BLOG DA GRADUAÇÃO

Tudo sobre a faculdade de enfermagem

A enfermagem é uma ciência. Ela se dedica a promover, manter e restabelecer a saúde das pessoas. Quem cursa a faculdade de enfermagem terá o dever de proteger e recuperar a saúde dos demais, tendo sempre como objetivo a prevenção de doenças. O principal foco do enfermeiro está no cuidado de cada paciente.

Os profissionais de enfermagem são indispensáveis em absolutamente todos os setores de um hospital. De forma sucinta, podemos dizer que o enfermeiro é o responsável pela coleta dos dados dos pacientes por meio de entrevistas e exames físicos, fazendo o diagnóstico da enfermagem para auxiliar o tratamento pelo médico.

Está pensando em cursar enfermagem? O Blog do Unipê preparou um post completo sobre o curso, contando tudo: das disciplinas estudadas às áreas de atuação no mercado. Confira!

tudo-sobre-a-faculdade-de-enfermagem.jpg

Como se deu o início da enfermagem no Brasil?

A enfermagem como conhecemos foi instituída em nosso país juntamente com a abertura das Casas de Misericórdia. Estas tiveram origem em Portugal. A primeira Casa de Misericórdia brasileira foi fundada no ano de 1543 na Vila de Santos. No mesmo século, as cidades de Olinda, Ilhéus, Vitória e Rio de Janeiro ganhavam suas próprias Casas de Misericórdia. O padre José de Anchieta, já nessa época, se destacava por atender a população carente, exercendo atividades de medicina e enfermagem.

A primeira sala de partos em nosso país foi aberta em 1822 no Rio de Janeiro. Dez anos mais tarde, o ensino médio foi organizado e criou-se, então, a Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Essa faculdade tinha uma Escola de Parteiras que foi diplomada no ano seguinte de sua inauguração. Apesar do progresso da medicina no Brasil na época do Império, a enfermagem só ganharia o espaço que tem hoje no século seguinte.

No final do século XIX, o Brasil presenciava um processo lento e progressivo de urbanização. Cidades como São Paulo e Rio de Janeiro já se destacavam por serem centros populacionais. Europeus e africanos traziam doenças infectocontagiosas que começavam a se propagar rapidamente entre a população. Nessa época, a questão da saúde se transformou em um problema econômico-social.

O governo precisava agir, pois uma população doente provocava impactos na expansão comercial brasileira. Serviços públicos de vigilância, controle e quarentena foram criados para atender a população que necessitava cada vez mais de cuidados.

Dessa necessidade, criou-se em 27 de setembro de 1890 a Escola Profissional de Enfermeiros e Enfermeiras — a primeira do Brasil. Atualmente, essa escola é denominada de Escola de Enfermagem Alfredo Pinto, sendo parte da Universidade do Rio de Janeiro. Os primeiros formandos da Escola Profissional de Enfermeiros e Enfermeiras foram designados para atender hospitais civis e militares. As atividades de saúde pública foram atendidas na sequência.

Como é o curso de Enfermagem?

O curso de enfermagem deve seguir as normas estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Este é um curso de graduação que tem duração média de quatro anos, tendo caráter mais generalista, ou seja, você pode se especializar após a conclusão do curso.

Quem se forma em enfermagem consegue atender todas as necessidades de atenção primária da população. Esse é o trabalho do enfermeiro em locais como ambulatórios, prontos-socorros e postos de saúde.

O curso, em seu início, apresenta disciplinas básicas da área de Ciências Biológicas como parasitologia, histologia, citologia, microbiologia e anatomia. Disciplinas como fundamentos da psicologia e da sociologia, além de administração, também são vistas ao longo dos semestres.

Os procedimentos técnicos referentes à profissão de enfermeiro são ensinados gradativamente, sendo que no segundo ano de curso pode-se iniciar o atendimento dos primeiros pacientes, assim como cuidar de enfermarias.

Durante o curso, o aluno deve ter um período de estágio supervisionado por enfermeiros já formados e professores. A conclusão desse curso de graduação se dá com a entrega e aprovação de um trabalho de conclusão.

Quais são as matérias estudadas?

A grade curricular do curso de enfermagem pode ser organizada de formas diferentes em cada instituição de ensino, assim como acontece com outros cursos. Tanto os nomes das disciplinas quanto a ordem em que elas são estudadas podem ser alterados por cada universidade também.

De modo geral, as matérias estudadas na faculdade de enfermagem pertencem principalmente às Ciências da Saúde e as Ciências Humanas. Disciplinas teóricas são intercaladas com atividades práticas em laboratórios, permitindo que o aluno coloque em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula.

Conheça as 15 principais matérias estudadas nessa graduação:

Anatomia humana

A Anatomia está relacionada com o estudo do corpo humano. A ênfase dessa disciplina está na localização e relação estrutural de órgãos, ossos e sistemas. Essa matéria promove uma análise de todos os sistemas do corpo humano.

Atendimento pré-hospitalar

Por estar na linha de frente do atendimento à população, o enfermeiro requer conhecimentos relacionados ao Atendimento Pré-Hospitalar. O enfermeiro é um socorrista, devendo aprender medidas de proteção para si e para o paciente que estiver atendendo. Nessa disciplina são ensinadas técnicas de atendimento às vítimas de diversas fatalidades como queimaduras, traumas, catástrofes, afogamentos e outras mais.

Histologia

A Histologia estuda os tecidos fundamentais do corpo humano e seus órgãos, em nível microscópico. Tecidos epiteliais, conjuntivos, musculares e nervosos são os principais a serem estudados nessa disciplina. Algumas atividades práticas podem ser aplicadas na matéria de histologia, como o exame de lâminas com amostras de tecidos. Para tal, o aluno aprende a manusear um microscópio óptico.

Biossegurança e sustentabilidade à saúde

Os alunos da faculdade de enfermagem devem aprender a garantir a segurança individual e coletiva por meio de normas, medidas e precauções. Em Biossegurança, o aluno estuda riscos físicos, biológicos e químicos que ele próprio, como enfermeiro e, seus pacientes estão expostos. Diante desses conhecimentos, o profissional fica capacitado para agir em situações de emergência.

Psicologia e Saúde

A complexidade humana ganha uma disciplina nessa graduação por meio da Psicologia. A introdução do estudo da psicologia estabelece uma relação entre o conhecimento psicológico e o cuidado com a saúde, tendo enfoque na relação entre enfermeiro, paciente e família. Aspectos emocionais do atendimento de enfermagem a grupos como crianças, idosos e adultos com problemas psicológicos são apresentados pela disciplina de psicologia.

Farmacologia

Os efeitos dos medicamentos e como eles agem no corpo humano são vistos na matéria de Farmacologia. Os mecanismos de ação dos fármacos, assim como seus efeitos adversos, as indicações, as contraindicações, posologia e vias de administração são abordados nessa disciplina. Por fim, todos os protocolos que devem ser seguidos pela Clínica Geral são apresentados em sala de aula.

Enfermagem clínica

A disciplina de Enfermagem Clínica apresenta a metodologia de assistência de enfermagem ao paciente dentro dos ambientes hospitalares. Cabe à essa matéria explicar o papel do enfermeiro em procedimentos como alimentação do paciente, diagnósticos, tratamento clínico e análise das condições de saúde.

Enfermagem cirúrgica

O período operatório de um paciente necessita de assistência de enfermagem. Na disciplina de Enfermagem Cirúrgica a metodologia dessa assistência é ensinada ao aluno. Nela, estuda-se a organização e o funcionamento das unidades cirúrgicas, quais são os materiais utilizados, como se dá a esterilização dele, seu armazenamento, os cuidados pré e pós-operatórios, assim como a recuperação do paciente.

Saúde da Mulher

A saúde sexual e reprodutiva da mulher é a pauta da disciplina que abrange a enfermagem ginecológica e obstétrica. As metodologias de assistência à saúde da mulher pelo enfermeiro abordam as doenças sexualmente transmissíveis, a prevenção do câncer de mama e de colo uterino, o planejamento familiar, o acompanhamento da gravidez e do parto, entre outros.

Saúde Coletiva

As técnicas de assistência de enfermagem aplicadas ao indivíduo, a sua família e a comunidade dentro do contexto dos programas e políticas públicas de saúde são vistas na disciplina de Práticas de Enfermagem na Saúde Coletiva. Entre os assuntos abordados, destacamos: principais problemas de saúde de acordo com os grupos sociais, sistema de saúde brasileiro, como sistematizar as intervenções em enfermagem à população e o conceito de saúde coletiva.

Citologia

A disciplina de Citologia estuda as células do corpo humano de acordo com suas estruturas. Essa disciplina estuda também as funções das células e sua importância dentro do contexto de complexidade dos seres vivos. Os componentes das células são estudados detalhadamente, pois eles têm uma importância vital na vida de todos nós.

Comunicação e expressão

Como o profissional de enfermagem lida diretamente com o público e demais colegas de equipe, a disciplina de Comunicação e Expressão o ajuda a conseguir desenvolver métodos que facilitam o contato com os mais diversos públicos. Sendo o enfermeiro o responsável pelo primeiro atendimento médico em ambiente hospitalar, ele precisa travar um diálogo eficaz com o paciente para poder encaminhá-lo ao atendimento médico necessário.

Bioquímica

A matéria de Bioquímica é responsável pelo estudo das estruturas, organização e transformações moleculares que acontecem dentro de cada célula. As transformações celulares caracterizam o que nós conhecemos por metabolismo. O metabolismo é o processo fundamental que garante a sobrevivência, o crescimento e a reprodução dos seres.

Parasitologia

A Parasitologia é a ciência que estuda os parasitas, seus hospedeiros e a relação existente entre eles. Como disciplina biológica, a parasitologia faz uma relação entre o modo de vida dos seres, estudando os vetores de transmissão de doenças.

Bioestatística

Na disciplina de Bioestatística o aluno aprende a lidar com ferramentas estatísticas e estudos que caracterizam o perfil epidemiológico de agravos de saúde, a validação de testes diagnósticos e seus ensaios clínicos. Em bioestatística adquire-se as bases para a mensuração racional de fenômenos biológicos.

Baixar ebook

Qual é o perfil para ser um enfermeiro?

Para ser enfermeiro você deve se identificar com algumas características necessárias à essa profissão, como ser generalista, humanista, crítico e reflexivo. Entre as principais competências e habilidades, destacamos as seguintes:

Atenção à saúde

O enfermeiro, dentro de sua atuação profissional, deve estar preparado para desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde. Essas ações devem ocorrer tanto a nível individual quanto coletivo. Cabe a cada profissional assegurar que suas atividades sejam integradas e contínuas com as demais instâncias do sistema de saúde.

Cobra-se do profissional de enfermagem que seus serviços sejam realizados dentro dos mais altos padrões de qualidade, seguindo os princípios da ética e da bioética.

Capacidade de tomar decisões

O profissional de enfermagem deve ser apto para tomar decisões com base em fundamentos que visam o uso apropriado de todas as esferas do atendimento em saúde: força de trabalho, medicamentos, equipamentos, procedimentos e práticas. Faz parte da responsabilidade do enfermeiro ter habilidade para avaliar, sistematizar e escolher a conduta mais apropriada ao tratamento dos pacientes.

Estabelecer uma comunicação eficaz com os demais

Outra característica que compõe o perfil do enfermeiro é ser acessível e manter a confidencialidade de todas as informações a ele confiadas, tanto na interação com o público geral, quanto com outros profissionais da saúde. O enfermeiro precisa dominar todos os processos de comunicação, inclusive a comunicação verbal, não-verbal, escrita, leitura e interpretação de textos.

Ser um líder nato

O trabalho do enfermeiro nunca se dá de maneira individual. É comum o trabalho em equipe multiprofissional, portanto o enfermeiro precisa estar apto a assumir posições de liderança que envolvam compromisso, responsabilidade, empatia e habilidade para tomar as decisões corretas.

Habilidades de administração e gerenciamento

Como parte das habilidades que compõem o perfil do profissional de enfermagem, encontramos a capacidade de administrar e gerenciar a força de trabalho, os recursos físicos e materiais, pacientes, prontuários e toda a informação que circula por meio dele.

Capacidade de aprender continuamente

O aprendizado contínuo é fundamental no perfil do enfermeiro, pois tanto a teoria, quanto a prática de enfermagem são constantemente atualizadas. O compromisso com a educação e o treinamento de futuros enfermeiros devem estar presentes nessa capacidade de aprender continuamente, pois o conhecimento é transmitido entre gerações que aprendem umas com as outras.

Quais são as carreiras que podem ser seguidas por um enfermeiro?

A Fundação Oswaldo Cruz divulgou, por meio do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), um estudo que apontou que 85% das pessoas formadas em enfermagem e que atuam no país são mulheres. Essa mesma pesquisa apontou que 60% das equipes de enfermagem estão atuando no setor público, o maior empregador da profissão. 32% dos enfermeiros atuam no setor privado e 8% dedicam-se ao ensino.

Saiba quais são as carreiras que podem ser seguidas por um enfermeiro:

Enfermagem geral

Nessa área, o enfermeiro pode comandar equipes de técnicos e de auxiliares de enfermagem em relação ao atendimento dos pacientes.

Enfermagem obstétrica

O enfermeiro, nessa área de atuação, presta  assistência integral para mulheres gestantes, em trabalho de parto e lactantes. Cabe ao enfermeiro fazer o acompanhamento durante o pré-natal, realização de exames e auxílio ao médico durante o parto e o pós-parto. Ele também pode orientar a mulher com informações sobre o planejamento familiar.

Enfermagem pediátrica

As crianças têm vez e prioridade na enfermagem pediátrica. O enfermeiro acompanha e avalia o crescimento delas, incentiva o aleitamento materno e orienta pais e mães em relação aos cuidados que eles devem ter com seus filhos recém-nascidos.

Enfermagem geriátrica

Aqui, o enfermeiro faz o atendimento específico a idosos, enfermos ou não. Esse atendimento pode ser feito em domicílio, hospitais, casas de repouso, prontos-socorros, clínicas, ambulatórios e hospitais.

Enfermagem médico-cirúrgica

O foco do trabalho do enfermeiro nessa área é ministrar os cuidados durante o pré e o pós-operatório em hospitais, clínicas e prontos-socorros.

Enfermagem psiquiátrica

O enfermeiro que atua em enfermagem psiquiátrica auxilia no tratamento e cuidados com os pacientes que possuem distúrbios psicológicos como ansiedade e depressão.

Enfermagem de saúde pública

Promove programas de saúde para a coletividade e orienta a população sobre a prevenção de doenças. Pode realizar o atendimento de pacientes em locais como hospitais, centros de saúde, creches, escolas e outros. Forma, capacita e supervisiona agentes de saúde, como os que cuidam do combate ao mosquito da dengue, por exemplo.

Enfermagem de resgate

Nesse caso, o profissional de enfermagem faz parte das equipes de atendimento e salvamento de vítimas de acidentes e calamidades públicas. Atua em operações como as realizadas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Enfermagem do trabalho

O atendimento ambulatorial do enfermeiro do trabalho ocorre dentro das empresas. Ele acompanha os programas de prevenção e manutenção da saúde de todos os funcionários da companhia.

Ensino e Orientação

Na área de ensino o enfermeiro pode orientar projetos de pesquisa e ministrar aulas práticas e teóricas para cursos de nível médio.

Gestão da qualidade

O trabalho em gestão da qualidade avalia e planeja a assistência prestada aos pacientes nos hospitais, seguindo as normas estabelecidas que envolvem dos procedimentos corriqueiros até o uso de materiais e medicamentos. Atuando nessa área, o enfermeiro prepara a instituição de saúde onde atua para receber certificações nacionais e internacionais de qualidade.

Gestão de projetos

Como gestor de projetos o enfermeiro administra e controla todas as atividades destinadas a projetos como abertura de alas hospitalares e implementações de novos protocolos. É responsabilidade do profissional conseguir organizar a rotina da empresa e otimizar a utilização de todos os seus recursos humanos, físicos e materiais.

