Institucional

Não consigo pagar faculdade sozinho. E agora?

Mariana Brito
01-08-2018 15:59

Sabemos que a crise vivenciada no Brasil se reflete em vários setores da economia. Diante dessa realidade, muitos jovens se veem com uma afirmação na mente: "não consigo pagar faculdade". Então, o que fazer diante dessa realidade?

É sempre importante lembrar que é nas crises que crescemos emocionalmente. Afinal, segundo o escritor austríaco Peter Drucker, “existe o risco que você não pode jamais correr e existe o risco que você não pode deixar de correr”. Portanto, a criatividade precisa entrar literalmente em campo.

Pensando em auxiliá-lo nesse problema, elaboramos aqui algumas saídas que podem ser bem viáveis. Então, quer manter aceso o seu sonho de cursar o nível superior? Continue lendo este post e confira como a motivação pode ser útil na busca por dias melhores!

não-consigo-pagar-faculdade-sozinho-e-agora-blog-unipê

Como conseguir renda extra para pagar a faculdade?

Se o seu orçamento está apertado para pagar uma faculdade neste momento delicado da economia brasileira, não entre em pânico. Entre as alternativas atuais, você pode começar a cursar o ensino técnico, de olho no mercado de trabalho.

Como esses cursos têm, em média, uma duração de três anos, o período pode ser uma boa possibilidade para economizar, visando o pagamento da faculdade. Isso porque os alunos de nível técnico geralmente conseguem estágios antes do término das aulas — ou seja, a sua chance de conseguir logo uma fonte de renda é alta.

Além disso, o curso tecnológico destina um embasamento prático bem distante da realidade do ensino médio. Nesse sentido, você terá mais conhecimento em comparação aos demais estudantes quando chegar à universidade.

Como as mensalidades cabem melhor no bolso, essa é uma boa oportunidade de economizar dinheiro, inclusive por meio de estágios remunerados. Tecnólogos são muito bem-vindos pelo mercado, pois são profissionais que já chegam sabendo fazer o serviço. Assim, os gestores acabam priorizando tais contratações em suas companhias.

Sendo um jovem com menos de 25 anos, você não terá problemas ao concluir a faculdade perto dos 30 anos. Até porque o seu nível de dedicação e disciplina certamente estarão bem mais altos em comparação aos demais universitários, que saíram direto do ensino médio para a universidade.

baixe o minibook

Existem financiamentos que custeiam a faculdade?

Uma outra opção viável é você se sair bem no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), com uma boa nota em redação. Assim, desde que seja egresso do ensino público, você poderá ser contemplado pelo Programa Universidade para Todos (Prouni).

Essa é uma alternativa que vem aumentando as possibilidades de inúmeros estudantes de entrar no ensino superior. Atualmente, cerca de 300 mil alunos são contemplados pelo programa do governo federal.

Para ser contemplado, além de ter feito o Enem com nota superior a 450 pontos e obter nota superior a 0 na redação, o estudante precisa vir de uma família cuja renda per capita não ultrapasse três salários-mínimos.

Trata-se, basicamente, de uma espécie de bolsa que pode ser integral ou parcial (com descontos de 50%) nas mensalidades. O governo federal custeará a sua faculdade, sem a necessidade de pagamentos após a conclusão do curso — fato imprescindível para quem está com o orçamento apertado.

Ainda não consigo pagar faculdade: há outras alternativas?

nao-consigo-pagar-faculdade-sozinho-e-agora

Caso você não queira fazer um curso de tecnólogo e não se adéque às regras do Prouni, uma dica é buscar fontes de renda extra na internet. Atualmente, muita gente está conseguindo sobreviver por meio de trabalhos como freelancer.

Para isso, você precisa ter algumas habilidades. Para quem gosta de escrever, por exemplo, é possível faturar produzindo conteúdo para sites e blogs.

Já se o seu campo é o desenho gráfico, existem muitas oportunidades abertas na internet para obtenção de renda extra. Se a sua paixão é fotografia, você pode fazer fotos de aniversários, casamentos, formaturas, ensaios de gestantes, cães, entre outros.

Enfim, use a criatividade e vá em busca dos seus sonhos! Até mesmo a venda de trufas no comércio da sua cidade ou no colégio pode ser a fonte de dinheiro extra — e uma alternativa para pagar a faculdade.

Quais cuidados devo tomar ao longo do curso?

A partir do momento em que a frase “não consigo pagar a faculdade” sair do seu vocabulário, algumas atitudes devem ser tomadas para evitar o tão temido endividamento. Isso porque o planejamento é essencial na concretização de metas preestabelecidas.

Consultores econômicos são enfáticos ao afirmar: nunca gaste mais do que sua capacidade para arcar com as contas. É preciso manter os pés no chão — e para isso todo esforço é bem-vindo. Redução no número de saídas noturnas, diminuição no número de sessões no cinema, redução das compras, menos crédito no celular… seja como for, sempre adote uma postura disciplinada com o seu dinheiro.

Ao final, todo esforço será recompensado, mas tente, ao máximo, evitar que as parcelas sejam pagas com atraso, pois isso faz com que os seus gastos aumentem por conta dos juros e multas, podendo ser um limitador da sua vida.

Aliás, deixar de pagar um mês achando que terá dinheiro no próximo pode ser um verdadeiro tiro no pé, cancelando o seu sonho de arcar corretamente com as mensalidades! O efeito cascata pode fazer com que o nível de endividamento cresça a tal ponto que fique inviável o pagamento da conta junto à universidade. Certamente, você não quer vivenciar isso, não é mesmo?      

Portanto, faça um bom planejamento da sua vida orçamentária e comece o curso superior quando a sua renda estiver compatível com o valor das mensalidades. Evite ainda gastos supérfluos e tente não recorrer a empréstimos bancários. Afinal, os juros são bem altos e podem comprometer de vez a sua renda mensal.

No mais, lembre-se sempre de usar a criatividade para fazer com que a frase “não consigo pagar a faculdade” seja sempre pronunciada no passado: “eu ainda não conseguia pagar a faculdade”. Lembre-se: os esforços de hoje serão a colheita do amanhã!

Então, o que achou do nosso post? Ficou estimulado para entrar no ensino superior? Quer continuar por dentro de mais conteúdos do Unipê? Então curta agora mesmo a nossa página no Facebook e não perca nossas próximas novidades!

New Call-to-action

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos