BLOG DA GRADUAÇÃO

Resultado do ENEM 2015: fique por dentro de tudo

Segundo o INEP, nesta sexta-feira (08/01), o resultado individual das provas do ENEM será divulgado. A única forma de ter acesso à sua nota é através da internet, no portal do Instituto, com o número do CPF (Cadastro de Pessoa Física) e a senha. No sistema, você ficará por dentro do seu aproveitamento nas quatro áreas de conhecimento: Ciências Humanas e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias; e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.

Ah, e caso você não se lembre da senha, você pode recuperá-la na opção “Esqueci minha senha” e fazer o passo a passo para criar uma nova.

Confira, a seguir, o post exclusivo que preparamos para você ficar por dentro de tudo sobre o resultado do ENEM:

Resultado do ENEM

Como saber se mandei bem?

Com o objetivo de esclarecer e deixar transparentes os cálculos de correções, o INEP publicou diversos mapas para explicar como é feito o cálculo das proficiências dos participantes. A medida visa acabar com uma dúvida generalizada acerca do fato de os candidatos terem o mesmo número de acertos de questões e notas diferentes nos resultados.

Na verdade, essa aparente discrepância se deve à metodologia utilizada nas correções da prova, o TRI (Teoria de Resposta ao Item), que avalia a chamada coerência pedagógica das respostas. Ou seja, quem acertou questões mais difíceis e errou as mais fáceis vai ter uma nota menor do que o participante que acertou uma, duas, três questões fáceis e médias e errou as mais difíceis, tudo pensado numa sequência lógica que elimina aqueles que acertaram apenas dando “chutes”.

Se você ainda tem dúvida quanto à questão, vale a pena dar uma olhada nas publicações do MEC para entender que a metodologia é justa e feita de forma bastante elaborada.

Nós mesmos no post “O que você precisa saber sobre o método de correção do ENEM” explicamos sobre essa tal teoria, com base em seus três parâmetros: o Parâmetro de Discriminação; o Parâmetro de Dificuldade; e o Parâmetro de Acerto Casual e como eles fazem as separações baseadas em graus de dificuldade. Veja como é formulado o resultado e não fique confuso com relação a isso, ok?

E se você acha que não conseguirá ter uma boa nota para concorrer a vaga do curso que queria tanto, não se desanime! Há inúmeras formas de se ingressar em uma faculdade do que pelo Sisu. Mas, se não foi dessa vez, bola para frente, trace metas, faça um planejamento e se prepare de verdade para as próximas provas. A gente te ensina aqui, ainda, 9 dicas infalíveis para se dar bem no ENEM.

Do Campus para o mundo: Entenda como entrar na faculdade pode mudar sua vida 

Acesso à correção da redação ainda não está disponível

Neste dia 8, a correção das provas de redação não estará acessível para a conferência dos candidatos. A divulgação, apenas para fins pedagógicos, do espelho da redação, ainda não tem data definida, o que, de certa forma, acaba prejudicando aqueles candidatos que eventualmente discordam da correção. É que a falta de um prazo determinado para divulgação do espelho faz com que os candidatos não disponham de um tempo hábil para entrar com recursos.

A decisão judicial que garante a divulgação do espelho da redação do ENEM junto com as notas das provas só entra em vigor para a edição de 2016.

Basta saber que a redação é avaliada por dois corretores. Se houver discrepância entre as notas dos dois corretores, a redação é submetida ao crivo de um terceiro corretor. Caso a diferença permaneça, a redação fica sob responsabilidade de uma banca de três especialistas.

Como o exame é uma das provas mais esperadas — e disputadas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que vai disponibilizar 228 mil vagas em 131 instituições públicas de educação superior —, é fundamental se preparar e se organizar para fazer uma boa redação, pois é a única prova na qual você pode atingir os 1000 pontos e que, quando bem feita, pode aumentar a média final da sua nota!

E aí, já está se preparando para o próximo ENEM? Quer saber como tirar uma boa nota no exame de 2016? Então você também vai curtir este post, com dicas exclusivas para se planejar melhor e tirar uma boa nota na redação do ENEM!

Participação massiva de candidatos

Nos dias 24 e 25 de Outubro de 2015, mais de 5 milhões de pessoas fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio e estão em busca de uma vaga no ensino superior. As notas do Exame servirão de prerrequisito para processos seletivos de vários programas do Ministério da Educação (MEC) como o Sisu 2016 (Sistema de Seleção Unificada), o ProUni 2016 (Programa Universidade para Todos), o Fies 2016 (Fundo de Financiamento Estudantil), o Sisutec 2016 (Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica) e o Ciência sem Fronteiras.

Apesar de o gabarito oficial ter saído, divulgado no dia (28), alguns dias depois do exame, os estudantes estão ansiosos, pois já podem consultar as vagas disponíveis na primeira edição do Sisu de 2016, que terá inscrições abertas a partir do dia 11 de Janeiro. O sistema começa a funcionar na segunda-feira, e o prazo vai até 23h59 do dia 14 de janeiro.

Para os estudantes que não conseguirem a tão sonha vaga em uma universidade pública, o programa PRAVALER. Ele é uma excelente alternativa  para aqueles que desejam arcar com os custos do seu estudo, a juros zero. Ele financia cursos de Graduação, Pós-Graduação e Técnico, sejam eles presenciais ou a distância, das Instituições de Ensino parceiras.

Quer saber como entrar para o ensino superior e conseguir pagar a faculdade? A gente te ensina tudo sobre financiamento estudantil. Não perca mais tempo, deixe as desculpas de lado e em 2016 seja finalmente um universitário!

E aí, está pronto para conferir o seu resultado no ENEM 2015? Já sabe para qual programa vai se inscrever e qual curso vai disputar uma vaga? Não deixe de compartilhe o post com os seus amigos e familiares e comente com a gente se ainda ficou com alguma dúvida!

Reserve sua vaga no Unipê

ENEM

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia Pereira Medeiros da Fonseca é reitora do Centro Universitário de João Pessoa - Unipê. Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Maryland-EUA, exerceu cargo de Chefe de Arquitetura de Informação (Chief Information Architect) e Gerente do Departamento de Gestão da Informação do Banco Mundial. Possui experiência em negociação e cooperação internacional na área de projetos de informação com agências multilaterais e bilaterais, administrando programas relacionados à análise e ao apoio de projetos científicos e tecnológicos.