BLOG DA GRADUAÇÃO

O que se estuda em psicologia? Confira a grade curricular do curso

Você está se preparando para o Enem, tem interesse no bem-estar mental e gosta de interagir com pessoas variadas? Pois entender o que se estuda em Psicologia pode fazer você se encantar por essa profissão e elegê-la como carreira.

A Psicologia é a ciência incumbida de estudar os fenômenos psíquicos, os desempenhos mentais e a maneira como os seres humanos se comportam. Para isso, dedica-se a entender e analisar nossas emoções, sentimentos, traumas, valores e ideias.

Como consequência, o profissional formado em um curso superior de Psicologia é capaz de prevenir e tratar doenças mentais, distúrbios comportamentais e problemas de personalidade. Para tanto, ele é responsável por observar atitudes e relacioná-las aos nossos mecanismos mentais, contribuindo para uma melhor qualidade de vida e saúde mental.

Por isso, o campo profissional do psicólogo é aberto a uma grande gama de possibilidades de atuação. Seja em consultórios próprios, em hospitais ou instituições de promoção à saúde, em consultorias de recursos humanos para empresas e em escolas - os formados em Psicologia são cada vez mais requisitados.

Não por acaso, a Psicologia tem sido, nos últimos anos, um dos cursos superiores mais procurados pelos estudantes que pretendem ingressar na carreira universitária.

Ficou interessado? Quer saber com mais profundidade o que um psicólogo estuda? Neste post contaremos um pouco sobre a grade curricular de Psicologia para te ajudar a perceber se você se encaixa nesse perfil! Confira!

o-que-se-estuda-em-psicologia-confira-a-grade-curricular-do-curso.jpg

A grade curricular de Psicologia

O bacharelado em Psicologia prevê o contato do aluno com disciplinas de distintas áreas do conhecimento e campos do saber. Por isso, caracteriza-se como uma formação interdisciplinar.

Afinal, para entender os mecanismos da mente humana o psicólogo deve ser capaz de transitar por diferentes teorias e metodologias para adquirir um repertório vasto e variado.

Assim, a grade curricular é composta por matérias advindas da anatomia e neuroanatomia, da estatística, da antropologia e do próprio conhecimento consolidado pela Psicologia.

Espera-se que, ao final dos 10 períodos que compõem o curso, o profissional seja capacitado a diagnosticar e analisar fatores externos e internos que estimulam as mentes individuais, levando-as a reações específicas em cada fase do desenvolvimento humano: desde a gestação, a infância, a juventude e a velhice.

É necessário entender, desse modo, que a Psicologia é um ramo do conhecimento atravessado por várias correntes: comportamentais, neuropsíquicas e sociais, psicanálise que delineiam um profissional capaz de trabalhar em distintas organizações com fins específicos.

As ênfases na formação do psicólogo

1. Comportamentalismo

O chamado comportamentalismo reúne as disciplinas mais relacionadas ao estudo dos variados fatores que atuam no nosso comportamento.

Nelas, o estudante aprende como relacionar a nossa conduta a fatores genéticos, biológicos, neurológicos (hormônios, neurotransmissores, entre outras características físicas), e a condições externas, como os diferentes estímulos sociais.  

Matérias como NeuroAnatomoFisiologia I , NeuroAnatomoFisiologia II,  Teoria Cognitivo-comportamental e Análise Experimental do Comportamento são parte dessa ênfase e permitem compreender como nosso corpo organiza neurologicamente diferentes emoções (ansiedades, alegrias, tristezas, decepções) e como somos capazes de desenvolver funções mentais relacionadas ao aprendizado, à memória e à linguagem.

A área do comportamentalismo é a responsável por diagnosticar e tratar transtornos mentais, como o autismo e a esquizofrenia.

Baixar ebook

2. Psicopatologia

Já a psicopatologia, como o próprio nome sugere, trata da ênfase em que são estudadas as causas das doenças mentais.

Para isso, disciplinas como Processos Psicológicos I, Processos Psicológicos II e Psicopatologia abordam padrões de comportamento considerados como normais e aqueles outros tidos como desviantes.

Assim, o aluno é capaz de estudar os quadros clínicos a partir da avaliação dos sintomas e elaborar diagnósticos para a recomposição da saúde mental dos seus pacientes.

3. Avaliação psicológica

A avaliação psicológica é outro âmbito essencial para a formação de um bom psicólogo. Afinal, é ela que permite ao profissional analisar o paciente e elaborar diagnósticos e tratamentos adequados a cada indivíduo.

Em disciplinas dessa área, como Avaliação Psicológica I, II e III, os alunos aprendem teorias e testes que ajudam a delimitar o tempo de resposta dos indivíduos a determinados estímulos.

Por isso, seu objetivo é capacitar o aluno a desenvolver metodologias e instrumentos cada vez mais eficientes na elaboração dos exames de avaliação.

4. Práticas clínicas

Relacionada ao campo anterior, as chamadas práticas clínicas desenvolvem habilidades que guiam o psicólogo a definir qual o tipo de intervenção mais apropriada a cada paciente.

Nesse sentido, as matérias dessa ênfase preparam o profissional para atuar de forma ética e responsável, utilizando as práticas contemporâneas entendidas como as mais efetivas. Além disso, ele deve ser capaz de aplicar diferentes metodologias para os diversos contextos em que se insere.

5. Psicologia Social

Outro ramo muito importante da grade curricular é a Psicologia Social, que aborda temas como a intermediação de conflitos e o entendimento de características sociais e antropológicas mais amplas, que o torna capaz de entender o comportamento de grupos de indivíduos.

As matérias dessa ênfase preparam o psicólogo para atuar em distintas áreas como em contextos de vulnerabilidade, em desastres sociais e ambientais, no reassentamento de famílias, etc.

o-que-se-estuda-em-psicologia.gif

6. Orientação Profissional e Dinâmica de Grupo

Outra área que constitui a grade curricular da Psicologia diz respeito ao conjunto de disciplinas relacionadas à Orientação Profissional e à Dinâmica de Grupo.

Disciplinas como Psicologia e Relações de Trabalho e Psicologia Institucional abordam temas como a evolução das relações de trabalho, as motivações no ambiente profissional e a dinâmica de grupos.

Por isso, elas preparam o psicólogo para atuar tanto no setor de recursos humanos de uma empresa, formulando processos adequados de recrutamento, quanto na orientação vocacional dos indivíduos. Nessa última, são oferecidas ferramentas para que o psicólogo possa identificar aptidões e interesses, traçando possíveis perfis e áreas de atuação.

7. Estágios supervisionados

O curso de Psicologia prevê ainda uma série de estágios supervisionados desde os primeiros períodos. Essas disciplinas de caráter teórico-prático preparam o estudante, desde cedo, para atuar no mercado de trabalho em suas diferentes características, conformações e demandas.

E aí? Conseguiu entender um pouco melhor o que se estuda em Psicologia? Como vimos, a grade curricular do curso é bastante ampla e variável, permitindo a formação de profissionais dinâmicos. Além disso, a partir dos seus próprios interesses e necessidades, você pode trilhar diferentes caminhos por estas distintas ênfases.

Gostou do texto? Então, não deixe de curtir nossa página no Facebook para estar sempre atualizado!

Baixar ebook

Psicologia

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia Pereira Medeiros da Fonseca é reitora do Centro Universitário de João Pessoa - Unipê. Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Maryland-EUA, exerceu cargo de Chefe de Arquitetura de Informação (Chief Information Architect) e Gerente do Departamento de Gestão da Informação do Banco Mundial. Possui experiência em negociação e cooperação internacional na área de projetos de informação com agências multilaterais e bilaterais, administrando programas relacionados à análise e ao apoio de projetos científicos e tecnológicos.