pós-graduação

Guia de como se dar bem em um novo emprego

Fábio Albuquerque
20-12-2018 7:29

Conseguir um novo emprego se tornou um desafio ainda maior nos últimos tempos. São mais de 13 milhões de desempregados no Brasil, segundo o IBGE, o que faz com que os profissionais precisem se diferenciar para aumentar as suas chances de obter uma boa colocação no mercado.

Para quem consegue uma vaga, o momento é de alegria. Apesar disso, é preciso muita atenção para se dar bem no novo emprego, garantindo a permanência na posição conquistada.

Pensando nisso, fizemos este guia, no qual daremos dicas imperdíveis não só para quem quer se destacar em sua profissão, mas também para aqueles que desejam mudar de cargo. Além disso, mostraremos um panorama sobre o mercado de trabalho atual e como uma pós-graduação pode impulsionar a sua carreira. Confira!

guia-de-como-se-dar-bem-em-um-novo-emprego

Emprego antigo: quando devo ter a certeza de que a recolocação é necessária?

Qual o momento certo de tentar uma recolocação? Provavelmente, essa pergunta já passou pela sua cabeça, bem como algumas questões relacionadas ao melhor momento de pedir demissão, se isso manchará o currículo, entre outras. O fato é que não é simples: é preciso autoconhecimento para entender quando os sinais aparecem e tomar uma decisão que levará a um caminho mais satisfatório.

Os dois caminhos da recolocação

Fusões, demissão em massa e falência podem atenuar a necessidade de recolocação profissional. Nesse caso, as empresas podem sinalizar tais mudanças internas aliás, é de suma importância que ela comunique a iminência de tais acontecimentos. No entanto, não são só fatores externos que indicam a necessidade de um redirecionamento de carreira.

A indicação pode vir internamente, como a insatisfação com as funções desempenhadas, o baixo desenvolvimento da carreira ou a chance de exercer um cargo com maior propósito. Esse último caminho é um dos maiores desafios dos profissionais por isso, explicaremos melhor sobre ele a seguir.

Os desafios da recolocação profissional

Apesar de termos apontado os dois caminhos pelos quais a necessidade da recolocação acontece, é preciso pensar além, pois a questão é muito mais complexa, especialmente no que diz respeito a fatores internos. Confira alguns sinais e desafios para aqueles que querem se recolocar!

Insatisfação

Os momentos de crise, instabilidade econômica e falta de propósito com o trabalho realizado são motores da insatisfação. Todos esses pontos nos fazem pensar na recolocação profissional.

Por essa razão, se isso é algo enfrentado em seu cotidiano, procure saber mais sobre histórias de pessoas que foram em busca de seus sonhos e que conseguiram superar os desafios da recolocação profissional. Buscar tais inspirações na hora de combater a insatisfação é uma forma de dar os primeiros passos rumo a um futuro mais promissor dentro da sua profissão.

Ausência de metas

Sabe aquele momento no qual você não tem mais nenhum objetivo dentro da empresa em que está atuando ou como profissional? Pois bem, a ausência de metas é um desafio para quem deseja se recolocar.

Afinal, sem objetivos, as chances de terminar em um emprego que não o satisfaça são enormes. Consequentemente, a sensação de conquista do novo emprego é muito aquém do esperado. Portanto, antes de partir em busca de uma vaga, trace metas claras e que o motivem a ser um profissional melhor.

Baixe agora

Falta de investimento em qualificação

Outro desafio da recolocação é a falta de investimento em qualificação. Não buscar uma atualização profissional pode ser um empecilho para quem deseja conseguir um novo emprego. O investimento em educação nunca é demais, e sempre traz um retorno positivo, mesmo que ele demore.

O fato é que é fundamental não ter medo das mudanças. É preciso se arriscar para conseguir uma posição no mercado e se esforçar para se manter nela, como aprenderemos no tópico seguinte.

Emprego novo: quais as dicas para se dar bem?

Depois de decidir pela recolocação profissional, é hora de procurar um novo emprego. Essa fase envolve uma série de etapas, desde a busca por uma vaga compatível com as suas habilidades até o momento da contratação. Nesse entremeio, estão os processos seletivos, entrevistas, dinâmicas e treinamentos.

Bom, se você conseguiu a sua vaga, começa outro desafio: se manter na empresa. É preciso atenção, pois cada companhia tem um sistema de trabalho, definido basicamente pela sua cultura organizacional. Portanto, é essencial se adaptar para ter uma carreira de sucesso. Confira algumas dicas que vão ajudar você nesse momento!

Busque informações sobre o seu local de trabalho

Antes mesmo de entrar na empresa, busque informações sobre o seu local de trabalho. É importante saber desde o dress code do local até os valores e cultura organizacional. Aplique o conhecimento previamente adquirido a partir do primeiro dia de empresa. Sabe aquele ditado: “a primeira impressão é a que fica”? Pois bem, no ambiente corporativo não seria diferente. Isso o ajudará a se adaptar melhor à sua nova realidade.

No entanto, algumas questões só serão aprendidas observando o comportamento de seus colegas de profissão. Nos primeiros dias, busque aprender com eles qual a melhor forma de trabalhar, os seus conselhos sobre o ambiente corporativo, ações positivas, bem como adaptação do trabalho em equipe. Se tiver alguma dúvida, pergunte.

Seja pontual

A pontualidade deve ser um hábito na vida de todo profissional, independentemente do seu tempo de empresa. Porém, especialmente no começo de um trabalho, tal característica precisa ser ainda mais evidente. Afinal, é preciso provar para a empresa que você foi a escolha mais adequada para o cargo e que conseguirá cumprir com as suas obrigações.

Sendo assim, vale a pena ter muita atenção ao horário. Nada de culpar o trânsito e muito menos o despertador. Nos primeiros dias, nem pense em chegar atrasado. Para facilitar o processo, chegue com antecedência de uns 15 minutos assim, você não precisa correr e estará pronto para começar o seu dia de trabalho.

Mostre disponibilidade

Uma ação muito importante para quem está começando em uma empresa é o quanto a pessoa se mostra disponível, não só para aprender e executar bem as suas tarefas, mas também para ensinar o que sabe a outros colaboradores, construindo uma relação amigável com os seus parceiros de trabalho.

Reter o conhecimento apenas para si próprio deixou de ser algo bom. Se você quer de fato ganhar a confiança dos colegas e crescer na sua carreira, é essencial compartilhar o que sabe, sempre procurando ajudar quem precisa ou procurando auxílio quando necessário. A humildade para aprender e ensinar é muito valorizada pelas empresas.

Saiba quais habilidades e competências a empresa pede

Algumas competências e habilidades colocarão você à frente no mercado de trabalho, pois são especialmente solicitadas pela empresa em que você trabalhará. Sendo assim, é importante conhecê-las para poder se adaptar. Por exemplo: para algumas organizações, é imprescindível que seus funcionários sejam multidisciplinares e multiculturais, devido aos negócios com empresas estrangeiras.

Saber quais os pontos mais importantes para a empresa é o caminho para poder obter não só crescimento, mas também atender às demandas futuras da empresa. O interesse em querer aprender, por si só, já conta como um diferencial para muitas companhias.

Seja receptivo e proativo

A partir do momento em que entra em uma empresa, você acaba sendo o centro das atenções por um tempo. Afinal, você é novo ali naquele espaço. Para não causar nenhuma impressão negativa, procure desde o começo ser uma pessoa receptiva com os colegas, disposta a se dar bem com o grupo. O isolamento pode passar uma imagem errada e ruim.

Além disso, nesse começo, a proatividade é algo louvável, além de ser uma forma de se aproximar da equipe. Vale lembrar que profissionais proativos são reconhecidos pelos superiores como colaboradores ativos e que sempre entregam mais do que é a sua responsabilidade.

Construa relações saudáveis com os seus colegas

A receptividade e proatividade são essenciais e levam a outro caminho importante: a consolidação de uma relação saudável com os seus colegas de trabalho. Isso é muito importante para poder alinhar o seu trabalho ao deles, mas também criar laços que o ajudarão a evoluir na empresa, além de adquirir conhecimentos com pessoas mais experientes.

Ajude em um projeto, agradeça por um auxílio, parabenize o bom trabalho, seja suporte para os colegas em alguma tarefa que você domine. Existem diferentes maneiras de estabelecer um relacionamento e fortalecê-lo no seu ambiente de trabalho. Pode ter certeza de que isso será algo imprescindível para a sua permanência no emprego.

novo-emprego

Busque atualização constantemente

A atualização constantemente buscada por um funcionário mostra o genuíno interesse dele em crescer na carreira e desempenhar melhor as funções de sua incumbência. Além disso, quanto mais qualificado, melhor a visão sistêmica que um colaborador pode ter sobre o negócio, o que é essencial diante das mudanças constantes do mercado.

Cursos de atualização, workshops, participação em congressos, pós-graduação, mestrado, doutorado… Existem muitas formas de aprender e de se atualizar. Tais eventos, inclusive, são uma boa chance de fazer networking e aprender com outros profissionais da área.

Alinhe as suas expectativas à empresa

Essa dica não significa que você deva abdicar de suas vontades e ética para se dar bem no novo emprego. Na verdade, ela serve como base para que você possa também saber o que encontrará naquele ambiente de trabalho.

Uma ação é conversar com o seu superior para saber o que é esperado de você e para que você possa falar o que espera da empresa — assim, juntos, poderão ordenar as perspectivas. Agora, se você for o chefe, faça isso com os funcionários. A comunicação será essencial para que as duas partes possam cumprir o que lhes cabe.

Quais os desafios do mercado de trabalho atual?

Depois que as tecnologias passaram a fazer parte do nosso dia a dia, o modo de fazer negócios mudou. Consequentemente, o mercado de trabalho também foi transformado, exigindo uma adaptação dos profissionais.

Aqueles que não se adaptarem correm o risco de ficarem para trás. Por esse motivo, trouxemos um panorama sobre os desafios do mercado atual e como se preparar para se dar bem no seu novo emprego!

Flexibilidade

Algumas habilidades que o mercado de trabalho exige dos profissionais ultrapassam as questões técnicas. Os conhecimentos interpessoais passaram a ter forte impacto não só no momento de contratação, mas também na permanência nas vagas de emprego.

Por exemplo: hoje, vemos uma demanda por indivíduos pensantes, que sejam capazes de analisar o cenário organizacional, pensando em diferentes formas de transformá-lo, mas também melhorá-lo. Mas não só isso.

As pessoas reflexivas, capazes de criar e lidar com as mudanças, também são valorizadas dentro das empresas. Por isso, busque sempre realizar um exercício que permita ver a organização de fora, ou seja, imagine-se como um consumidor, por exemplo. Colocar-se na posição de outros indivíduos o ajudará a desenvolver tal habilidade.

Alta produtividade

Outro desafio do mercado moderno está ligado à produtividade. Atualmente, é impensável para as empresas não contar com um profissional que tenha uma alta performance e apresente, de fato, uma produtividade elevada. É por isso que o trabalhador precisará estar cada vez mais atento e não se deixar levar pelas distrações.

Afinal, ele terá que lidar com vários e-mails, tarefas urgentes, mudanças bruscas em projetos devido às transformações constantes do mercado, entre diversas outras situações que surgem diariamente. Logo, o profissional deve estar capacitado a lidar com tudo isso de maneira equilibrada, gerenciando bem o seu tempo por meio de diferentes ações que tornarão a rotina mais eficiente.

Alinhamento entre empresa e geração

Os profissionais, especialmente das novas gerações, têm procurado cada vez mais trabalhar em organizações que ressaltem propósitos sociais e ambientais, não apenas a sua preocupação econômica. Não é por acaso que empresas jovens, startups e negócios da economia compartilhada são considerados o futuro do mercado de negócios.

No entanto, muitas das grandes organizações ainda estão se adaptando, e o grande desafio é justamente procurar o alinhamento entre os seus propósitos e o da empresa. O equilíbrio entre a vida profissional e pessoal é algo latente da sociedade, mas, para conseguir se adaptar ao mercado, muitas vezes é preciso auxiliar à empresa para que ela passe por esse processo de transformação.

Resolução de problemas

A resolução de problemas complexos é uma habilidade cada vez mais exigida pelas empresas, o que é um desafio para os profissionais, principalmente para aqueles que focam as suas habilidades em questões técnicas.

As organizações têm dado valor para aqueles colaboradores com uma visão ampla do negócio e que enxerguem além das soluções comuns, ou seja, aquelas que ninguém mais havia pensando. Por isso, é fundamental forçar o cérebro a fazer coisas com os quais ele não está acostumado, o que deve ser um treino diário. Só assim será possível abrir os seus horizontes.

giphy

Novas profissões

A adaptação ao futuro do mercado de trabalho também deve ser uma constante preocupação dos profissionais. Grande parte dos cargos que veremos daqui alguns anos ainda serão criados, e é preciso estar atento a tais tendências para conseguir se destacar no trabalho.

Um relatório do Center for the Future Work trouxe uma lista com aproximadamente 21 profissões novas que surgirão nos próximos anos. Entre elas, estão detetive de dados, gestor de desenvolvimento de negócios de inteligência artificial, gestor de equipes humano-máquinas e alfaiate digital. Para aqueles que querem se manter atuais e requisitados, vale a pena conhecê-las e entender o impacto causado por elas na sua profissão.

Atualização frequente

Se você pensa que a sua fase de estudos chegou ao fim com a faculdade, está enganado é melhor rever os seus conceitos e alinhar as expectativas. No mercado moderno, os estudos precisam ser frequentes.

Para se ter uma ideia da importância desse fato, é só olhar para o noticiário e ver as mudanças que vivemos diariamente. Entre elas, estão as transformações nos hábitos de consumo da população, novas pesquisas da ciência, inserção de novas tecnologias etc.

Isso faz com que a qualificação (seja por meio cursos livres, seja por especialização) seja determinante para se posicionar bem no mercado de trabalho.

Como uma pós-graduação pode ser útil para um novo emprego?

Estudar é uma atitude que deve fazer parte do cotidiano de todo profissional moderno. Como dissemos, a graduação já não é o ponto final da jornada de estudos, aliás, ela não tem fim essa é a realidade. Sempre teremos algo a aprender, e é por isso que a pós-graduação é tão útil e importante, especialmente para aqueles que estão em busca de um novo emprego.

Diferenciar-se dos demais concorrentes

Inúmeros profissionais se formam anualmente nas universidades pelo país. A cada período, mais pessoas estão em busca de uma colocação no mercado. Em vista da realidade atual, no qual o número de desempregados aumentou, é preciso buscar um diferencial para se destacar e conseguir uma vaga.

Ao investir em uma pós-graduação, você passa a ser parte de um grupo seleto e capacitado a assumir desafios complexos dentro das organizações. Logo, para quem almeja crescer na carreira, o investimento é mais do que necessário, é uma obrigação.

Conseguir formar um networking de maior qualidade

O networking é uma ferramenta potente na busca da recolocação. Ao entrar em contato com profissionais ativos na sua área e que estão se qualificando, é mais fácil encontrar melhores oportunidades.

Inclusive, os novos colegas podem se tornar referência, e você poderá aprender com as suas trajetórias, adquirindo maior confiança para enfrentar os desafios da carreira escolhida.

Valorizar o currículo

Um RH recebe muitas inscrições de currículos para uma vaga. Como fazer o seu se destacar em meio a tantos profissionais? A pós-graduação é a resposta. Ela valoriza o currículo, principalmente porque mostra o aprofundamento em determinada área de conhecimento.

Hoje, as empresas buscam profissionais especialistas em suas áreas, pois isso significa a entrega de um trabalho de maior qualidade. Consequentemente, na hora de buscar um colaborador para realizar uma tarefa mais específica, a organização tende a colocar em destaque aquele que apresenta uma qualificação maior.

Gerenciar melhor uma equipe

Claro que a pós-graduação não é o único fator que o levará a liderar uma equipe, mas ela é um importante diferencial para que uma empresa o contrate para um cargo de gestão. Isso porque uma qualificação mais específica o capacita a lidar com situações mais complexas do cotidiano organizacional.

Muitas companhias consideram a especialização como uma entrada para a ampliação do conhecimento direcionado, abrindo portas para os profissionais liderarem melhor.

Mudar de carreira

Não é difícil encontrar profissionais que estão insatisfeitos com suas carreiras e desejam mudar de área. No entanto, enfrentar uma nova graduação e começar tudo do zero nem sempre é uma possibilidade. Logo, a pós-graduação entra para suprir essa necessidade e facilitar essa transição.

Um profissional de direito, por exemplo, pode desejar mudar para a área de negócios. Assim, se ele optar por uma pós na área, adquirirá conhecimento para a nova carreira. Vale lembrar que o que foi aprendido na graduação será um plus, ou seja, a transição será mais fluida e as chances de obter uma boa colocação serão muitas.

Como escolher a melhor faculdade para a pós-graduação?

Uma faculdade com boa infraestrutura, docentes altamente qualificados e reconhecida pelo MEC é o básico para quem deseja se qualificar para garantir um bom novo emprego. Portanto, é preciso seguir alguns passos para escolher corretamente o local de estudo.

Conheça o programa de estudo

Leia todos os detalhes do curso, como a carga horária e a ementa educacional. A qualidade desse aspecto o ajudará a escolher uma universidade que oferece o que você está buscando.

Saiba qual o índice de empregabilidade

Pesquise junto a outros alunos sobre o diferencial que a universidade representa na hora de conquistar uma vaga no mercado de trabalho.

Verifique o investimento

Observe se o investimento é compatível com as suas possibilidades e em quanto tempo você poderá recuperá-lo. Ter isso em mente o ajudará a se planejar.

Procure um curso que seja solicitado pelas empresas

É importante que a pós escolhida esteja de acordo com as necessidades do mercado. Isso aumentará as chances de conseguir uma boa vaga após a conclusão do curso.

Conseguir um novo emprego está entre as metas de muitos profissionais do mercado moderno. Seja pela necessidade de maior realização na carreira, melhores salários ou pelas mudanças nas exigências da empresa, é importante estar preparado para enfrentar o que vem pela frente.

Procurar emprego de forma assertiva é apenas um dos passos. Lembre-se de que se qualificar também precisa estar na sua lista de afazeres, bem como apresentar uma postura proativa, especialmente no início de uma nova jornada profissional. Como mostramos, se dar bem em um novo emprego não é impossível, mas exige preparação e planejamento.

Esperamos que o nosso guia tenha ajudado você a elucidar melhor as questões relativas à recolocação no mercado. Se você gostou deste conteúdo, nos siga nas redes sociais! Sempre postamos novidades sobre o mercado de trabalho, dicas profissionais e outros assuntos ligados ao mundo profissional. Estamos no Facebook, Instagram e Twitter!

Acessar material

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos