, a especialização é uma das mais procuradas por conta do clima de trabalho ser bem atrativo, tendo em vista que a realidade engloba principalmente escolas e crianças. Agregando conhecimentos em saúde e educação, o curso de pós-graduação habilita o profissional a atuar no processo de alfabetização e ainda nos primeiros anos de assimilação da linguagem pelos pequeninos.

Com um leque de atuação bem diversificado, o fonoaudiólogo pode ainda participar da elaboração do planejamento pedagógico, avaliação e diagnósticos, além de projetos de ensino-aprendizagem. Dessa maneira, a comunicação será bem explorada, sem falar em diversos auxílios no relacionamento das crianças, criando um ambiente favorável ao pleno desenvolvimento das funções psíquicas, físicas e mentais.

A escolha da melhor especialização para a minha área

A avaliação da melhor pós-graduação é uma decisão bem pessoal que deve ser feita por meio de uma análise criteriosa sobre as suas preferências tanto de atendimento quanto de estudo. No entanto, algumas dicas podem ser bem úteis na caminhada, de olho na satisfação do curso de especialização. Afinal, quem fizer uma escolha baseada em apenas um motivo pode transformar um investimento em uma futura frustração.

Portanto, veja se a sua especialização está sintonizada com o que você mais gosta ou gostaria de fazer. Observe detalhadamente as disciplinas que serão ministradas ao longo do curso e se elas não serão empecilhos às suas pretensões. Outro aspecto fundamental é verificar como está a demanda na área pretendida em sua região de atuação. Afinal, conciliar o estudo com o mercado é essencial para quem quer investir na carreira, colhendo os resultados esperados.

Se você já atua em uma escola ou presta serviço em empresas, por exemplo, as melhores especializações na área de fonoaudiologia seriam em educação ou trabalho. Caso esteja envolvido em hospitais ou atendimento particular em casas de pacientes que sofreram um acidente vascular cerebral, que tal priorizar a especialização em neurofuncional ou audiologia?

Além da abertura de novos leques no atendimento, existe também e possibilidade de você ingressar de vez no mundo acadêmico. Para isso, terá que cursar um mestrado strictu sensu e, posteriormente, doutorado. Trata-se de uma escolha que vem crescendo nos últimos anos, tendo em vista que é possível conciliar os atendimentos com as pesquisas ou aulas ministradas no curso de graduação.

Independentemente de qual modalidade de pós-graduação você escolha, é importante ainda fazer um planejamento financeiro para não se perder nas contas ao longo do curso. Analise seus rendimentos e coloque em planilhas os seus gastos para não se perder financeiramente falando. Afinal, nada melhor do que concluir o que se fez com tanto esforço e expectativas.

A avaliação da instituição de ensino e curso

Existem diversos critérios de avaliação que você pode observar antes de escolher a instituição de ensino que oferecerá o curso de pós-graduação. Um deles é sobre a estrutura física e convênios existentes com hospitais ou aberturas para colocar em prática os ensinamentos teóricos, como atendimentos públicos destinados aos cidadãos.

Faça uma pesquisa na internet para constatar a credibilidade da faculdade em relação ao mercado, o tempo de atuação, como é o relacionamento com os alunos e como funciona uma pós-graduação na instituição.

Um bom sinalizador é a forma de comunicação. Por exemplo, analise se a instituição conta com um site bacana, que tenha espaço aos estudantes, um blog com assuntos relacionados à educação, investimento em marketing digital, em equipamentos, sem falar nas colocações profissionais obtidas por ex-alunos.

Se possível, veja no site do Ministério da Educação (MEC) se a instituição é credenciada. É um ponto importantíssimo para você obter um diploma reconhecido em todo o território nacional, sem futuras dores de cabeça que possam comprometer o seu sucesso profissional.

Em relação ao curso, vale observar o corpo docente e também as respectivas formações dos professores. Verifique se o número de pessoas que conta com doutorado ou pós-doc esteja adequado, se ainda atuam no mercado, histórico, enfim, veja quem conduzirá as disciplinas.

Também podemos citar o tempo de duração, se o curso é presencial ou a distância, avaliações do MEC, de ex-alunos e até mesmo do mercado. Por isso, conversar com outros profissionais ajuda muito na melhor escolha de uma especialização, sendo uma dica que deve sempre ser levada em conta.

veja-quais-sao-as-melhores-especializacoes-na-area-de-fonoaudiologia.jpg

Os diferenciais de uma pós-graduação na área da saúde

Há alguns anos, nem 5% da população brasileira tinha o ensino superior. Assim, quem o concluía liderava o mercado de trabalho ou conseguia uma colocação profissional rapidamente. No entanto, o avanço no acesso ao ensino conquistado por conta de vários motivos políticos, financeiros, educacionais, culturais e sociais fez com que crescesse o número de pessoas conquistando o tão sonhado canudo.

Agora, ao contrário da década passada, o ensino superior não é mais um diferencial, mas o básico para ingressar em uma carreira promissora. Diante de um mercado altamente concorrido e com níveis de exigência cada vez mais elevados, a pós-graduação se transformou no pulo do gato para muita gente que investe na mudança e melhoria de vida.

Como a área da saúde faz parte do processo de constantes mudanças, tanto nos aspectos operacionais quanto de atendimento, como a humanização, a busca pelo conhecimento deixou de ser um luxo para se transformar em rotina.

Dessa maneira, ao fazer uma das melhores especializações na área de fonoaudiologia, você dará um passo certo, com foco nas novas possibilidades de atendimentos, ganho de mais mercados, pacientes e até mesmo ingressando em um cargo público por meio da aprovação em um concurso.

Afinal, quem se mantém ao lado dos livros e pesquisas fica bem mais familiarizado com o mundo acadêmico em comparação ao profissional que passa oito ou mais horas no consultório. Além disso, cursando uma pós-graduação, você ganhará mais estímulo para investir cada vez mais em sua profissão, ou seja, haverá uma motivação a mais para explorar novas possibilidades.

Inclusive, tem muita gente que muda de área após a conclusão de uma pós. Por exemplo, se você sempre fez atendimentos hospitalares e, de repente, se apaixona pela especialização em educação, pode mudar de emprego e de estilo de vida. São oportunidades que não caem do céu e dependem de muito esforço, dedicação, foco, disciplina, pensamentos positivos. Ou seja, envolvimento de corpo e alma com o que faz.

Portanto, não deixe a procrastinação tomar conta da sua vida. Mude hoje mesmo a rota da sua carreira e invista em uma especialização na área da saúde. Saiba que quem conclui um curso de pós-graduação é melhor visto pelos recrutadores, pois o exemplo demonstra interesse e investimento técnico. Fora isso, o curso pode ajudar a aumentar o salário ou até mesmo conquistar uma promoção.

O ganho de credibilidade no mercado

Profissionais que investem na formação conseguem aumentar o número de pacientes por conta das boas avaliações obtidas após os atendimentos, principalmente em razão do marketing boca a boca. Fazendo bons diagnósticos e atuando em melhoras consideráveis de seus clientes, você certamente terá uma carta de confiança das pessoas, principalmente ao demonstrar que não se acomoda com o passar dos anos.

Por isso, as especializações em diferentes períodos sempre são úteis. Além do conhecimento, mantêm os profissionais atualizados e com um networking amplo, ou seja, os ganhos são de via dupla. Hoje você atende alguém que pode se consultar com um amigo médico e vice-versa.

É a roda do mercado girando ao seu favor. Mas, para isso, é preciso movimentá-la por meio de boas atitudes, como a inscrição em um curso de pós-graduação.

Após apresentarmos as melhores especializações na área de fonoaudiologia, certamente você já está interessado em um dos cursos que dará aquela guinada em sua carreira. Independentemente do momento em que você se encontra em sua vida, saiba que o conhecimento é um excelente meio para combater vários males, como desatualização profissional, depressão, maus rendimentos, desemprego, problemas de relacionamentos, entre outros.

Além disso, nada melhor do que o estudo para trazer novos ares em sua vida. Da apresentação a profissionais fantásticos a novas formas de atuação, você ficará mais motivado, empolgado, modificando inclusive o modo de atendimento ou condução dos casos existentes. Assim, esperamos que você seja feliz em sua área de abrangência, aumentando e ainda fidelizando os pacientes, construindo uma sociedade mais humana e solidária.

Vale ressaltar que o ambiente da faculdade abre mais oportunidades, como a participação em um trabalho voluntário, projeto multidisciplinar e até mesmo no conhecimento de profissionais que serão seus parceiros em uma clínica. Dessa maneira, não hesite em investir na sua formação, fazendo a diferença no mercado e até mesmo no seu meio familiar e social.

E você, está esperando o que para escolher uma das melhores especializações na área de fonoaudiologia? Ficou com alguma dúvida? Então deixe aqui o seu comentário!

Acessar material

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos