Blog Pós-graduação UNIPÊ

BLOG PÓS-GRADUAÇÃO UNIPÊ

7 dicas de como escolher uma pós-graduação em Direito

Postado por Fábio Albuquerque

Existem vários motivos que justificam uma especialização jurídica: a alta competitividade no mercado de trabalho, a necessidade de conquista dos clientes e a busca de conhecimento avançado sobre determinada área, visando a defesa mais eficaz dos interesses dos clientes, são alguns dos principais deles. No entanto, o que muitos advogados se perguntam, em especial os que estão entrando no mercado agora, é como escolher uma pós-graduação em Direito.

Se você tem essa dúvida, saiba que é importante levar em consideração uma série de aspectos antes de fazer a sua escolha. Continue conosco e confira as principais dicas para escolher uma pós-graduação na área jurídica:

7-dicas-de-como-escolher-uma-pos-graduacao-em-Direito.jpg

1. Pense na pós-graduação como um diferencial

Segundo o Guia do Estudante, o curso de Direito foi o mais procurado em número de inscritos no Brasil, com cerca de 862.324 matrículas em 2016. Isso só corrobora o fato da pós-graduação ser importante para o advogado. Afinal, com tantas pessoas sendo formadas, é preciso se diferenciar para conseguir uma boa colocação no mercado.

Logo, a primeira dica é ter em mente que a pós-graduação é um passo essencial para o estudante. Mesmo que já esteja atuando no mercado ou queira um cargo público que exija apenas a graduação, a especialização não só ajudará a se destacar, como também a trabalhar de maneira mais efetiva.

2. Analise as opções

As possibilidades de atuação no campo jurídico são bastante variadas. Entre as áreas mais populares estão: ambiental, civil, trabalhista, previdenciário, tributário, penal, administrativo e eleitoral. Por esse motivo, antes de fazer a sua escolha é necessário conhecer as especificidades de cada uma das áreas e analisar as possibilidades de atuação.

Vale ressaltar que as empresas prezam por advogados especialistas, em detrimento daqueles que não possuem nenhum tipo de pós-graduação. Além disso, a opção por uma área abre muitas portas e amplia as práticas profissionais. Por essa razão, é tão importante estar atento ao mercado e às exigências dele.

3. Leve em consideração as suas afinidades

Não adianta optar por uma área só levando em consideração os altos salários e a disponibilidade de empregos. A escolha deve estar especialmente baseada em suas afinidades com o ramo e isso pode ser observado desde a graduação.

Antes de se inscrever no curso, faça as seguintes perguntas: me identifico com a prática dessa área e não só com a teoria? Quais os meus objetivos como profissional? Ao fazer especialização nessa área conseguirei atingi-los? Quais são as oportunidades de atuação no ramo? Não se esqueça de que a especialização é o primeiro passo para o tão sonhado sucesso profissional.

4. Entre em contato com outros profissionais

O networking também é importante na fase de escolha da especialização. Por isso, procure por profissionais que já se especializaram na área desejada e pergunte a eles sobre a atuação, bem como o mercado. Como são mais experientes, eles poderão esclarecer melhor as suas dúvidas e ajudá-lo na decisão.

Uma dica é observar o cotidiano desses profissionais, ou seja, acompanhar de perto sua atuação prática no dia a dia. Além disso, discutir sobre pontos positivos e negativos da profissão, as possibilidades de crescimento e futuro da área também são essenciais. Todas essas questões o ajudarão na hora de escolher e ter sucesso com a opção feita, tendo consciência do que enfrentará no futuro.

5. Seja paciente

Embora a pós-graduação seja uma necessidade latente é preciso ter paciência para não se arrepender mais adiante. Nesse sentido, a pesquisa que mencionamos ao longo dos tópicos anteriores é crucial. De nada adianta escolher sem critério e fazer a inscrição no curso, sem ter todas as informações que embasem essa opção.

Ser ansioso nesse sentido pode ser prejudicial. Você pode começar um curso e não gostar, "pulando" para um outro sem saber exatamente quais os seus objetivos. Consequentemente, além do custo financeiro que isso terá, você acabará não se especializando com propriedade em nada.

Então, o melhor a fazer é ter calma, pesquisar e só então entrar na pós-graduação. Lembre-se de que a especialização deve ser escolhida visando o seu crescimento como profissional.

7-dicas-de-como-escolher-uma-pos-graduacao-em-Direito.gif

6. Leve em consideração a qualidade da instituição de ensino

Como já dissemos, um curso de pós-graduação exige um investimento financeiro e também de tempo por parte do profissional. Do que adianta escolher a especialização dos sonhos, mas não ter um bom suporte por parte da instituição de ensino? Mais uma vez, a pesquisa, bem como o planejamento são fundamentais.

Antes de qualquer coisa, pesquise junto ao MEC sobre a certificação dos cursos da instituição. Depois, estude o conteúdo programático dos módulos, bem como a prática. Não basta ser bom só em teoria, a atuação prática de um advogado é determinante para o seu sucesso.

Outro aspecto que deve ser levado em consideração é a tradição da escola no ramo jurídico e o que os alunos dizem sobre o ensino. Além disso, a infraestrutura (acervo da biblioteca, instalações, laboratórios etc.) e o corpo docente também precisam ser de alta qualidade, para fornecer aos alunos os subsídios necessários à formação.

7. Avalie as necessidades da sua localidade

A questão do estabelecimento de objetivos deve ser uma das prioridades quando se trata de escolher uma pós-graduação. No entanto, é preciso considerar o local onde pretende atuar para não fazer uma opção fora da realidade.

Considere primeiro o tipo de atuação: pública, privada ou autônoma. Depois observe as necessidades do local e também o crescimento de determinadas áreas. De nada adianta se especializar, por exemplo, em direito marítimo se a cidade onde atua está distante do litoral e não tem nenhuma corporação que tenha ligação direta com o setor. O mercado precisa ter demanda, pois em caso contrário você pode acabar se frustrando.

Além de saber como escolher uma pós-graduação em Direito, o profissional precisa ainda ter habilidades como proatividade, competência para construir uma boa reputação, ética, entre outros. O êxito da especialização dependerá diretamente dos fatores apresentados nesse artigo: objetivos profissionais, instituição de ensino de qualidade e boas escolhas por parte do advogado.

Depois de aprender como escolher uma pós-graduação em Direito, conte para nós: quais outras dicas você acredita que são importantes nesse processo decisório? Participe com sua opinião nos comentários e ajude-nos a enriquecer esse conteúdo!

Acessar material

pós-graduação

Fábio Albuquerque

Fábio Albuquerque

Pró-Reitor da Pós-graduação do Unipê. Mestre em Administração pelo Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade da Paraíba, Especialista em Estratégia Empresarial e Pesquisador de Marketing, Consumo e Sociedade, além de Tecnologia da Informação e Sociedade.

ÚLTIMOS POSTS

ASSINE A NEWS

VÍDEOS

ACOMPANHE O UNIPÊ

REDE SOCIAIS