pós-graduação

Saiba como reagir a críticas destrutivas

Ana Flávia da Fonseca
19-04-2018 8:16

Em tese, os feedbacks são comentários positivos e críticas que deveriam direcionar os seus esforços, tornando-o um profissional cada vez mais bem preparado. Em vez disso, alguns deles soam agressivos, radicais e, muitas vezes, genéricos. Você já recebeu algum feedback ruim e sabe como reagir a críticas destrutivas?

Esse tipo de feedback provoca um efeito ilusório para quem recebe, pois a mente entende que você é ruim em tudo — afinal, não houve um direcionamento claro que indicasse o ponto de melhoria necessário. Assim, além de saber como reagir, você precisa aprender a neutralizar os efeitos das críticas negativas. Continue a leitura deste artigo e saiba como encará-las!

saiba-como-reagir-a-criticas-destrutivas

Não leve para o lado pessoal

Quando levamos as críticas negativas para o lado pessoal, podemos prejudicar nossa autoestima. Isso acontece porque adotamos uma maneira de pensar que gera um sentimento de culpa, algo que pode ser completamente infundado. Por isso, é essencial que sejamos capazes de olhar para tudo a partir de um ponto de vista realista.

O que o outro diz está fora do seu controle, ou seja, ele pode dizer uma série de coisas impensadas. A crítica negativa também pode ser fruto de uma conclusão errada, que parte de um julgamento ou antipatia em relação a você. Ouça atentamente o que é dito e deixe para pensar bastante sobre o assunto depois.

Reflita antes de responder

Se reagir imediatamente, sem refletir, você repetirá o ato da pessoa que está emitindo um feedback negativo. Já que a atitude dela pode ser impensada, não há motivos para que você adote o mesmo comportamento, certo? Assim, comece pela certeza em relação àquilo que está ouvindo.

Trata-se mesmo de uma crítica negativa ou pressão? O fato de você ouvir algo ruim sobre si pode colocá-lo em uma posição de defesa, na qual a reação geralmente é imprevista.

Por isso, é necessário pensar naquilo que será dito, pois as indelicadezas e grosserias podem piorar o momento. Se não estiver seguro para responder ao feedback ruim, opte por ficar calado.

Baixe agora

Pense nas suas atitudes

A crítica pode ser destrutiva, entretanto, você também pode ter errado. O problema é que a mensagem deveria ser mais clara e, por mais que o feedback seja ruim, você não pode se isentar automaticamente da responsabilidade pelas suas ações.

Pense nas suas atitudes e no que pode ter provocado a crítica, mas não assuma a culpa sem ter a certeza do seu erro. Aproveite o feedback negativo para avaliar os pontos que precisam de melhoria e reconhecer que está sujeito às falhas.

Ninguém gosta de ter defeitos, mas precisamos admitir que eles existem e que fazem parte de todos nós. Sendo assim, reflita e coloque-se numa posição aberta ao diálogo e ao autodesenvolvimento.

Chame o outro lado para conversar

Depois de ouvir um “você não faz nada certo” ou “o seu jeito atrapalha o andamento do trabalho”, é muito provável que entenda que o problema é você. Contudo, essa é uma consequência da crítica destrutiva. Reflita bastante sobre o que foi dito e perceba que frases como essas são genéricas e não apontam o que precisa ser corrigido.

Chame quem disparou o feedback negativo para conversar. Peça para que a pessoa explique detalhadamente o que foi dito. Nenhuma das suas atitudes são corretas? O que o seu jeito de ser tem a ver com o andamento do trabalho? Questione com objetividade, mas coloque-se numa posição aberta para dialogar.

Não tente ser o dono da razão

Ninguém é perfeito. Jamais tente reagir às críticas destrutivas de maneira radical. Da mesma forma que você não deve considerar que é incapaz de fazer qualquer coisa, também não precisa aceitar que é o dono da razão. O meio-termo está exatamente no entendimento em relação ao que foi dito.

Aquele “você não faz nada certo” pode ser sido uma maneira impensada de dizer que uma parte do seu trabalho não está bom ou que sempre gera refações. Pode ser também que suas responsabilidades não estejam sendo cumpridas por falta de atenção ou organização. No entanto, é preciso que cada ponto seja levantado com clareza.

Peça exemplos para entender a crítica

giphy

Se “o seu jeito atrapalha o andamento do trabalho”, peça para que o interlocutor aponte com exatidão ao que ele se refere. Solicite alguns exemplos, tornando a crítica mais clara e objetiva. Se ele não consegue determinar com precisão os pontos que precisam de melhoria, é sinal de que o feedback não tem fundamento.

Na maioria dos casos, porém, uma ou duas atitudes são colocadas em questão de modo genérico, como se elas refletissem a totalidade do seu comportamento no ambiente de trabalho. É por isso que, inicialmente, você não deve levar para o lado pessoal e precisa refletir sobre o que está sendo dito.

Solicite a ajuda de quem critica você

O líder é o responsável por dar o feedback, certo? Ele ocupa o topo da hierarquia de qualquer empresa, por mais horizontal que ela seja. Assim, parte dele o exemplo a ser seguido. Por isso, diante da crítica destrutiva, solicite a ajuda dele para que você melhore os pontos abordados. É aí que você descobre as falhas — suas e dele.

A crítica genérica pode se transformar em um apontamento mais preciso com esse pedido de ajuda, revelando, por exemplo, que não houve o treinamento adequado para que você exercesse suas funções. Tudo é uma questão de ponto de vista e, por isso, você deve sempre trabalhar para que a crítica destrutiva seja sempre esclarecida.

Aprenda com as críticas destrutivas

Se você deseja ser um profissional melhor, aprenda com as críticas destrutivas. Você pode tirar delas diversas lições. Uma delas é a importância de ouvir o que o outro tem a dizer, refletir sobre o assunto e buscar entendê-lo antes de reagir. Trata-se de uma questão de autocontrole, algo necessário para sua vida pessoal e profissional.

Você também aprende a se auto avaliar, enxergando que tem pontos positivos e negativos e que ambos precisam de atenção. Aprenda também que nem todo mundo consegue se expressar com clareza, transformando uma simples mensagem em um enigma que pode confundir sua mente.

Leve essas críticas consigo sempre como lições aprendidas. Agora que você sabe como reagir a críticas destrutivas, concentre-se em melhorar os pontos que necessitam da sua atenção e reforçar aqueles outros que estão bem encaminhados.

Adotar essa postura contribuirá com o seu crescimento pessoal e profissional, deixando você cada vez mais preparado para os desafios do mercado de trabalho.

Quer compartilhar alguma experiência com críticas destrutivas? Aproveite o espaço abaixo para deixar o seu comentário!

Acessar material

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos