Blog Pós-graduação UNIPÊ

BLOG PÓS-GRADUAÇÃO UNIPÊ

Descubra quais são as perguntas de entrevista de emprego mais comuns

Postado por Fábio Albuquerque

Muitos profissionais temem os processos seletivos, principalmente por conta das perguntas de entrevista de emprego. Alguns acreditam que os questionamentos feitos pelos recrutadores são extremamente complicados, mas, com o devido preparo, é possível que você tire tudo isso de letra!

Como você já deve saber, não existe bola de cristal alguma capaz de fornecer todas as perguntas que serão realizadas em sua vez. Porém, há algumas que estão presentes em quase todas as entrevistas de emprego.

Interessou-se pelo assunto e quer saber quais são as questões mais comuns? Então acompanhe o nosso conteúdo de hoje e sinta-se mais seguro para superar esta etapa tão importante de sua vida!

descubra-quais-sao-as-perguntas-de-entrevista-de-emprego-mais-comuns.jpg

Quais são os seus objetivos a curto, médio e longo prazo?

Pode apostar: esse questionamento é um clássico das entrevistas de emprego. O recrutador, aqui, quer saber como o profissional se enxerga no futuro.

Por meio dessa pergunta, é possível saber se o candidato tem grandes aspirações ou encara o emprego apenas como uma forma de ter uma renda.

Vale ressaltar que não existe uma resposta certa. Você deve ser sincero — tanto consigo mesmo quanto com o recrutador — e falar sobre os seus planos para os próximos anos.

A pergunta "como você se vê daqui há 1 e 5 anos, respectivamente?" é outra variação, que tem o mesmo propósito.

Como você lida com as pressões diárias?

Fato é que, independentemente da sua área de atuação, as empresas vivem momentos turbulentos, que precisam ser contornados.

Diante desse cenário, é fundamental ter colaboradores que sabem driblar as situações adversas, tornando os obstáculos fonte de aprendizado.

Vale destacar que o candidato não deve apenas responder sim ou não. Ele precisa abordar como ele lida com as pressões do trabalho, isto é, como ele encara os desafios e quais as suas estratégias para superar a situação.

Ao fornecer exemplos claros e concretos, o RH terá mais segurança em contratá-lo, acreditando que ele possui as habilidades necessárias para ocupar o cargo.

Baixe agora

Por que contratá-lo é uma boa ideia?

Em outras palavras, o entrevistador quer saber por que você se destaca dos demais profissionais. Para responder adequadamente a essa questão, você deve pensar nos seus diferenciais — e em como você irá contribuir para o desenvolvimento da empresa.

Apresente, nesse aspecto, as suas ideias em prol da consolidação e crescimento da organização. Mostre como você é competente e possui estratégias capazes de alavancar a instituição. Acima de tudo, saia da sua zona de conforto e fale sobre alternativas inovadoras.

Como se pode imaginar, não existe uma resposta pronta ou uma fórmula mágica que cativará o recrutador. O indicado é evidenciar as suas qualidades, mostrando como elas serão capazes de melhorar a empresa como um todo.

Mas não force a barra e nem faça autoelogios demais, pois isso pode passar uma imagem errada. Até porque aquele que se garante não precisa falar o tempo todo que é o melhor. Muito mais do que palavras, ele demonstra a sua competência com atitudes.

Qual o seu interesse em atuar nesta organização?

Para elaborar uma resposta que corresponda às expectativas, o candidato precisa conhecer melhor a organização. Ele deve entender quais são os objetivos e metas da instituição, compreendendo pelo menos o básico dos processos internos.

Por isso, é fundamental pesquisar bem a empresa antes de ir a uma entrevista de emprego. Ao fazer esse dever de casa, você estará preparado para fornecer uma resposta honesta.

Sem rodeios e nem enrolação: vá direto ao ponto e deixe claro para o recrutador que você conhece o local. E, para não ter erro, faça uma leitura minuciosa das informações concedidas no site, e busque também notícias do empreendimento na mídia.

Além do mais, com a resposta dessa questão, a equipe do RH consegue detectar se os valores do candidato estão alinhados com os da organização, o que já é meio caminho andado.

descubra-quais-sao-as-perguntas-de-entrevista-de-emprego-mais-comuns.gif

O que fez você sair da última empresa?

Se existe um consenso nesse assunto é: jamais fale mal das outras empresas ou chefes. Isso passará uma imagem negativa sobre quem você é.

Por mais que você tenha saído do último emprego chateado ou, ainda, brigado com os seus superiores, releve isso no momento da entrevista. Lembre-se de que eles abriram a porta da empresa para você e concederam uma oportunidade — quando vários outros disseram não.

Outro ponto que deve ser levado em consideração é: se você está falando mal da outra empresa, quem garante que quando você for contratado e depois pedir demissão da atual também não vai dizer coisas negativas?

Perceba, nesse contexto, que é preciso ter muito cuidado ao dizer o motivo pelo qual saiu da organização. Uma boa ideia é dizer que você está em busca de oportunidades novas, que possibilitam o crescimento profissional.

Pode-se falar também que, na outra empresa, você já atingiu seu potencial máximo, e o emprego não mais o desafiava — ou, ainda, que você não mais compartilhava dos métodos e valores organizacionais.

Seja sincero, mas tenha atenção redobrada na maneira de transmitir a informação para o interlocutor: não deixe que sua fala seja carregada ou cheia de adjetivos negativos.

Qual o salário ideal para você?

Não é preciso ter medo para falar de valores. Mas deixe que o assunto surja pelo recrutador. Quando ele questionar sua pretensão salarial, não forneça um valor fixo: o ideal é apresentar uma média que seja compatível com o mercado de trabalho — nem acima, e nem abaixo.

Saiba de antemão que essa pergunta é feita não porque eles querem pagar um salário considerado aquém, mas sim para verificar se a empresa tem condições de atender o valor solicitado.

Vale ressaltar que é fundamental mostrar-se aberto para negociações. Afinal, normalmente, as empresas não disponibilizam apenas o salário, mas também diversos benefícios que, quando somados, atingem um preço significativo.

Fato é que o candidato não deve encarar as perguntas de entrevista de emprego como algo complicado ou desafiador. Afinal, o objetivo do recrutador com essas questões é apenas conhecê-lo melhor, certificando-se de que ele é o profissional mais capacitado para ocupar a vaga disponível.

Durante as suas entrevistas, essas perguntas foram feitas? Quais outras questões você percebeu que são praticamente obrigatórias no processo seletivo? Conte para nós e enriqueça o conteúdo!

Acessar material

pós-graduação

Fábio Albuquerque

Fábio Albuquerque

Pró-Reitor da Pós-graduação do Unipê. Mestre em Administração pelo Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade da Paraíba, Especialista em Estratégia Empresarial e Pesquisador de Marketing, Consumo e Sociedade, além de Tecnologia da Informação e Sociedade.

ÚLTIMOS POSTS

ASSINE A NEWS

VÍDEOS

ACOMPANHE O UNIPÊ

REDE SOCIAIS