Engenharia de Produção

Saiba quais são as matérias do curso de engenharia de produção

Mariana Brito
2018-12-12 10:28:00 GMT

A engenharia de produção é um dos 35 cursos de graduação de engenharia reconhecidos pelo MEC no Brasil e também um dos mais procurados pelos estudantes que acabam de terminar o ensino médio. O engenheiro de produção, como o próprio nome diz, é o profissional responsável por garantir a eficiência dos processos produtivos de uma organização.

As principais matérias do curso de engenharia de produção estão ligadas a conhecimentos de engenharia, gestão de pessoas, economia e administração. O objetivo é formar profissionais capazes de gerenciar e aperfeiçoar a produção, assim como organizar as atividades financeiras, logísticas e comerciais de uma empresa de forma eficaz e rentável.

Se você se imagina lidando com desafios e buscando soluções para os problemas encontrados, a engenharia de produção pode ser o curso certo para você. Quer saber mais informações sobre a grade curricular básica e conhecer as possibilidades de atuação no mercado de trabalho para o engenheiro de produção? Continue lendo o texto.

saiba-quais-sao-as-principais-materias-do-curso-de-engenharia-de-producao

Principais matérias do curso de engenharia de produção

O curso de engenharia de produção tem a duração de cinco anos, sendo que os dois primeiros são praticamente dedicados às disciplinas básicas de Engenharia, relacionadas à Física e à Matemática. Nos anos seguintes, os alunos já começam a ter matérias nas áreas de administração, tecnologia da informação, contabilidade e logística.

Cada instituição de ensino organiza a sua grade curricular de uma maneira diferente, mas listamos as principais matérias do curso de engenharia de produção. Ainda que cada disciplina possa ser apresentada com diferentes nomenclaturas, a essência do conteúdo permanece a mesma.

acessar material

  • Cálculo — essa é uma disciplina básica nos cursos de engenharia que aborda questões matemáticas, com o objetivo de desenvolver o raciocínio lógico dos alunos através da resolução de problemas de cálculos, para que possam utilizá-lo na engenharia;

  • Física — essa disciplina aborda conceitos gerais da física como as leis de Newton, ondas sonoras, movimentos de translação e rotação, entre outros. Também envolve atividades práticas em laboratório;

  • Controle de qualidade — essa disciplina é voltada ao ensino de técnicas de gerenciamento e de controle de qualidade dos processos de produção;

  • Planejamento de produção — disciplina com foco nas técnicas que visam melhorar os processos de produção por meio de ferramentas de planejamento e análise;

  • Processo de fabricação — disciplina que aborda os principais processos de fabricação e planejamento em uma fábrica ou empresa prestadora de serviços;

  • Gestão de Custos — disciplina voltada à análise dos custos de um projeto, utilizando a comparação de diferentes métodos e sistemas de custeio para chegar aos resultados pretendidos;

  • Logística — disciplina que aborda o gerenciamento de redes — fornecedores e distribuição — através da análise e de cálculos das rotas de distribuição dos produtos;

  • Gestão Estratégica — disciplina com foco na formulação de estratégias para o bom funcionamento da empresa, sempre visando o crescimento da mesma;

  • Gestão da Produção — disciplina que aborda os tipos de sistemas de produção e ensina como escolher o mais adequado para cada tipo de negócio;

  • Inovação — disciplina voltada para a inovação de produto, processo e gestão;

  • Engenharia e Segurança do Trabalho — disciplina que ensina os conceitos da medicina do trabalho, como prevenir acidentes e a importância da segurança do trabalho para garantir qualidade e produtividade do negócio.

Além de cumprir a carga horária de matérias básicas e específicas, o aluno precisa fazer estágio e comprovar um determinado número de horas — vai depender de cada instituição. Geralmente, os cursos de graduação oferecem estágios supervisionados, nos quais os alunos têm a oportunidade de colocar em prática seus aprendizados, com a supervisão de um professor.

Os estágios podem ser realizados em fábricas e indústrias — automobilísticas, equipamentos, alimentos — como também em bancos, laboratórios e outras empresas prestadoras de serviços.

Principais áreas de atuação no mercado de trabalho

giphy

O estudante que concluiu o curso de engenharia de produção se torna um profissional com habilidade de gerir os recursos financeiros e a logística de uma empresa, por meio do gerenciamento da produção. É uma formação que reúne conhecimentos variados e, por isso mesmo, apresenta uma área de atuação muito abrangente.

Existem oportunidades em diversos setores no mercado de trabalho - desde fábricas e empresas de manufatura até prestadoras de serviços dos mais variados segmentos. Escolher em qual setor atuar vai depender das aspirações e habilidades de cada profissional, mas de uma forma geral ele vai lidar com a gestão de qualidade da produção e com processos de planejamento e fabricação, seja em indústrias ou empresas.

Uma grande vantagem de optar por essa graduação é que o engenheiro de produção se torna um profissional capaz de conciliar diferentes conhecimentos — relativos à administração, economia e engenharia — a fim de otimizar os processos de produção de uma empresa.

Como essa ação envolve redução de custos e maior rentabilidade, existem oportunidades em diversos ramos, desde indústrias automobilísticas a têxteis, assim como em empresas de tecnologia e do agronegócio, bancos, seguradoras, entre outros.

Geralmente, o engenheiro de produção ocupa cargos de gerência, coordenação e supervisão nos setores de finanças, logística, planejamento, operações e desenvolvimento de produtos. Para ser um profissional habilitado é preciso fazer o registro no CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) do seu estado.

Dicas para ser um bom profissional

Em primeiro lugar, é essencial que você seja uma pessoa organizada, afinal de contas você trabalhará no gerenciamento de processos da linha de produção das empresas, o que significa organização. Para isso, você vai precisar de raciocínio lógico e ter habilidade com administração, gestão de pessoas, assim como afinidade com conceitos de economia.

Busque sempre se qualificar e invista em especializações depois da sua formação. Enquanto estiver na graduação, dedique-se ao máximo e perceba com quais matérias do curso de engenharia de produção você mais se identifica — esse conhecimento facilita a sua escolha sobre a área de atuação.

Gostou de saber mais sobre o curso de Engenharia de Produção? Então corre, curte a nossa página no Facebook e fique por dentro das informações e novidades sobre esse e outros cursos de graduação.

New Call-to-action

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos