BLOG DA GRADUAÇÃO

Qual o papel do profissional de marketing dentro de uma empresa?

O marketing é uma área que tem crescido muito nos últimos anos, e sua expansão se deve principalmente à maneira como os consumidores estão buscando por serviços e produtos. Levar o público a se interessar por uma marca tem sido um desafio enfrentado por milhares de empresas no mundo todo. Justamente por isso elas precisam de profissionais de marketing qualificados que possam cumprir essa tarefa com excelência.

Mas você sabe exatamente o que faz o profissional de marketing? No post de hoje nós vamos te mostrar um pouco sobre o perfil desse profissional e o que é preciso para seguir essa profissão. Confira!

profissional de marketing

O que faz o profissional de marketing?

A principal função do especialista em marketing é usar seus conhecimentos para aumentar as vendas de uma marca ou uma empresa. Ele é o responsável por criar estratégias que tornarão um produto ou um serviço mais atraente para o seu público-alvo, isso de uma maneira inteligente para atrair e não repelir os consumidores. Além disso, fica como responsabilidade do profissional de marketing solidificar o nome da empresa, levando seu nome diretamente para pessoas que precisam de seus serviços.

Entre as funções desse profissional está também a de analisar o mercado e seu cenário socioeconômico, estudar seu público e o comportamento dos consumidores da marca.

Qual o perfil do profissional de marketing?

O profissional de marketing deve ser criativo, antenado, comunicativo e estrategista. Precisa conhecer as novas tendências da sua área e, principalmente, ser ético. Outras características bem solicitadas no mercado são as de que esse profissional tenha espírito de liderança, mente aberta, tenha a habilidade de criar novos produtos — independente do segmento em que atua — e que seja uma pessoa bastante enérgica, que busca mudanças e conhecimento continuamente.

5 fatos que todo futuro profissional precisa saber antes de optar pela graduação em marketing  

Como é a graduação em marketing?

O bacharelado em marketing leva cerca de 4 anos, enquanto o tecnólogo tem um tempo reduzido de 2 a 3 anos. Geralmente, as disciplinas das graduações são semelhantes, abrangendo estudos sobre as suas principais áreas de atuação, sobre Gestão de Negócios, Estatísticas, Economia e algumas matérias de base como Sociologia e Psicologia — importantes para estudar e compreender o comportamento e desejo do consumidor.

O tecnólogo em Marketing, entretanto, é mais interessante para os que querem fazer um curso mais rápido e ter uma inserção no mercado mais facilitada, uma vez que o estudante sai preparado para atuar como um especialista na área.

Contudo, quem faz superior de tecnologia em marketing ou faculdade de marketing se torna um profissional habilitado para trabalhar em diversos campos da área, que vão desde Inbound Marketing até consultoria, podendo se inserir em empresas de variados portes, e-commerces, agências, bancos e muito mais.

Com o mercado em expansão, essa área tem sido cada vez mais buscada por jovens antenados e inovadores que querem uma profissão que lhes permita criar e interagir com pessoas, ao mesmo tempo em que exige uma visão mais estratégica.

Além de todos esses pontos que citamos, vale lembrar, também, que é de extrema importância contar com uma universidade séria que seja referência no mercado, onde o aluno tenha a assistência de professores qualificados e acesso a materiais de qualidade.

Se você gostou do post ou até mesmo se ficou com alguma dúvida, não hesite em deixar o seu comentário aqui embaixo! Ficaremos felizes em responder seus questionamentos. Até a próxima!

 

5 fatos que todo futuro profissional precisa saber antes de optar pela graduação em marketing 

Marketing

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia Pereira Medeiros da Fonseca é reitora do Centro Universitário de João Pessoa - Unipê. Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Maryland-EUA, exerceu cargo de Chefe de Arquitetura de Informação (Chief Information Architect) e Gerente do Departamento de Gestão da Informação do Banco Mundial. Possui experiência em negociação e cooperação internacional na área de projetos de informação com agências multilaterais e bilaterais, administrando programas relacionados à análise e ao apoio de projetos científicos e tecnológicos.