pós-graduação

7 dicas de como reduzir gastos sem prejudicar a produtividade

Ana Flávia da Fonseca
27-03-2018 10:15

Vivemos em uma época em que a redução de custos e a produtividade são duas das principais preocupações das empresas. O fato é que, muitas vezes, os empreendedores acreditam que a redução de gastos leva consequentemente a uma baixa produtividade. Na verdade, quando os custos são cortados de maneira eficaz, eles não prejudicam uma organização, mas sim a ajudam.

Pensando nisso, trouxemos algumas dicas estratégicas de como reduzir gastos e ainda manter a produtividade em alta. Continue a leitura e descubra como isso pode ser feito de maneira eficaz!

7-dicas-de-como-reduzir-gastos-sem-prejudicar-a-produtividade.jpg

1. Faça uso de tecnologia

A Revolução 4.0 (a Quarta Revolução Industrial) veio basicamente para tornar os processos manufatureiros da indústria tecnológicos. Isso fez com que o uso massivo da tecnologia crescesse dentro dos empreendimentos. Desde o chão de fábrica até a gestão administrativa, todas as áreas podem ser otimizadas por meio das tecnologias.

Sendo assim, uma maneira de reduzir custos no seu negócio é adotar softwares que ajudem a controlar o trabalho. Entre as atividades por eles realizadas estão a detecção de erros, otimização dos processos de trabalho, menor uso da mão de obra e eliminação dos erros, que causam retrabalhos e gastos extras. A princípio, será preciso investir em boas ferramentas, mas, ao longo do tempo, a empresa conseguirá cortar custos desnecessários.

2. Padronize os processos

Muitas vezes, o excesso de gastos dentro de uma empresa acontece por falta de organização interna. Além de um planejamento estratégico, que deve guiar todos os passos rumo aos objetivos corporativos, é preciso manter um padrão de tarefas como entrega de produtos ou serviços de clientes, tempo gasto em cada ação, processo de contratação e demissão, entre outros.

Manter esse padrão evita que o negócio se perca e não seja direcionado aos seus objetivos. Além disso, faz com que os desperdícios sejam evitados. Por isso, trabalhe para que tudo na empresa funcione de maneira coordenada. Isso significa manter a padronização de processos, desde emissão de folhas de pagamento até implementação de novas ideias.

Baixe agora

3. Negocie com os fornecedores

Manter uma boa relação com os fornecedores é fundamental na hora de negociar. Por isso, nunca deixe de levar em consideração o custo-benefício, ou seja, se o preço cobrado condiz com a realidade das matérias-primas oferecidas. No entanto, isso não deve impedi-lo de cotar os preços com outros fornecedores do mercado.

Afinal, em tempos de corte de gastos, é essencial estar atento aos preços praticados. Se encontrar matérias-primas a um preço mais em conta do que o seu atual fornecedor, converse com ele sobre a possibilidade de desconto. Não deixe de cogitar a hipótese de escolher um novo fornecedor, caso o seu não concorde.

4. Trabalhe a motivação interna

Uma das melhores maneiras de manter o alto engajamento e a produtividade dentro de uma empresa é por meio da motivação. Colaboradores motivados tendem não só a produzir mais, mas também a ser mais criativos na hora de encontrar soluções e ajudar na redução de custos dentro da empresa.

E não é preciso ter um grande orçamento para fazer isso. Ações simples já são bastante eficazes, entre as quais podemos destacar um ambiente de trabalho respeitoso, líderes engajados e solidários, espaço para que os funcionários apresentem as suas ideias e melhor gestão dos benefícios oferecidos.

Nesse último caso, é crucial que a empresa trabalhe para oferecer o melhor aos colaboradores, sem gastar mais. Para isso são necessárias a gestão correta e a busca por fornecedores que ajudem a manter a qualidade dos benefícios, por um preço mais convidativo.

5. Fique atento aos desperdícios

Gastos fixos podem, sim, ser reduzidos, se a administração da empresa criar políticas de economia eficazes e envolver os colaboradores nesse processo. Contas de água, luz, telefone e outras podem sofrer alterações para menos quando a equipe está consciente de que é importante cortar custos para que a empresa funcione com maior eficácia.

Uma das maneiras mais eficazes de realizar a tarefa é por meio de programas de conscientização dos funcionários. Para isso, invista em materiais de comunicação leves que incentivem as boas práticas, como reduzir gastos com ligações pessoais no trabalho e uso moderado da energia elétrica.

7-dicas-de-como-reduzir-gastos-sem-prejudicar-a-produtividade.gif

6. Reveja o regime tributário

Você sabe em qual regime tributário a sua empresa se enquadra? Ele é o mais adequado para a situação atual do negócio? Muitos empreendedores, quando iniciam os seus negócios, optam por um regime que, um tempo depois, acaba não sendo o mais adequado para a realidade da empresa. Consequentemente, os altos tributos prejudicam a lucratividade organizacional.

Sendo assim, a melhor opção é fazer uma revisão de toda a situação financeira do negócio, desde a compra de insumos até as vendas. A partir disso, será possível até mesmo mudar o regime tributário da organização, gerando, assim, uma economia para ela e o correto pagamento tributário.

7. Aposte no trabalho remoto e saiba como reduzir gastos

Uma das maiores tendências da atualidade é a implementação do trabalho remoto dentro das empresas. O termo refere-se à utilização de mão de obra que não precisa obrigatoriamente atuar internamente. Ou seja, ela pode ser alocada no ambiente residencial e, a partir dele, realizar todas as tarefas normalmente, com algumas vantagens, como mostraremos a seguir.

A estratégia de adotar o home office traz benefícios tanto para os colaboradores quanto para a própria empresa em si. O trabalhador consegue atuar nas horas em que é mais produtivo e não precisa se deslocar até o trabalho, gerando menos estresse. A empresa, por sua vez, consegue otimizar os custos, visto que não precisa contar com uma estrutura física para abrigar aquele colaborador.

Mas vale ressaltar que, para manter a alta produtividade do time, é preciso estabelecer regras e prazos, tal como no trabalho presencial. Afinal, a empresa precisa continuar funcionando com eficácia.

Como você pôde ver, não é difícil cortar custos e, mesmo assim, manter a produtividade. A chave para o sucesso da empreitada está justamente na habilidade do negócio e de seus colaboradores se organizarem e estarem conscientes sobre o impacto que a economia tem no sucesso do empreendimento.

Ainda tem alguma dúvida sobre como reduzir gastos no seu negócio? Deseja compartilhar alguma dica conosco? Deixe o seu comentário e participe!

Acessar material

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos