pós-graduação

5 motivos para fazer uma pós em direito tributário

Mariana Brito
05-09-2017 6:00

A carreira de advogado, tão rica e cheia de possibilidades, traz algumas perguntas em tom de desafio: afinal, é melhor fazer uma pós em direito tributário ou se dedicar à carreira acadêmica? Prestar concurso público ou abrir o próprio escritório?

A verdade é que tantas opções podem, sim, dificultar essa decisão. Iniciar o próprio escritório exige investimento na montagem, escolha do local, prospecção de clientes e manutenção do negócio nos primeiros anos. Já a carreira acadêmica exige vocação e, se esse não for o seu caso, o longo tempo de dedicação parecerá sem sentido.

Para concurso público, os muitos anos de muito estudo não garantem o êxito, embora a recompensa venha em termos de estabilidade, remuneração acima da média e possibilidade de carreira.

Por esses motivos, escolhemos abordar neste post a pós em direito tributário, apontando 5 motivos que vão ajudá-lo a se decidir por essa especialização. Confira!

5-motivos-para-fazer-uma-pos-em-direito-tributario.jpg

1. Alto índice de controvérsias

A legislação tributária brasileira é um emaranhado que poucos conseguem entender completamente. Uns remendos aqui, umas brechas ali, entendimentos divergentes entre as diversas instâncias do judiciário e as empresas tentando — todos os meses — pagar menos impostos.

O alto índice de controvérsias coloca essa área em alta, pois gera trabalho para muitos. Há muito que se aprender, discutir e evoluir. Como as leis são um conjunto de antiguidades e novidades, algumas emendadas várias vezes, não existe verdade absoluta — assim como em tudo na vida.

O advogado especialista em direito tributário deve percorrer um longo caminho de estudos, análise de entendimentos, jurisprudências e intenções do legislativo, de forma a construir teses tributárias eficazes e de fácil compreensão.

Alguns tribunais têm posicionamentos bem conhecidos, o que facilita a formação do tributarista, mas outros primam pela flexibilidade, dependendo da matéria e da abrangência da discussão.

Portanto, se seu coração ferve com as possibilidades da pós em direito tributário, organize-se, prepare-se para muito estudo, discussões infindáveis e muita, mas muita evolução profissional.

Baixe agora

2. Atuação estratégica

A formação em alto nível capacita o tributarista para atuar em nível estratégico, e não poderia ser diferente. O êxito de seu trabalho proporcionará às empresas economia de milhões de reais, e, em alguns casos, a recuperação de outros milhões relativos aos últimos cinco anos de recolhimentos tributários.

Não existe equação exata no direito, em especial no tributário. Uma falha no processo pode levar a prejuízos inesperados, enquanto os acertos constroem o caminho do êxito. A intrincada malha tributária e os entendimentos diferentes em cada instância do judiciário compelem o tributarista a ser estratégico.

Não adianta o profissional pensar apenas no hoje, na primeira instância. Toda a instrução do processo deve ser feita considerando a legislação, as muitas jurisprudências e as possibilidades de entendimentos diferentes na instância atual e nas futuras, se for o caso.

Essa atuação estratégica inerente ao profissional especializado lhe renderá um status legítimo e genuíno, resultado das valorizadas competências alcançadas nesse processo evolutivo.

3. Atualizações constantes

Nunca podemos deixar de buscar conhecimento. Enquanto estivermos aprendendo, viveremos. Negligenciar essa verdade traz consequências que não desejaríamos experimentar. Como em toda profissão, o direito exige atualizações constantes, independentemente da área.

Mas a área tributária carrega particularidades em virtude da complexidade da legislação e das jurisprudências sobre os vários assuntos. As atualizações têm a capacidade de impulsionar sua carreira para frente. Aquilo que se aprende em um MBA fica por toda a vida e se incorpora não apenas ao seu currículo, mas ao modo de agir, e isso consolida sua carreira.

Mas as boas atualizações não vêm automaticamente, você precisa procurar. A decisão sobre que tipo de atualizações você recebe poderá influenciar diretamente no êxito que você alcançará — no mercado e na carreira. Por isso, as atualizações devem ser planejadas e acompanhadas de sua própria preparação.

Seu planejamento de carreira deve contemplar etapas específicas de autoconhecimento, autodesenvolvimento e reservar espaços para se atualizar. Afinal, são esses momentos que abrem novas portas e horizontes profissionais. E, como em tempos de crise precisamos fazer mais com menos, administre bem o pouco tempo que tem para que ele nunca lhe falte.

5-motivos-para-fazer-uma-pos-em-direito-tributario.gif

4. Alta remuneração

Claro que todos os esforços e dedicação empenhados na especialização devem ser bem recompensados. Não é sem razão que a carreira do tributarista é coroada de ótimos salários, e, em alguns casos, remuneração variável que supera em muito os valores mensais. Um gerente tributário está entre as top 12 carreiras mais promissoras.

Para um profissional estratégico, que recupera volumosas quantias já pagas e economiza outras igualmente grandes para as empresas nas quais atua, a remuneração deve ser compatível com o sucesso de seu trabalho e orientação. Mas existe outra razão para que essa carreira seja excelentemente bem remunerada.

Não é fácil encontrar advogados tributaristas que se destaquem, em virtude da complexidade do mercado e dos tribunais. Se alguém busca essa especialização sem entender realmente as vantagens e os desafios que ela traz, pode se perder no meio do caminho e interromper a caminhada sem completar o percurso.

Mas, para quem entende a real importância da qualificação profissional e sabe aonde quer chegar, os objetivos do planejamento dessa etapa da carreira serão apenas os primeiros a ser conquistados.

5. Novos mercados

Se seu planejamento é extenso, contempla períodos mais longos de sua carreira e você está pensando bem à frente, depois de um exitoso percurso como advogado tributarista, outros patamares podem ser acessados e novas conquistas alcançadas. Vencido o estágio da especialização, conquista do mercado, ações, processos e planejamentos tributários bem-sucedidos, alguns caminhos se apresentam como opções.

A consultoria tributária lhe permitirá atender a mais de uma empresa, ainda em nível estratégico, deixando a parte operacional para seu escritório ou oferecendo ao cliente a opção de envolver seu próprio jurídico no processo. Algumas empresas preferem essa opção, com o objetivo de capacitar seu departamento jurídico para assumir os trabalhos em um futuro próximo, sem depender da empresa de consultoria.

Essa modalidade lhe permitirá ser ainda mais estratégico, atendendo a mais clientes. Se você perceber mudança em seu perfil e a carreira acadêmica começar a lhe atrair, o compartilhamento de ideias e teses começar a fluir de maneira natural, o ensino pode estar começando a se desenhar como próximo desafio.

E ainda, se você percebe que a área pública tem mais conhecimento e evolução a lhe oferecer, um concurso público pode ser excelente opção. Não apenas pela estabilidade e possibilidade de carreira, mas pela emoção de se sentar do outro lado da mesa, expandindo seus horizontes. Claro que tudo dependerá do planejamento de vida e carreira que você elaborar.

Viu só como fazer uma pós em direito tributário é uma alternativa viável e promissora? Restou alguma dúvida sobre o assunto ou gostaria de compartilhar sua experiência? Conte pra gente aqui nos comentários!

Acessar material

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos