pós-graduação mba

Veja qual é o melhor MBA para quem quer dar uma guinada na carreira

Mariana Brito
28-06-2018 7:31

Por aliar conteúdo e prática, o MBA é visto como uma das opções de qualificação mais interessantes por aqueles profissionais que desejam dar uma verdadeira guinada na carreira. No mercado atual, as empresas têm dado preferência aos profissionais mais capacitados, pois eles são capazes de trazer inovação, mas também conhecimento prático, agregando, assim, valor aos produtos e serviços da organização. Mas, afinal, qual é o melhor MBA?

Se você está procurando se qualificar, provavelmente, já deve ter se feito essa pergunta, não é mesmo? Para respondê-la, criamos este guia completo com algumas das melhores opções do mercado, explicando não só sobre os cursos, mas também as funções de cada um, as tendências futuras e outros detalhes. Continue a leitura e descubra mais sobre o assunto!

veja-qual-é-o-melhor-MBA-para-quem-quer-dar-uma-guinada-na-carreira-unipê

Como escolher o MBA certo?

Antes de mostrarmos qual é o melhor MBA, é essencial destacarmos como fazer a escolha mais acertada. Algumas dicas são essenciais e determinam o sucesso profissional. Afinal, é preciso considerar não só as suas afinidades com o curso, mas também as oportunidades oferecidas pelo mercado para o seu desenvolvimento!

Objetivos profissionais

O primeiro passo para escolher qual é o melhor MBA é levar em consideração os seus objetivos profissionais. Pare por alguns minutos e coloque no papel: as suas metas, os aprendizados que deseja adquirir, se isso favorecerá novos contatos, se o seu maior objetivo é salarial, uma promoção ou apenas um diploma.

Estabelecer objetivos ajudará você a ter mais clareza na hora de fazer uma escolha, evitando que ela seja realizada apenas por um impulso.

Instituição e curso

Outros fatores a serem levados em consideração são a instituição na qual será feito o curso e também a própria qualificação. Isso quer dizer que é fundamental avaliar a credibilidade da instituição, pois isso tem impacto direto no peso do currículo.

O curso também precisa oferecer uma grade curricular que acrescente ao seu dia a dia profissional. Logo, pesquise as matérias dadas, procure outros alunos para saber mais sobre o andamento do curso e outros detalhes.

Exigências

As horas de dedicação ao MBA podem variar, mas, normalmente, elas giram em torno de 360 horas de aulas, mais as atividades para realizar em casa. Isso faz com que o profissional precise ter boa disponibilidade para se dedicar.

Existem assuntos, por exemplo, que são mais complexos e exigem mais pesquisa por parte do estudante. Por isso, é importante analisar metodologia e a dinâmica de ensino, bem como o suporte dado pelos professores.

Não se esqueça de levar em consideração as suas afinidades. Apesar de o MBA poder ser realizado em uma área diferente da qual você se formou, é necessário ter afinidade com o curso e também avaliar a aplicabilidade dele no seu futuro profissional. Não por acaso, o sucesso depende diretamente do seu empenho e dedicação.

Qual é o melhor MBA?

Com tantas opções de profissões existentes no mercado atual, às vezes, se torna complexo responder à questão: qual é o melhor MBA? No entanto, como mostramos, existem dicas práticas que ajudam a selecionar o curso mais alinhado às suas expectativas e competências.

Depois de conhecê-las, selecionamos alguns dos cursos com grande potencial de mercado. Confira!

Arquitetura e Soluções de TI

Segundo um estudo realizado pela ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) foram investidos mais de 38 bilhões de dólares em TI no Brasil apenas no ano de 2017. O esperado é que, em 2018, esse valor aumente cerca de 4,1%, o que demandará mais profissionais e inovação.

Entre os profissionais mais requisitados e que contribuirão para o desenvolvimento do setor está o arquiteto de soluções, cargo advindo do ramo da engenharia, que está ligado ao TI. Ele é o profissional responsável por definir as soluções tecnológicas de acordo com as necessidades e metas da empresa. Ou seja, ele precisa ter uma capacidade analítica para entender quais as melhores soluções digitais para o negócio para o qual trabalha.

O mercado de trabalho para o arquiteto de soluções em TI é extenso. Desde as startups até as grandes organizações precisam da atuação desse profissional. Por exemplo, quando empresas vão se fundir, o trabalho do arquiteto de soluções é integrar os novos negócios de modo que as funções digitais sejam preservadas.

O foco do curso de MBA na área é nos profissionais com experiência em arquitetura corporativa ou técnica, mas que queiram aperfeiçoar seu trabalho. Ou seja, capazes de prover soluções mais inovadoras e aumentar a competitividade do empreendimento.

A grade curricular desse MBA compreende matérias como:

  • Frameworks de arquitetura corporativa;
  • Desenvolvimento de requisitos arquiteturais e análise e desenho de arquiteturas de software;
  • Engenharia de usabilidade e User Experience;
  • Arquitetura de Big Data com ênfase em Analytics;
  • Arquitetura e padrões de integração entre sistemas distribuídos.

Baixe agora

Business Intelligence com Big Data

A consultoria Gartner realizou uma pesquisa na qual afirmou que o Big Data tende a crescer até 2020 para um investimento de 22,8 bilhões de dólares. De acordo com ela, o Business Intelligence e a análise de dados tendem a expandir cada vez mais rápido no mercado global.

Tudo isso devido a uma demanda crescente dos negócios por acessibilidade, agilidade e insights analíticos mais profundos sobre dados de clientes e do próprio mercado. A ideia é colaborar com a maior competitividade e o alinhamento de produtos e serviços às necessidades do consumidor.

Isso criou um campo amplo para o desenvolvimento de profissionais de BI. Eles podem ser oriundos de diferentes partes, desde a administração até a engenharia — o importante é que tenham um perfil analítico. Isso porque esses profissionais terão não só que integrar as diversas fontes de dados, mas saber analisá-los, a fim de ter um suporte na tomada de decisões.

Como mostramos no início do tópico, o mercado, tende a continuar crescendo e exigirá cada vez mais especialização dos profissionais que pretendem estar inseridos nele. Especialmente porque as tecnologias estão avançando e os indivíduos que as manuseiam constantemente precisam adequar seu trabalho, a fim de compreendê-las.

O MBA em Business Intelligence e Big Data compreende matérias que vão desde a tecnologia até a inteligência competitiva, como:

  • Gestão do cliente (CRM) e inteligência competitiva;
  • Gestão de indicadores de desempenho com BSC (Balanced Scorecard);
  • Arquiteturas de requisitos e testes de software para Business Intelligence;
  • Modelagem de dados relacional e multidimensional;
  • BI aplicada à gestão estratégica;
  • Big Data Analytics: análise estatística.

Finanças

Uma companhia que não realiza a projeção financeira e não tem controle sobre os seus custos e gastos não é capaz de oferecer produtos ou serviços de qualidade ao consumidor, pois não consegue aliar o bom preço, inovação e prazo de entrega.

É fato que as finanças sempre foram uma pauta importante no mundo dos negócios. Mas, na atualidade, elas tomaram uma proporção maior. Hoje, a preocupação com questões financeiras se estende para o âmbito pessoal e, além disso, há uma inserção de novos modelos de negócio, que exigem a adaptação do profissional que atua na área.

O indivíduo que já atua nela e se pergunta “qual é o melhor MBA?” encontrará nas Finanças um caminho bastante promissor. Ele não apenas será responsável por ajudar na gestão financeira das organizações, mas também deverá analisar e tomar decisões embasadas em dados da administração financeira, econômica e fiscal.

O contexto do país exige profissionais cada vez mais especializados na área e capazes de fazer um trabalho de excelência sem desperdícios. Aliás, não só colaboradores, mas também os próprios executivos têm muito a ganhar com um MBA na área, que contempla matérias como:

  • Matemática financeira;
    • Mercados financeiros e de capitais;
    • Finanças corporativas (decisões de investimentos e decisões de financiamentos)
  • Planejamento e gestão tributária;
  • Valuation (avaliação de empresas);
  • Gestão de custos e controladoria.

Formação de Consultores Organizacionais

Nem sempre uma empresa consegue resolver todas as questões relativas aos seus processos. Muitas vezes, é necessário contar com uma visão externa, que permita aos gestores enxergarem além do âmbito mercadológico e entenderem que existem outras formas eficazes de conquistar metas. É aí que entra o trabalho dos consultores organizacionais.

A consultoria organizacional é normalmente solicitada pelos empreendimentos que desejam gerar resultados melhores e aprimorar a sua performance. O trabalho do consultor consiste em estudar processos organizacionais e encontrar oportunidades melhores para o negócio investir. Como é um trabalho minucioso, o consultor precisa ser experiente no ramo de atuação da empresa.

Nos próximos anos, a competitividade atual do mercado e o aumento da exigência dos consumidores tornarão o trabalho do consultor quase uma obrigação para as empresas que desejam expandir. O interessante é que ele pode atuar tanto como consultor interno, fazendo parte do corpo de funcionários, quanto como consultor externo, tendo a possibilidade de trabalhar para diferentes empreendimentos.

Para isso, o profissional precisa ter uma visão estratégica e tática das empresas, habilidades essenciais na hora de desenvolver o trabalho. O interessante é que a pessoa que deseja se envolver na consultoria pode vir de qualquer área, mas, para isso, precisará saber qual é o melhor MBA, que, no caso, é a Formação de Consultores Organizacionais.

O fato de receber pessoas de todas as áreas de conhecimento faz com que o curso tenha matérias que abranjam as principais áreas estratégicas de um negócio, como:

  • Técnicas de oratória e media training;
  • Consultoria em planejamento estratégico e elaboração de plano de negócio;
  • Consultoria em mapeamento e gestão de processos;
  • Consultoria em produção, logística e operações de varejo;
  • Consultoria em gestão de projetos;
  • Consultoria em marketing e vendas;
  • Consultoria em gestão de pessoas por competências;
  • Consultoria em análise de viabilidade de negócios.

veja-qual-e-o-melhor-MBA-para-quem-quer-dar-uma-guinada-na-carreira

Gestão de Clínicas e Consultórios

É comum que médicos, dentistas e outros profissionais da área da saúde optem por abrir seus próprios consultórios ou clínicas. Consequentemente, além do trabalho na sua área de formação, eles adquirem outra função: a de administradores do próprio negócio.

Além de se preocupar com a excelência nos serviços e tratamento dos pacientes, o profissional terá que atentar a aspectos básicos da administração de um negócio, preocupando-se com questões como finanças, gestão de pessoas, marketing, entre outros.

Esse mercado de médicos administradores já vem apresentando crescimento ao longo dos últimos anos. No entanto, daqui para a frente, será exigido do profissional mais atenção às mudanças tecnológicas, inserção de novos tratamentos, maior cuidado com as questões humanistas em um modelo de negócio mais enxuto e ágil, que traga comodidade e praticidade para o cotidiano do paciente.

A ideia é que o gestor possa oferecer aos colaboradores do consultório ou clínica referenciais técnicos, ferramentas e metodologias que colaborem com a gestão. Logo, o perfil para o curso em MBA em Gestão de Clínicas e Consultórios está ligado a profissionais que desejam de fato otimizar processos e desburocratizar os procedimentos clínicos nas mais diversas especialidades, promovendo o alinhamento de todos os profissionais que atuam no empreendimento.

Dada essa amplitude do trabalho, ao escolher qual é o melhor curso de MBA, o futuro especialista deve prezar por uma grade curricular multidisciplinar. Por exemplo, deve conter unidades curriculares como:

    • Aspectos legais da gestão em saúde;
  • Planejamento estratégico para clínicas e consultórios;
    • Gestão de pessoas e desenvolvimento de equipes;
  • Prática trabalhista preventiva em clínicas e consultórios;
  • Finanças aplicadas às clínicas e consultórios;
  • Contabilidade para executivos de saúde;
  • Marketing aplicado às clínicas e consultórios
  • Gerenciamento de serviços em clínicas e consultórios;
  • Gestão de planos de saúde e medicina de grupo.

Gestão de Projetos

Cada gestor de uma empresa tem uma função predominante, mas uma característica que os unem em um grupo é a capacidade de gerenciar projetos de maneira correta, obedecendo a todas as fases envolvidas: desde o planejamento até o encerramento. E isso não é exclusivo apenas para situações de grande magnitude, pois até mesmo as pequenas tarefas do cotidiano — como a implementação de estratégias — exigem um bom projeto.

Realizar a gestão de projetos da maneira correta traz uma série de benefícios para uma organização, como a resolução mais ágil de problemas e uma maior padronização de processos, sendo possível a rápida identificação de problemas. Tudo isso faz com que os gestores de projetos sejam profissionais muito requisitados na empresa.

Independentemente de você já ter feito outras especializações, na hora de escolher qual é o melhor MBA, a opção pela área de projetos garante um grande mercado de atuação. Como podem atuar em todas as áreas de uma empresa, muitas vezes, uma mesma organização contará com vários gestores de projetos.

Os profissionais que procuram MBA em Gestão de Projetos desenvolverão diferentes habilidades, como uma comunicação mais fluida, capacidade de negociação, gestão de crises e maior objetividade. Sem se esquecer, é claro, do gerenciamento de tempo, orçamento e equipe. As matérias do curso contemplam:

    • Gerenciamento de escopo e tempo;
    • Gerenciamento de custos e riscos;
    • Gerenciamento de aquisições e qualidade;
    • Gerenciamento de comunicações, RH e partes interessadas;
    • Métricas para gerenciamento de projetos;
    • MS Project aplicado;
    • Fundamentos de gestão ágil;
  • Entrega constante de valor;
  • Engajamento das partes interessadas.

Governança de TI

Muitas ferramentas tecnológicas são usadas no dia a dia das empresas. A Governança de TI tem por objetivo estabelecer um conjunto de ações e regras que padronizem os processos realizados pelas ferramentas e soluções em TI. A partir do momento em que é implementada na empresa, todos os colaboradores devem utilizá-la, desde estagiários até diretores.

A tendência é que ela passe a ser imprescindível para empresas de diferentes portes e setores, em especial, por lidar com um aspecto delicado dos negócios, que é a segurança de informações. Segundo a Gartner, a previsão é de que, em 2018, sejam investidos 93 bilhões de dólares em segurança da informação.

Os recentes incidentes ligados ao vazamento de dados vieram para impulsionar o mercado e também a demanda por profissionais qualificados para atuarem na área. O trabalho deles ainda abrange a adequação a certificados internacionais como o Cobit e o ITIL, que ajudam no processo de alinhamento estratégico, gestão de recursos e riscos.

O profissional que pretende se especializar na área precisa ter facilidade em lidar com tecnologias e, de preferência, vir de áreas ligadas às ciências exatas, devido aos cálculos envolvidos no processo de TI. Entre as matérias do curso de MBA em Governança de TI, estão:

  • Gestão estratégica da TI;
  • Finanças aplicadas a TI;
  • Gestão de processos;
  • Desenho de serviços de TI;
  • Operação e melhoria contínua de serviços de TI;
  • Fundamentos de segurança da informação;
  • Direito digital.

Logística e Supply Chain

qual-e-o-melhor-mba-para-quem-quer-dar-uma-guinada-na-carreira

Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o e-commerce brasileiro cresceu 12% em 2017 (59,9 bilhões de reais) e a expectativa é que esse crescimento vá para 15% em 2018. Ainda de acordo com o estudo feito pela associação, foram enviados mais de 203 milhões de pacotes em 2017.

Focados nesse último número, podemos ver a importância que a logística tem para o setor. Afinal, com mais de 200 milhões de pacotes enviados, as empresas precisam encontrar maneiras eficazes de entregar de maneira ágil os produtos adquiridos pelos clientes. Nesse processo, também entra a boa gestão do estoque, que precisa ser controlado de perto e de maneira coordenada para que não faltem, mas também não sobrem produtos.

Sendo assim, as organizações precisam contar com especialistas em Logística e Supply Chain. Eles são os responsáveis por gerir da melhor forma possível os processos logísticos, focando questões como compra, movimentação, armazenagem e entrega de produtos, integrando as duas áreas. O profissional deverá não apenas se preocupar em eliminar as redundâncias, mas também em reduzir o tempo para garantir a eficácia estratégica da logística.

Com o aumento do número de e-commerces e também da demanda deles, o trabalho em Logística e Supply Chain tende a crescer e trazer novos desafios aos responsáveis pela área dentro das organizações. Por isso, ao apostar em um curso na área, eles conseguem ter maior consistência em sua atuação. A especialização compreende uma unidade curricular composta por:

    • Gestão de estoque e suprimentos;
    • Controle de armazenagem e distribuição;
  • Gestão estratégica de transporte;
    • Supply Chain Management;
    • Logística reversa;
    • Logística portuária;
    • Logística internacional;
  • Gestão de riscos aplicados à cadeia de suprimentos;
  • Gerenciamento e controle de custos logísticos;
  • Mapeamento e gerenciamento de processos.

Marketing

O marketing surgiu há um bom tempo, mas faz apenas alguns anos que ele passou por grandes transformações. A democratização da internet, a maior exigência por parte dos consumidores e o aumento de competidores em um mesmo segmento fizeram com que as empresas precisassem investir mais setor.

O que antes era visto como gasto, hoje, se tornou algo imprescindível. Entre as mudanças incorporadas pelo marketing estão o uso de dados para embasar as estratégias, a automação de processos, o crescimento exponencial do marketing digital, a maior preocupação com a experiência do consumidor, além dos novos canais de trabalho, como as redes sociais.

O profissional de administração, comunicação e áreas afins se pergunta “qual é o melhor MBA?”. Podemos dizer que o Marketing é o mais indicado, seguido de cursos extras na área digital, que é uma das que mais tem demandado bons profissionais e crescido ano após ano. Segundo a CMO Survey é esperado que o orçamento destinado para o setor suba para 8,9% nos próximos 12 meses (sendo a pesquisa divulgada em fevereiro de 2018).

No entanto, o aumento no investimento não significa que o profissional poderá gastar mais, mas sim que ele precisa ter maior dinamicidade para investir nas ferramentas certas. Outra característica importante a quem decide estudar nessa área é a multidisciplinaridade e a capacidade de prever tendências. É por isso que a grade do curso de MBA é extensa e abrangente, incluindo matérias como:

    • Modelagem de negócios;
    • Comportamento do consumidor;
    • Formação e gestão de preços;
    • Gestão de mídia e comunicação;
  • Gestão e desenvolvimento de produtos e marcas;
    • Gestão de logística e distribuição;
    • Planejamento e gestão da força de vendas;
    • Gestão de relacionamento e experiência de clientes;
  • Marketing digital e Inbound Marketing;
  • Monitoramento e gestão de mídias digitais;
  • Business Intelligence e Big Data aplicados ao marketing.

Escolher qual é o melhor MBA passa primeiro por uma fase de autoconhecimento. É preciso compreender quais são as suas necessidades, afinidades e disponibilidade. Elas contam muito nessa hora. Como mostramos, há uma série de bons cursos e que têm um mercado muito promissor pela frente.

E então, gostou do nosso artigo? Tem alguma dúvida sobre qual das opções apresentadas é a melhor para você? Ou quer saber mais sobre esses cursos? Deixe o seu comentário aqui no post!

Acessar material

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos