Blog Pós-graduação UNIPÊ

BLOG PÓS-GRADUAÇÃO UNIPÊ

Quais são os piores conselhos de carreira que você pode receber?

Postado por Fábio Albuquerque

Em um happy hour em plena sexta-feira à noite, após uma semana exaustiva de trabalho, Roberto recebeu um conselho de um colega: "você sabia que todos nós podemos conseguir o que quisermos na carreira profissional? Tudo depende da maneira como canalizamos a energia, dos nossos esforços. Veja meu exemplo, já estou no topo da carreira e você também consegue. Você pode ser tudo o que quiser".

Papo vai, papo vem, mas a ideia continuou martelando na cabeça de Roberto. A tristeza tomou conta do analista de sistemas, que ficou dias entristecido com o seu atual estágio na carreira.

Apesar da história ser fictícia, muita gente cai em armadilhas que surgem pelo caminho. Uma delas é se agarrar aos piores conselhos profissionais.

E você, conhece determinados argumentos que mais atrapalham do que ajudam? Continue a leitura deste post e conheça os 7 piores conselhos de carreira — e que não devem ser levadas a sério!

quais-sao-os-piores-conselhos-de-carreira-que-voce-pode-receber.jpg

1. Coloque a sua carreira acima de tudo

Muitos profissionais criam expectativas acima da realidade sobre suas carreiras e acabam se frustrando ao longo da jornada.

Além disso, ao colocar somente a profissão em primeiro plano, o risco de sofrer problemas de saúde aumenta consideravelmente. Depressão, estresse, conflitos familiares e até mesmo afastamentos médicos estão entre os principais problemas.

Dessa maneira, a dica é buscar sempre o equilíbrio entre vida profissional, pessoal e educacional. Não deixe de trabalhar, mas separe um tempo para praticar atividades prazerosas, como alguma modalidade esportiva.

Também é muito importante diversificar os conhecimentos, fazendo trabalhos voluntários, tendo momentos com a família, lazer, etc.

2. Diploma é a garantia de emprego

Foi-se o tempo em que a conclusão de um curso superior diferenciava um profissional do outro.

Além do aspecto técnico, hoje em dia as vagas de emprego exigem muitas outras qualificações, como proatividade, espírito de liderança, bom relacionamento, pós-graduações em áreas específicas e fluência em línguas.

Portanto, busque se atualizar constantemente, já que a oportunidade da sua vida pode aparecer amanhã. Imagine se você não estiver preparado?

Além disso, quem tem ensino superior geralmente não aceita vagas que oferecem salários menores, sendo um limitador quando a situação aperta.

Com o dinamismo do mercado existem ainda muitos empreendedores que conseguiram obter o sucesso graças aos talentos direcionados às inovações. Por isso, saiba que diploma é fundamental, mas não uma garantia.

Baixe agora

3. Faça o que você ama e dinheiro será consequência

Apesar de todo o tom emotivo, a realidade demonstra que esse conselho tem uma forte conotação de ilusão.

Mesmo que existam exemplos de sucesso após uma reviravolta na carreira, os casos são raros, pois nem todo mundo consegue unir o útil ao agradável.

O importante é procurar um trabalho que faça você se sentir bem, com um ambiente saudável e possibilidades reais de crescimento profissional. Claro, se acontecer de você conseguir trabalhar com aquilo que gosta, faça de tudo para manter o crescimento na sua carreira!

4. Faça um currículo longo e bem detalhado

Essa é uma pérola que muita gente já ouviu. Com o dinamismo da modernidade, a rapidez dos processos e o excesso de tarefas para cumprirmos diariamente, pouquíssimos recrutadores analisam currículos com mais de duas folhas.

O ideal é ser o mais objetivo possível, inserindo suas principais experiências, seus diferenciais, projetos, suas funções desenvolvidas e os cursos concluídos. No mais, deixe para explanar na entrevista.

A dica é enviar seu currículo com no máximo uma folha, em formato PDF. Para determinados cargos, a foto é importante, assim como seus dados pessoais, imprescindíveis para um primeiro contato.

5. Fique pelo menos 5 anos em uma empresa

Muitos profissionais de recursos humanos valorizavam pessoas que traziam na bagagem uma larga experiência em uma mesma empresa. No entanto, isso também mudou.

Atualmente, o que vale é o legado deixado nas corporações em que você atuou, ou seja, o foco das seleções é encontrar profissionais que conseguiram alcançar bons resultados, independentemente do tempo de experiência no último emprego.

Portanto, não se apegue a essa ideia, que também se enquadra entre os piores conselhos de carreira nas conversas com familiares, amigos ou colegas de trabalho.

quais-sao-os-piores-conselhos-de-carreira-que-voce-pode-receber.gif

6. Deixe de lado os cursos e treinamentos, afinal você já está empregado

Sabendo que nada é permanente, entenda que até mesmo o dono da empresa pode perder o posto no caso de uma falência. Não existem garantias no mercado de trabalho.

Por isso, a atualização é importantíssima para você sempre ficar preparado para sair em busca de outro emprego.

Aliás, ao fazer cursos, participar de seminários e se envolver em treinamentos, muitas vezes surgem oportunidades melhores na sua carreira profissional por meio do networking.

Ou seja, deixe a acomodação de lado e se aprimore constantemente. Afinal, a motivação e a disposição aumentam quando estamos em busca de novos horizontes!

7. Gaste sem limites já que você está ganhando bem

Conseguir um bom emprego, ter a falsa sensação de estabilidade, além de um salário de encher a família de orgulho pode levantar não só a autoestima, mas gerar um descontrole.

Saiba que esse conselho não deve ser levado em consideração, já que o planejamento orçamentário é essencial no sucesso da sua carreira — você ganhando bem ou não. Invista na gestão da sua carreira e em cursos, além de uma previdência privada ou na aplicação em investimentos seguros.

Dessa maneira, quando você ouvir que “pode gastar como bem entender", leve a afirmação na brincadeira, já que os excessos podem minar sonhos e encerrar a vida profissional de talentos tidos como brilhantes pelos companheiros de carreira.

Como muita gente não tem noção do que fala, a dica é sempre levar na esportiva os conselhos que não são adequados de acordo com a avaliação dos especialistas.

Isso porque ficar irritado e criar conflitos com pessoas queridas muitas vezes pode ser negativo para a sua estabilidade emocional. Busque sempre informações confiáveis e nunca deixe de acreditar que o melhor caminho para tudo é a educação.

E você, já ouviu conselhos nada confiáveis ao longo da sua carreira? Deixe aqui o seu comentário e compartilhe a sua experiência conosco!

Acessar material

pós-graduação

Fábio Albuquerque

Fábio Albuquerque

Pró-Reitor da Pós-graduação do Unipê. Mestre em Administração pelo Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade da Paraíba, Especialista em Estratégia Empresarial e Pesquisador de Marketing, Consumo e Sociedade, além de Tecnologia da Informação e Sociedade.

ASSINE A NEWS

VÍDEOS

ACOMPANHE O UNIPÊ

REDE SOCIAIS