Blog Pós-graduação UNIPÊ

BLOG PÓS-GRADUAÇÃO UNIPÊ

7 dicas para quem será chefe pela primeira vez e não sabe como agir

Postado por Fábio Albuquerque

Depois de anos de esforço, dedicação e espera, finalmente a oportunidade chegou! A possibilidade de ser chefe pela primeira vez na carreira, como tudo o que é novo, pode assustar e causar certa insegurança.

Como a equipe vai receber a notícia? Algum deles participou do processo que me promoveu? Serei aceito na nova função? Fique tranquilo, pois perguntas como essas fervilham na mente de qualquer pessoa recentemente promovida.

O objetivo deste post é lhe oferecer 7 dicas importantes para quem será chefe pela primeira vez e não sabe como agir. Confira!

7-dicas-para-quem-sera-chefe-pela-primeira-vez-e-nao-sabe-como-agir.jpg

1. Saia do operacional

Mudança de função exige mudança de postura. Ser promovido e continuar fazendo o trabalho que sua equipe deveria fazer pode demonstrar falta de confiança na equipe, insegurança na nova função e incapacidade de liderar.

Não significa que você vá se sentar na cadeira e ficar observando a equipe trabalhar, sem fazer nada, apenas dando ordens, mas a mudança de postura contempla novos rumos para a equipe, nova forma de atuar, de forma mais produtiva para todos.

Será preciso compreender os rumos que a direção traçou para a empresa, em especial os que envolvam sua área e equipe.

Com base em seu entendimento dessa direção, você deverá posicionar seu time de maneira estratégica para alcançar os objetivos desejados. Deixe isso bem claro para a equipe.

2. Saiba se comunicar

Como na vida, comunicação assertiva é fundamental. Assim que assumir, reúna a equipe e, de acordo com seu entendimento sobre as metas traçadas pela direção e o posicionamento estratégico desenhado para a área, comunique os novos caminhos.

Esteja preparado para ouvir. Para se comunicar bem, é preciso saber ouvir. O time ainda o vê como colega de equipe, e seu comportamento na nova função é uma incógnita. Aproveite esse momento para compreender a assimilação de seus liderados sobre sua ascensão.

É provável que você receba algum feedback negativo. Prepare-se para isso, aja com naturalidade e trate com impessoalidade. Ele nos ajuda a corrigir algo que foi mal compreendido e motiva a prosseguir.

Em toda comunicação à equipe, procure se colocar ao lado dela. Use uma linguagem apropriada, mas que comunique com clareza suas propostas e expectativas. E tire dúvidas, se surgirem.

3. Aperfeiçoe suas competências

A promoção não é o objetivo final. Ao contrário, é o começo de uma carreira bem-sucedida.

Pessoas bem-sucedidas na carreira reúnem características e competências especiais, que não apenas as levaram onde estão, mas as impulsionarão ainda mais na carreira.

A melhor maneira de se aperfeiçoar nessa nova fase será conciliar estudos e carreira. Associar uma pós-graduação à nova rotina é uma forma de criar alicerces sólidos para o futuro da carreira e construir seus objetivos.

Independentemente de escolher um MBA ou especialização, fique atento a cursos que lhe ofereçam conhecimento em Gestão de Pessoas ou Gestão Empresarial. Seus horizontes precisam ser expandidos, e não existe maneira melhor para isso do que se tornar um especialista.

Baixe agora

4. Chefe pela primeira vez? Não! Aja como líder

Dentro da mudança de postura, seu comportamento a partir de agora será de oferecer direção e orientação à equipe. Obviamente, algumas tarefas operacionais permanecerão com você, mas elas devem ocupar pequena parte de seu tempo.

Procure compreender quais os principais valores de um líder, busque aprender sobre sua nova função. Seu papel é direcionar, orientar, corrigir e compreender sua equipe. Esteja ao lado dela sempre que puder. Acompanhe a execução das tarefas, sem parecer que está vigiando, mas oferecendo apoio.

Procure saber de suas dificuldades, ofereça soluções, e, se não as tiver, tente construí-las com a equipe. Um líder não precisa saber tudo, mas sim buscar aprender — e ensinar — tudo o que puder.

Se for necessário ter uma conversa difícil, se prepare para ela. E conduza-a com profissionalismo.

5. Delegue. E espere resultados

Executar tarefas de algum membro da equipe vai minar sua liderança. Ao delegar, estabeleça prazos com cada um deles. Fique atento para que os prazos sejam exequíveis e não superdimensionados.

Com prazos ajustados, se as tarefas não forem entregues dentro do combinado, cobre de maneira impessoal e tranquila.

Caso algum membro do time tenha uma atitude inconveniente em relação a prazos ou ao restante da equipe, trate com ele em separado, sempre de forma impessoal, mostrando que sua função é coordenar a equipe para que os resultados comuns sejam atingidos.

Não se esqueça de que sua liderança é voltada para facilitar e melhorar o trabalho em equipe. Dentro desse contexto, não cabem atitudes desequilibradas ou pessoais, indiretas ou recados. Seja direto e objetivo.

6. Conheça sua equipe

A oportunidade de haver trabalhado com seus liderados lhe trouxe conhecimento sobre cada um que será muito útil nessa nova função.

Explore as competências e virtudes já conhecidas, busque conhecer novas qualidades. Esteja atento ao comportamento dos indivíduos, pois, com a mudança de postura, sua presença não será mais notada como colega de equipe, mas como líder.

Se o time tiver membros com idades diferentes, procure aprender quais as diferenças de comportamento entre eles. A geração Y, por exemplo, tem muito a contribuir com as diferentes faixas etárias em termos de agilidade, facilidade com novas tecnologias e inovações.

Promova interação entre a equipe, influenciando-a e incentivando-a a compartilhar experiências e conhecimento. Essa atitude enriquece os membros individualmente, o líder e o conjunto.

Incentive a participação. Ouça as ideias apresentadas com atenção. Não existe ideia ruim, embora nem todas sejam adequadas à situação. Saiba separar as ideias aparentemente boas, mas não descarte as demais. Em algum momento, ou em outra situação, pode ser que tenham aplicabilidade.

dicas-para-quem-sera-chefe-pela-primeira-vez.gif

7. Motive a equipe

Motivar a si mesmo requer disciplina e esforço. Multiplicar esse esforço para motivar toda uma equipe exigirá que você tenha inteligência emocional.

Não basta motivar os mais receptivos, pois poderá parecer favorecimento e empatia excessiva. Você deve se concentrar em gerar motivação em todo o time, inclusive aqueles que parecerem dispersos ou pouco engajados.

Outro aspecto importante é que motivação não se consegue com imposições. Se você construir as soluções em conjunto com os membros, isso vai gerar engajamento de todos, pois, quando ajudamos a construir uma solução, nos comprometemos com ela.

A melhor forma de conseguir motivação é alcançando os resultados. Comemore-os em conjunto, valorize o esforço da equipe. Se tiver que elogiar alguém — ou corrigir —, faça-o em separado, a não ser que o mérito seja reconhecido por todo o time e seja algo inquestionável. Evite pessoalidades.

A evolução constante resulta em projeção permanente. Aprenda todos os dias. Não pare de se especializar. Busque aprender sobre áreas diversas da sua, aumente seu leque de conhecimentos e experiências.

Você vai perceber que ser chefe pela primeira vez não deve ser a única realização de sucesso na carreira, mas a primeira.

Gostou do artigo? Compartilhe conosco suas impressões, deixe um comentário!

Acessar material

pós-graduação

Fábio Albuquerque

Fábio Albuquerque

Pró-Reitor da Pós-graduação do Unipê. Mestre em Administração pelo Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade da Paraíba, Especialista em Estratégia Empresarial e Pesquisador de Marketing, Consumo e Sociedade, além de Tecnologia da Informação e Sociedade.

ÚLTIMOS POSTS

ASSINE A NEWS

VÍDEOS

ACOMPANHE O UNIPÊ

REDE SOCIAIS