BLOG DA GRADUAÇÃO

Redes de Computadores e a alta demanda das empresas

Smartphones, aplicativos, sistemas digitais e instrumentos diversos de conectividade fazem parte da sua rotina e principalmente do dia a dia dentro de uma empresa — de qualquer tipo, formato ou tamanho. Os relacionamentos internos, reuniões, projetos e a comunicação com clientes, fornecedores e parceiros dependem cada vez mais das tecnologias de rede. Sem contar que trabalhar com um sistema estruturado aumenta a produtividade e a competitividade no mercado. O profissional de Redes de Computadores torna-se, nesse contexto, fundamental dentro do ambiente corporativo. Entenda a demanda para o trabalho com tecnologias e sistemas de rede:

redes de computadores

O papel do profissional nas empresas

Hoje, todas as empresas precisam de projetos de sistemas de redes de computadores locais e de longa distância. O profissional do setor é responsável por elaborar, implantar e gerenciar esse tipo de projeto, nas mais diversas instâncias: ele atua na configuração de serviços de rede e de comunicação de dados; na conectividade entre sistemas heterogêneos; na execução de diagnóstico, avaliação de desempenho e medidas corretivas relacionadas à comunicação de dados; e na manutenção da segurança de redes.

Para isso, o profissional deve passar pelo curso de graduação, momento em que entra em contato com as técnicas e conceitos necessários para exercer a função. É uma formação multidisciplinar que, além de trazer ao egresso do curso as habilidades específicas necessárias, acompanha continuamente as novas tecnologias de redes. Uma grande vantagem nessa área é que as novidades, geralmente, implicam mais segurança, e, consequentemente, mais possibilidades para os projetos, mais praticidade de manejo e mais benefícios para as corporações.

Baixar ebook

Os segmentos de atuação  em redes de computadores

Há demanda para profissionais dessa área em diversos segmentos:

  • Gerente de Projeto e Gerência de Redes: responsável por supervisionar a equipe de redes, formada por técnicos e analistas, e por propor e manter projetos de TI dentro do ambiente corporativo.
  • Analista de Suporte: suporte ao ambiente operacional dos aplicativos. É responsável pela infraestrutura de hardware, softwares e utilização das redes. O profissional faz o monitoramento e propõe avanços e soluções para problemas associados aos ambientes de rede.
  • Analista de Segurança de Redes: responsável por projetar e colocar em prática, dentro das empresas, política de segurança da informação. Estuda falhas de segurança e adota medidas corretivas.
  • Consultor de tecnologia na área de Redes: profissional que executa serviços de consultoria, incluindo a confecção de projetos e diagnósticos na área de rede de computadores.

A demanda do mercado

O mercado para profissionais de Tecnologia da Informação (TI) está aquecido: segundo a Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), o déficit pessoal no setor chega a 40 mil profissionais. Para 2015, é esperado um crescimento total de 5% em relação ao ano anterior na área, movimentando aproximadamente 430 bilhões de reais. E, no Brasil especificamente, os segmentos de redes de computadores e conectividade são considerados os mais promissores dentro da área de Tecnologia da Informação. Focando nas carreiras da área, o profissional mais procurado é o analista de segurança da informação.

Essa demanda é reflexo da necessidade crescente de implantar estrutura de informática dentro das empresas – e de diversos setores e portes, não apenas de TI. A banda larga móvel, smartphones, o 4G e redes corporativas ganham expressividade e se tornam fundamentais no ambiente empresarial. Como consequência, os serviços móveis e os profissionais da área são cada vez mais requisitados no mercado.

Você se interessa pela área de TI? O que acha da atuação dos profissionais de Redes de Computadores? Deixe o seu comentário!

Baixar ebook

Redes de Computadores

Felipe Soares de Oliveira

Felipe Soares de Oliveira

Possui graduação em Ciências da Computação pelo Centro Universitário de João Pessoa (2007), em Tecnologia em Redes de Computadores pelo IFPB (2008), mestrado em Informática, pelo Programa de Pós-Graduação em Informática (PPGI) da UFPB (2010). Desde 2014 é aluno de doutorado do Centro de Informática da UFPE. Atua no UNIPE como professor, instrutor do programa Cisco Net Academy e coordenador dos Cursos Tecnológicos da UBTech-TI. No mercado direciona suas ações como CEO & Co-Founder da Start-UP Media4ALL. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Redes de Computadores e Internet, atuando principalmente nos seguintes temas: Arquitetura de Redes, Sistemas Distribuídos, Tecnologias para Educação, TV Digital e Internet.