pós-graduação

Guia completo do LinkedIn: desde criar seu perfil até conseguir um emprego

Fábio Albuquerque
25-09-2018 5:47

Segundo a última estatística publicada pelo LinkedIn, a rede social profissional atingiu a marca de mais de 500 milhões de usuários pelo mundo em 2017. O Brasil — com cerca de 25 milhões de perfis registrados — é o terceiro maior público, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da Índia. O crescimento desse canal nos últimos anos mostra a força das conexões globais de trabalho, e é por isso que criamos este guia completo do LinkedIn.

Estar presente nas redes sociais é algo que faz parte do cotidiano de muitas pessoas. O que muita gente ainda não sabe é que canais profissionais, como o LinkedIn, podem ter um impacto direto sobre a sua carreira. O perfil de qualidade pode significar não só um maior reconhecimento no mercado, mas também melhores oportunidades de emprego.

A seguir, mostraremos um passo a passo do que fazer, desde a criação do perfil até a conquista daquela sonhada vaga. Fique atento às dicas e profissionalize a sua conta no LinkedIn!

guia-completo-do-linkedin

Criação do perfil: o primeiro passo do guia completo do LinkedIn

O primeiro passo do nosso guia completo do LinkedIn é criar um perfil. Nesse primeiro momento, o usuário deverá preencher informações pessoais e profissionais, como a empresa na qual trabalha e o cargo que ocupa. Na etapa seguinte, é preciso definir o principal propósito de fazer parte dessa rede social, que oferece uma série de opções ao cadastrado.

Preencher essa pergunta é fundamental, pois isso contribui para o algoritmo do LinkedIn, o que faz com que o canal consiga guiar o indivíduo de acordo com os seus objetivos. Vale lembrar que isso não limita o uso dessa rede, ou seja, o profissional poderá usar todos os serviços oferecidos sem problemas.

O passo seguinte é a definição de alguns tópicos ligados à sua vida profissional. A partir dessa seleção, o LinkedIn selecionará artigos com assuntos relacionados aos setores em que você atua. Depois dessa etapa, ainda é possível selecionar o perfil de grandes líderes, empreendedores e outras figuras importantes do mundo dos negócios para que você possa seguir.

Assim que preenchidos esses dados, a página inicial surgirá com um feed trazendo as últimas informações dos perfis seguidos e também empresas de interesse. Quando adicionar contatos à sua rede, as atualizações deles também aparecerão nesse mesmo local.

Após a criação, é importante completar o perfil. Nesse caso, devem ser colocadas também as suas formações, como graduação, curso técnico, pós-graduação, especialização, mestrado e/ou doutorado, bem como as suas experiências e outros detalhes da sua trajetória profissional que julgar importantes.

Trabalhos voluntários, proficiência em idiomas, competências e habilidades também são dados que podem (e devem) ser inseridos no perfil. Não podemos nos esquecer de uma breve descrição de suas atividades nos cargos e uma pequena biografia sobre o profissional que você é.

Precisamos destacar aqui que o LinkedIn é uma espécie de vitrine profissional. Ou seja, se o seu perfil estiver desorganizado ou com dados incompletos, ele não chamará a atenção dos recrutadores e nem ajudará na formação de uma lista de networking qualificada, como explicaremos melhor adiante.

Baixe agora

Escolha da foto

Assim como nas outras redes sociais, no LinkedIn o perfil também precisa conter foto. Mas a proposta é bem diferente e é preciso ter atenção quanto a isso. Primeiramente, é preciso destacar que essa rede não é para colocar fotos de passeios, selfies e outras imagens que você costuma postar no Facebook e Instagram, por exemplo.

Por atingir um nicho mais profissional, a foto de perfil deve seguir a mesma linha. A melhor opção é uma foto básica, com fundo claro ou paisagem simples, sempre portando trajes em tons neutros. Afinal, é preciso chamar atenção para o seu rosto, e não para outros elementos.

Para gerar mais "simpatia" de quem visita o seu perfil, aqui vai um truque: procure tirar fotos sorrindo — isso já foi comprovado cientificamente. Logo, vale a pena apostar nessa ação para não errar.

Lembre-se também de buscar um estilo fotográfico que condiz com a área em que você trabalha. Por exemplo, se você atua em um segmento criativo, startups, agências de comunicação e similares, algo mais casual combinará melhor com o estilo da sua apresentação imagética.

Para garantir a qualidade da fotografia, preocupe-se com uma boa iluminação e com a sua expressão. Sobre esse último aspecto, é importante que a fotografia imprima não só a sua personalidade, mas também o seu foco no mercado e/ou na indústria de atuação.

Conte a sua história

A sua história ajudará a mostrar a sua trajetória enquanto profissional. Para tornar o seu perfil especial, é preciso trabalhar com eficácia nessa parte do LinkedIn. O grande diferencial dessa rede é a oportunidade de fazer networking com outros profissionais.

Nesse processo, a pessoa consegue obter uma lista de contatos sólidos por meio da convivência e conexão com esses indivíduos. Isso quer dizer que o networking consiste na manutenção de uma relação com outros profissionais, e o LinkedIn é um ótimo canal para isso.

Para conseguir, é essencial trabalhar a sua história para ter um perfil atrativo. O primeiro passo é definir os seus objetivos no LinkedIn. O ideal é enumerar uma lista para incluir no campo de descrição. Depois disso, é hora de elaborar um resumo sobre o porquê de você trabalhar naquela área e para onde espera ir.

Vale a pena apresentar, nesse momento, como você tem se especializado para alcançar os seus objetivos, incluindo cursos e certificações pelos quais tem passado para se aperfeiçoar.

Existe uma parte também destinada ao destaque. Nela, é possível mencionar reconhecimentos recebidos, bem como resultados e projetos de destaque obtidos para clientes e empresas. Se você recebeu esse tipo de reconhecimento em cases de sucesso, por exemplo, faça o link para o portal em questão. Tudo isso ajudará a sua rede de contatos a conhecê-lo melhor.

Experiências profissionais

Você sabia que manter a descrição do cargo atualizada aumenta em até oito vezes as chances de o seu perfil ser visualizado? É o que mostrou uma reportagem da revista Época Negócios, que ainda destacou a importância de fazer um resumo sobre motivações de carreira, responsabilidade e, até mesmo, os resultados obtidos em determinados cargos.

Apesar de ser considerado algo presunçoso em muitas ocasiões, os recrutadores estão de olho em habilidades e conquistas de potenciais candidatos às suas vagas de trabalho. Por isso, faça um resumo do que foi destaque na sua carreira.

Não se esqueça de colocar as experiências em cargos anteriores e descrever as funções mais importantes exercidas. Se tiver um currículo muito extenso, procure acentuar as suas experiências mais recentes e/ou aquelas que tiveram maior impacto na sua formação como profissional.

Não se esqueça de adicionar às suas experiências uma pequena descrição das empresas em que atuou, como foi contratado (isso ganha pontos quando você for convidado, por exemplo, para um cargo), as atividades — por exemplo, cargos de liderança de equipes —, entre outros. Por último, mas não menos importante, adicione um título aos seus cargos que seja atrativo e ajude os visualizadores a saber com clareza o seu perfil profissional.

Adicionar grupos de habilidades para que outros perfis possam recomendá-lo também é uma estratégia essencial do processo de potencialização do seu perfil. A seguir, mostraremos algumas dicas do que pode ser feito para melhorar o seu perfil e facilitar que empresas e recrutadores consigam encontrá-lo.

Dicas importantes

giphy

Neste guia completo do LinkedIn, não poderiam faltar dicas para potencializar a sua inserção na rede e construir um perfil de qualidade que tenha um verdadeiro impacto positivo na sua vida profissional. Confira!

Escreva um slogan pessoal

O slogan pode ser definido como uma palavra ou frase curta de fácil memorização, usada em propagandas comerciais. Você deve estar se perguntando: qual é a ligação do slogan com o perfil para o LinkedIn? Tudo!

Esse pequeno trecho tem o poder de anunciar um lema ou princípio defendido pelo profissional, o que o diferenciará dos demais. Para criá-lo, é importante conhecer o público profissional ao qual você pertence ou quer pertencer. Isso servirá para direcionar os seus esforços de comunicação.

É fundamental que a frase transmita o seu posicionamento. Por isso, priorizar palavras, verbos e adjetivos que tenham a ver com o seu objetivo profissional é tão importante. No entanto, cuidado para não criar algo que seja ou pareça convencido em demasia, pois isso pode afastar os contatos. Lembre-se também de usar a criatividade para se destacar.

Evite frases da moda

Frases da moda costumam não ser bem-vistas. Isso porque elas reforçam um clichê e muitas vezes dizem pouco sobre os candidatos, sendo uma espécie de cópia do que outros profissionais dizem sobre si próprios em seus currículos.

Isso mostra que o perfil criado apenas reproduz o que outros dizem. Vale ressaltar que as pessoas precisam repensar os chavões corporativos que usam e serem mais naturais em seus perfis. Ou seja, devem se aproximar mais da linguagem que usam no dia a dia e ser mais espontâneas, sem ficarem presas às palavras que soam "bonitas".

Use palavras-chave

O uso de palavras-chave é indispensável no LinkedIn. Provavelmente, você já deve ter visto em suas pesquisas pelo Google que determinados vocábulos costumam aparecer atrelados a um site; quando isso acontece, você prefere entrar nesses primeiros resultados, certo? A mesma coisa acontece nessa rede social profissional.

Ao fazer pesquisas dentro dela, os recrutadores, empresas e potenciais contatos fazem pesquisas por determinadas palavras. Se elas forem utilizadas da forma correta, o seu perfil é potencializado e aparecerá entre as primeiras pesquisas, aumentando as chances de ele ser visualizado. Lembre-se de que o uso estratégico das palavras-chave também é essencial para descrever as suas competências.

Personalize a URL do seu perfil

A personalização da sua URL também é uma ótima maneira de tornar o seu perfil ainda mais profissional. Inclusive, essa ação faz com que o compartilhamento da sua página nessa rede social seja mais fácil e fique mais claro para os outros usuários.

Para isso, é possível ir ao perfil do LinkedIn e fazer essa personalização sem maiores problemas, por meio de um mecanismo simples. Isso evitará que aquele montante de números apareça ao final do seu nome, o que pode gerar confusão.

Acompanhe notícias pela seção do LinkedIn Pulse

A atualização é algo imprescindível no mercado de trabalho. E quer melhor maneira de fazer isso do que por meio de notícias? Sendo assim, esteja atento às novidades postadas no LinkedIn Pulse sobre o seu setor ou mercado em que pretende atuar.

Nesse local, é possível encontrar conteúdos relevantes e pesquisas que podem enriquecer o seu aprendizado, contribuindo para o seu perfil profissional. Aliás, falando em perfil, não podemos deixar de destacar uma ação que você pode ter diante de materiais interessantes que encontrar.

Compartilhar links da internet é uma forma interessante de gerar engajamento entre os seus contatos. Isso mostra às pessoas da sua rede que você gosta e procura se manter informado constantemente.

Crie conteúdo relevante

Se você tem habilidades com a escrita e conhecimento a compartilhar com as suas conexões, por que não criar um conteúdo exclusivo para esse canal? Neste guia completo do LinkedIn, não poderíamos deixar de destacar a importância que o conteúdo de qualidade tem no mundo atual.

No próprio LinkedIn Pulse é possível publicar artigos autorais, e ele ainda conta com a vantagem de notificar automaticamente toda a sua rede de contatos. Falar sobre a sua trajetória ou mesmo sobre os aprendizados que obteve é uma maneira de ajudar as pessoas que se encontram na mesma situação.

Posicionar-se como especialista a respeito de um assunto também é interessante e pode inclusive elevá-lo ao patamar de influencer nessa rede social. Dependendo dos compartilhamentos e da relevância do que foi publicado, isso pode gerar oportunidades de trabalho.

Forneça amostras do seu trabalho

Se você possui um portfólio online, não deixe de adicioná-lo ao seu perfil no LinkedIn. Essa rede social permite que você insira diferentes tipos de mídias, desde vídeos até links para reportagens, o que te dará a oportunidade de mostrar projetos anteriores, por exemplo.

Isso é imprescindível na hora de otimizar o seu perfil e torná-lo mais completo. Imagine que você preste serviços freelancers: nesse cenário, a maioria das vagas pedirá um portfólio. Logo, se elas o procurarem, já terão de cara um documento para que possam analisar o seu trabalho, aumentando as chances de ser contratado.

Mantenha o perfil organizado

Parece uma dica clichê, mas manter o perfil organizado é algo que deve ser uma de suas primeiras preocupações. Erros de português, competências incluídas que não condizem com o seu perfil, excesso de informações, tudo isso faz com que, aos poucos, a sua página nessa rede perca a credibilidade.

Por isso, busque sempre manter os seus dados atualizados e uma foto de perfil profissional. Muitas pessoas criam uma conta no LinkedIn e depois se esquecem dela. Lembre-se de que assim como você checa o Facebook e o Instagram diariamente, é essencial verificar também as movimentações no LinkedIn.

Criando networking

Como já destacamos, ter o networking atualizado serve a diferentes propósitos: desde contatos profissionais até geração de oportunidades de trabalho. Consequentemente, isso nos leva a uma necessidade: a criação de uma rede de qualidade. Para isso, separamos algumas dicas que ajudarão a construir essa lista de contatos.

Selecione quem você vai adicionar

O primeiro passo é selecionar quem você vai adicionar. Se a pessoa não for um amigo, um colega de trabalho, não tiver ligação direta com a sua área ou não mandar uma mensagem se apresentando, a recomendação é não adicionar por questão de privacidade e de segurança.

Vale lembrar que muitas pessoas adicionam outras de maneira indiscriminada, sem ter qualquer ligação, apenas para ter uma lista repleta de contatos. Além de não ser a sua intenção, isso não contribuirá em nada para a sua lista de networking, certo? Logo, tenha um filtro antes de adicionar a pessoa.

Mantenha um perfil ativo

giphy

Todas as dicas que apresentamos anteriormente são imprescindíveis para se manter ativo no LinkedIn. Lembre-se daquela frase: quem não é visto, não é lembrado. Logo, se você quiser ser encontrado por outros profissionais da sua área e ter mais visibilidade, mantenha a atividade da sua conta.

A troca de informações entre contatos, o feedback de uma reunião e, até mesmo, a recomendação de um perfil são pontos que podem ser trabalhados com certa constância. Isso mostra não só interesse pelo trabalho dos outros, mas também a sua preocupação em ser um bom profissional.

Participe de grupos e siga pessoas que o inspiram

O LinkedIn oferece a oportunidade para que os seus usuários participem de grupos da sua área de interesse. Geralmente, eles têm discussões sobre assuntos relevantes, que podem ajudá-lo a obter insights para a criação de artigos ou mesmo ser um local para compartilhar os seus conteúdos, tudo isso com parcimônia.

Não deixe também de seguir profissionais que o inspiram na carreira. Se você tem contatos que o seguem, isso pode ser relevante para que vocês discutam um assunto em voga ou se conectem com outras pessoas que tenham o mesmo tipo de interesse.

Dedique-se a manter contato com a sua lista de networking

Não adianta ter centenas de perfis na sua lista de conexões do LinkedIn se você não tiver contato com eles. Se quiser de fato enriquecer o seu networking, busque a materialização dessas conexões.

Por exemplo, mande e-mails para buscar parcerias para um novo projeto, entre em contato quando surgir oportunidades de interesse da pessoa, entre outros. Tudo isso ajuda a construir um networking relevante e de qualidade, que de fato terá impacto sobre a sua carreira.

O que não fazer

O guia completo do LinkedIn não poderia deixar de listar algumas coisas que não devem ser feitas nessa rede social. Afinal, estamos lidando com a sua carreira e qualquer passo em falso pode causar prejuízos irreversíveis. Descubra quais ações evitar!

Falar demais

Rede social não é um local para fazer reclamações sobre chefes, colegas de trabalho ou empresas. Por isso, evite esse tipo de atitude para não se prejudicar.

Quando destacamos o falar demais, queremos também dar uma dica: evite o uso de inbox com conexões que você conhece pouco ou para tratar assuntos importantes com seus contatos. Prefira o e-mail ou outros canais. Mandar muitas mensagens por esse meio pode ser considerado inconveniente.

Mentir sobre as suas habilidades

No intuito de fazer um currículo impecável, muitos candidatos acabam caindo em uma armadilha comum: mentir sobre as suas habilidades. Por exemplo, se você tem um inglês intermediário, nada de colocar no seu perfil que a sua proficiência no idioma é avançada.

Falar também que teve responsabilidades em um cargo de determinada empresa e aquilo não ser real pode ser ainda pior. Nesta era globalizada em que vivemos, tudo e todos se interconectam, o que permite que descobrir a verdade seja fácil, causando uma mancha em sua imagem.

Pedir recomendações

Encher as conexões com pedidos de recomendações pode torná-lo conhecido como alguém inconveniente. Por isso, não peça recomendações em demasia, espere que os contatos façam isso por si próprios. Pode ter certeza de que se o seu networking for bom, elas surgirão naturalmente.

Aliás, cuidado também para não recomendar habilidades de uma pessoa cujo estilo de trabalho você não conhece. Imagine se uma empresa pedir uma referência a você dessa pessoa em questão? Os dois — tanto você quanto a conexão — acabarão sendo prejudicados.

Não ter profissionalismo

O LinkedIn é uma rede social que exige profissionalismo, não se esqueça disso. Expor questões sobre a vida pessoal e postar fotos em baladas, viagens pessoais ou que não sejam próprias para o LinkedIn passam uma imagem contrária.

Cuidado com brincadeiras e piadas sobre determinados assuntos, pois tudo o que for falado poderá ser usado contra você. Atente sempre para a maneira como você se comunica com os seus colegas, chefes e recrutadores. Todos eles são imprescindíveis para o seu sucesso profissional, portanto, respeito é o mínimo que você pode oferecer.

Candidatar-se a toda e qualquer vaga

Na ânsia de conseguir uma colocação, muitos profissionais acabam se candidatando a um número gigantesco de vagas, sem ao menos um critério de seleção. Se elas forem na mesma empresa de recrutamento ou organização, pode ter certeza de que os recrutadores verão isso com maus olhos.

Antes de fazer a candidatura, saiba quais são as habilidades exigidas, se as suas competências têm ligação com elas, entre outros aspectos. Isso não só aumentará as suas chances de ser chamado para a entrevista, como também criará oportunidades de que os recrutadores o contatem em ocasiões futuras.

Esperamos que este guia completo do LinkedIn tenha esclarecido suas principais questões sobre essa rede social. Não se esqueça de que ele é o seu currículo virtual e pode abrir ou fechar portas para você, dependendo da maneira como é apresentado.

E então, tem alguma dúvida sobre o assunto? Quer saber mais detalhadamente sobre alguma questão? Deixe o seu comentário e participe!

Acessar material

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos