BLOG DA GRADUAÇÃO

Quais as diferenças entre Gestão Ambiental e Engenharia Ambiental?

Muitas pessoas sabem, desde cedo, o que querem ser da vida quando crescerem. Nascem com a certeza de que querem trabalhar com os animais, ou com o meio ambiente, por exemplo, mas acabam se perdendo no momento de escolher um curso para se qualificar. 

Isso porque muitas profissões, carreiras e, claro, graduações, são tão parecidas que acabam dificultando bastante o processo de escolha dos candidatos. São inúmeras atividades, disciplinas e cargos comuns, o que acaba causando muita confusão naqueles que ainda estão decidindo o rumo de suas vidas profissionais.

Uma confusão bastante comum acontece entre as carreiras de Gestão Ambiental e Engenharia Ambiental. Esses dois cursos, apesar de terem como propósito a redução do impacto humano na natureza, divergem bastante na execução desta atividade, nas disciplinas, e, claro, no mercado de trabalho.

Hoje esclareceremos as principais diferenças entre Gestão Ambiental e Engenharia Ambiental. Confira!

gestão ambiental

O gestor administra e o engenheiro constrói

O Gestor Ambiental, por ser um executivo dentro das organizações, tem como principal atividade o planejamento e a administração de projetos de preservação ambiental. É ele quem elabora as estratégias para reduzir os impactos de poluição industrial e tratamento de rios, lagos e outros. Sua função é idealizar políticas de educação e recuperação ambiental, e mobilizar, dentro das organizações, os esforços necessários para colocar o plano em prática.

Muito diferente do Engenheiro Ambiental, que desenvolve as soluções para os problemas ambientais como: poluição no solo, nas águas ou no ar. Esse profissional atua muito mais conectado com os recursos naturais do que com a organização, enquanto o Gestor Ambiental estuda mais profundamente os relatórios e os impactos econômicos e ambientais dos desastres.

Porém, mesmo com as diferenças funcionais das duas profissões, elas são sempre muito complementares, ou seja, o Gestor precisa da colaboração do Engenheiro, e vice e versa.

Baixar ebook

Um é tecnológico e o outro é bacharelado

Outra grande diferença entre as duas carreiras é o curso preparatório para cada uma delas.

O curso de Gestão Ambiental, por exemplo, é um tecnológico, sua duração é de até no máximo 2,5 anos. Esse modelo de graduação é ideal para as pessoas que têm pressa para se inserir no mercado de trabalho, e desejam uma formação mais voltada para prática. No tecnólogo, as disciplinas são mais específicas e estão completamente voltadas para atender uma demanda feita pelas empresas e organizações da área.

Em contrapartida, o curso de Engenharia Ambiental é um bacharelado, ou seja, dura entre 4 e 6 anos, e possui disciplinas mais gerais do que específicas. Seu principal objetivo é formar profissionais capazes de atuar em diferentes frentes de trabalho.

Por isso, se você deseja atuar na área ambiental, coordenando e gerenciando políticas de recuperação de áreas degradas, o curso de Gestão Ambiental é o ideal para você. Porém, se o que você deseja é colocar a mão na massa, literalmente, o curso de Engenharia Ambiental pode condizer mais com os seus objetivos profissionais.

Disciplinas de humanas e disciplinas de exatas

Além dos diferentes tipo de graduação - tecnológico e bacharelado - os cursos de Gestão Ambiental e Engenharia Ambiental, também se diferem em relação às disciplinas presentes em sua matriz curricular.

No curso de Gestão Ambiental, grande parte das disciplinas está voltada para o funcionamento interno de uma organização. Nos primeiros períodos, por exemplo, você estudará conteúdos como: Comunicação Empresarial, Psicologia Organizacional, Contabilidade, Estatística, Introdução ao Direito, e muito mais. Essas matérias têm como objetivo auxiliar na sua formação como executivo, líder e coordenador de uma equipe dentro das empresas. Conheça outras disciplinas presentes no curso de Gestão Ambiental.

O curso de Gestão Ambiental estuda mais as questões humanas de uma organização, já o curso de Engenharia Ambiental se dedica muito mais às questões físicas e químicas do meio ambiente. Nos primeiros períodos, por exemplo, você vai precisar estudar Física Geral, Química Geral, Biologia Geral, Cálculo, Química Ambiental, e muito mais.

Deu para esclarecer um pouco a diferença entre cada uma dessas duas importantes carreiras? Além das peculiaridades acima elencadas, essas duas profissões se distanciam, também, no mercado de trabalho, em relação ao número de oportunidades e salários. Com o assunto sustentabilidade em alta, a Gestão Ambiental tem sido considerada uma das áreas mais promissoras do século XXI. Isso porque esse profissional deixou de ser considerado um gasto e passou a ocupar um lugar cada vez mais estratégico dentro das organizações.

Não deixe de conhecer o curso de Gestão Ambiental do Unipê, estamos com novas vagas para a turma de 2016. Corra para se inscrever e não perca essa oportunidade!

Baixar ebook

Gestao Ambiental

Aline Carolina da Silva

Aline Carolina da Silva

Tecnóloga em Saneamento Ambiental pelo Instituto Federal de Sergipe. É Mestre em Engenharia Urbana e Ambiental. Atualmente faz Doutorado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Pernambuco. Tem experiência nas áreas de Estudo de Impacto Ambiental, Plano de Gestão de Resíduos, Plano de Saneamento, Usina de Compostagem, Plano de Coleta Seletiva, Plano de Recuperação de Áreas Degradadas, além de experiência em Consultoria Ambiental prestado a diversos órgão e Empresas dos Estados de Sergipe, Pernambuco e Paraíba. Tem como Hobby ler livros de mistério e romance, além da dança.