BLOG DA GRADUAÇÃO

Mande bem no ENEM com essas 9 dicas

O ENEM já está quase chegando, não é mesmo? Mas calma, ainda dá tempo de organizar um plano de estudos bem estruturado que concilie conhecimento e lazer, preparo e descanso. Quer saber como? Selecionamos hoje algumas dicas valiosas para que você mande bem no ENEM.

Para antes das provas  

Mande bem no ENEM!

1. Crie uma rotina equilibrando estudos e vida social

Pode parecer bobo, mas essa dica é importantíssima. O período que antecede as provas do ENEM é bem pesado para alguns. Principalmente para aqueles que deixam para estudar em cima da hora. Para que isso não aconteça, eu te proponho um desafio: reserve 1 hora por dia para estudar durante uma semana. Durante esse momento desligue seu smartphone, e tente não consultar as redes sociais a cada 10 minutos.

Eu sei, é complicado controlar essa mania de checar o Whatsapp e o Facebook, não é? Mas tente! Tenho certeza de que vai valer a pena. Seu momento de estudo vai ser muito mais proveitoso e você poderá passar o restante do dia conversando com seus amigos, vendo suas séries prediletas ou curtindo um sol na praia.

Quer ideia ainda melhor? Organize o seu tempo de estudo, de acordo com as matérias da prova em um cronograma diário. Baixe uma planilha de estudos e comece a analisar a necessidade de aumentar ou diminuir o tempo que você se dedica.

2. Lembre-se: fazer exercício físico renova suas energias

Além de te garantir resistência física – porque o Exame Nacional do Ensino Médio é, antes de tudo, uma prova de resistência: são quatro horas e meia no primeiro dia e cinco horas e meia no segundo! —, a prática regular de atividades físicas faz você dormir melhor.

3. Foque nos seus pontos fracos, mas sem esquecer os fortes

Na hora do estudo, dê preferência às matérias nas quais você tem mais dificuldade, e nessa hora vale pedir ajuda dos amigos, de professores particulares, videoaulas e até mesmo aplicativos. Porém, não deixe as disciplinas que você considera fáceis de lado: elas vão subir a sua nota no final das contas!

New Call-to-action

4. Treine com provas antigas

Tente simular um ENEM real: sente-se e faça os dois dias de questões, com a redação incluída. Dessa forma, você poderá criar uma ordem em que você sente mais facilidade de deixar a prova fluir. Por exemplo: escrever o rascunho da redação primeiro, depois algumas questões de matemática, algumas de português, passar a redação a limpo, e terminar o resto.

5. Leia muito

A leitura no dia a dia é fundamental! Torná-la um hábito é uma cartada dupla: além de te preparar melhor para a interpretação das questões, te deixa seguro e com mais fluência na hora da redação.

Na véspera da prova

6. Durma cedo

Para acordar descansado e com a cabeça tranquila. Tome um café da manhã reforçado e um almoço leve, com alimentos de mais fácil ingestão.

7. Prepare sua mochila

Leve uma garrafa d’água bem cheia, e alguns lanches salgados e doces. De vez em quando, a prova vai te cansar, e nada melhor do que um pouquinho de glicose para te animar a continuar!

8. Chegue com uma hora de antecedência ao local da prova

Descubra sua sala, com calma, vá ao banheiro, e encha sua garrafinha. Chegar cedo é bom para se acostumar com o espaço e não ter que fazer a prova estressado porque se atrasou!

Na hora da prova

9. Mantenha a calma!

Depois de simular muitas provas do ENEM, quando chegar a hora H, você já vai estar com tudo no esquema! Não tente coisas novas: atenha-se à ordem com a qual você já está acostumado. A prova é cansativa, então, relaxe, beba sua água, coma seus lanches e faça tudo tranquilamente. Vai dar tudo certo!

Agora que você já sabe essas 9 dicas, pegue sua caneta, sua garrafinha e mande bem no ENEM! Se ainda tiver dúvidas, deixe um comentário!

New Call-to-action
 

ENEM

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia Pereira Medeiros da Fonseca é reitora do Centro Universitário de João Pessoa - Unipê. Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Maryland-EUA, exerceu cargo de Chefe de Arquitetura de Informação (Chief Information Architect) e Gerente do Departamento de Gestão da Informação do Banco Mundial. Possui experiência em negociação e cooperação internacional na área de projetos de informação com agências multilaterais e bilaterais, administrando programas relacionados à análise e ao apoio de projetos científicos e tecnológicos.