Logistica

O que você sabe sobre logística aeroportuária?

Mariana Brito
29-03-2018 23:00

Você gosta de altura? Quer saber de uma área que vive em constante crescimento e é um verdadeiro sucesso para a economia do país? Pois saiba que o nome dela é pouquíssimo mencionado por aí: estamos falando da logística aeroportuária.

Não é segredo para nenhum de nós, honrado povo brasileiro, que vivemos num território com dimensões continentais ­— dá para enfiar a Europa toda aqui (tirando a imensidão russa) e ainda sobra espaço, sabia? Além disso, o Brasil é uma notável referência mundial quando o assunto é turismo.

Esses dois fatores direcionam as atenções para a gestão aeroportuária, pois a todo o momento mercadorias, pertences, animais e pessoas são transportados por meio de aviões, o que gera crescimento econômico e, consequentemente, um tremendo esforço para atender às demandas.

Perante isso tudo, o que você, caro jovem estudante, pretende fazer para contribuir com esse importante crescimento? Caso você tenha se identificado com o tema, continue lendo o artigo e surpreenda-se com essa área.

o-que-voce-sabe-sobre-logistica-aeroportuaria.jpg

O que é logística aeroportuária?

Como o próprio nome evidencia, é uma área pertinente ao setor de logística, que, por sinal, é um dos que mais crescem no Brasil. A peculiaridade, no entanto, está no uso da infraestrutura de aeroportos para a execução do trabalho.

Um exemplo prático é recorrente em serviços como Amazon. Se você comprar algum produto físico pelo site e a entrega estiver disponível no Brasil (ou na China, por que não?), é provável que a encomenda seja enviada por meio de serviço aéreo.

Antes que chegue a ser depositada no avião, ela passa, é claro, pelos processos da empresa e, em seguida, pelo serviço de logística aeroportuária, onde os profissionais se encarregam de garantir que o pacote seja despachado em segurança.

Portanto, se aquele seu Playstation 4 importado chegou intacto até sua residência, parte dos méritos devem ficar para as equipes de logística envolvidas no transporte aéreo.

Essa área da logística, contudo, não se limita a despacho de mercadorias e coisas do tipo. Seres humanos e suas respectivas bagagens (e pets) também são acompanhados por essa galera dos bastidores!

O que faz um profissional da área?

Quais são as responsabilidades de quem cuida da logística em aeroportos? Supondo que Alberto, recém-contratado para trabalhar na área, se apresenta para receber as ordens de seu superior, o que será que ele pedirá a Alberto?

Primeiramente, ele terá que analisar atenciosamente as cargas, identificando o destino delas, controlando as movimentações e traçando o planejamento ideal para que tudo ocorra perfeitamente. Procedimentos similares acontecem no descarregamento.

Fora a tarefa de inspecionar a mercadoria, Alberto pode começar a avaliar a melhor embalagem de proteção, organizar a posição dentro do contêiner, analisar os custos e tarifas — os quais variam de acordo com a companhia aérea.

Todavia, conclui-se que a função de Alberto, diferentemente do que inicialmente se costuma imaginar, está muito mais próxima da gestão e negócios do que a parte operacional. A maioria das atribuições do tecnólogo é estratégica e exige certa capacidade de supervisão, planejamento e controle.

Baixar o Guia do SAP

O que se aprende num curso de logística aeroportuária?

Este é um ramo distinto daqueles considerados tradicionais no setor, até pelas características do veículo usado para o transporte. Logo, o transporte aéreo possui detalhes que não estão presentes em frotas de caminhões e carros.

Isso significa que certas disciplinas do curso fazem com que o aluno se sinta um membro da aeronáutica, sobretudo no que diz respeito a estudos sobre os tipos de aeronaves. Se você tem aquela vocação para arquitetura ou engenharia civil, aprender sobre a infraestrutura dos aeroportos será uma agradável experiência.

Conforme dissemos ainda neste conteúdo, a matemática financeira também é um importante fundamento para quem se envolve com esse ramo da logística; isso porque fazer simulações de operações, calcular custos, taxas, entre outras variáveis, é algo bastante corriqueiro na jornada de trabalho.

Porém, não só desses fundamentos vive o tecnólogo de logística em aeroportos. A combinação de matemática com física é essencial para estimar o armazenamento de cargas dentro de galpões e aeronaves. Deu pra ter ideia de que a tarefa é mais complexa do que parece?

Enfim, não nos esqueçamos do lado poliglota — inglês e espanhol, principalmente ­—, das noções de administração e conhecimento sólido das leis relativas ao transporte aéreo.

Quais são os locais de trabalho do profissional?

o-que-voce-sabe-sobre-logistica-aeroportuaria.gif

Sabemos que a resposta inicial é óbvia: em aeroportos, é claro! Mas você sabia que, além dos tradicionais aeroportos, existem os aeroportos industriais, as concessionárias, empresas de comércio exterior, transportadoras, entre outros tipos de companhia?

Se não estiver satisfeito com as opções — e tiver uma boa grana, evidentemente —, você pode abrir o seu próprio negócio de transportes e se sentir poderoso! Enfim, são muitas as possibilidades para trabalhar no setor.

O mais legal disso tudo é que são muitas as empresas que investem nesse tipo de logística, tanto do setor público quanto do privado; então, o profissional tem à disposição vasta gama de possibilidades, independentemente do estado onde deseja trabalhar.

A demanda tende a crescer ainda mais conforme ocorra a privatização dos aeroportos, gerando mais concorrência e, consequentemente, oportunidades. Tamanha concorrência, inclusive, é um ponto que abordaremos no tópico a seguir, onde compreenderemos o impacto da logística aeroportuária no desenvolvimento da nossa economia — convenhamos, ela está precisando de um belo impulso, não?

Qual é a sua importância no desenvolvimento econômico?

Até o presente momento, você soube que o mercado de trabalho para esse ramo da logística tem um potencial enorme para a carreira, certo? A força do setor para a economia do Brasil é bastante significativa, a ponto de atrair novos investimentos.

Essa tendência atingiu o ápice entre 2014 e 2016, quando o país sediou a Copa do Mundo e as Olimpíadas, o que gerou alta demanda para o setor e, consequentemente, generosa entrada de capital estrangeiro durante os eventos. Todavia, com o mundo globalizado e mais facilidade para fazer compras diretamente do exterior, esta área tende a seguir em franco crescimento.

Gostou do que aprendeu sobre essa área? Deseja receber novas publicações sobre esse e outros temas relacionados a carreiras? Curta a nossa página no Facebook para vê-las em sua linha do tempo!

Baixar Guia do SAP

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos