Blog Pós-graduação UNIPÊ

BLOG PÓS-GRADUAÇÃO UNIPÊ

Descubra qual é a melhor especialização em Enfermagem

Postado por Fábio Albuquerque

Você já está graduado e quer melhorar na carreira. Sente que precisa se profissionalizar mais para conquistar espaço no mercado e melhorar sua remuneração e cargo que ocupa. Porém, ainda não sabe qual é a melhor especialização em Enfermagem.

Essa é uma decisão que exige cuidado e muita reflexão. É preciso entrar em um curso que ofereça carga teórica e prática para que seus conhecimentos realmente se aprofundem. Além disso, os professores devem ser especialistas renomados, com um currículo que agrega valor.

Para ajudar a decidir o que é melhor para o seu caso, neste post vamos indicar por que você deve fazer uma especialização em Enfermagem, quais são as melhores opções, como selecionar a alternativa mais adequada para o seu objetivo e a instituição que o levará ao sucesso.

Então, que tal saber mais? Acompanhe!

descubra-qual-e-a-melhor-especializacao-em-enfermagem.jpg

A importância de fazer uma especialização em Enfermagem

O profissional que atua nessa área tem uma grande possibilidade de atuação. O espectro de trabalho é muito amplo, tanto no segmento acadêmico quanto no mercado profissional.

É o enfermeiro que tem mais contato com o paciente e estabelece um relacionamento direto durante o período de internação. Ele se torna responsável pelos processos de alimentação, higiene e medicação. Por isso, quanto mais conhecimento tiver, mais facilmente garantirá a minimização de erros e a assistência de qualidade.

Esse é um dos motivos que justifica fazer uma especialização. É por meio do estudo contínuo que você continuará atualizado em sua área de atuação e conseguirá reciclar seus conhecimentos. Com isso, o reconhecimento e sua valorização como profissional serão consequências.

Tenha em mente que a graduação se tornou obrigatória no mundo atual e, se você deseja se destacar, precisa apostar em um MBA ou especialização. Esse é o diferencial necessário para sair da sua zona de conforto e conquistar mais reconhecimento.

Outros motivos que evidenciam a necessidade de fazer um curso de pós-graduação são:

  • Diferenciação no mercado, já que milhares de novos profissionais se formam todos os anos. Para ter uma ideia, a Enfermagem é uma das 10 carreiras que, juntas, conquistam metade dos alunos no Brasil, conforme dados divulgados pelo G1;
  • Aumento das chances de conseguir um emprego melhor na área, principalmente no setor que mais gosta;
  • Elevação da confiança na realização de ações rotineiras;
  • Crescimento da experiência, que é necessária em alguns cargos, processos seletivos e concursos públicos;
  • Aumento da qualificação profissional.

Perceba que, ao fazer uma pós-graduação, você se torna protagonista da própria carreira e tem muito mais chances de sucesso. Porém, é necessário escolher uma boa especialização. Caso contrário, seu aprendizado poderá ser deficitário e haverá mais dificuldade.

Os tipos de pós-graduação

A grande diversidade de cursos de pós-graduação em Enfermagem tende a gerar dúvidas sobre a especialização mais adequada. Há diferentes tipos de pós-graduação existentes. Os cursos podem ser classificados como lato sensu (MBA e especializações) e stricto sensu (mestrado e doutorado).

Para o mercado de trabalho, a primeira alternativa é a mais adequada. A justificativa é o fato de esse formato de curso ser mais voltado para a prática, apesar de também ter a teoria. Assim, você aprende de modo mais aprofundado o que deve fazer em sua rotina diária.

Observe que a pós-graduação em Enfermagem tem papel fundamental na atualização e desenvolvimento da atenção à saúde. Isso ocorre porque a qualificação e capacitação profissional visa ao atendimento das demandas do setor, além da obtenção de conhecimentos inovadores e significativos.

Melhores especializações em Enfermagem

Os cursos de pós-graduação em Enfermagem são bastante variados. Eles englobam desde áreas de atenção à saúde até a gestão desse setor. A seguir, listamos as especialidades mais requisitadas e que tendem a oferecer melhor empregabilidade.

Todas as opções são voltadas para a modalidade lato sensu. Confira:

Baixe agora

Cuidados paliativos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define como cuidados paliativos as atitudes voltadas para a melhoria da qualidade de vida de familiares e pacientes que enfrentam doenças que podem levar à morte. O objetivo é prevenir e aliviar o sofrimento ao identificar precocemente os sintomas.

Isso é feito por meio de avaliação correta e posterior controle da dor. Assim, é possível oferecer suporte social e psíquico-espiritual desde o diagnóstico até o final da vida do paciente.

Devido a essa característica, a pós-graduação em Cuidados Paliativos é bastante procurada, tanto pelo setor público quanto privado. A especialização busca capacitar os profissionais para atuarem dentro dessa perspectiva e aprimorarem suas ações nas modalidades de serviços:

  • Hospitalares;
  • Ambulatoriais;
  • Hospice (tratamento paliativo para pacientes que estão em estado terminal);
  • Atendimento domiciliar.

O público-alvo dessa especialização são pessoas já graduadas que buscam entender melhor como a área de cuidados paliativos funciona. Entre os profissionais que podem participar da pós-graduação, estão:

  • Nutricionistas;
  • Enfermeiros;
  • Terapeutas ocupacionais;
  • Fisioterapeutas;
  • Fonoaudiólogos;
  • Psicólogos;
  • Odontólogos;
  • Educadores físicos.

A matriz curricular é bastante ampla e abrange diversos aspectos. Alguns deles são:

  • Fundamentos, Princípios e Modalidades dos Cuidados Paliativos;
  • Cuidados Paliativos nas Doenças Infecciosas: perspectivas e abordagens na assistência;
  • Comunicação e Ética em Cuidados Paliativos;
  • Cuidados Paliativos em Geriatria: perspectivas e abordagens na assistência;
  • Cuidados Paliativos em Oncologia: perspectivas e abordagens na assistência;
  • Cuidados Paliativos na Atenção Primária à Saúde;
  • Espiritualidade e Cuidados Paliativos;
  • Abordagem e Manejo do Sofrimento Psíquico nos Cuidados Paliativos.

Enfermagem em terapia intensiva

Essa é uma das áreas mais complexas da saúde, porque trabalha sempre com pacientes que estão em estado crítico. Fazer uma especialização é fundamental, porque aprofunda o conhecimento teórico e prático e proporciona reflexões a respeito do cuidado em Terapia Intensiva.

É importante reforçar que essa pós-graduação deve ir além e também abranger o pensamento crítico-humanista, já que o cuidado com o paciente nesse contexto requer muita ética e profissionalismo.

O público-alvo da especialização em Enfermagem em Terapia Intensiva são profissionais da área da saúde, especialmente enfermeiros. Eles são capacitados para trabalhar tanto na Unidade quanto no Centro de Terapia Intensiva (UTI e CTI) com foco em situações de alta complexidade.

A matriz curricular é composta por vários aspectos, entre eles:

  • Aspectos Organizacionais dos Serviços de UTI, Urgência e Emergência;
  • Sistematização da Assistência de Enfermagem a Pacientes com Alterações nos Sistemas Gastrointestinal, Respiratório, Renal, Cardiovascular e Nervoso;
  • Sistematização da Assistência de Enfermagem a Pacientes com Alterações no Sistema Endócrino;
  • Gestão, Técnicas e Tecnologias em UTI, Urgência e Emergência;
  • Interpretação de Exames Laboratoriais e Diagnóstico por Imagem;
  • Assistência de Enfermagem em Urgência e Emergência Pediátrica.

Enfermagem neonatal e pediátrica

Essa é uma das especializações que oferece boas perspectivas em curto prazo, já que é bem procurada pelos hospitais e locais de saúde. O foco são as crianças e suas famílias, especialmente os recém-nascidos.

Os enfermeiros que atuam nessa área trabalham diretamente na estrutura e racionalização da unidade neonatal, oferecendo o suporte necessário após o nascimento do bebê. Por isso, os profissionais devem ser bem preparados e treinados, já que também oferecem suporte às UTIs neonatais.

Com a atuação especializada do profissional, os bebês têm mais chance de se desenvolverem de maneira segura por ser criado um cenário ideal para o crescimento.

No caso da parte pediátrica, esse viés tem mais possibilidade de atuação devido aos partos naturais e humanizados. O crescimento dessa modalidade fez com que essa especialização apresentasse um aumento de procura.

O foco do setor pediátrico é oferecer suporte às mães e a toda a família. No entanto, também auxilia os pais de primeira viagem por meio do direcionamento necessário.

Em alguns casos, esse auxílio pode até passar para o âmbito domiciliar para ajudar nos primeiros meses de vida da criança até os 18 anos, em situações mais graves.

Vale a pena destacar, ainda, a especialização em Cuidados Intensivos (UTI) Neonatal, que foca especialmente essa área de atuação e oferece um serviço intenso e complexo. O objetivo é reconhecer a fragilidade emocional, psíquica e física do ser humano, além de sua singularidade.

Observe que, em qualquer dos casos, a pessoa que opta por esse tipo de especialização deve ter conhecimento técnico-científico e capacidade de liderança. O público-alvo são pessoas graduadas e que já trabalham ou têm interesse em atuar nessa área.

A duração da pós-graduação é de 18 meses, com carga horária de 360 horas.

Enfermagem cirúrgica

Essa é uma das principais e mais comuns formas de atuação, porque os enfermeiros são fundamentais durante as cirurgias. O objetivo é auxiliar a equipe que executa o procedimento por meio da preparação dos materiais, verificação do cumprimento de metas e outros serviços necessários à sala de operação.

Por isso, esse enfermeiro atua antes, durante e depois da cirurgia, prestando assistência integral aos médicos e pacientes. O foco da especialização é justamente aprofundar os conhecimentos teóricos e práticos sobre esse viés, além de aumentar o entendimento sobre os pacientes hospitalizados em unidades de internação cirúrgica e/ou clínica.

A pós-graduação ainda fomenta o desenvolvimento de pesquisas e aprimora a atuação do profissional, que passa a ser mais integrada. O resultado é uma maior eficiência nos procedimentos e a adequação para o uso de alta tecnologia, que deixa as cirurgias mais sofisticadas.

O enfermeiro com essa atuação ainda traz uma grande ajuda aos médicos, que podem focar suas atividades e os pacientes. Essa medida diminui o risco cirúrgico e traz mais segurança aos processos.

A pós-graduação em Enfermagem Cirúrgica tem duração de 18 meses com uma carga de 360 horas/aula.

Especialização em Nefrologia

Nessa pós-graduação, o profissional consegue se especializar para tratar pacientes que estão em tratamento de hemodiálise, diálise peritoneal e transplantes. Essa forma de atuação exige muito preparo, portanto, a especialização é essencial para progredir.

O enfermeiro tem um papel essencial nessa área, porque oferece suporte técnico ao paciente, que enfrenta diferentes tipos de problema. Por conta da característica das doenças nos rins, é comum que o enfermeiro também tenha que oferecer apoio psicológico devido ao grande desgaste de saúde.

Esse tipo de problema é recorrente e pode durar muitos anos. Por isso, o enfermeiro estabelece um relacionamento próximo com o paciente. No caso dos transplantes, essa necessidade é ainda mais visível, já que o profissional precisa acompanhar e tranquilizar a pessoa que está esperando pelo órgão.

O paciente também precisa de acompanhamento depois da cirurgia, porque o transplante exige um período de recuperação, além de o organismo poder rejeitar o órgão.

Assim, a pós-graduação em Nefrologia oferece um alto nível de especialização para que o profissional tenha embasamento teórico e a possibilidade de fazer um acompanhamento prático. O lado humano também é trabalhado, a fim de que o enfermeiro ofereça apoio psicológico ao paciente.

O curso também tem duração de 18 meses e carga horária de 360 horas. A especialização oferece a possibilidade de atuar em clínicas e hospitais, e no processo de prevenção às doenças renais para evitar a insuficiência do órgão.

Enfermagem Geriátrica e em Gerontologia

O foco dessa pós-graduação é o atendimento aos idosos, viés que está sendo cada vez mais solicitado devido ao envelhecimento da população. O enfermeiro atua fazendo o tratamento e acompanhamento dos pacientes e, a partir da especialização, compreende melhor como funciona esse processo, que é natural.

O profissional aprende mais sobre a fisiologia e a história do corpo humano, o que possibilita atuar de maneira completa e humana com esse público, que precisa de cuidados e atenção especiais.

A partir da especialização, o enfermeiro pode atuar em hospitais, residências e casas de apoio. Também pode trabalhar como consultor e educador, aplicar medicamentos e direcionar cuidados a respeito dos procedimentos corretos para o tratamento com idosos.

descubra-qual-e-a-melhor-especializacao-em-enfermagem-1.jpg

Enfermagem Oncológica

Essa especialização é voltada para o aprendizado de técnicas para o cuidado aos pacientes com câncer. Por ser uma doença muito agressiva, o enfermeiro precisa trabalhar muito a parte psicológica e ética.

O relacionamento com os pacientes também é bastante próximo, já que os tratamentos são longos. O profissional precisa prestar auxílio técnico e psicológico, além de compreender os fundamentos administrativos para fazer a gestão dessa área.

Um viés que também pode ser explorado é o desenvolvimento de pesquisas científicas, a fim de encontrar e recomendar práticas de intervenção que melhorem a qualidade de vida dos pacientes e seus familiares.

O curso tem duração de 18 meses com 360 horas/aula. O profissional poderá trabalhar em instituições públicas e privadas, especialmente os centros que focam o tratamento oncológico.

Enfermagem em Cardiologia

Essa especialização é bem importante para quem deseja trabalhar nesse ramo. A cardiologia exige muito do profissional e o enfermeiro que atua nessa área costuma trabalhar com casos graves e que demandam bastante atenção.

No entanto, a enfermagem em cardiologia também foca o gerenciamento do setor, a possibilidade de fazer intervenções e a realização de pesquisas científicas.

Para abranger todos esses aspectos, a pós-graduação visa ao conhecimento técnico e ampliação da experiência para que o aluno possa administrar, orientar, organizar, agir e supervisionar as tarefas cardiológicas.

Entre os assuntos estudados estão a anatomia cardiovascular, emergências cardiovasculares e principais síndromes coronarianas. A pós-graduação tem 360 horas/aula.

Como escolher a melhor especialização em Enfermagem para cada objetivo

A sua formação profissional é melhorada com a especialização. Apesar de existirem áreas mais solicitadas, sua escolha deve se basear no que gosta, porque é isso que realmente vai diferenciá-lo dos demais profissionais.

Para fazer uma escolha correta sobre a melhor especialização em Enfermagem, você deve considerar alguns aspectos. Veja os principais:

Objetivos pessoais e profissionais

O primeiro passo para escolher a sua pós-graduação depende dessa questão. Afinal, para quem não sabe para onde ir, qualquer caminho é válido. O problema é que ter essa atitude pode fazer sua especialização ir por água abaixo.

Analise o que deseja obter com o curso, por exemplo: ser aprovado em um concurso público? Trabalhar com desenvolvimento e pesquisa? Seguir para a carreira acadêmica? Tornar-se um gestor?

Perceba que fazer a especialização tendo um objetivo específico em mente é a maneira mais adequada de alcançar seu desejo e alavancar a sua carreira.

Modalidade de especialização

As pós-graduações em Enfermagem são bastante variadas, como você pôde perceber. A modalidade (lato ou stricto sensu) deve ser selecionada a partir do que você deseja. De modo geral, se o seu foco é a prática, o ideal são os cursos de especialização. Caso pretenda seguir para a carreira acadêmica, pode optar pelo mestrado e, em seguida, doutorado.

Afinidade com o tema

O alinhamento entre o que você já gosta e vai estudar ajuda o processo de aprendizagem. Você conseguirá se aprofundar nos assuntos, fazer perguntas mais pertinentes ao professor e aprender muito mais. Com isso, executará seu trabalho com mais satisfação.

Metodologia utilizada

Os cursos de especialização podem adotar diferentes metodologias e materiais, por exemplo: aulas expositivas, online e práticas, apostilas, trabalhos de conclusão de curso, seminários e por aí vai. Antes de fazer sua escolha, é fundamental saber o método adotado para ter certeza de que ele condiz com suas expectativas.

Reputação do curso e da instituição

Sua pós-graduação e a instituição devem ter boa reputação perante o mercado de trabalho. Essa é a melhor maneira de fazer um curso de qualidade e ter certeza de que terá um impacto significativo no currículo. Uma boa indicação é a avaliação do Ministério da Educação (MEC), feita pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Opinião de outros estudantes

A conversa com alunos e ex-discentes é uma forma eficiente de saber se o curso de pós-graduação vale a pena. Você pode ter informações sobre os laboratórios, infraestrutura, realização de aulas práticas, instrumentos fornecidos, qualificação dos professores, entre outros aspectos.

Demanda do mercado

A sua escolha pode considerar as especializações mais solicitadas do mercado. Nesse caso, é recomendado fazer uma pesquisa para saber quais são os cursos mais procurados e escolher aquele com o qual você tem mais afinidade.

Perceba que, no final das contas, a seleção da especialização mais adequada para o seu caso depende de 2 fatores principais: realidade do mercado e satisfação pessoal. Tentar equilibrar estes aspectos garante mais tranquilidade e auxilia especialmente o aspecto financeiro.

descubra-qual-e-a-melhor-especializacao-em-enfermagem.gif

Momento mais adequado

O começo da pós-graduação não pode ser adiado para sempre, mas você deve fazer a sua escolha no momento correto. Caso contrário, poderá ter dificuldade de levar as aulas adiante e, com isso, aproveitará pouco.

O ideal é que você tenha tempo disponível para se dedicar. Mesmo com aulas quinzenais, você precisa encontrar períodos para ler os materiais e realizar pesquisas extras, que vão complementar seu conhecimento.

Como escolher a melhor instituição para fazer uma especialização

Essa é uma decisão fundamental e que pode interferir no seu futuro. O ideal é que você escolha uma faculdade reconhecida na sua região, que tenha uma boa avaliação do MEC e excelente infraestrutura.

Diante do mercado, essas instituições reconhecidas têm mais "peso", o que faz seu currículo ser mais bem avaliado. No entanto, toda faculdade terá suas limitações. É importante conhecê-las, assim como os pontos fortes, que trarão um impacto positivo ao seu aprendizado.

Observe que os cursos de especialização e MBA não possuem avaliação oficial. Porém, a instituição é analisada pelo MEC e pela CAPES, o que é um bom indicativo de qualidade.

Outro fator relevante é o seu orçamento pessoal. Verifique como ficarão as suas finanças e se poderá pagar a mensalidade, mesmo que restringindo um pouco os gastos. Tenha em mente que esse é um investimento no seu futuro, que leva ao amadurecimento profissional.

Outros sinais de qualidade são o histórico da faculdade, o número de cursos que possui e a infraestrutura para os cursos de especialização. Por isso, é indicado conhecer o campus, acessar o site da instituição de ensino e verificar quem são os professores.

No Unipê, todas as pós-graduações têm, pelo menos, 30% de professores que são de fora da Paraíba. A finalidade dessa prática é trazer mais experiência e cases para enriquecer o aprendizado e o conhecimento dos alunos.

Além disso, as principais vantagens da instituição são:

  • Cursos com foco no mercado de trabalho;
  • Professores com grande experiência e vivência no mercado de trabalho;
  • Salas equipadas conforme o padrão executivo, com os materiais necessários para os estudantes se aprimorarem no estudo da Enfermagem;
  • Matrizes curriculares e ementas atualizadas;
  • Conteúdos direcionados para a aplicação no dia a dia do mercado;
  • Certificado valorizado e reconhecido por empresas da região.

Assim, fica claro que as pós-graduações do Unipê são uma oportunidade de aprofundar seus conhecimentos e estar mais preparado para as demandas do mercado de trabalho.

E você, já sabe qual é a melhor especialização em Enfermagem? Aproveite as dicas que repassamos ao longo do post e deixe o seu comentário para compartilhar sua experiência ou sanar alguma dúvida!

Acessar material

Enfermagem, pós-graduação

Fábio Albuquerque

Fábio Albuquerque

Pró-Reitor da Pós-graduação do Unipê. Mestre em Administração pelo Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade da Paraíba, Especialista em Estratégia Empresarial e Pesquisador de Marketing, Consumo e Sociedade, além de Tecnologia da Informação e Sociedade.

ÚLTIMOS POSTS

ASSINE A NEWS

VÍDEOS

ACOMPANHE O UNIPÊ

REDE SOCIAIS