Blog Pós-graduação UNIPÊ

BLOG PÓS-GRADUAÇÃO UNIPÊ

9 técnicas e dicas de como falar bem em público

Postado por Fábio Albuquerque

Saber como falar bem em público é um sonho de muita gente que sente medo ou desconforto com plateias, especialmente os mais introvertidos e tímidos. Até aqueles que costumam ser falantes ou populares na empresa, com frequência também sentem receio de se comunicar com muitas pessoas de uma vez.

E, é claro, isso pode acabar prejudicando a carreira na hora de conquistar clientes, realizar uma reunião ou até mesmo uma entrevista de emprego. Sendo assim, é importante trabalhar essa dificuldade de modo a vencê-la para se obter crescimento e sucesso profissional.

Mas, como nem sempre isso é fácil (ou rápido), é importante buscar métodos que possam ajudar a trabalhar essa habilidade com segurança, e sem pressa. Pensando nisso, resolvemos listar no post de hoje 9 técnicas e dicas para quem quer entender como falar bem em público. Continue lendo e confira!

9-tecnicas-e-dicas-de-como-falar-bem-em-publico.jpg

1. Previna e trate os sintomas do medo de falar em público

Existem alguns sinais que identificam quando a pessoa está tendo problemas com o fato de ter de falar em público. E muitos deles começam mesmo antes, quando descobrem que precisarão usar essas habilidades de comunicação em frente aos outros. Algumas delas são:

  • Tremedeira nas mãos e na voz;
  • Suor excessivo;
  • Pulsação acelerada;
  • Estresse e ansiedade;
  • Perda de foco no trabalho por, constantemente, estar pensando na apresentação;
  • Tontura e náusea, em casos mais extremos.

Nesses casos em que o medo de falar em público é maior — como acontece com quem possui glossofobia, por exemplo, — os sinais do corpo podem ser mais evidentes. Nesse caso, ao notar os sinais, a pessoa deve tentar acalmá-los para que não aumentem (como tremedeiras e suor). Se for antes, é bom ouvir músicas calmas, comer algo, remover da cabeça pensamentos excessivos sobre esse momento ou, pelo menos, tentar diminuir a atenção dada ao assunto.

Como diz o ditado, “a espera pela festa é melhor do que a festa”. E o mesmo pode valer para uma apresentação em público — só que ao contrário. Muitas vezes, a pessoa pode sofrer mais com a expectativa da exposição do que durante a apresentação em si.

Assim, quando estiver falando, tente controlar as mãos, até mesmo buscando apoiá-las em algum local no começo da fala. Depois que você já tiver se acostumado com o momento, pode deixá-las mais soltas, de modo a auxiliá-lo na comunicação gestual. Além disso, controlar a respiração também ajuda bastante.

2. Tenha domínio sobre o conteúdo

Ter maior propriedade sobre um assunto sempre ajuda a ganhar maior confiança e segurança na hora de falar, já que, quando se pesquisa bem e se entende profundamente algo, a ansiedade pode diminuir. Do contrário, ter de falar sobre um assunto sem dominá-lo só adiciona mais insegurança e receio de errar.

Por isso, pesquise e estude bem aquilo sobre o que irá discursar. Caso sua carreira exija falar em público com frequência (como é o caso de advogados, vendedores, palestrantes etc.), é importante dedicar-se ao estudo contínuo, investindo, inclusive, em cursos de maior duração, como uma pós-graduação, para aprimorar os conhecimentos e tornar-se mais especializado.

3. Lembre-se que o começo é difícil, mas depois melhora

Geralmente, o começo de toda apresentação, reunião ou interação em grupo costuma ser o mais complicado. Por isso, é preciso ter noção de que basta apenas ultrapassar a barreira dos instantes iniciais para que as coisas melhorem.

Depois que você já está lá na frente há 2, 3, 10 minutos, a tendência é se acostumar com a situação e até se soltar mais enquanto discursa. Assim, ter em mente que depois de alguns minutos tudo melhora pode ser uma boa técnica para se acalmar até lá.

Baixe agora

4. Ilustre suas falas

Outra ótima forma de falar em público, e ainda se sair bem, é utilizar recursos que ilustrem o tema. Podem ser estatísticas, piadas, histórias, exemplos reais ou metafóricos, uma lista de eventos etc. — tudo isso pode te ajudar a deixar o assunto mais descontraído e fácil de explicar, especialmente quando o conteúdo é mais complexo. Isso sem falar que a plateia poderá se envolver mais, o que também te ajudará a se acalmar.

5. Utilize recursos de interatividade com a plateia

Como dissemos, uma boa forma de diminuir um pouco a pressão na hora de lidar com a plateia é trazê-la para junto de você — ou seja, “dividir a atenção com outras pessoas”. Dessa forma, você pode ainda atrair uma maior participação do público e deixar as pessoas mais atentas — mesmo que seja para se esquivar de ter de participar tanto.

Então, experimente fazer perguntas e trazer dinâmicas (quando possível) ou outras formas de fomentar interatividade. Além de melhorar sua apresentação, ela pode ficar mais divertida e ser melhor assimilada pelos demais.

6. Treine suas falas antes

Outra técnica interessante é treinar as falas antes, seja de forma individual ou com poucas pessoas. Isso com certeza te ajudará a se preparar melhor, além de você poder prever quais reações esperar das pessoas da plateia.

Dá até para usar esse conhecimento a seu favor ou como motivação extra, como quando os poucos espectadores riem de algo dito de forma humorada ou se interessam pelo assunto de modo mais evidente, por exemplo.

Isso significa que o que você tem a falar e a forma como fala é interessante e agradável, o que aumenta a autoconfiança. Em grupos, essa prática ainda pode melhorar o trabalho em equipe, incentivando o companheirismo e até mesmo ajudando colegas que passam pela mesma situação.

7. Controle o tempo

Assim como treinar as falas antes, deve-se também observar quanto tempo se leva para começar ou concluir sua explanação sobre algo. Caso contrário, o profissional poderá passar maus bocados tentando acelerar para não estourar o limite de tempo ou tendo de improvisar assuntos porque terminou antes do especificado.

8. Encontre apoio na plateia

Uma dica bastante interessante é focar a atenção em um amigo ou alguém que lhe seja próximo no meio da plateia. Dessa maneira, você pode se sentir mais seguro na hora de se apresentar, já que colegas próximos tendem a apoiar a apresentação dos demais e até demonstrar reações positivas (sorrisos, acenos, interesse etc.) que ajudam a elevar a confiança de quem fala.

Aliás, encontrar vários apoios que estejam transmitindo interesse pode até ser melhor, pois te ajuda a ir conhecendo o público e a adquirir mais segurança naquele grupo.

9. Entenda como falar bem em público aceitando os erros

De fato, erros são comuns durante uma apresentação, por isso, não há necessidade de se culpar ou se desesperar caso isso aconteça. Afinal, esse comportamento negativo pode até mesmo piorar a situação e provocar mais deslizes, esquecimentos etc.

Nesses casos, o melhor é corrigir o erro e continuar, tratando o equívoco como algo natural. A plateia entenderá, principalmente quando muitos terão de falar em público depois ou já passaram por isso antes de você.

Enfim, saber como falar bem em público é uma das habilidades que o mercado exige. Especialmente agora, quando se comunicar com grandes grupos de clientes e parceiros profissionais — tanto fisicamente quanto por meios digitais — é cada vez mais comum graças ao avanço tecnológico e comunicacional.

E agora, que você já sabe das nossas dicas e técnicas, que tal comentar sobre elas? Sabe de mais alguma que possa ajudar na hora de falar em público? Deixe-nos o seu comentário e compartilhe suas experiências!

Acessar material

pós-graduação, carreira

Fábio Albuquerque

Fábio Albuquerque

Pró-Reitor da Pós-graduação do Unipê. Mestre em Administração pelo Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade da Paraíba, Especialista em Estratégia Empresarial e Pesquisador de Marketing, Consumo e Sociedade, além de Tecnologia da Informação e Sociedade.

ÚLTIMOS POSTS

ASSINE A NEWS

VÍDEOS

ACOMPANHE O UNIPÊ

REDE SOCIAIS