Odontologia pós-graduação

Descubra qual é a melhor especialização em odontologia na atualidade

Ana Flávia da Fonseca
28-12-2017 8:27

Não tem mistério: para ter reconhecimento e sucesso profissional, é preciso se aprimorar sempre. Afinal, independentemente da área de atuação, contar apenas com o curso de graduação não basta mais para quem sonha em se destacar.

No caso da Odontologia, o cirurgião-dentista precisa se especializar para oferecer um atendimento de excelência e fidelizar seus pacientes. A pós-graduação lato sensu (especialização) permite a vivência prática com o aperfeiçoamento de técnicas, o aprofundamento em um campo específico e a atualização, fatores essenciais para o desenvolvimento dessa carreira. A evolução tecnológica nos materiais e técnicas na Odontologia também é constante, e o dentista não pode parar no tempo.

Nesse artigo, você vai descobrir as vantagens de se aprimorar, qual é a melhor especialização em odontologia na atualidade e como escolher a instituição de ensino ideal. Acompanhe!

qual-e-a-melhor-especializacao-em-odontologia-na-atualidade.jpg

1. As vantagens de fazer uma especialização

O curso de graduação é só o começo da jornada profissional. Para crescer na carreira, você deve ir além e fazer uma pós-graduação.

Na hora de decidir qual é a mais adequada para você, é preciso saber qual é o seu objetivo profissional. Quem pretende trabalhar no meio acadêmico pode fazer um mestrado e doutorado. Já quem quer se aprimorar para o mercado pode fazer uma especialização ou MBA.

Antes de dar qualquer passo, portanto, é necessário traçar um planejamento de carreira para saber onde você quer chegar. As opções de especialização são variadas e cabe ao profissional saber em qual área pretende investir.

Subir um degrau

Ao realizar a pós-graduação lato sensu — ou especialização —, o profissional se torna especialista em determinada área. Assim, ele deixa de ter uma visão generalista de um campo do conhecimento, subindo um degrau na carreira e indo em direção a um salário maior.

Melhor momento

Muita gente termina a graduação e quer esperar um pouco para voltar à sala de aula. No caso da Odontologia, você até pode aguardar um tempo e realizar o atendimento de clínico geral para descobrir o que mais te atrai nessa profissão e no contato com os pacientes, mas tenha em mente que quanto antes você buscar esse aprimoramento, melhor será o seu futuro profissional.

Ao fazer uma especialização, por exemplo, você passa a apresentar um diferencial competitivo, tornando-se capaz de atender casos clínicos mais variados e, portanto, vislumbrando mais oportunidades de crescimento na sua carreira.

Troca de experiência

Além de todos os pontos citados acima, a convivência com os colegas de profissão na especialização também é muito importante. Afinal, trata-se de pessoas que, na maioria das vezes, já estão inseridas no mercado, e por isso podem trocar experiências e até estabelecer parcerias profissionais.

Concurso público

Se você almeja um cargo público, será preciso passar em um concurso para conseguir a vaga. Em muitas seleções, o candidato que tem especialização ganha pontos na prova de títulos e consegue ficar melhor colocado, destacando-se dos seus concorrentes.

2. Especialização em Odontologia

A graduação em Odontologia e o registro no Conselho Federal de Odontologia (CFO) permitem que o cirurgião-dentista comece a trabalhar. São 5 anos de dedicação na faculdade que preparam o aluno para atender o paciente, realizando o diagnóstico, prevenção e tratamentos de problemas de saúde bucal.

Mas é preciso considerar que, diferentemente do que acontecia no passado, quando o dentista era procurado apenas em casos de dor ou quando o paciente necessitava de tratamentos mais básicos porque estava com uma cárie, por exemplo, hoje a demanda mudou. Agora, os pacientes buscam por um atendimento odontológico altamente especializado.

Essa realidade é reflexo de dois fatores:

  • Conscientização maior da população acerca dos cuidados de higiene bucal, que muitas vezes começam ainda na infância, seja em casa ou em programas educativos nas escolas.  Assim, os novos pacientes são pessoas acostumadas a fazer o check-up odontológico e orientadas sobre a importância da escovação;
  • Evolução tecnológica da Odontologia, que passou a oferecer tratamentos cada vez mais complexos, em especial na parte estética.

Mudança no estilo de vida

Somado aos fatores citados acima, temos ainda uma mudança de atitude e estilo de vida de homens e mulheres. Cuidar da imagem tornou-se essencial, e os tratamentos estéticos na Odontologia, como implantes dentários, aparelhos ortodônticos e as facetas de porcelana, ganharam um espaço de destaque.

Um dente torto ou amarelado, uma mordida errada ou até mesmo o tamanho da gengiva podem ser tratados para tornar o sorriso mais harmonioso e saudável. Esses resultados se refletem na autoestima, na vida social e até no sucesso profissional das pessoas.

Oferecer um diferencial

Como você viu, o cirurgião-dentista deve acompanhar as tendências da área para não ficar para trás e buscar se profissionalizar além da graduação. No mercado, ele vai competir com muitos profissionais, e para se destacar da concorrência é preciso oferecer um serviço de qualidade que tenha um diferencial — e é aí que entra a importância do curso de especialização.

descubra-qual-e-a-melhor-especializacao-em-odontologia-na-atualidade.jpg

3. As melhores especializações em Odontologia

Ortodontia

Se você quer oferecer um serviço que atenda a questão estética e de saúde bucal, pode apostar na especialização em Ortodontia. A correção do posicionamento dos dentes e ossos maxilares com o uso de aparelhos ortodônticos garante um sorriso bonito, trazendo inúmeros ganhos para a autoestima do paciente.

Muito além da estética, o tratamento ortodôntico também significa qualidade de vida para os pacientes. Em diversos casos, o alinhamento dos dentes traz ganhos na respiração, fala e até na mastigação dos alimentos. Por esses motivos, a Ortodontia é um nicho da Odontologia em pleno crescimento.

Veja abaixo alguns diferenciais da área hoje:

Tratamento para adultos

Se antes era mais comum o uso de aparelhos ortodônticos por jovens e crianças, hoje a procura pela Ortodontia por adultos cresceu bastante. Homens e mulheres passaram a investir na estética e encontraram tratamentos mais rápidos, eficazes e principalmente mais discretos, como os aparelhos ortodônticos transparentes e invisíveis — afinal, cuidar da imagem pessoal na vida adulta é algo indispensável.

Ferramentas atualizadas

A evolução tecnológica na Ortodontia não para. Por isso, o cirurgião-dentista que escolhe essa especialidade precisa estar sempre atualizado com os novos dispositivos, que são desenvolvidos para interferir o mínimo possível no estilo de vida do paciente.

As pessoas se engajam com mais facilidade no tratamento ortodôntico justamente porque os aparelhos são mais confortáveis, possuem uma manutenção mais simples e são quase imperceptíveis.

Tratamento preventivo

Esse profissional atua também na parte preventiva, diagnosticando nas crianças os problemas que comprometem o crescimento e desenvolvimento da arcada dentária. O tratamento ortodôntico preventivo realiza intervenções para que o paciente tenha os dentes alinhados e a mordida correta quando adulto.

Em muitas situações, realizar esse tratamento ainda na infância evita que o paciente precise usar o aparelho fixo durante um longo período no futuro, dispensando até mesmo a necessidade de uma cirurgia para corrigir possíveis deformidades no maxilar.

Radiologia Odontológica e Imaginologia

Para trabalhar com diagnóstico, acompanhamento e documentação da estrutura da anatomia da face, o dentista deve se especializar em Radiologia Odontológica e Imaginologia.

Essa área contribui para o diagnóstico de qualquer problema de ordem bucal e direciona, se preciso, para o planejamento cirúrgico, trazendo segurança ao paciente e sucesso no tratamento odontológico. Trata-se de um campo que trabalha com exames de imagens, como a radiografia tradicional, tomografia, ressonância magnética, ultrassonografia, entre outros.

O especialista está apto a realizar os exames, interpretar e emitir laudo, auxiliando no diagnóstico de problemas de saúde bucal. Esse curso permite ao profissional se capacitar nas técnicas de radiologia intra e extrabucais para analisar, em detalhes, toda a estrutura buco-maxilo-facial em imagens.

A especialidade em Radiologia Odontológica e Imaginologia é muito importante porque atende outras especialidades da Odontologia. Os exames de imagens orientam o dentista quanto ao melhor tratamento para cada caso.

Implantodontia

Sem dúvida, uma área que está em alta na Odontologia é a Implantodontia. Segundo dados do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (Crosp), são instalados cerca de 1 milhão de implantes anualmente no Brasil.

Trabalhando na estética e bem-estar dos pacientes, o tratamento com implantes garante vida nova para pessoas que perderam um ou mais dentes. O implantodontista vai trabalhar com técnicas cirúrgicas e protéticas, realizando o diagnóstico e planejamento do tratamento. O objetivo é a implantação, na mandíbula ou maxilar, de biomateriais que vão funcionar da mesma forma que um dente natural.

O dentista deve conhecer bem os tipos de próteses e implantes para saber qual é o mais recomendado para cada caso. O tratamento é realizado em várias etapas: avaliação na primeira consulta, planejamento do tratamento, exames complementares, moldagens e colocação de implantes. Isso se não for necessária a etapa do enxerto ósseo, como veremos a seguir.

Reconstrução óssea

O curso visa ensinar técnicas para a reconstrução óssea, como aumentar a altura e espessura dessa estrutura. Isso é importante porque, antes da colocação de implantes e próteses, o implantodontista deve realizar o diagnóstico das estruturas ósseas do paciente.

Em muitos casos, é preciso realizar o enxerto ósseo e gengival para que o paciente tenha uma estrutura adequada para a realização do procedimento. Depois de colocado o implante dentário, o implantodondista continua a acompanhar o paciente realizando a manutenção e controle das próteses e implantes.

Tecnologia

O dentista que se especializa nesse campo deve acompanhar as tendências tecnológicas dos implantes que buscam melhorar a qualidade dos materiais, trazendo mais conforto aos pacientes e reduzindo o tempo dos procedimentos e da recuperação.

Baixe agora

Cirurgia e Traumatologia Buco Maxilo Faciais

Quem pretende trabalhar em ambiente ambulatorial e hospitalar pode apostar na especialização em Cirurgia e Traumatologia Buco Maxilo Faciais, uma área focada em cirurgias mais complexas.

O especialista se aprofunda em traumas na face e ossos no crânio, trabalhando com casos de defeitos de nascença, reconstrução da face, tumores benignos e malignos da cavidade bucal, anomalias faciais (assimetrias de maxilar e mandíbula), reposição de ossos perdidos com enxertos, entre outros.

Em pacientes adultos com deformidades na boca, essa área trabalha com as cirurgias ortognáticas, que restabelecem a estética e funcionalidade da fala e respiração. O profissional pode tratar ainda casos de dores na ATM (articulação temporomandibular) e apneia do sono.

Odontopediatria

As famílias estão cada vez mais conscientes da importância dos cuidados com a saúde bucal desde a infância. Se antigamente o dentista só era procurado apenas quando a criança estava com dor de dente — ou seja, com alguma cárie por falta de higienização bucal correta —, hoje os pais se preocupam com a prevenção e, muitas vezes, levam seus filhos ainda bebês para a consulta odontológica.

Dessa forma, a Odontopediatria é uma especialidade que, além de diagnosticar e tratar problemas de saúde bucal dos pequenos, tem a função de orientação e prevenção não só para as crianças como para toda a família.

Quem gosta de lidar com crianças pode escolher essa especialização, que também está em alta. O odontopediatra avalia a boca dos pequenos, realiza procedimentos preventivos — como limpeza e aplicação de flúor — e acompanha o desenvolvimento da arcada dentária.

Mas é claro que as crianças são mais desconfiadas e resistentes ao tratamento. Por isso, além do conhecimento técnico em Odontologia, esse especialista precisa se valer de formas lúdicas para envolver os pacientes e ganhar sua confiança.

Dentística Restauradora

A Dentística é a especialidade da Odontologia que busca restabelecer a integridade estrutural, funcional e estética do dente que foi acometido por diversos fatores, entre eles a cárie.

A Dentística restauradora não só remove a lesão cariosa, mas também recupera a forma, função e aparência do dente com restaurações ou reconstruções de coroa. Ao mesmo tempo em que trata um trauma ou lesão e restaura a estrutura dental, essa área tem também um papel de prevenção de problemas de saúde bucal.

A especialidade atende a demanda por estética com técnicas de clareamento, resinas invisíveis, facetas de porcelana e lentes de contato (veja mais no próximo tópico), entre outras técnicas e materiais que evoluem constantemente. Tudo isso é pensado para que o sorriso do paciente fique o mais bonito e natural possível.

Facetas de Porcelana e Lentes de Contato

Como você viu até aqui, a Odontologia estética tem um amplo mercado. As pessoas cuidam da imagem e a preocupação com o sorriso está em primeiro lugar. A tendência atual é o uso de facetas de porcelana e lentes de contato dental, truque utilizado inclusive pelos famosos para exibir o sorriso dos sonhos.

A técnica apresenta bons resultados estéticos e não interfere na funcionalidade dos dentes. Além disso, trata-se de um procedimento rápido que está se tornando cada vez mais acessível, fazendo desta uma área em que vale a pena se especializar.

As facetas de porcelana e lentes de contato nada mais são do que materiais em cerâmica que funcionam como "capas" coladas aos dentes. Elas conseguem mudar a aparência e formato dos dentes — como dentes tortos e diastemas (espaços entre os dentes) — e dentes muito amarelados, conferindo um sorriso alinhado, branco e natural.

As facetas possuem uma espessura maior que as lentes de contato, e por isso isso o desgaste provocado por elas também pode ser maior. Elas são indicadas para pacientes que passaram por muitas restaurações ou que possuem a tonalidade do dente mais escura. Outra vantagem é a durabilidade desses materiais. O risco de quebrar é baixo: basta tomar alguns cuidados, como evitar roer as unhas ou comer alimentos muito duros, por exemplo.

O dentista que se especializa nessa área estética precisa fazer uma análise facial e dentária do paciente para planejar o tamanho, formato e cor da faceta de porcelana ou lente de contato.

3. Como escolher a melhor especialização?

Segundo informações do Conselho Federal de Odontologia (CFO), existem 23 especializações na Odontologia. Como você viu, as opções são variadas: antes de escolher uma área para se especializar, o profissional deve pesar alguns pontos, como o tipo de atendimento que pretende prestar (prevenção, diagnóstico, tratamento, cirurgia) e o público que quer atender (crianças, idosos, adultos, portadores de necessidades especiais).

É claro que, dependendo da área escolhida, você acaba atuando em duas ou mais áreas. Por isso, a dica é pesquisar bastante sobre as opções de especialização. Descubra como é o trabalho, o tempo de estudo e as instituições de ensino que oferecem os cursos.

Afinidade

descubra-qual-e-a-melhor-especializacao-em-odontologia-na-atualidade.gif

É preciso que o profissional tenha afinidade com o nicho escolhido. Assim, ele terá entusiasmo para trabalhar, enfrentar diferentes tipos de casos e se aprimorar com novos cursos. Lembre-se que uma especialização exige dedicação, com muita leitura e aulas práticas. Logo, isso deve abordar um tema sobre o qual você tem interesse e vontade de aprender.

Mercado

É necessário também fazer uma análise de mercado da especialidade escolhida e dos investimentos que serão feitos no seu consultório. Procure responder algumas questões como:

  • Existe demanda consistente ou essa é apenas uma especialidade que está na moda?
  • Vou conseguir trabalhar sozinho ou serão necessárias parcerias com outros profissionais?
  • Terei pacientes para essa especialidade na minha cidade?
  • Para fazer o atendimento dessa especialidade, preciso investir em equipamentos caros no meu consultório?

Gestão

Ao fazer uma graduação na área de saúde como a Odontologia, muitos profissionais se esquecem de que, na maioria das vezes, serão gestores do seu consultório. Por isso, eles precisam prever se há procura pelo serviço oferecido.

É claro que o dentista pode oferecer o serviço de clínico geral e também se especializar em alguma área estética — tudo isso só reforça a qualidade de atendimento que seu consultório vai oferecer.

Se ainda houver dúvidas a respeito de qual especialização você pretende seguir, converse com colegas especialistas ou professores do curso em questão, informando-se sobre o dia a dia da clínica, dos casos atendidos e desafios enfrentados.

Aprimoramento contínuo

É preciso ter em mente que o aprimoramento deve ser contínuo na vida de qualquer profissional. Na área da Odontologia, porém, isso tem um peso ainda maior, visto que as técnicas e materiais utilizados nos procedimentos estão em constante mudança.

Além de fazer uma especialização, portanto, participe de congressos, treinamentos, feiras e outros eventos específicos relativos à sua área de atuação. Tudo isso vai se refletir na qualidade do atendimento do seu consultório: você conhecerá as técnicas mais atuais, poderá garantir bons resultados nos tratamentos e mais segurança para o seu paciente.

4. Como escolher a melhor instituição de ensino?

Para fazer uma pós-graduação, é necessário se organizar para conciliar os estudos e o trabalho. Essa é uma fase em que o tempo é precioso, então, antes de decidir sobre a instituição de ensino para realizar a especialização em Odontologia, preste atenção em alguns detalhes.

Para escolher a melhor pós-graduação, verifique em primeiro lugar se a instituição possui experiência no ensino e, se possível, entre em contato com pessoas que já estudaram para saber de suas vivências.

Avalie também o corpo docente, que deve ser formado por professores especializados e que tenham experiência clínica. Dessa forma, você tem a certeza que estará recebendo um conteúdo e supervisão de qualidade. Por fim, pesquise com detalhes a matriz curricular do curso e veja se ela atende às suas expectativas.

Estrutura

Não deixe de verificar toda a estrutura da instituição de ensino. É possível ter uma ideia da qualidade da pós-graduação lato sensu avaliando o próprio curso de graduação — neste caso, o de Odontologia.

Quando se trata de um curso na área da saúde, a parte prática exige laboratórios e clínicas completos e com equipamentos modernos. Geralmente, os alunos aprendem atendendo a própria população com a supervisão de um professor. Essa parte prática é muito enriquecedora, e é importante que o aluno da especialização vivencie a realidade do atendimento para se sentir seguro no momento de trabalhar em seu próprio consultório.

Não se esqueça de analisar a biblioteca, pois a especialização exige muita leitura e é importante que a instituição disponha de exemplares para consulta e de um local sossegado para os estudos.

Faça uma visita

Além das informações disponíveis online, não hesite em visitar a instituição de ensino e conhecer pessoalmente tudo o que ela oferece, especialmente os laboratórios e clínicas — afinal, a experiência prática deve ser valorizada. Por fim, converse com ex-alunos sobre a experiência deles em relação às aulas teóricas e práticas.

Uma decisão importante para o cirurgião-dentista, recém-formado ou não, é saber escolher qual é a melhor especialização em Odontologia. Esse é um curso que exige investimento e dedicação, mas tenha em mente que tudo vai se refletir no crescimento da carreira, abrindo suas possibilidades de atuação como profissional.

Conseguimos esclarecer sobre a importância da pós-graduação em Odontologia? Se restou alguma dúvida, conte para a gente aqui nos comentários!

Acessar material

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos