BLOG DA GRADUAÇÃO

O papel do gestor financeiro em tempos de crise

Postado por Bruno Soares de Abreu

Apesar de o cenário econômico brasileiro não ser muito favorável para as empresas neste momento, muitas organizações veem no gestor financeiro o melhor caminho para sair do vermelho e voltar a ter lucro. Isso porque esse profissional, além de auxiliar na obtenção, utilização e controle dos recursos financeiros, é extremamente útil em momentos de instabilidade como o que estamos vivendo hoje.

O Gestor Financeiro, dentro de suas inúmeras qualidades, sabe como manter a calma nos momentos de crise, e assim analisar o cenário como um todo, compreendendo cada parte individual e coletivamente até encontrar a solução ideal. Com a vivência prática adquirida na faculdade, esse profissional é capaz de criar um plano de gerenciamento de crise ideal para cada tipo de organização - pequena, média ou grande - ou segmento - atacado, varejo, indústria, alimentos, entre outros.

gestor financeiro

Quer saber qual o papel exato do Gestor Financeiro em tempos de crise? Elencamos para você 5 etapas em que esse profissional é imprescindível para o futuro de uma organização. Confira:

Analisar o orçamento

O primeiro e mais importante passo para evitar que os efeitos de uma crise se ampliem é fazer uma pausa e buscar internamente os motivos de tanta instabilidade.

Neste momento, o gestor financeiro precisa ser capaz de analisar friamente o cenário micro e macro do organização, observando o fluxo de caixa, conhecendo os cursos fixos e variáveis, e sondando o mercado para saber como o público daquela empresa se relaciona com seus produtos e serviços. Essas informações ajudarão o gestor financeiro a determinar, em seguida, as ações necessárias para tirar a empresa do vermelho.

Criar lista de prioridades

Depois de fazer uma análise minuciosa na situação financeira da organização, o gestor financeiro precisa definir, junto com a diretoria, quais serão as prioridades daquela empresa. Por exemplo, os donos de um determinado restaurante podem acreditar que sua maior riqueza são seus funcionários, logo, não estão suscetíveis a abrir mão dos mesmos.

Ao definir o que a empresa tem de mais importante em sua estrutura, o gestor financeiro será capaz de moldar seu plano de gerenciamento de crise a favor daquilo que é primordial para a organização.

As vantagens competitivas do tecnólogo em Gestão Financeira - UNIPE

Cortar as despesas mais adequadas

Definidas as prioridades, é hora de examinar mais a fundo cada gasto da empresa - desde os custos da produção até o pagamento das contas do imóvel e dos funcionários - para identificar os investimentos não fundamentais.

O gestor financeiro, precisa, neste momento, ser sábio para avaliar as ameaças e oportunidades que o mercado está oferecendo. Por exemplo, uma empresa com poucos funcionários que mantém uma sede de grande porte, localizada nos principais centros comerciais, pode ser transferida para um local menor e mais aconchegante nos bairros mais periféricos. Essa ação, além de diminuir o custo do aluguel, pode aumentar o entrosamento dos colaboradores e a visão dos diretores sobre os processos operacionais. Afinal, todos esses elementos precisam ser levados em consideração, não é mesmo?

Essas análises são muito delicadas para muitos diretores. Por isso, o gestor financeiro precisa ser sempre muito transparente, ético e sábio em suas ações.

Ouvir e selecionar as melhores ideias

Com os cortes necessários e a saída do vermelho, é hora de buscar as soluções adequadas para esta organização voltar a crescer e ter lucros novamente. Para encontrar a saída ideal para o negócio do seu cliente, você, como gestor financeiro, precisar ser muito atencioso e um ótimo ouvinte. Ideias surgirão de todas as partes, é seu papel ouvir cada uma delas com muito carinho, observar a maneira como os funcionários, clientes, fornecedores e donos falam sobre aquela empresa e assim, utilizar essas informações a favor da própria empresa.

A visão de todas essas pessoas é extremamente importante para definir qual estratégia financeira melhor se adaptará a esta organização. Fique atento! Depois de ouvir todas as ideias e percepções, é hora de escolher a mais viável e convocar os esforços para colocá-la em prática.

Planejar a execução

Ouvir as pessoas e encontrar a solução ideal pode até parecer uma atividade simples, porém, colocar essa solução em prática no meio de uma crise é um verdadeiro desafio. Por isso, planejar cada passo, executar as tarefas dentro do prazo e analisar os resultados são as tarefas mais importantes do gestor financeiro. É ele quem propõe a solução e coordena os esforços para que as metas sejam alcançadas.

Neste momento, vale lembrar que a etapa de planejamento inclui a determinação de metas, os indicadores de performance, os processos, as tarefas, e claro, os investimentos. Por isso, antes de ir colocando em prática aquela sua ideia sensacional para salvar um negócio, lembre-se sempre de se sentar novamente com os diretores, funcionários e colaboradores, para discutir os processos e verificar se os mesmo são, de fato, viáveis.

Depois do aceite e início do projeto, análises periódicas precisam ser feitas, para verificar se as soluções propostas estão trazendo resultados positivos à empresa.

Entendeu como é importante a atuação do Gestor Financeiro em tempos de crise? Quer saber mais sobre o mercado de trabalho ou as atribuições desse profissional? Compartilhe conosco as suas dúvidas, será um prazer poder te auxiliar!  

As vantagens competitivas do tecnólogo em Gestão Financeira - UNIPE

Gestao Financeira

Bruno Soares de Abreu

Bruno Soares de Abreu

Bruno Soares é graduado em Economia pela Universidade Federal de Campina Grande pela UFCG, Doutor em Recursos Naturais pela UFCG. Especialista em Gestão e Análise Ambiental, Economia e Desenvolvimento Sustentável e Gestão da Agroindústria Sucro-Alcooleira. Por ser extremamente dinâmico, atualmente, Bruno é coordenador dos cursos de Gestão Financeira e Gestão Ambiental no Unipê.