BLOG DA GRADUAÇÃO

Você tem o perfil de um profissional de marketing?

O marketing é um conjunto de esforços que tem como objetivo dar destaque a um produto, tornando-o desejável e finalmente adquirido. O profissional da área é, em resumo, um administrador de negócios especializado em definir estratégias que gerem vendas para a empresa. Assim, ele detecta oportunidades no mercado, cria projetos que satisfaçam as necessidades dos consumidores, melhora a imagem da marca aplicando as mais diversas técnicas para potencializar a relação empresa-cliente.

Para ingressar nessa profissão é necessário um diploma de Graduação em Marketing ou Marketing e Publicidade. Uma alternativa mais rápida as faculdades de marketing é o Superior de tecnologia em Marketing, que possui duração reduzida, em média de 2 anos, e permite ao aluno ingressar mais rapidamente no mercado.

Agora que já vimos o que faz e como se tornar um profissional de marketing ,vamos conhecer melhor qual é o perfil mais desejado:

Graduação em Marketing

Ter curiosidade

Os profissionais dessa área estão sempre analisando novas tendências do mercado e sempre buscam os “por ques” do que veem. “Por que aquele serviço faz sucesso?” “Por aquela estratégia de marketing viralizou na internet?”

Perguntas como essas permitem que este profissional esteja mais intimamente ligado aos gostos e interesses dos consumidores, entendendo melhor quais são suas motivações para realizar uma compra.

Ser proativo

Ter proatividade é um atributo essencial para qualquer profissão, e no marketing não é diferente. Por ser uma área que lida com um mercado em constante mudança, ter iniciativa e boas ideias que ajudem os negócios a crescerem e inovarem faz toda a diferença.

 5 fatos que todo futuro profissional precisa saber antes de optar pela graduação em marketing

Saber se comunicar de forma clara e objetiva

A interação com outros setores dentro da empresa é muito mais acentuada no marketing do que em outras profissões. A rotina desse profissional engloba apresentações para públicos diversificados, do tipo que exige linguajar técnico ao mais descontraído. Independente do público, a mensagem precisa ser passada de forma clara e objetiva.

Dominar outro idioma

A influência de palavras em inglês, como “brainstorm”, “budget”, "briefing”, “branding” são tão naturais dentro do universo do marketing que aprender inglês é uma obrigação. E muitas vezes, dominar o espanhol também é essencial pois boa parte das multinacionais mantém negócios com países vizinhos, onde o espanhol é a língua oficial.

Estar aberto a novos desafios

As áreas de atuação para esse profissional são amplas. A profissão permite trabalhar com Marketing voltado para o esporte, com a seleção de eventos, atletas, compra de espaços de mídia, etc., ao Marketing Político, promovendo um candidato às eleições ou programas governamentais. Nesse cenário diversificado de trabalho, estar preparado para aceitar novos desafios é uma qualidade muito desejável.

Entender novas tecnologias

Com novas tecnologias surgindo, outras modalidades de marketing começam a despontar no mercado. Um exemplo é o Inbound Marketing, que busca atrair o cliente com conteúdo de seu interesse e gratuito, por meio de blogs, e-books e vídeos, por exemplo. Estar atualizado com os novos canais que os consumidores utilizam para comprar é a melhor maneira de se conectar ao consumidor ao produto.

E aí, o que achou do perfil de um profissional de marketing? Ficou interessado em ingressar nessa carreira? Conte para a gente nos comentários!

5 fatos que todo futuro profissional precisa saber antes de optar pela graduação em marketing

Marketing

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia Pereira Medeiros da Fonseca é reitora do Centro Universitário de João Pessoa - Unipê. Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Maryland-EUA, exerceu cargo de Chefe de Arquitetura de Informação (Chief Information Architect) e Gerente do Departamento de Gestão da Informação do Banco Mundial. Possui experiência em negociação e cooperação internacional na área de projetos de informação com agências multilaterais e bilaterais, administrando programas relacionados à análise e ao apoio de projetos científicos e tecnológicos.