Blog Pós-graduação UNIPÊ

BLOG PÓS-GRADUAÇÃO UNIPÊ

Guia do uso apropriado do celular no trabalho

Postado por Fábio Albuquerque

Quem não gosta da conveniência oferecida pelos telefones celulares? Sua família e seus amigos podem entrar em contato com você a qualquer momento, por qualquer motivo, não importa onde você esteja — mesmo no trabalho.

Muitos empregadores estabelecem políticas formais para determinar quando ou onde os colaboradores podem usar seus smartphones. Em alguns ambientes de trabalho, celulares são completamente banidos. Em outros, embora as regras internas não o proíbam claramente, seu uso é desaprovado.

Ainda que seu chefe permita a utilização do celular no trabalho, use o bom senso e esteja sempre consciente para que isso não interfira em seu desempenho profissional.

guia-do-uso-apropriado-do-celular-no-trabalho.jpg

Desative os alertas sonoros

Se você fica com o celular no trabalho, não permita que ele emita sons altos. Caso não queira desligá-lo completamente, ao menos o configure para apenas vibrar. Os sons de diferentes toques soando o tempo todo podem ser muito irritantes até mesmo para seus colegas de trabalho. Além disso, você não deseja que seu chefe saiba com que frequência você recebe chamadas e mensagens, certo?

Além disso, tome cuidado para não ser você mesmo uma espécie de alerta sonoro. Indivíduos falando demasiadamente alto em seus telefones se tornou algo tão comum que muitas são as piadas em torno de pessoas que agem assim.

Não se esqueça de que os smartphones possuem microfones muito sofisticados e poderosos. Em outras palavras, você não precisa gritar: apenas fale em um tom de voz normal e adequado.

Atenda apenas chamadas realmente importantes

Durante o tempo que passa no trabalho, use o celular apenas para chamadas importantes. O que você deve classificar como uma ligação importante? A diretora da escola ligando para avisar que seu filho está doente, sua filha ligando para dizer que chegou em casa com segurança ou emergências familiares que requeiram sua ação imediata são exemplos de situações importantes para as quais você pode abrir uma exceção e usar o celular.

Sua amiga querendo papear, seu filho contando que o cachorro fez sujeira no carpete da sala ou sua mãe ligando para contar que sua prima vai se casar são situações que podem esperar até que você tenha um tempo livre.

Deixe as ligações caírem no correio de voz

A menos que você tenha certeza da relevância de uma chamada, deixe que o correio de voz se encarregue dela, já que não passará muito tempo até que você possa verificar suas mensagens.

No entanto, se atender a chamada, pode ser que seu interlocutor o “enrole” e você encontre alguma dificuldade para desligar o telefone e encerrar a conversa.

Baixe agora

Encontre um local reservado para realizar chamadas

Ainda que sua empresa permita o uso de celular no trabalho, durante as pausas, faça ligações longe de sua mesa. Encontre outro lugar para conversar, onde ninguém possa ouvir suas conversas.

Faça isso mesmo se o assunto tratado ao telefone não for de natureza pessoal ou íntima — você pode estar fazendo uma pausa, mas seus colegas de trabalho talvez não estejam.

Nunca use seu celular no banheiro

Não usar o celular no banheiro é uma dica que você deve seguir independentemente de onde estiver: no trabalho ou usando o banheiro de outros lugares. Por quê? Bem, você nunca sabe quem está no sanitário ao lado e deixar esta pessoa ouvir todo o teor de suas conversas privadas (sem trocadilhos) pode acabar sendo bem embaraçoso.

Utilizar o celular no banheiro do trabalho é algo especialmente desrespeitoso e indelicado para seu interlocutor que vai ouvir sons de banheiro, como o característico ruído de descarga, por exemplo. Além disso, pode ser considerado como uma invasão da privacidade de seus colegas de trabalho que estiverem usando as dependências ao mesmo tempo em que você.

Não use o celular durante reuniões de trabalho

Além de úteis para o envio de mensagens e a realização de ligações, os celulares se tornaram importantes ferramentas de trabalho. Tendo isso em mente, este intertítulo poderia ser “não use seu celular durante reuniões de trabalho se você o utilizar para fazer qualquer coisa que não esteja relacionada a esta atividade profissional específica”.

Talvez, mantenha sua agenda no telefone ou use o celular para fazer anotações durante a reunião. Se você precisa usar seu celular por essas razões, não há escolhas: você deve utilizá-lo porque, então, trata-se de um instrumento de trabalho.

Entretanto, não envie mensagens de texto, verifique suas redes sociais, atualize seu status e nem jogue no celular. Não fique com o “nariz enterrado” no telefone. Mantenha seus olhos erguidos e procure se engajar na reunião. Fazer qualquer outra coisa deixará claro para seu chefe que você não está dedicando a atenção necessária ao seu trabalho.

Guarde-o quando receber visitantes em seu local de trabalho

Deixar seu celular exposto em cima da mesa quando alguém vai até seu escritório ou se senta à sua mesa de trabalho para tratar de assuntos profissionais envia a mensagem de que o aparelho é o símbolo de algo mais importante do que a pessoa que está lá para dialogar com você, seja ela colega de trabalho, chefe ou convidado. E você não ganha nada em deixar esta impressão nas pessoas.

Retire-o da mesa quando estiver em refeições de negócios

Provavelmente, é um hábito: você se senta junto a uma mesa de restaurante e coloca seu celular ao lado do prato. Todavia, se estiver almoçando ou jantando com clientes ou superiores e não está esperando uma ligação de extrema importância, deixe seu telefone de lado.

Os profissionais mais jovens integram uma geração para a qual o telefone celular é praticamente uma extensão do braço, mas é importante se lembrar de que seus modernos dispositivos não compõem a louça do jantar.

Usar apropriadamente o celular no ambiente trabalho se tornou praticamente uma obrigação do bom profissional, sobretudo em locais de trabalho cada vez mais tecnológicos. A maioria das pessoas não comete erros intencionais: apenas não sabe que há certos padrões de comportamento devem ser seguidos para garantir um bom convívio dentro do ambiente profissional.

Como nem todas as empresas estabelecem definições claras sobre o correto uso do celular no trabalho, cabe ao próprio profissional compreender e praticar boas medidas em um terreno incerto e ainda, de certo modo, não totalmente explorado.

Gostou do post? Você utiliza ou já utilizou celular no trabalho? Deixe um comentário e compartilhe conosco sua experiência!

Acessar material

pós-graduação

Fábio Albuquerque

Fábio Albuquerque

Pró-Reitor da Pós-graduação do Unipê. Mestre em Administração pelo Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade da Paraíba, Especialista em Estratégia Empresarial e Pesquisador de Marketing, Consumo e Sociedade, além de Tecnologia da Informação e Sociedade.

ASSINE A NEWS

VÍDEOS

ACOMPANHE O UNIPÊ

REDE SOCIAIS