Blog Pós-graduação UNIPÊ

BLOG PÓS-GRADUAÇÃO UNIPÊ

Quais são os desafios da recolocação profissional?

Postado por Fábio Albuquerque

A recolocação profissional se torna necessária quando o indivíduo sente que precisa buscar desafios mais ousados na carreira, encontrar melhores salários ou um novo emprego. No entanto, durante esse processo é possível se deparar com alguns obstáculos.

Essas pedras no caminho podem ser uma incapacidade de reconhecer as aptidões pessoais e um pouco de falta de planejamento. Além disso, a desatualização da formação acadêmica também pode deixar a recolocação ainda mais árdua.

Você se identificou? Acompanhe, então, este texto e descubra alguns desafios que aparecem para aqueles que buscam se recolocar no mercado de trabalho. Confira também algumas dicas para superar essas situações. Vamos lá?

quais-sao-os-desafios-da-recolocacao-profissional.jpg

1. Reavaliar as capacidades pessoais

Muitas pessoas que estão em processo de recolocação costumam ignorar a importância de avaliar as suas capacidades pessoais. Isso quer dizer que o indivíduo não reflete sobre seus pontos fracos e fortes antes de procurar uma nova oportunidade de emprego, por exemplo.

E essa falta de reflexão faz a pessoa cometer erros, dificultando a identificação de uma possibilidade de trabalho mais adequada. Ela escolhe um caminho que não tem a ver com a sua personalidade, o que pode fazer com que este processo tenha que ser realizado mais uma vez.

Sendo assim, o indivíduo deve fazer algumas perguntas a si mesmo. Por exemplo, quais defeitos precisam ser abandonados para ocupar um novo cargo em uma empresa? Considere aqueles feedbacks negativos que você recebeu ultimamente, por exemplo, para identificar os pontos de melhoria.

Você também deve analisar as qualidades que, muitas vezes, são deixadas de lado por insegurança. Muitas vezes você já possui as características ideais para ser uma pessoa bem-sucedida e precisa apenas reconhecer isso. Esse tipo de autorreflexão ajuda a combater os obstáculos de uma boa recolocação profissional!

2. Ter medo de não conseguir um salário melhor

A questão financeira é um dos fatores que mais fazem as pessoas se desmotivarem de mudar de carreira. Isso porque o medo de não ter melhores condições salariais acaba deixando muitos profissionais acomodados no emprego em que estão. Ou, ainda, aceitam propostas menos interessantes por acharem que não virão outras melhores.

Para evitar esse tipo de frustração, as pessoas devem fazer uma pesquisa de mercado antes de se decidir por uma nova oportunidade de trabalho. Comparando as diferenças de remuneração, ocupação de cargos e benefícios entre as empresas, você consegue ter uma melhor ideia de como está o mercado para as suas pretensões profissionais, por exemplo. 

Também vale a pena organizar as finanças antes da recolocação. Afinal, é preciso ter um dinheiro guardado para passar por um eventual momento de desemprego. Assim, você terá mais tempo para encontrar uma boa oportunidade e não passará grande sufoco no orçamento.

Baixe agora

3. Lidar com um mundo cada vez mais tecnológico

Sistemas altamente informatizados, softwares para cada atividade no trabalho, aplicativos para gerenciar rotinas. Esses são alguns dos elementos cada vez mais presentes no mundo do trabalho. E, para quem busca uma recolocação profissional, isso pode causar certo espanto e até mesmo ser um grande obstáculo.

De fato, as empresas estão cada vez mais tecnológicas e elas procuram pessoas que saibam acompanhar e manusear essas mudanças. Dessa forma, para você conquistar uma boa oportunidade de trabalho, deverá dominar as tecnologias da sua área de interesse.

Por isso é tão importante o profissional investir em capacitação para compreender e saber manipular esse mundo tecnológico. Informe-se sobre os softwares e outras ferramentas que atualmente são usadas na sua área de interesse e não passe aperto na hora de se candidatar para uma nova vaga!

Faça cursos e pratique bastante até dominar essas aplicações. Dessa forma, as suas chances de recolocação aumentam consideravelmente.

recolocação-profissional

4. Adaptar-se a padrões muito diferentes dos habituais

Como vimos, as tecnologias já fazem um tremendo impacto nas empresas. Mas não é apenas elas que interferem no sucesso de uma recolocação profissional. É preciso adquirir outras habilidades e, principalmente, conhecimentos especializados para ocupar um espaço de destaque no mercado de trabalho.

O motivo disso é que as organizações precisam de profissionais com domínio específico em uma área. Afinal, é necessário lidar com as complexidades de uma determinada função com precisão. Por conta disso, as empresas preferem contratar pessoas que investem em si mesmas. Ou seja, indivíduos que buscam se atualizar e melhorar suas competências profissionais.

Diante disso, para que você se dê bem em um momento de recolocação, é essencial continuar estudando. Procure fazer uma pós-graduação, por exemplo, uma vez que essa modalidade de ensino oferece a você uma formação precisa e atualizada na área de seu interesse, de forma mais especializada.

Além do mais, esse tipo de curso é de pouca duração, o que facilita o ganho de tempo para se recolocar profissionalmente. Escolha uma pós-graduação que combine com a sua formação, estude e melhore as suas chances!

5. Fazer um planejamento para buscar novas oportunidades

De nada adianta pensar em se recolocar no mercado de trabalho e não criar um planejamento para isso. Afinal, você precisa ter uma noção de quanto tempo e quais etapas serão necessárias para cumprir seus objetivos.

Neste sentido, comece a organizar a sua vida para encontrar uma nova oportunidade. Por exemplo, se o seu projeto é fazer um curso, estipule a duração deste e até mesmo como você pagará as mensalidades, por exemplo. Além disso, tente encontrar na sua rotina os horários para se dedicar aos estudos.

Se possível, organize em uma planilha todas as informações importantes. Defina os prazos para a realização de cada etapa e seja bastante disciplinado nas suas fases. E isso quer dizer não deixar acumular atividades para que você não se atrase em seus planos.

Também trabalhe com uma agenda ou aplicativo para gestão de tarefas, pois é importante acompanhar e não se perder nas etapas de seu planejamento. E não se esqueça de comemorar cada meta atingida! Assim, você terá uma visão sistêmica sobre o processo que vai garantir a você uma recolocação em pouco tempo.

Você se identificou com algum dos desafios para a recolocação profissional? Se você já quer superar alguns desses obstáculos, comece a aproveitar melhor o tempo parado no trânsito, por exemplo. Quais desafios você pretende ultrapassar primeiro? Conte para a gente deixando o seu comentário aqui no post!

Acessar material

pós-graduação

Fábio Albuquerque

Fábio Albuquerque

Pró-Reitor da Pós-graduação do Unipê. Mestre em Administração pelo Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade da Paraíba, Especialista em Estratégia Empresarial e Pesquisador de Marketing, Consumo e Sociedade, além de Tecnologia da Informação e Sociedade.

ÚLTIMOS POSTS

ASSINE A NEWS

VÍDEOS

ACOMPANHE O UNIPÊ

REDE SOCIAIS