pós-graduação governança de TI

Descubra tudo sobre governança de TI

Ana Flávia da Fonseca
29-05-2018 6:52

Com o objetivo de aumentar a competitividade no mercado e garantir os melhores resultados, as empresas contam com ferramentas de Tecnologia da Informação (TI). Elas oferecem a base necessária para gerir, controlar e garantir a qualidade nos processos, produtos e serviços.

Quando essas ferramentas são agrupadas com as práticas de gestão, os objetivos e as diretrizes da companhia, elas formam a governança de TI. Dessa forma, ela obtém o planejamento e a elaboração de estratégias que garantem a vantagem competitiva para o negócio. Por isso, neste artigo, você vai saber tudo sobre esse processo.

Quer saber tudo sobre governança de TI? Continue a leitura e descubra suas vantagens, como pode ser aplicada na prática, modelos de trabalho e muito mais!

descubra-tudo sobre-governanca-de-ti

O que é governança em TI?

Você sabe o que é governança corporativa? Entender esse conceito é essencial para que possamos falar sobre governança em TI. Pois bem, as empresas sentem, cada vez mais, a necessidade de ter uma política de governança, ou seja, princípios de transparência, independência e prestação de contas.

Essa necessidade existe porque aumentou a complexidade das organizações e a quantidade de concorrentes e partes interessadas no sucesso delas. E quando o capital delas é aberto, elas ainda devem garantir a transparência para atrair novos investimentos e assegurar que os que já foram feitos estão bem aplicados.

Como as informações financeiras das empresas estão atreladas aos sistemas de informação, os gestores das organizações precisam garantir que elas sejam confiáveis. Por isso, existe a governança de TI, cujo objetivo é criar controles para garantir a segurança da informação nos processos executados.

Como ocorre o seu ciclo?

A governança em TI é baseada em um ciclo de vida, composto por quatro etapas. Saiba mais sobre cada uma delas a seguir.

Alinhamento estratégico e compliance

Trata-se do alinhamento entre o planejamento estratégico de TI e o da empresa para todos os processos, produtos, serviços e segmentos. Ocorre também uma sintonia entre os passos que serão dados e o compliance, que é uma prática que promove ações que estejam alinhadas com as normas, controles internos e externos, políticas e diretrizes.

Baixe agora

Decisão, compromisso, priorização e alocação de recursos

Nessa etapa, ocorrem as decisões referentes à arquitetura de TI, ou seja, serviços de infraestrutura, investimentos e aplicações que devem ser feitas para que ocorra a governança. Como esse é um processo complexo, ele envolve os tomadores de decisão da organização, que serão os responsáveis pelo compromisso, priorização e alocação de recursos.

Estrutura, processos, operações e gestão

Essa etapa é marcada pela estruturação organizacional e funcional das ferramentas de TI, bem como os processos de gestão e operação. Isso deve ocorrer completamente alinhado com as necessidades estratégicas e operacionais da companhia, promovendo os resultados esperados.

Gestão do valor e do desempenho

Por fim, ocorre a determinação, coleta e geração dos indicadores que apresentam os resultados dos processos, produtos e serviços de TI. Dessa forma, verifica-se a contribuição da governança em TI para as estratégias e objetivos do negócio. Isso promove o valor que o TI tem para a companhia.

Quais são os modelos de trabalho?

A implantação da governança de TI em uma empresa precisa ser feita por meio de frameworks, ou seja, modelos de trabalho. São eles que fornecem as métricas e o que deve ser feito para garantir os resultados esperados por essa prática. Conheça os principais a seguir.

Cobit (Control Objectives for Information and related Technology)

Trata-se do modelo de trabalho mais utilizado pelos profissionais de TI em governança. É atualizado periodicamente e, no momento, encontra-se em sua quinta versão. Ele apresenta recursos como controle de objetivos, indicadores de metas e desempenho, sumário executivo, mapas de auditorias, além de um guia com técnicas de gerenciamento.

As práticas de gestão desse modelo de trabalho são recomendadas por especialistas em TI. Ele ainda pode ser usado para testar e garantir a qualidade dos serviços prestados a partir de um sistema de métricas próprio.

descubra-tudo sobre-governanca-de-ti

ITIL (Information Technology Infrastructure Library)

Voltado para o público, esse modelo de trabalho define o conjunto de práticas para o gerenciamento dos serviços de TI com o auxílio de bibliotecas. Cada módulo de gestão possui a sua, portanto, esse é um framework cujo foco está voltado para a qualidade dos serviços prestados pela Tecnologia de Informação.

PmBOK (Project Management Body of Knowledge)

Esse modelo de trabalho de governança em TI é voltado para o gerenciamento de projetos. Desse modo, é possível melhorar o desenvolvimento e a atuação dos profissionais da área. Suas definições, ações e processos são descritos em um manual próprio. Ele expõe as ferramentas, habilidades e técnicas requeridas para a gestão de um projeto.

Como a governança em TI ajuda as empresas?

Agora que você sabe o que é governança em TI e como ela funciona, vai descobrir como essa prática ajuda as empresas. A implantação dela promove a segurança das informações que são geradas e que circulam pelos sistemas e softwares de uma companhia, garantindo a correta aplicação dos recursos empregados.

A governança em TI evita que os dados e informações sigilosas sejam vazados. Ela também garante a automação de processos em tarefas específicas, principalmente aquelas repetitivas e que estão mais passíveis aos erros humanos. Dessa forma, economiza-se tempo e dinheiro.

Por meio dessa governança, é possível reduzir a quantidade de bugs, travamentos e outros fatores que comprometem o desempenho da companhia. E com os processos de gestão melhorados, equipes de vendas e marketing conseguem encontrar soluções que ampliem a vantagem competitiva do negócio.

A governança de TI dentro das empresas atua desde o alinhamento estratégico até a mensuração de desempenho, passando pela entrega de valor, gerenciamento de riscos e de recursos. Observe a importância dessa prática nas companhias, afinal, elas precisam garantir os princípios de transparência, independência e prestação de contas.

Sabendo tudo sobre governança de TI, qualquer empresa pode antecipar os problemas e os riscos e garantir precisão em suas decisões. Trata-se de um passo importante para a melhoria dos processos, produtos e serviços. E se você é formado na área, busque o conhecimento necessário para ser o profissional que essas organizações precisam.

E você? Está disposto a desenvolver sua carreira de TI nessa área? Deixe o seu comentário logo abaixo e compartilhe suas experiências!

Acessar material

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos