Blog Pós-graduação UNIPÊ

BLOG PÓS-GRADUAÇÃO UNIPÊ

Vale a pena trocar o trabalho pelos estudos?

Postado por Fábio Albuquerque

Seus dias não são mais tão produtivos, a rotina aborrece e o seu desenvolvimento profissional e pessoal está emperrado? Nesse momento, é comum pensar em fazer uma boa pausa, refrescar a cabeça e aliviar o estresse.

Por vezes, uma semana ou 30 dias de férias são suficientes para isso. Em alguns casos, é preciso fazer mudanças mais profundas e produtivas. Uma saída é trocar o trabalho pelos estudos, que pode vir na forma de um intercâmbio, um curso de pós-graduação ou até um novo curso superior.

Mas esse caminho é seguro? Ele vai trazer benefícios reais para minha vida? Quais os cuidados devo ter para levar essa decisão adiante? Confira as respostas a essas perguntas lendo o nosso post!

vale-a-pena-trocar-o-trabalho-pelos-estudos.jpg

Entenda o que é ano sabático

O Sabbatah é um termo hebreu cuja tradução literal é repouso. A princípio, se referia estritamente ao momento em que os judeus se recolhiam para o descanso e reflexão. No entanto, esse termo se popularizou e agora também significa se desligar das tarefas corriqueiras (como o trabalho) para se dedicar a outras atividades a fim de alcançar evolução pessoal e profissional.

Há quem tire anos sabáticos para viajar pelo mundo, se dedicar a trabalhos voluntários ou para fazer um retiro espiritual. Mas também há o ano sabático para os estudos: o profissional que se desliga ou se licencia da sua atividade para buscar uma qualificação melhor na mesma área ou então completamente diferente da sua realidade.

Essa decisão é sedutora, pois promete uma série de vantagens: a saída de um emprego que te deixa infeliz, a possibilidade de aumentar seu repertório teórico e técnico, além do contato com novas pessoas, conhecimentos e possibilidades.

No entanto, vale lembrar que essa é uma decisão séria.  Sua vida profissional será afetada de maneira decisiva e você só deve tomar esse caminho depois de considerar os riscos e tomar alguns cuidados. Confira o que fazer antes de se decidir:

Avalie a real necessidade

Infelizmente, estamos sujeitos a chegar em um momento de total desilusão: o trabalho é estressante, as ascensões profissionais não acontecem e a rotina toma conta dos dias. Nessas horas, a vontade de largar tudo e começar do zero tende a crescer. No entanto, esse momento pode ser, sim, apenas temporário.

Em vários casos, umas boas férias, um descanso do dia a dia e novas experiências pessoais se mostram suficientes para recuperarmos as energias. Portanto, antes de decidir tirar um período sabático para os estudos, convém avaliar de forma sincera se o que você precisa não é apenas uma pausa estratégica ou um período de afastamento do trabalho.

Baixe agora

Faça as contas

Tudo bem, você está decidido a alterar completamente o rumo da sua vida e carreira. Antes de pedir licença ou demissão do seu emprego, é preciso mais que o preparo emocional: afinar as contas também é essencial para que esse passo importante não se torne um pesadelo.

Lembre-se que sair do trabalho tem impacto imediato nas suas contas, já que você não vai ter uma renda fixa mensal com a qual contar. Além disso, investir nos estudos envolve gasto de dinheiro. Inscrições, mensalidades, material didático e até os deslocamentos. Isso sem contar com os custos de vida, como conta de luz, telefone e aluguel.

Por isso, só tome essa iniciativa caso tenha um bom pé-de-meia que vai sustentar seu período dedicado à aprendizagem. É interessante ter uma renda alternativa segura, como investimentos, ativos ou uma boa poupança.

Mantenha o foco

Trocar o trabalho pelos estudos é completamente diferente de tirar férias. Por isso, tenha em mente que essa mudança só deve ser feita caso ela faça parte de um plano maior: seu desenvolvimento profissional. Seja para conhecer uma nova área na qual você sempre teve vontade de atuar, melhorar o seu currículo ou mesmo se preparar para montar o próprio negócio.

Tenha a meta sempre em mente e volte seus estudos exclusivamente para ela.  Não vale apostar em um curso de cinema se você não pretende utilizar o seu conhecimento em audiovisual para, de fato, crescer profissionalmente e realizar a sua vontade de trabalhar com audiovisual. Em resumo, estudo não é hobby: é investimento na sua carreira.

Compare preços e benefícios

Nós já falamos que estudar exige investimento financeiro e você não vai querer investir errado. Antes de iniciar os estudos, é imprescindível fazer uma pesquisa séria comparando as instituições de ensino, principalmente em dois quesitos.

O primeiro é a viabilidade financeira: você terá condições de pagar o curso? Procure saber se a instituição que você pretende entrar oferece algum tipo de bolsa ou facilidade para o financiamento estudantil. Não se esqueça de conferir se o curso em questão vai representar, de fato, um ganho significativo para o seu salário.

O segundo passo é entender o investimento acadêmico: o diploma é bem recebido pelo mercado? Pesquise o corpo docente da instituição para saber se os professores são reconhecidos com excelência. Outra ideia interessante é procurar saber se os alunos já formados conseguem atingir seus objetivos profissionais.

Checar todos esses pontos, embasados em dados sérios e pesquisa extensa é fundamental para que você não faça uma escolha equivocada.

Procure alternativas

Nem sempre a escolha radical de trocar o trabalho pelos estudos é viável ou mesmo desejada. Mas isso não significa que você deva manter tudo como está. Hoje em dia, existe uma série de alternativas para quem deseja aumentar a sua bagagem teórica e técnica sem, necessariamente, sair do emprego.

As opções começam com cursos noturnos, o ensino a distância (cada vez mais popular e com respaldo do MEC) e mesmo treinamentos, workshops e MBAs realizados em períodos convidativos, como fins de semana ou de forma quinzenal. Tudo para que você continue turbinando o seu currículo ao mesmo tempo em que mantém uma rotina saudável de trabalho.

Você está pensando em trocar o trabalho pelos estudos e ainda tem alguma dúvida sobre a viabilidade da sua intenção? Conta pra gente nos comentários.

Acessar material

pós-graduação, mercado de trabalho

Fábio Albuquerque

Fábio Albuquerque

Pró-Reitor da Pós-graduação do Unipê. Mestre em Administração pelo Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade da Paraíba, Especialista em Estratégia Empresarial e Pesquisador de Marketing, Consumo e Sociedade, além de Tecnologia da Informação e Sociedade.

ASSINE A NEWS

VÍDEOS

ACOMPANHE O UNIPÊ

REDE SOCIAIS