Pesquisa clínica

Por fim, chegamos a pesquisa clínica. Aqui, o enfermeiro planeja, implementa e coordena projetos de pesquisas clínicas como estudos epidemiológicos e o desenvolvimento de drogas. A atuação do profissional nessa área pode ser feita tanto em universidades quanto em institutos de pesquisa e hospitais.

Como escolher a melhor faculdade?

Depois de conhecer tudo sobre a profissão de enfermeiro, chegou o momento de saber como escolher a melhor faculdade. Quem chega ao final do Ensino Médio se depara com as típicas dúvidas sobre a escolha da profissão e a escolha da faculdade. Para você que já escolheu a carreira de enfermagem para seguir, aqui vão dicas sobre como escolher a melhor faculdade para cursar:

Analise a tradição da instituição

A história de uma instituição de ensino é construída ao longo dos anos. A experiência da instituição em ministrar aulas e formar profissionais para o mercado de trabalho conta muito na escolha da faculdade que você vai cursar. Por mais que o nome da instituição não determine o tipo de profissional que você será, pois isso depende do seu esforço como aluno, a tradição da faculdade ajuda a abrir portas e a conseguir oportunidades.  

Avalie o corpo docente

Pesquise pelos currículos dos coordenadores do curso e dos professores. Veja quais são as qualificações deles: quantos são especialistas, mestres, doutores e pós-doutores. A experiência do corpo docente será fundamental para seu aprendizado, pois você passa a ter contato com os profissionais mais renomados do mercado. O corpo docente é a sua referência profissional ao longo do curso e, no futuro, muitos professores serão seus colegas de trabalho.

Confira a classificação e o conceito do curso no MEC

O Ministério da Educação confere uma classificação e um conceito para todos os cursos de graduação de nosso país. Verifique se a instituição onde você deseja estudar está de acordo com as suas expectativas. Você, com certeza, não desejará ter seu futuro profissional nas mãos de uma instituição mal avaliada.

Visite a instituição e conheça sua infraestrutura

Nenhuma propaganda supera a sua visita à instituição. Vá conhecer a infraestrutura da faculdade. Peça para conhecer as salas de aula, laboratórios e demais dependências da instituição. Tudo parece estar de acordo com as suas expectativas? Você terá o apoio necessário para aprender teoria e prática?

Converse com ex-alunos

Os ex-alunos podem ser uma rica fonte de informação para suas dúvidas a respeito do curso e do mercado de trabalho para formandos da instituição. Verifique onde esses ex-alunos estão atuando e peça para eles uma avaliação de sua experiência e formação.

Peça informações sobre estágios, convênios e monitorias

Quais são os benefícios que a faculdade de enfermagem oferece? Ela possui um programa de estágios para seus alunos? Tem convênios com instituições de saúde para que os estudantes possam colocar em prática as teorias aprendidas em sala de aula? Existem programas de monitorias para atendimento ao público e exercícios em laboratório?

Lembre-se que a escolha da faculdade de enfermagem deve ser feita com a cautela necessária para que você não venha a se arrepender depois. A faculdade exigirá de você uma dedicação de, no mínimo, quatro anos. Você precisa escolher uma instituição onde se sentirá bem e motivado para aprender e dedicar seus esforços em prol de sua carreira.

Atualmente, qualquer bom hospital precisa de um corpo muito bem qualificado de enfermagem. Os enfermeiros trabalham juntamente aos pacientes, seres humanos como você e seus familiares que necessitam de cuidado e atenção em saúde.

Curta nossa página no Facebook clicando aqui e saiba mais sobre o curso de enfermagem do Unipê.

Baixar ebook

Enfermagem

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia Pereira Medeiros da Fonseca é reitora do Centro Universitário de João Pessoa - Unipê. Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Maryland-EUA, exerceu cargo de Chefe de Arquitetura de Informação (Chief Information Architect) e Gerente do Departamento de Gestão da Informação do Banco Mundial. Possui experiência em negociação e cooperação internacional na área de projetos de informação com agências multilaterais e bilaterais, administrando programas relacionados à análise e ao apoio de projetos científicos e tecnológicos.