pós-graduação

Qual o momento certo de investir em uma pós-graduação em engenharia?

Ana Flávia da Fonseca
19-09-2017 11:12

Você se formou em Engenharia, mas ainda não sabe como ter um diferencial para se dar bem no mercado de trabalho? Mais do que apenas um aperfeiçoamento, a pós-graduação em Engenharia surge como uma forma de conhecer a área na prática, proporcionando um contato mais próximo com cenários reais e situações cotidianas que envolvem a profissão.

Mas qual é o momento certo de investir em uma pós-graduação em Engenharia? Antes de falar sobre as vantagens práticas dessa especialização, vale ressaltar que, ao investir em uma pós, você estará eliminando concorrentes, aproveitando o tempo para adquirir conhecimento e investindo em uma rede de conexões que começa a ser estabelecida na própria sala de aula.

No post de hoje, listamos algumas orientações que podem ajudá-lo nessa travessia, abordando desde a área escolhida e a assessoria de um coach até o cenário atual da economia brasileira. Vamos começar?

qual-o-momento-certo-de-investir-em-uma-pos-graduacao-em-engenharia.jpg

Antes de começar a travessia, peça ajuda a um coach

Não há dúvidas de que tomar uma decisão quanto ao seu futuro profissional é uma tarefa pessoal e intransferível. Afinal, é a sua carreira que está em jogo, e você não quer errar. Nesses casos, porém, a experiência de alguém que domina o assunto e enxerga a questão de fora pode fazer toda a diferença para você se conhecer melhor.

Um coach especialista em carreira poderá aconselhar você a tomar uma decisão baseada na sua história, seus interesses e desejos profissionais. Ele também poderá explicar como funciona cada tipo de pós-graduação (especialização, MBA, mestrado, doutorado etc.) e qual combina melhor com seu perfil.

Caso você queira se aprofundar quanto ao conteúdo da pós-graduação, não hesite em entrar em contato com a instituição de ensino em que você está interessado. Conhecer o estabelecimento de ensino presencialmente é uma forma de entrar em contato com o chefe do departamento ou professor que faz parte da equipe.

Organize sua vida pessoal primeiro para mergulhar nos estudos depois

Parece bobagem, mas não é: para investir em uma pós-graduação, é preciso que sua vida pessoal esteja minimamente organizada. Mas por quê? Porque se você realmente pretende ser um bom aluno e desempenhar as atividades propostas ao longo do curso, é preciso dedicação e disciplina.

Fazer um curso "meia-boca" só trará prejuízos à sua carreira. Portanto, tente organizar sua vida de forma que tenha tempo livre para a leitura, para a execução de trabalhos em grupo e para a apresentação desse material.

Muitos professores de especialização optam por deixar que o conteúdo seja introduzido pelos próprios alunos. Isso significa que você será professor em algum dia do curso, então precisa se preparar para esse momento. E ter boas notas conta pontos, não é mesmo?

Acessar material

Aproveite o momento: é na crise que surgem as oportunidades

Com a alta taxa de desemprego causada pela crise econômica brasileira — afinal, foram mais de 14 milhões de desempregados somente no primeiro trimestre de 2017, segundo dados do IBGE —, investir na carreira tornou-se imprescindível para quem quer garantir uma vaga e não ser apenas mais um em busca de um emprego. Nesse momento, uma pós-graduação age como uma ferramenta eficaz para quem já está dentro do mercado de trabalho e pretende se despontar dentro da carreira.

No caso de quem está desempregado, a especialização é uma forma de melhorar o desempenho na tentativa de retorno ao mercado de trabalho, reforçando o pensamento de que "é na crise que surgem as oportunidades".

Acabou a graduação? Considere a pós como uma oportunidade de reforçar o conteúdo

Se você acabou de se formar em Engenharia,  investir na pós-graduação é uma boa oportunidade de solidificar o conteúdo aprendido durante a graduação. É na pós que o engenheiro pode visualizar, com mais clareza, a diversidade de opções e vislumbrar como ele pode se encaixar na área com que mais se identifica.

Vejamos o exemplo de um engenheiro civil: ele pode se especializar em edificações (gestão e desempenho de sistemas prediais etc.), em cálculo de estruturas (projeto e análise de pontes, fundações etc.) ou ainda em Engenharia de Segurança do Trabalho (legislação e normas técnicas etc.) — todas elas relacionadas ao campo da Engenharia, mas com funções específicas.

Se você for um engenheiro ambiental, florestal, de produção ou mesmo civil, também pode ingressar em uma pós-graduação em auditoria e perícia ambiental, cabendo a esse profissional desenvolver habilidades nas áreas de meio ambiente, recursos naturais, legislação, política ambiental, poluição, responsabilidade socioambiental, entre outros.

Está enferrujado? Aproxime-se da sua área preferida

qual-o-momento-certo-de-investir-em-uma-pos-graduacao-em-engenharia.gif

Se a pós-graduação é uma ótima opção para quem acabou de se formar, ela também pode aproximar aquele profissional que está se sentindo meio "enferrujado" de sua área de escolha. A sensação de ter feito a graduação e nunca mais pegado em um livro para estudar é maléfica, especialmente se você está desempregado. Nesse momento, descruzar os braços é fundamental!

Ao disputar uma vaga de emprego, a pós-graduação fará com que seu currículo seja mais valorizado, principalmente se a vaga em questão for para uma habilidade específica da engenharia ou da arquitetura — por exemplo, uma área mais ampla, como planejamento urbano e gestão de cidades.

Está sem dinheiro? Bolsas de estudo podem ser o caminho para investir na pós

Nem sempre você tem certeza sobre o momento certo para investir em uma pós-graduação, mesmo porque arcar com o curso requer economizar recursos e, em tempos de crise, fica mais difícil estar em dia com as contas. Se você perceber que a pós-graduação é o caminho mais correto a seguir em sua carreira, o esforço pessoal contará a seu favor.

Você já ouviu falar no programa Educa Mais Brasil? Trata-se de um programa de bolsas de estudo que permite que estudantes impossibilitados de pagar a mensalidade integral recebam ajuda financeira de até 70% do custo total do curso. Isso vale para educação básica, de jovens e adultos, cursos livres, técnicos, preparatório para concursos, vestibular, graduação e pós-graduação.

Lá, é possível encontrar ofertas de bolsas em diversas áreas, inclusive em engenharia, já que o programa tem parceria com mais de 18 mil escolas privadas do país. Portanto, falta de dinheiro não seria uma justificativa para que você desista da pós-graduação em engenharia.

Gostou das nossas dicas sobre o momento certo de investir em uma pós? Restou alguma dúvida sobre o assunto? Conte pra gente aqui nos comentários!

Baixe agora

 

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos