BLOG DA GRADUAÇÃO

Quais ferramentas utilizarei depois de me formar em Arquitetura?

Postado por Victoria Fernandez

Antes de entrarmos no mercado de trabalho, sempre ficamos bastante curiosos a respeito do cotidiano da profissão. Afinal, quais ferramentas um recém-formado utiliza no seu dia a dia? Será que aprendi a manuseá-las corretamente? Será que serei apresentado a alguma nova? Inúmeras dúvidas vêm à cabeça e só aumentam as nossas inseguranças. Mas, fique tranquilo! Com este guia, você poderá vislumbrar perfeitamente o seu futuro profissional depois de formar em Arquitetura!

Com isso, certamente, você entrará no mercado de trabalho com maior segurança, pois não será o seu primeiro contato com determinadas ferramentas. Confira!

quais-ferramentas-utilizarei-depois-de-me-formar-em-arquitetura.jpg

AutoCAD 2D e 3D

Sem sombra de dúvidas, a maior parte das ferramentas atuais de um arquiteto são os softwares. O mais famoso deles, com o qual você já deve trabalhar bastante durante a faculdade, é o AutoCAD. Provavelmente, você terá uma disciplina inteira dedicada somente a utilizar as mais diversas funcionalidades desse programa.

No mercado profissional, nem se fala. O AutoCAD é, literalmente, onipresente. Ele é o mais antigo dos programas e, inicialmente, foi criado para que engenheiros pudessem projetar peças mecânicas. No entanto, a sua precisão para o desenho industrial é tão grande que o programa passou a ser utilizado nas demais engenharias, principalmente, a civil e também na Arquitetura.

Quais as vantagens? Além da precisão, a interface é simples e as ferramentas são completas. Muitos dos programas que realizam a representação dos modelos e desenhos em 3D utilizam os arquivos gerados no AutoCAD como base.

AutoCAD 360°

Essa é a versão móvel do software AutoCAD. Com ele, você pode abrir seus projetos feitos no Desktop e realizar alterações. É muito útil no momento de apresentar o projeto ao cliente, pois não será necessário levar mil folhas que somente o confundem.

Como o modelo projetado no app pode ser manipulado em 360º, você não precisa transitar entre arquivos, basta demonstrar um só e fazer modificações no panorama. Fica tudo mais fácil, não é mesmo?

Baixar ebook

 

AutoDesk REVIT, com o sistema BIM

Esse software representa uma revolução dentro das ferramentas para a Arquitetura. Em vez de gerar meras representações 3D, ele gera verdadeiras maquetes virtuais, com todos os detalhes que você precisa.

Por causa do seu sistema BIM, ele é capaz de uma precisão infinitamente maior do que o AutoCAD. No entanto, utilizar o AutoDesk não significa abandonar o AutoCAD, que permanecerá como um sistema de apoio "back-up" por alguns anos. A interface dos dois programas, inclusive, é bem parecida, pois foram desenvolvidos pelo mesmo fabricante.

Com o AutoDesk, várias disciplinas foram reunidas em um programa. Desse modo, os erros passaram a ser mais previsíveis, assim como os gastos desnecessários e os desperdícios puderam ser eliminados em todas as fases do projeto.

Em contrapartida, ele é mais complexo e o tempo de estudo é relativamente maior. Logo, conhecimentos de desenho técnico e de técnicas construtivas mais avançados serão necessários. O programa gera, ao final, um quantitativo de material e quanto mais fiel for seu protótipo, menores serão os gastos e desperdícios finais.

SketchUp com o renderizador V-Ray

Essa é a porta de entrada de grande parte dos alunos para as projeções 3D. Ela é capaz de fazer todo o trabalho da Arquitetura, desde o projeto arquitetônico até o design de interiores. Se você já estiver curioso, o programa possui duas versões: uma gratuita (chamada de Make) e outra paga (chamada de PRO).

Ele é bem simples e pode ser utilizado até mesmo por leigos. Com ele, você cria elementos volumétricos em 3D, nos quais você pode inserir texturas, luz e sombras. Mas as projeções ainda ficaram com cara de modelo. Por isso, no programa pode ser inserido um renderizador V-Ray, que deixará os seus modelos parecendo fotos reais.

O V-Ray é atualmente o software líder em obtenção de perspectivas fotorrealistas, pois conta com técnicas avançadas de mapeamento e iluminação global. Ele é tão potente que é utilizado em projetos desde a Arquitetura até em produções cinematográficas e jogos de grandes companhias.

Promob

Se depois de feito o projeto arquitetônico, o seu foco passar a ser a projeção do design de interiores e seus móveis planejados, o programa ideal é o Promob.

Este programa oferece ao profissional a observação exata em 3D de como um móvel planejado ficará em um quarto ou cozinha. Ainda tem as informações a respeito das dimensões das placas de madeiras e outros materiais, podendo dizer, com certa precisão, a quantidade de material a ser utilizada em cada projeto.

A grande desvantagem é que eles apresentam aqueles modelos típicos de computadores, sem imagens fotorrealistas. Porém, se seu foco for a volumetria, o programa é o ideal. Mesmo que opte por ele, você poderá também criar modelos fotorrealistas quando importá-lo para o SketchUp e utilizar o renderizador 3D V-Ray.

Armedia

Agora, vamos falar do top dos tops dos aplicativos, o Armedia. Com ele, assim como nos anteriores, você modela, ilumina e texturiza o seu modelo, no ambiente digital. Mas que tal transcender um pouco essa lógica e imprimir seu projeto em um modelo 3D real?

É isso que esse programa promete, os projetos podem ser feitos em impressora 3D com facilidade. Então, em vez de fotos, você poderá mostrar para o seu cliente uma miniatura do projeto real. Assim, ele poderá observar todos os ângulos, verificar o comportamento da estrutura, além de manusear com as próprias mãos o objeto. Isso, certamente, o deixará mais empolgado.

A grande vantagem? Esse programa se comporta como um plug-in, ou seja, você não precisa comprar um software de projeção novo. Será necessário somente instalar o plugin no AutoCAD ou no SketchUp para obter seus modelos 3D. Não é uma maravilha?

Ferramentas físicas para utilizar depois de formar em Arquitetura

O avanço da tecnologia digital tem mudado a vida dos arquitetos. Se antes as principais ferramentas eram réguas, pranchetas, lápis, esquadros e papel, agora, você usará principalmente os softwares. No entanto, vale ressaltar que os instrumentos físicos não podem ser esquecidos.

Alguns deles são fundamentais como: trena, medidor a laser, calculadora, mesa digitalizadora de desenho, cavalete, entre outros. Além disso, é importante contar com materiais que permitam criar as maquetes, eles podem ser encontrados facilmente em lojas especializadas.

E então, agora que você já sabe quais ferramentas precisará depois que formar em Arquitetura, quer ficar em dia com as principais novidades e desafios do mercado? Siga as nossas páginas nas redes sociais (FacebookInstagramTwitter)!

Baixar ebook

Arquitetura e Urbanismo

Victoria Fernandez

Victoria Fernandez

Victoria é natural da Argentina e se diz muito apegada à sua raiz. Veio para Recife com os pais aos 8 anos de idade e lá se graduou em Design de Moda pela Faculdade Boa Viagem – FBV e se tornou mestre em Design pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, onde passou a pesquisar a relação: Moda e Fabricação Digital no contexto Fab Lab.