pós-graduação

As 6 habilidades mais importantes para conseguir um emprego melhor

Mariana Brito
14-09-2017 7:00

Tempos de crise são excelentes para impulsionar empresas e funcionários a evoluir. Para os profissionais, entretanto, conseguir um emprego melhor depende de vários fatores externos e internos.

Os aspectos externos derivam do segmento de mercado, da demanda por determinados profissionais e de mudanças no cenário global. Porém, eles somente geram as oportunidades: a escolha da pessoa dependerá dos fatores internos. São eles que diferenciam os candidatos e determinam quem será o ocupante da posição.

Mas quais serão as habilidades determinantes do sucesso na busca por uma recolocação profissional? Uma vez compreendidas, como fazer para desenvolvê-las?

Considerando que o êxito da carreira depende desse conhecimento, continue a leitura e descubra o que fazer para conseguir um emprego melhor mesmo em tempos de crise!

as-6-habilidades-mais-importantes-para-conseguir-um-emprego-melhor.jpg

1. Inteligência emocional

Alguns anos atrás, o QI (quociente intelectual) era o determinante da capacidade de um profissional. Entretanto, hoje psicólogos e profissionais de RH perceberam outro fator que diferencia colaboradores mais produtivos dos demais: o QE (quociente emocional).

Em um ambiente repleto de pressões, prazos e números a alcançar — e muito pouco tempo disponível —, desenvolver e manter a inteligência emocional é determinante para construir relacionamentos saudáveis e produtivos, trabalhar bem em equipe e administrar conflitos.

Habilidades como comunicação clara e eficaz, resiliência e capacidade de trabalho em equipe fazem toda a diferença. Não por acaso, o coaching tem avançado pelas salas de treinamento das organizações, com o objetivo de desenvolver competências em profissionais de diversas áreas.

Mas se o coaching não é viável no momento, existem outras alternativas para desenvolver essas habilidades.

2. Gestão de pessoas

O tempo é escasso não apenas para os profissionais, mas também para as empresas: todos temos que fazer mais com menos. Esse cenário nos impele a extrair das pessoas o melhor possível no menor espaço de tempo.

A habilidade de gestão de pessoas é um diferencial, pois profissionais que sabem lidar com pessoas administram conflitos, têm boa comunicação interpessoal e conseguem trabalhar bem em equipe.

Outra característica que esses profissionais carregam é a capacidade de liderar gerando líderes, compartilhando com o time a missão, a visão e os objetivos da organização, o que aumenta o engajamento entre os membros e a empresa.

Algumas empresas têm buscado profissionais com habilidade em gestão de pessoas pela facilidade em promover mudança organizacional e desenvolver talentos e equipes com foco em resultados.

Baixe agora

3. Solução de problemas complexos

Os executivos mais valorizados são aqueles que mesclam independência com feedback constante. Em resumo, eles não saem resolvendo tudo sozinhos, mas assumem desafios e apresentam soluções viáveis para problemas complexos, sempre reportando aos devidos responsáveis.

Mas como desenvolver essa competência? Existem várias maneiras, mas a mais simples e eficaz é compartilhando ideias e diferentes pontos de vista com uma network. Quando se enxerga uma situação por um ângulo diferente, você consegue idealizar soluções criativas.

Obviamente, gerar uma network nesse nível não é fácil, mas existem algumas possibilidades. Você sabe o que se aprende em um MBA, por exemplo? A quantidade de contatos conseguidos por meio de uma especialização é impressionante.

Mas, além de uma visão multidisciplinar, para resolver problemas complexos você precisa compreender suas causas, identificando-as como estruturais ou derivadas de processos.

Causas estruturais, como o nome já diz, são mais difíceis de solucionar pois em muitos casos a mudança de estrutura será necessária.

As causas originadas em processos, entretanto, dependem de análise do fluxo de processos e seu mapeamento sob uma visão sistêmica, característica própria de consultores organizacionais.

Um dos motivos para essa competência ser tão valorizada é que a alta direção das empresas tem se dedicado a assuntos mais estratégicos, deixando aspectos táticos — como alguns problemas específicos — para os níveis de gestão.

Em síntese, executivos de médio escalão vêm recebendo atribuições antes direcionadas à diretoria, em parte para amenizar a carga de trabalho operacional do alto escalão e para antecipar um treinamento prático aos de médio escalão.

4. Foco no cliente

Independentemente da área, o cliente deve ser o foco principal. Tornar as relações com os clientes mais transparentes e duradouras virou responsabilidade de todos. A consciência sobre quem gera receita para a organização é regra entre os gestores.

Alguns executivos de áreas pouco relacionadas, como o direito ou tecnologia da informação, têm buscado uma especialização em marketing para compreender melhor o comportamento do consumidor e do cliente em geral.

Essa postura arrojada vem garantindo visibilidade no mercado e a abertura de diferentes oportunidades.

Interessante que, ao desenvolver todas essas habilidades, os ganhos aparecem tanto para a organização quanto para o profissional. A empresa obtém melhores resultados e o profissional atinge um patamar acima da média do mercado.

Conseguir um emprego melhor não é apenas um desafio para melhores salários e condições de trabalho, mas uma motivação para seu desenvolvimento pessoal e profissional.

5. Negociação

as-6-habilidades-mais-importantes-para-conseguir-um-emprego-melhor.gif

Vivemos negociando. Seja com pares, clientes (internos e externos), liderados e superiores, sempre temos que persuadir e convencer. Influenciamos mesmo sem falar, expressamos mais do que aquilo que falamos.

Profissionais hábeis em negociar são procurados pelo mercado. Não apenas para a área comercial, mas a exemplo do foco no cliente, todos os executivos na organização devem ser ótimos negociadores.

A qualificação que melhor desenvolve essa habilidade vem, obviamente, de uma especialização em gestão de vendas e negociação, mas essa não precisa ser sua área para justificar o aprendizado.

6. Capacidade de decidir

A habilidade que completa este artigo é a mais procurada. Empresas querem decisões rápidas e, por esse motivo, busca reduzir os processos decisórios a cada dia.

É, portanto, fundamental que alguém que pretenda conseguir um emprego melhor desenvolva essa capacidade. Decisões são tomadas em vários níveis, portanto não é necessário que você tenha a pretensão de assumir uma diretoria para desenvolver essa habilidade.

A gestão empresarial tem se tornado mais ágil em retorno às exigências do mercado, que busca respostas rápidas e precisas. Por isso, essa habilidade não se limita a decidir de forma rápida, mas também precisa e eficaz.

Os gestores mais valorizados pelo mercado são os que apresentam soluções que permitam a possibilidade de trabalho conjunto e tragam resultados para a empresa como um todo.

Percebe-se que o perfil do executivo brasileiro mudou baseado nas necessidades do mercado. As empresas já perceberam, e os profissionais que se moverem com maior rapidez e eficiência serão premiados com as melhores oportunidades.

Agora que você já sabe quais são as habilidades necessárias para ir atrás dos seus objetivos, conte pra gente aqui nos comentários quais são seus planos para conseguir um emprego melhor!

Acessar material

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos