pós-graduação

9 segredos da neurociência para melhorar o aprendizado

Ana Flávia da Fonseca
14-04-2018 8:45

Você sente dificuldade na hora de aprender determinados assuntos? Saiba que essa limitação é comum, pois cada pessoa se relaciona de modo diferente com novos conhecimentos. Entretanto, aquelas que conseguem absorver mais conhecimento adotam algumas técnicas que são específicas para melhorar o aprendizado: as dicas de neurociência.

Com base nelas, preparamos este artigo para que você alcance um novo patamar de aprendizado e possa absorver melhor as informações do seu trabalho, curso ou vida pessoal. Por meio de pequenas mudanças nas suas atitudes, ficará ainda mais fácil entender novos conceitos e fundamentos.

Confira 9 dicas imperdíveis de neurociência para melhorar o aprendizado.

9-segredos-da-neurociência-para-melhorar-o-aprendizado-unipê

1. Associe emoções aos estudos

Muita gente supõe que estudar é um ato puramente racional — o que é uma inverdade. A sua capacidade de aprendizado é o resultado de uma equação chamada de “valência emocional” que, de forma simplificada, baseia-se na associação entre uma informação e um sentimento. Isso ajuda a fazer com que seu cérebro se lembre do que você aprendeu.

É por isso que muitos professores contam piadas ou fazem associações engraçadas com o conteúdo de suas aulas. O humor é um dos canais mais eficazes para acessar as emoções de alguém. Em compensação, sentimentos ruins como raiva, medo e estresse diminuem as chances de aprender.

2. Pratique exercícios físicos

Outra dica importante de neurociência diz respeito ao seu corpo. Sozinho, o cérebro não é capaz de aprender. Por mais que você tenha uma grande quantidade de conteúdo para aprender e tarefas para realizar, é fundamental reservar uma parte da própria agenda para praticar exercícios físicos.

Os exercícios regulares, especialmente os aeróbicos, são os mais indicados para melhorar o aprendizado. Eles ajudam o corpo a ficar mais saudável e bem regulado, livrando o seu organismo dos sentimentos ruins. Da mesma forma, os momentos de lazer, repouso e convívio com outras pessoas também são importantes.

3. Descubra o seu estilo de aprender

O ato de aprender não é algo uniforme, válido para todas as pessoas — afinal, somos diferentes. Para determinado aluno, por exemplo, as aulas particulares de outro idioma podem ser mais eficazes do que as turmas numerosas dentro de uma escola. Por isso, é essencial que você descubra o seu estilo de aprender.

Não adianta insistir em métodos que não contribuem com o seu aprendizado. Se do jeito atual não está funcionando, experimente outros. Se a leitura nunca fez parte da sua vida, tente aprender por meio de podcasts, vídeos, palestras ou outros recursos. O mais importante é que você jamais desista.

Baixe agora

4. Elimine o que distrai você

Aprender requer disciplina. Muitas pessoas conseguem ser multitarefas, entretanto, a tentativa de segui-las pode levar o seu aprendizado a ser lento e irregular. Em vez de fazer várias tarefas ao mesmo tempo, experimente focar em uma só. Faça do início ao fim, sem interrupções. Depois, avalie a qualidade daquilo que aprendeu.

As interrupções não-programadas são cruéis e prejudicam bastante o aprendizado. Se o smartphone, por exemplo, rouba a sua atenção, experimente desligá-lo e deixá-lo em um ambiente distante daquele onde você está. Interromper seu aprendizado significa avisar ao cérebro que o que está sendo feito não é importante.

5. Não pare de aprender

As dicas de neurociência são essenciais para que você continue melhorando o aprendizado e absorva novos conhecimentos mais rapidamente. Por isso, não pare de aprender! Continue treinando o seu cérebro para que ele seja sempre receptivo ao que é novo, deixando você ainda mais esperto.

Uma das maneiras de estimulá-lo é por meio de novos aprendizados. Tente entender o funcionamento de algo que você desconhece. Pesquise, vá a fundo, pergunte e consuma materiais que promovam o conhecimento. Aprenda coisas novas e mantenha seu cérebro sempre disposto a absorver novidades.

6. Foque sempre na positividade

Adote uma postura diferente em relação ao aprendizado. Seja positivo e não se considere incapaz de aprender coisas novas. Diante das dificuldades encontradas, busque ajuda e outros meios para absorver o conhecimento. Lembre-se que existem diversas fontes para que você encontre as informações que necessita.

Conforme citamos na primeira dica, os sentimentos ruins baixam a qualidade do nosso processo de aprendizagem. Quando estamos estressados, tristes ou com raiva, bloqueamos nossa capacidade de aprender, pois corpo e mente trabalham em conjunto e, dessa forma, focam somente na sensação intensa que você está sentindo.

7. Durma bem

9-segredos-da-neurociencia-para-melhorar-o-aprendizado

Você sabia que o sono tem um poder reparador? Basta lembrar das suas noites mal dormidas. Como você se sentiu depois delas? Com um cansaço acima do normal, não é? O sono promove uma perda reversível da consciência e permanecemos em um período de pouca atividade motora. Isso ajuda o cérebro a fixar o que vimos durante o dia.

Quando se dorme bem, existe tempo para que as memórias antigas sejam reafirmadas e as novas fixadas. Você fica mais atento e consegue aprender com facilidade. Desse modo, torna-se possível treinar o cérebro para que ele armazene cada vez mais informações. Por isso, é importante ter sempre uma noite bem-dormida.

8. Reconheça suas dificuldades

Por mais que você tente melhorar o aprendizado, nem sempre é fácil encontrar o melhor meio para aprender. Quando você se deparar com esse momento, não tenha vergonha e reconheça suas dificuldades. Mais importante que isso é buscar ajuda de uma pessoa mais experiente para que você supere esse obstáculo.

Seja humilde em relação às próprias dificuldades, pois todas as pessoas têm as suas. Diante delas, direcione os seus esforços para encontrar meios de vencê-las. Isso pode ser feito com a ajuda de outras pessoas, novos métodos, mudanças de comportamento e até de ambiente — no caso dos estudos.

9. Use a tecnologia para melhorar o aprendizado

A tecnologia, definitivamente, veio para tornar mais fácil o nosso dia a dia. E isso inclui o aprendizado, sabia? Existem milhares de aplicativos que ajudam a construir listas, fazer resumos, organizar o dia e facilitar sua compreensão em torno de incontáveis assuntos. Portanto, use os recursos tecnológicos ao seu favor.

As dicas de neurociência são importantes para que você consiga melhorar seu aprendizado, porém, segui-las depende unicamente dos seus objetivos. Se eles estiverem relacionados ao desejo de enriquecer o próprio conhecimento e ser cada vez mais inteligente, você encontrará os meios para fazer o esforço necessário e permanecer preparado para aprender.

E você? Tem alguma técnica que torna o seu aprendizado mais fácil? Aproveite o espaço abaixo e deixe o seu comentário!

Acessar material

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos