Blog Pós-graduação UNIPÊ

BLOG PÓS-GRADUAÇÃO UNIPÊ

5 motivos para fazer uma especialização em Finanças

Postado por Fábio Albuquerque

Quando um profissional decide fazer uma especialização em Finanças, é imprescindível que ele pretenda assumir uma posição de liderança no departamento financeiro das organizações. Afinal, ao se formar, ele estará apto para atuar como um gestor financeiro.

Mas, afinal, o que faz um gestor financeiro? Basicamente, este é o profissional que se responsabilizará pela administração dos recursos financeiros da empresa. Ele cumpre um papel de liderança nos planejamentos e também se encarrega de gerir equipes e times que trabalhem com os fluxos de capital de uma organização.

Você está imaginando como seria se você atuasse na área financeira? Confira a seguir 5 motivos para realmente acreditar que esse pode ser um excelente campo de atuação e algumas informações importantes sobre esse universo. Vamos lá?

5_motivos_para_fazer_uma_especializacao_em_financas.jpg

1. Alta demanda por especialistas em Finanças

Um bom gestor financeiro, que constrói uma sólida carreira ao longo do tempo, passa a ser requisitado por inúmeras empresas — inclusive por aquelas que são abertas no Brasil a cada ano.

Para se ter ideia do número de novas empresas que surgem a cada ano, o indicador de nascimento de empresas da Serasa Experian apontou que 1.963.952 empresas foram abertas no Brasil em 2015!

Além disso, a própria crise econômica que afeta o Brasil — e também boa parte do mundo — pode ser um fator que, embora desagradável em todos os sentidos, pode abrir portas para os profissionais da área de Finanças.

Afinal, com os efeitos da crise, as empresas estão buscando especialistas para formular planos de reestruturação financeira, organizar planejamento tributário e controle de custos.

2. Potencial de crescimento pessoal e profissional

São muitas as oportunidades que o profissional com especialização em Finanças pode ter ao longo da carreira. O mercado tende a valorizar os gestores financeiros que vão muito além das tarefas pertinentes ao cargo.

Em outras palavras, os profissionais que adquirem certa reputação e rica experiência na área de Finanças, levando em conta também os aspectos de personalidade — liderança, comunicação, poder de negociação etc. —, podem conquistar cargos elevados no mundo dos negócios.

Vale ressaltar que não adianta ter pressa em alcançar voos altos, pois, para se tornar um profissional requisitado por empresas do mundo todo, é preciso construir uma carreira que vá além dos resultados.

Baixe agora

3. Possibilidade de atuar como autônomo

Se tornar um especialista na área de Finanças, ao contrário do que muito se pensa, não significa, necessariamente, que a carreira deverá se resumir a trabalhar para as empresas. Muitos dos pequenos investidores necessitam de bons conselhos para aplicarem seus investimentos com maior lucidez.

Para isso, esses investidores recorrem aos chamados agentes autônomos de investimento; um profissional cujo perfil se assemelha a uma profissão muito comum nos Estados Unidos: a de Financial Planner, considerada uma das melhores profissões do mercado americano.

4. Variedade de áreas de especialização em Finanças

Se você está interessado em ser um gestor financeiro, você tem diversas opções de graduação na faculdade, como administração, contabilidade ou economia. Todas estas graduações permitem seguir o caminho de especialização em Finanças.

O mercado pode ser muito versátil enquanto você trilha o caminho, mas como fica depois de finalizar a especialização em Finanças? Fica melhor! Veja a gama de opções adicionais que você terá:

  • Gestão empresarial;
  • Gestão financeira internacional;
  • Serviços de investimento;
  • Serviços de planejamento financeiro;
  • Planejamento financeiro pessoal para indivíduos e organizações privadas;
  • Corretoras;
  • Companhias de seguros;
  • Bancos comerciais e de investimento;
  • Cooperativas de crédito e bancos privados;
  • Outras empresas de intermediação.

5. Saúde financeira

Normalmente, as posições de nível de entrada já oferecem um bom salário. Além disso, muitas empresas oferecem bônus de participação semestral ou anual. A média salarial de um gestor financeiro no Brasil, segundo a Catho, é de R$ 5.661,61.

Esse bônus é determinado pelo desempenho do funcionário como uma forma de agradecimento e também é um fator motivacional para muitos profissionais no mercado.

Quais as características de um gestor financeiro?

Naturalmente, o primeiro requisito para se tornar um bom gestor financeiro é gostar de lidar com números em diversos aspectos. Afinal, dentre todos os domínios técnicos necessários para assumir um cargo de gestor financeiro em uma grande empresa, estão estes:

  • Contabilidade;
  • Tributos;
  • Legislações;
  • Consolidação;
  • Matemática;
  • Controladoria.

Lembre-se que o gestor financeiro terá inúmeras responsabilidades dentro da empresa. Portanto, trata-se de uma área da qual todos os conceitos e fundamentos — ensinados em um bom curso de especialização — são colocados em prática durante a rotina de trabalho. Ou seja, tudo o que se aprende com a especialização é, de fato, aplicado no dia a dia de um gestor financeiro.

Além disso, aspectos pessoais do profissional com especialização em Finanças também são levados em conta pelas organizações. Para saber de quais aspectos estamos falando, recomendamos que leia o nosso post sobre o assunto.

Como funciona esse tipo de curso?

O curso de especialização em Finanças se enquadra tanto na pós-graduação, quanto no MBA. Você pode estar se perguntando se existe alguma diferença entre ambos? A resposta para essa pergunta é sim. Alguns detalhes estabelecem as diferenças entre as modalidades.

A primeira diferença está nos requisitos para ingressar em cada curso. Enquanto, nos cursos de pós-graduação o profissional não precisa ter muita experiência em seu campo de atuação (2 anos de experiência é o suficiente), para cursar MBA é necessário ao menos 5 anos de atuação.

Em outras palavras, os estudantes de MBA fazem parte dos profissionais cuja posição no mercado está mais consolidada, formada geralmente por aqueles que já atuam como gestores em uma empresa. Sendo assim, visto que o perfil dos alunos é variado, o conteúdo ministrado atende às suas exigências específicas.

Nos cursos de pós-graduação, por exemplo, os alunos são preparados tecnicamente para se aprimorarem na área que escolheram, e, dessa maneira, tornarem-se futuros gestores, verdadeiros líderes nas empresas em que atuam. No MBA, entretanto, o foco é a estratégia e tomada de decisões.

Visto que apresentamos acima os principais motivos para escolher a especialização em Finanças, gostaríamos de saber de você: o que achou dessa área? É o curso que pretende cursar em breve? Conta pra gente nos comentários.

Acessar material

pós-graduação, carreira

Fábio Albuquerque

Fábio Albuquerque

Pró-Reitor da Pós-graduação do Unipê. Mestre em Administração pelo Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade da Paraíba, Especialista em Estratégia Empresarial e Pesquisador de Marketing, Consumo e Sociedade, além de Tecnologia da Informação e Sociedade.

ÚLTIMOS POSTS

ASSINE A NEWS

VÍDEOS

ACOMPANHE O UNIPÊ

REDE SOCIAIS