BLOG DA GRADUAÇÃO

Você sabe quanto ganha um cientista da computação?

Tecnologia é um setor que não para de crescer. Afinal, mesmo em tempos de crise, empresas investem em novas ferramentas para ganhar competitividade. Graças a isto, cientistas da computação raramente ficam sem emprego.

Se esta área te interessa, você pode escolher entre inúmeros caminhos: segurança digital, gestão de infraestruturas corporativas e análise de dados são apenas algumas das várias carreiras possíveis para quem se forma em Ciências da Computação.

Cada uma delas se articula aos mais diversos campos do conhecimento, por vezes exigindo abordagem multidisciplinar, como gestão de pessoas e técnicas de estatística. E os salários, assim como a demanda, não são nada modestos — dentro e fora do Brasil.

Ficou curioso e quer saber mais sobre o mercado de trabalho para um Cientista da Computação e o que isso pode significar para os seus planos de carreira e o seu bolso? A gente te conta os detalhes no post abaixo!

voce-sabe-quanto-ganha-um-cientista-da-computacao.jpg

Gerente de Tecnologia da Informação

Toda empresa com uma grande infraestrutura de Tecnologia da Informação (TI) precisa de um profissional capaz de manter os dispositivos funcionando da melhor forma possível. Este trabalho é feito pelo Gerente de Tecnologia da Informação.

No seu dia a dia, ele implementa sistemas, cria projetos de TI, racionaliza, otimiza e redesenha processos internos de acordo com as demandas do usuário. Isso inclui a integração entre soluções de TI, gerenciamento de equipes e o direcionamento de todas as atividades do setor.

Em média, os salários da área podem ultrapassar a faixa de R$ 9.000,00. Empresas que precisam desse tipo de profissional estão espalhados por todo o país. Elas exigem que ele saiba não só administrar sistemas, mas também pessoas e projetos.

Analista de Sistemas

O trabalho de um Analista de Sistemas é complexo e envolve formação multidisciplinar, com foco em gestão de projetos e desenvolvimento de sistemas. Esse profissional atua analisando, criando e mantendo ferramentas de software, tanto para o ambiente corporativo quando doméstico.

Um bom analista de sistemas é capaz de levantar requisitos, mapear procedimentos, identificar as necessidades de clientes e modelar dados. Sempre que for necessário, o profissional pode ter que verificar o funcionamento de um software para identificação de problemas técnicos, avaliar o sucesso das políticas de gestão e criar manuais de alta precisão para os usuários.

O salário médio de um analista de sistemas oscila na faixa de R$ 4.100,00, dependendo do estado. As principais vagas estão no setor financeiro, de telemarketing e bancário, uma vez que essas companhias optam com maior frequência pelo desenvolvimento interno das ferramentas que usam. Para atuar na área, é crucial compreender diferentes metodologias de desenvolvimento e várias linguagens de programação.

Arquiteto de Sistemas

O Arquiteto de Sistemas é responsável por criar ferramentas complexas, como intranets, web sites e sistemas de comunicação corporativa. Se a formação do profissional priorizar habilidades relacionadas ao design estrutural de dados e organização de código, ele será capaz de lidar com uma série de demandas dos usuários.

Um Arquiteto de Sistemas pode ter a sua formação obtida por meio de um curso de graduação, com foco na construção de algoritmos, metodologias de desenvolvimento e teste de software. O salário médio pode ultrapassar os R$ 8.000,00, sendo São Paulo o principal mercado para os profissionais dessa área.

Baixar ebook

Professor de Ciências da Computação

Apesar de não ser uma das áreas mais populares entre os profissionais de informática, o Professor de Ciências da Computação se destaca por ser uma carreira que facilita a execução de pesquisas, altos salários e boa estabilidade. Um professor universitário atua não só dando aulas, mas orientando alunos que buscam um diploma de mestre ou doutor, além de bolsistas de iniciação científica.

A pesquisa acadêmica também faz parte do dia a dia de um professor de Ciências da Computação. Em busca de prêmios e certificações de qualidade, muitas instituições de ensino incentivam os professores a dedicarem parte de seu expediente a projetos pessoais.

Um professor universitário com dedicação plena — cargo reservado a profissionais com doutorado e alguns anos de experiência — pode receber um salário de até R$ 18.000,00 caso faça carreira na rede pública federal. No setor privado, os valores podem ser menores, em troca de mais flexibilidade e carga horária com foco maior em ensino. Mas, em ambos os casos, o padrão do mercado de trabalho dá preferência a profissionais com diploma de mestre ou doutor em sua área de docência.

Especialista em Segurança Digital

Segurança digital tornou-se um problema para várias empresas. Ataques de malware e invasões em busca de dados relevantes podem atingir negócios de vários setores e são cada vez mais frequentes. Além disso, os prejuízos vão além de valores financeiros, podendo impactar profundamente a imagem de uma companhia.

Justamente por isso, o Especialista em Segurança Digital passou a ser um profissional procurado por vários negócios. Ele domina programação, políticas de segurança e técnicas de invasão. Também é necessário ter conhecimentos avançados em computação que permitam a engenharia reversa de arquivos infectados e a quebra de protocolos de segurança.

Em muitos casos, o Especialista de Segurança Digital atuará como consultor, seja para realizar testes de penetração ou para treinar times de TI a se defenderem contra possíveis ataques. Após levantar todas as vulnerabilidades dos sistemas da empresa, ele cria um relatório com uma lista dos problemas encontrados e dicas para que a segurança interna seja reforçada.     

O salário desse profissional varia em função da empresa e do trabalho desenvolvido, podendo ultrapassar R$ 15.000,00 no Brasil.

Cientista de Dados

Compreender como o mercado se comporta, prever tendências e identificar possíveis pontos que necessitam de melhoria é algo que dá uma grande vantagem competitiva para uma empresa. Nesse cenário, o Cientista de Dados atuará criando processos de Big Data e Business Intelligence eficazes e precisos. Assim, uma empresa pode remodelar os seus serviços de acordo com demandas do mercado, atingindo mais clientes e parceiros comerciais.

Essa é uma carreira que utilizará constantemente conhecimentos de cloud computing, estatística, inteligência artificial e algoritmos de análise e processamento de informações. Em alguns casos, como o dos analistas do Facebook, o salário pode atingir até US$ 100.000,00 anuais, uma vez que a maneira como empresas enxergam o comportamento de seus consumidores possui um impacto direto nos seus lucros de médio e longo prazo.

A remuneração de um Cientista da Computação cresce tanto quanto a demanda por bons profissionais da área. E você, interessado em atuar em um dos setores em maior expansão do mercado?

Curta a nossa página do Facebook e saiba em primeira mão as novidades do blog!

Baixar ebook

Ciencia da Computacao

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia Pereira Medeiros da Fonseca é reitora do Centro Universitário de João Pessoa - Unipê. Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Maryland-EUA, exerceu cargo de Chefe de Arquitetura de Informação (Chief Information Architect) e Gerente do Departamento de Gestão da Informação do Banco Mundial. Possui experiência em negociação e cooperação internacional na área de projetos de informação com agências multilaterais e bilaterais, administrando programas relacionados à análise e ao apoio de projetos científicos e tecnológicos.

MAIS LIDOS