Blog Pós-graduação UNIPÊ

BLOG PÓS-GRADUAÇÃO UNIPÊ

10 lições da geração Y para sua carreira

Postado por Fábio Albuquerque

Os nascidos entre os anos 1980 e 1995 são considerados pelos especialistas da Sociologia como a Geração Y. Esta, também chamada de geração do milênio (millenials) ou geração Internet, é assim conhecida porque se desenvolveu em uma época onde os avanços tecnológicos eram cada vez maiores, assim como os processos de prosperidade econômica e urbanização.

Essa faixa etária, por apresentar um comportamento diferente em relação aos seus pais, foi alvo de muitas pesquisas e estudos com o objetivo de decifrar suas características. Acostumados às rápidas interações online e ao fato de estarem conectados frequentemente, os membros dessa geração chegaram à fase adulta de suas vidas deixando algumas lições para as próximas gerações.

Quer saber mais sobre cada uma delas? Confira 10 lições dessa geração para sua carreira.

10-licoes-da-geracao-Y-para-sua-carreira.jpg

1. Adaptar-se

A primeira lição da Geração Y foi herdar a capacidade de adaptação de seus pais, da Geração X. Nem todos os millenials já nasceram conectados à internet, que popularizou de fato na segunda metade da década de 90.

Os avanços tecnológicos que vieram desde então forçaram essa geração a se adaptar para poder entender o mundo. Dessa forma, os millenials cresceu aprendendo e se adaptando constantemente com tudo o que estava a sua volta.

2. Corrigir a rota e acertar na estratégia

Uma das características da Geração X foi a ruptura de conceitos e paradigmas em relação às gerações anteriores. A geração do milênio cresceu vendo esse processo de perto. Na época de seus avós, era inimaginável presenciar um beijo homoafetivo na televisão ou ter um presidente negro nos Estados Unidos.

Ao observar esse processo de mudança, os millenials entraram no mercado de trabalho com a mente ainda mais aberta do que seus pais e avós. Isso permitiu que eles pudessem corrigir falhas na rota de crescimento, visando acertar na estratégia.

3. Aprender a executar tarefas e fechar ciclos

A vontade de ser um profissional que tem mais sucesso que seus pais continua permeando as gerações Y e Z. O fato é que não há sucesso sem muito trabalho árduo para se chegar lá.

A geração do milênio aprendeu isso no dia a dia no trabalho, executando tarefas que os levam a fechar ciclos. Cada ciclo fechado representa uma etapa cumprida em relação às metas estabelecidas em suas carreiras profissionais.

4. Ouvir mais o que os mais experientes dizem

Há sempre alguém mais experiente do que nós disposto a nos dizer algo importante. Foi assim que a essa geração cresceu. Seus pais, da Geração X, batalharam muito para conseguir um espaço na sociedade. Suas formações profissionais e escolares foram concluídas com muito esforço por eles, pois na época dos pais deles, nem isso era possível.

Os aprendizados da Geração X passaram a ser escutados com atenção pela Y, que buscou seguir um caminho trilhado pelos estudos — uma vez que, diferentemente de seus pais, a maioria não precisava trabalhar e estudar ao mesmo tempo.

5. Conseguir ser multitarefa e ter foco ao mesmo tempo

Sabe aquela vontade de abraçar o mundo e resolver todos os problemas existentes? A geração do milênio se deparou com ela, mas aprendeu que apenas fazer de tudo não era o suficiente. Os avanços tecnológicos e o boom na economia fizeram com que o mercado de trabalho exigisse cada vez mais conhecimentos dos millenials.

Foi dessa forma que eles aprenderam a ser multitarefa tendo foco ao mesmo. O tempo passou a ser gerenciado com mais rigidez e ser multitarefa ganhou status de qualidade no mercado de trabalho.

Baixe agora

6. Fugir do imediatismo dos sentimentos

Em tempos em que a opinião passou a ser dada com a mesma abundância que o ar que respiramos está presente no meio ambiente, os sentimentos começaram a aflorar com mais frequência.

No ambiente de trabalho, a geração do milênio se espantou com a maneira como os sentimentos eram encarados. Resiliência, capacidade de se adaptar a uma mudança sem definitivamente perder as estribeiras, passou a ser uma palavrinha constante em feedbacks.

Assim, a Geração Y aprendeu que, em se tratando de trabalho, o comportamento deve ser mais contido e as emoções mais controladas.

7. Construir bons relacionamentos

Estamos falando da geração da internet, não é verdade? Quem mais poderia construir tantos bons relacionamentos quanto a geração do milênio? Os finados ICQ, MSN Messenger e Orkut foram os pioneiros na comunicação via internet.

Por lá, jovens começaram a se conectar com o objetivo de não perder mais o contato. Muitas amizades que começaram lá atrás perduram até hoje, colaborando com a manutenção de um bom network.

8. Definir claramente as metas

A boa e velha pergunta “o que você quer ser quando crescer? ” é mais uma das lições da Geração Y deixa para sua carreira. E aí? O que será de seu futuro profissional? Ter um ou mais objetivos na vida é essencial para que você saiba o caminho que deve percorrer.

Quem estabelece metas profissionais consegue visualizar na própria mente todas as etapas que devem ser cumpridas para alcançar esse sonho.  

9. Manter-se atualizado com as novidades da área em que atua

A geração do milênio aprendeu com o tempo que o conhecimento não tem limites. Quando essa geração entrou na universidade, eles ouviram de seus pais que aquela era uma oportunidade única e que os diferenciariam no mercado de trabalho.

À medida que o tempo foi passando, outras exigências que os destacariam surgiram, como estudar inglês, ter ainda a noção de outro idioma, saber mexer com informática, ser multitarefa, ter uma pós-graduação e ainda estar a par com as novidades da área em que atua.

O fato é que a essa geração não desistiu e continua na ativa buscando seu espaço no mercado de trabalho, principalmente quando acompanha as mudanças que a evolução de suas profissões traz.

10. Especializar-se para ser referência no mercado

Apesar de a geração do milênio ser multitarefa e ao mesmo tempo conseguir ter foco, ela precisou, dentro de sua profissão, escolher determinados caminhos que a levasse a ser especialista em suas áreas de atuação.

Em um determinado ponto de suas carreiras, os membros dessa geração entenderam que ter o diploma de conclusão da graduação os nivelava em um patamar que permitia crescimento, principalmente em direção aos segmentos e nichos de cada área.

A pós-graduação por meio de programas de estudo como a especialização e o MBA ofereceram a estes jovens a oportunidade de continuar crescendo em suas carreiras, além de ocupar postos de destaque e referência no mercado.

E você? Refletiu diante das lições da Geração Y? Pense em como elas podem ser úteis em sua carreira profissional. Além disso, deixe seu comentário e nos conte como essas lições impactaram na sua vontade de crescer profissionalmente.

Acessar material

pós-graduação

Fábio Albuquerque

Fábio Albuquerque

Pró-Reitor da Pós-graduação do Unipê. Mestre em Administração pelo Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade da Paraíba, Especialista em Estratégia Empresarial e Pesquisador de Marketing, Consumo e Sociedade, além de Tecnologia da Informação e Sociedade.

ASSINE A NEWS

VÍDEOS

ACOMPANHE O UNIPÊ

REDE SOCIAIS