Blog Pós-graduação UNIPÊ

BLOG PÓS-GRADUAÇÃO UNIPÊ

Descubra se realmente é importante saber uma segunda língua

Postado por Fábio Albuquerque

As inovações tecnológicas influenciaram comportamentos e transformaram substancialmente as nossas vidas. Para acompanhar tantas mudanças, o mercado de trabalho também passou a se comportar diferente, fazendo novas exigências em relação à colocação ou recolocação profissional dos candidatos. Nesse sentido, saber uma segunda língua deixou de ser apenas importante para se tornar um requisito básico.

O mundo se tornou pequeno e acessível com a disponibilização da internet. Acostumamo-nos a falar com pessoas do outro lado do globo, de maneira totalmente normal e corriqueira. Porém, quando só falamos com pessoas em nosso próprio idioma, não percebemos o quanto é importante saber uma segunda língua.

É somente quando surge a necessidade de concluir uma pesquisa sobre determinado assunto e nos deparamos com fontes disponíveis apenas em idiomas que não dominamos, ou ainda quando encontramos oportunidades de viajar ao exterior, que percebemos o quanto outro idioma nos faz falta.

Neste post, mostraremos a você por que é importante saber uma segunda língua, quais os benefícios dessa atitude e que portas poderão se abrir depois de dominar outro idioma. Confira!

descubra-se-realmente-e-importante-saber-uma-segunda-lingua.jpg

Por que aprender uma segunda língua?

Você sabia que, ao aprender uma segunda língua, seu cérebro recebe motivação suficiente para melhorar sua memória? Aprender coisas novas é estimulante não apenas para o cérebro, mas serve de motivação para sua carreira.

As habilidades de comunicação oral e escrita serão aperfeiçoadas, seu vocabulário em outro idioma poderá ser usado no ambiente corporativo — sendo ou não o caso de você trabalhar em uma empresa com base em outro país — e você será visto como alguém que se preocupa e investe no futuro de sua carreira.

Aperfeiçoamento da comunicação

Sua comunicação será aperfeiçoada em níveis globais, dependendo do idioma que você aprender. Seu network poderá se estender a diferentes países, abrindo possibilidades de intercâmbio cultural e até de viagens. Mas nem pense em viajar para outro país sem ao menos conhecer o idioma.

Em nível profissional, há alguns anos um segundo idioma era um grande diferencial, mas hoje as grandes organizações o consideram como um requisito básico para a contratação. Em algumas funções, a falta de domínio de um segundo idioma é fator de eliminação.

Por isso, para se inserir no mercado de trabalho, ou buscar uma recolocação, o segundo idioma é básico e pode ser eliminatório. Claro que os profissionais que dominam outro idioma se qualificam para as melhores posições, consequentemente com melhores salários e status.

Vale ressaltar que a concorrência vem se acirrando cada dia mais e, para não ser ultrapassado pelos competidores, é importante manter a evolução constante, principalmente em tempos de crise.

 Baixe agora

Necessidade de especialização

Outra aplicação para o domínio de outro idioma é a necessidade de se especializar. Claro que temos instituições de renome e bastante qualificadas no Brasil para aperfeiçoar sua formação, mas alguns materiais, acessíveis pela internet, precisam ser compreendidos no idioma escrito, a maioria em inglês.

Imagine um profissional que pretenda se especializar em Planejamento Urbano e Gestão de Cidades, com a necessidade de conhecer as melhores práticas de outras metrópoles do mundo, com materiais específicos em inglês, mas que não domine o idioma. Sua qualificação poderia ser melhor aproveitada se já fosse fluente.

É importante lembrar que, depois da especialização, você poderá receber convites para viajar ao exterior a trabalho ou para buscar outras qualificações, e você não vai querer passar por problemas, certo?

Abertura de novas possibilidades

Fato é que o domínio de outro idioma abre novas possibilidades. Um segmento bastante aquecido em nossos dias, e que, com certeza, continuará aquecido por muitos anos, o Desenvolvimento de Aplicações e Jogos para Dispositivos Móveis, não permite que se obtenha êxito sem o domínio do inglês.

Outras carreiras na área de TI encontram no exterior as melhores oportunidades de especialização e salários. Mas, sem dominar outro idioma, o profissional não se qualificará. Por isso é importante saber uma segunda língua.

Que idioma devo aprender?

A resposta a essa pergunta dependerá de seu planejamento de carreira. Em que área você pretende se especializar? Quando pretende cumprir esse objetivo? Quais são os outros objetivos de seu planejamento de carreira?

Estatísticas mostram quais são os idiomas mais exigidos por recrutadores no Brasil, considerando-se as oportunidades em empresas de nacionalidade estrangeira. Os mais exigidos são o inglês, seguido do espanhol — esse segundo considerando, obviamente, a proximidade com os países latinos e os avanços alcançados pelo Mercosul —, ficando o francês em terceiro lugar.

Domínio do inglês

Dominar o inglês é uma das habilidades mais importantes para alcançar o sucesso. Por ser considerado o idioma universal, falado na maioria dos países do mundo, são raros os lugares onde não se encontra alguém que se comunique nesse idioma.

No mundo corporativo, o inglês é imprescindível, porque profissionais que desejam avançar na carreira e chegar ao topo devem, necessariamente, visitar ou passar algum período em subsidiárias da empresa em diversos países, valendo-se do inglês para se comunicar.

Claro que, se a empresa valorizar uma especialização em Engenharia e Qualidade de Software, você não precisará passar um tempo na Alemanha ou nos Estados Unidos, considerando a qualidade do ensino em universidades no Brasil — mas, ainda assim, o inglês será requisito fundamental para a compreensão dos materiais de estudo.

Possibilidades do francês

descubra-se-realmente-e-importante-saber-uma-segunda-lingua.gif

Apontado como o terceiro idioma mais exigido por recrutadores no Brasil, o francês também abre novas e excelentes portas. Muitas empresas de nacionalidade francesa se instalaram no país e em países da América Latina, valorizando o domínio do idioma.

Como começar?

O primeiro passo já foi dado. Você tem consciência da necessidade e do valor que terá o domínio de um segundo idioma. Agora, o momento é de elaborar seu planejamento de carreira, decidir quais objetivos tem prioridade em alcançar e em que prazos, acrescentando o estudo do idioma como facilitador do alcance dos objetivos.

Estudos e carreira profissional são indispensáveis um ao outro. Todos nós aprendemos durante nossas vidas, e aqueles que buscam aprender constantemente são mais valorizados e respeitados.

Elabore seu planejamento, considerando esse aspecto como principal instrumento de alcance de objetivos, defina aonde quer chegar, e, dependendo de seu destino, escolha qual idioma — ou quais idiomas — precisará aprender.

Lembre-se que você é o protagonista de sua carreira. Não deixe nas mãos do mercado a decisão sobre quando alcançar o sucesso, mas trabalhe de forma a criar suas próprias oportunidades.

Agora que você viu como é importante saber uma segunda língua, já sabe qual idioma pretende aprender? Conte seus planos pra gente aqui nos comentários!

Acessar material

pós-graduação

Fábio Albuquerque

Fábio Albuquerque

Pró-Reitor da Pós-graduação do Unipê. Mestre em Administração pelo Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade da Paraíba, Especialista em Estratégia Empresarial e Pesquisador de Marketing, Consumo e Sociedade, além de Tecnologia da Informação e Sociedade.

ÚLTIMOS POSTS

ASSINE A NEWS

VÍDEOS

ACOMPANHE O UNIPÊ

REDE SOCIAIS