pós-graduação

Descubra o que é solitude e como ela pode te ajudar profissionalmente

Ana Flávia da Fonseca
13-02-2018 7:58

Muitas vezes, uma pessoa introspectiva é vista como alguém triste por quem está do lado de fora. No entanto, em diversos casos, essa característica pode ser bastante positiva, principalmente para aquelas pessoas que desejam se conhecer melhor e, até mesmo, tornarem-se profissionais mais desenvolvidos. A esse momento, damos o nome de solitude. Mas o que é isso?

Como dissemos no início, a própria introspecção é vista como solidão. Quando falamos sobre solitude, as pessoas acreditam que ela representa um sinônimo disso. Por esse motivo, nos tópicos a seguir, explicaremos melhor sobre esse conceito, como ele pode refletir positivamente na sua vida profissional, a diferença para a solidão e como desenvolvê-la. Confira!

descubra-o-que-e-solitude-e-como-ela-pode-te-ajudar-profissionalmente.jpg

O que é solitude?

O conceito foi cunhado pelo sociólogo Paul Tillich e define o estado de privacidade de um indivíduo, o que não é propriamente encarado como a solidão. Basicamente, ele representa o isolamento ou a reclusão da pessoa, sem que isso faça alusão ao sofrimento.

Para o sociólogo que criou o termo, a solitude seria a expressão da alegria e da glória que uma pessoa teria ao estar consigo mesma. É interessante que, para vários psicólogos, esse estado só é atingido quando o indivíduo alcança um elevado nível de autoconhecimento e aceitação de suas próprias limitações. Logo, pode ser considerado como algo bom, visto que está intimamente ligado à autovalorização.

Como ela pode elevar a autoconfiança?

A solitude permite um contato pleno com o interior. Em um mundo no qual há o ritmo acelerado das informações e diferentes canais para se comunicar, existe o conceito errôneo de que estar sozinho ou querer ficar sozinho possa ser o primeiro passo da depressão.

Na verdade, o que ocorre é justamente o contrário na solitude. Quando o indivíduo decide não ficar tão exposto às interferências externas, o nível de comparação com outras pessoas diminui bastante. Aliás, vale lembrar que isso é um fator de ansiedade e tristeza da sociedade moderna — as pessoas ficam, a todo o momento, sabendo da vida do outro por meio das redes sociais e acabam por ver apenas um recorte feliz da realidade.

Baixe agora

Quando se desvencilha disso, aquietando a mente, a pessoa consegue amadurecer, tendo calma e maturidade diante dos obstáculos e pressões que surgirem. Quem decide seguir por esse caminho, de estar bem consigo, consegue ter mais clareza das situações e chegar exatamente ao ponto em que precisa solucionar os seus próprios problemas.

Essa autonomia de não ter que depender de ninguém torna a pessoa não só mais independente, mas também mais autoconfiante. Consequentemente, isso leva à outra característica essencial: inteligência emocional. Sabe o que isso representa no mercado profissional hoje em dia? Praticamente tudo. Com tanta competição entre profissionais, no mercado, destaca-se aquele que tem autocontrole e que se conhece a ponto de trazer o seu melhor à tona.

Como a solitude pode ajudar o profissional?

Focando agora no aspecto profissional, como já dissemos, a solitude pode ser bastante positiva. Imagine uma pessoa que decidiu ter o próprio negócio. Como se sabe, o Brasil é um país burocrático para empreendedores, impondo uma série de desafios para quem escolhe percorrer esse caminho.

Entre eles, fazer a empresa crescer em meio a tantos concorrentes (o país é um dos que têm um maior número de empreendedores no planeta), conseguir uma produtividade excepcional de colaboradores e alcançar resultados bons para se manter no mercado.

Claro que nenhum negócio está isento de passar por momentos difíceis e nem que o empreendedor fracasse, mas isso é minimizado quando a pessoa sabe refletir sobre a situação. É aí, então, que entra a solitude.

Quando o empreendedor fica sozinho com os próprios pensamentos, refletindo sobre o negócio e o impacto de sua liderança, isso pode ser considerado uma prática de solitude. Esse é um momento que pode trazer muitos resultados para a pessoa que a pratica, como aprendizado sobre os erros e evolução, abrindo portas para que o tempo de acertos chegue mais rápido do que o imaginado.

A autoavaliação e a reflexão são práticas bastante valorizadas na atualidade, pois representam uma maneira para que o profissional desenvolva melhor o seu trabalho, aprenda mais e encontre o seu diferencial.

Qual a diferença entre a solitude e solidão?

descubra-o-que-e-solitude-e-como-ela-pode-te-ajudar-profissionalmente.gif

A solidão é causada pelo isolamento e é a sensação de tristeza diante da ausência de contato com outras pessoas. Como não é um efeito desejado, ao identificar os sinais dela, o indivíduo deve percorrer o caminho contrário para não permitir que ela tome conta da sua vida.

A solitude é justamente o equilíbrio entre estar sozinho e com os outros. É o bem-estar de poder contar consigo próprio, tendo satisfação independentemente de qual seja a situação em que se encontra. Resumidamente, podemos definir a solidão como a dor de estar sozinho. Enquanto a solitude é a glória por estar sozinho.

A solitude tem um ponto bastante positivo ao seu favor: a liberdade. Muitas vezes, na sociedade, o profissional que às vezes deseja ter os seus momentos sozinho é visto como egoísta ou centralizador. Mas a verdade é que toda pessoa que deseja conhecimento pleno sobre as suas habilidades precisa desse tempo.

Como treinar a solitude?

A meditação é o primeiro passo rumo à solitude. Isso porque o ritual parte da ideia de concentração máxima, preparando o indivíduo para a contemplação. Para isso, é importante se desconectar, procurar um lugar calmo e permitir que o silêncio impere. Nesse momento, é possível também fazer perguntas mentais e deixarem que as respostas fluam. Com o tempo, a pessoa vai conseguindo se sentir ainda mais confortável em sua presença.

Outra prática é fazer anotações sobre as ideias que surgirão e poderão ajudá-lo no dia a dia como profissional. Como diz a frase, "a prática leva à perfeição". Com o tempo, será possível notar uma melhora considerável no relacionamento com os seus colegas de profissão, o desenvolvimento de ideias, a superação de obstáculos, entre outros.

A solitude também passa pela autovalorização das realizações como profissional até o momento. Por isso, lembre-se sempre disso, porém, não se isole demais para que o estado não passe a ser de solidão. Como já dissemos, o importante é o equilíbrio.

E então, gostou de aprender sobre o que é solitude? Você já teve alguma experiência do tipo? Tem alguma dúvida sobre a prática? Deixe o seu comentário!

Acessar material

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos