Blog Pós-graduação UNIPÊ

BLOG PÓS-GRADUAÇÃO UNIPÊ

Existe alguma pós-graduação para dar aula?

Postado por Fábio Albuquerque

Seja como complemento de renda ou principal fonte salarial, ser professor é uma escolha que vem conquistando cada vez mais pessoas no mercado de trabalho. No entanto, quem se especializa ou conclui um mestrado tem chances bem maiores de manter um rendimento significativo e conquistar estabilidade no ambiente acadêmico.

Além de ganhar pelas aulas ministradas, os professores podem ainda ser contemplados com bolsas de estudo para desenvolver pesquisas, ampliando o conhecimento e o valor pago pelas aulas. Afinal, o rendimento está nitidamente ligado com o nível de pós-graduação atingido — ou seja, quem conclui um doutorado, por exemplo, vai ganhar bem mais em relação a quem tem apenas um lato sensu.  

Para quem deseja uma carreira acadêmica muito mais completa, um dos melhores caminhos é cursar uma pós-graduação para dar aula. Neste post, daremos algumas boas dicas que certamente farão a diferença na sua formação. Continue a leitura e aproveite as oportunidades!

existe-alguma-pos-graduacao-para-dar-aula.jpg

Como funcionam os cursos para dar aula?   

Após a conclusão em um curso superior, você poderá optar por dois tipos de pós-graduação: lato sensu ou stricto sensu.

A primeira opção está ligada com o curso de extensão, aperfeiçoamento ou especialização, enquanto o stricto sensu é referente ao mestrado profissionalizante, acadêmico e doutorado — ou seja, voltado à pesquisa e extensão, com necessidade de aprovação em uma prova de proficiência em uma segunda língua, que pode ser inglês ou espanhol.  

Ambas as modalidades englobam estudos de casos ou dissertações sobre temas relacionados com o campo escolhido, assim como todos os cursos de pós-graduação destinam uma formação que pode ser útil para quem quer dar aula seja no ensino fundamental, médio ou superior.  

Apesar do magistério no ensino fundamental, médio e técnico exigir apenas a conclusão em cursos de licenciaturas ou bacharelados, como Pedagogia, História ou Matemática, quem conclui uma pós-graduação abre o leque de possibilidades. Isso porque o profissional poderá atuar no meio acadêmico, aumentando não só os rendimentos como também o crescimento na carreira, criando mais motivação para desenvolver pesquisas.

Baixe agora

Como é o mercado para professores universitários?

Ao contrário das escolas de ensino fundamental, médio e técnico, as universidades públicas e privadas pagam valores bem melhores para quem conclui uma pós-graduação em uma área específica do conhecimento.

Muitos docentes que concluem o doutorado e coordenam pesquisas chegam a ganhar R$ 10 mil por mês, principalmente se estiverem com bolsas aprovadas por centros de estudos como a CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento Profissional do Ensino Superior).

Em relação ao mercado de trabalho, a situação é bem mais atrativa em comparação à indústria ou comércio, tendo em vista que os cursos de graduação aumentam a cada ano, sendo uma formação considerada essencial na atualidade para quem quer se firmar em uma profissão.

Atualmente, o Brasil conta com mais de 8 milhões de alunos matriculados no ensino superior — ou seja, a demanda é extensa para professores que concluem pós-graduações, principalmente mestrado e doutorado.   

Com este crescente universo, os professores universitários estão sendo cada vez mais valorizados. Trata-se de um mercado em expansão totalmente aberto para quem termina um curso de pós-graduação para dar aula, afinal, segundo o censo do Ministério da Educação sobre o ensino superior, mais de 34 mil cursos foram ofertados em 2016, em mais de 2.400 instituições.  

São 197 universidades que concentram 53,7% das matrículas em cursos superiores. Para você ter uma ideia do crescimento do setor, houve um aumento de 62,8% nas matrículas de 2006 a 2016 — uma média de 5% por ano.

Qual é a realidade de ingressantes no ensino superior?

De acordo com o estudo do MEC, somente em 2016, quase 3 milhões de novos alunos entraram nos cursos de graduação, sendo 82,3% em instituições privadas.

Em 2016, o crescimento foi de 2,2%, principalmente em razão do ensino a distância. Somente esta modalidade aumentou mais de 20% nos últimos dois anos, sendo atualmente um excelente nicho de mercado para quem conclui uma pós-graduação.   

Quem quer ser professor?

existe-alguma-pos-graduacao-para-dar-aula.gif

Diante de um mercado de trabalho altamente competitivo e cada vez mais exigente, profissionais de todas as áreas sentem em algum momento a vontade de lecionar.

Isso porque a carga horária é mais flexível, com duas férias anuais, sem falar na menor pressão em comparação às multinacionais e empresas que enfrentam grande concorrência para se manterem com uma lucratividade razoável.

Além disso, ministrar aulas pode ser um excelente meio de complemento de renda para, entre tantos outros, engenheiros, sociólogos, psicólogos, administradores, físicos e advogados, envolvendo todos os setores do conhecimento humano.

Pessoas que se interessam por pesquisas gostam de estudar e possuem carisma para ministrar aulas, contando com um perfil sintonizado com o universo acadêmico. É preciso ser bem analítico, atualizado, crítico e motivado. Além disso, a arte de ensinar necessita de uma disciplinada formação, olhar geográfico e constante aperfeiçoamento tanto profissional quanto acadêmico.

Quais caminhos se deve percorrer?

A primeira dica para quem quer ser professor universitário é o envolvimento em pesquisas. Comece cursando uma pós-graduação em uma área que você se identifique, fazendo contatos dentro da instituição de ensino, com o objetivo de buscar bons orientadores.

Depois, faça um estudo bem apurado em sua dissertação e já almeje um mestrado logo após a conclusão do lato sensu. Com isso, ao se matricular em um curso de stricto sensu, você já poderá compor o quadro de professores, mesmo que seja substituto.  

Fique sempre em sintonia com os docentes e faça de tudo para acompanhar grupos de estudos e também mantenha a sua agenda em dia com os prazos para inscrição em bolsas de incentivo à pesquisa, fator preponderante para você se diferenciar.

Portanto, o envolvimento com o mundo acadêmico é essencial na busca pelo seu espaço em uma determinada universidade seja pública ou privada.

Após a conclusão do seu mestrado, também vale a pena ficar sempre atualizado sobre a realização de concursos, tendo em vista que se trata de uma maneira de garantir uma estabilidade ainda maior. Faça hoje mesmo uma pós-graduação para dar aula e seja um profissional de sucesso no mercado de trabalho!

Agora é a sua vez de falar: já escolheu qual curso de pós-graduação pretende fazer? Restou alguma dúvida após ler este post? Conte pra gente aqui nos comentários!

Acessar material

pós-graduação

Fábio Albuquerque

Fábio Albuquerque

Pró-Reitor da Pós-graduação do Unipê. Mestre em Administração pelo Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade da Paraíba, Especialista em Estratégia Empresarial e Pesquisador de Marketing, Consumo e Sociedade, além de Tecnologia da Informação e Sociedade.

ÚLTIMOS POSTS

ASSINE A NEWS

VÍDEOS

ACOMPANHE O UNIPÊ

REDE SOCIAIS