Gestao de Recursos Humanos

Inovação na área de RH: você conhece o people analytics?

Mariana Brito
07-02-2018 7:13

A análise de dados já está dominando o mercado e a área de RH não fica para trás nessa metodologia. Você conhece o People Analytics? A gestão de pessoas vem utilizando cada vez mais essa ferramenta para tomada de decisões e para desenvolver melhorias na área.

O investimento em análise de dados para a gestão de recursos humanos é a prova de que as pessoas estão sendo consideradas o principal patrimônio de uma empresa, pois sem funcionários qualificados não há negócio que se sustente por muito tempo.

O conceito dessa metodologia surgiu da junção entre tecnologia, recursos humanos e estatística, onde a análise dos colaboradores é utilizada para melhorias no ambiente de trabalho. O uso de dados comportamentais dos funcionários para tomadas de decisões estratégicas é um grande diferencial competitivo para vencer a concorrência e se destacar no mercado.

Por esse motivo, criamos este post. Nele, você vai saber mais sobre essa metodologia e como ela vem contribuindo para a inovação na área de RH. Confira!

inovacao-na-area-de-rh-voce-conhece-o-people-analytics.jpg

O que é o People Analytics

Um dos principais nomes quando falamos de análise de colaboradores é o diretor executivo da empresa Humanyze, Ben Waber. Segundo o executivo, a metodologia é o conjunto de variáveis que medem o comportamento das pessoas dentro de uma companhia.

Os indicadores são diretamente relacionados a fatores como engajamento com a empresa, capacidade de liderar equipes, realização de trabalhos no dia a dia e soluções criativas para problemas da organização.

A partir da definição das variáveis a serem analisadas, os dados são colhidos por meio de formulários, declarações em redes sociais, portais de feedback sobre empresas, avaliações de desempenho realizadas por colegas de trabalho, entre outras formas.

Uma vez colhidos, os dados são analisados e tratados com objetivo de realizar melhorias internas que engajem mais os colaboradores e reduzam o número de conflitos internos e rotatividade de pessoas.

Maneiras em que ele ajuda uma empresa

Em quase todas as áreas do RH, o People Analytics pode ser aplicado. Alguns exemplos de casos de uso são para recrutamento e seleção, treinamento, alocação de recursos humanos e para gestão de cultura organizacional.

Já está claro para as companhias que as qualificações e o currículo de um candidato que participa do processo de recrutamento não são garantias do seu desempenho dentro da empresa e da sua permanência no cargo por um longo período. Por esse motivo, confira algumas práticas para utilizar essa metodologia e inovar na área de gestão de pessoas.

New Call-to-action

Recrutamento

Coletar dados daqueles que são considerados os melhores funcionários e montar uma employer persona — um perfil fictício que retrata exatamente como é o funcionário que está sendo buscado — para a empresa ajuda a criar o perfil ideal a ser procurado no mercado durante a seleção de novos colaboradores e, consequentemente, a realizar um processo mais assertivo.

Retenção

O People Analytics deve identificar os principais motivos para os colaboradores deixarem a empresa. Com isso, é possível que esses problemas sejam atacados para que haja uma menor taxa de pedidos de desligamento.

Pontos como ambiente de trabalho, remuneração e benefícios podem estar diretamente relacionados à taxa de turnover e, com a análise de dados, é possível identificar qual deles mais pesa na visão dos funcionários e anulá-lo.

Alocação de recursos humanos

Utilizando a metodologia de análise para coletar informações sobre quais equipes estão rendendo mais, é possível definir um tamanho ideal e uma melhor composição dos times. Tudo isso levando em conta a multidisciplinaridade para que tempo e dinheiro sejam economizados.

Como se dá sua implantação

Agora que você já viu como é importante adotar a estratégia na sua empresa, confira como implantá-la de forma assertiva.

inovacao-na-area-de-rh-voce-conhece-o-people-analytics.gif

Pré implantação

Adotar essa metodologia na sua organização pode ser um desafio. Em um primeiro momento, pode ocorrer uma resistência à metodologia por parte dos funcionários, mas isso pode ser minimizado com algumas ações do gestor de RH em conjunto com outras áreas.

Por esse motivo, é essencial que antes da implantação do recurso os colaboradores estejam cientes e saibam de todos os detalhes de privacidade, direitos e a importância disso para a companhia.

Antes de começar o processo, é interessante que o time de marketing esclareça qualquer dúvida das pessoas sobre o processo e como essa inovação na área de RH será benéfica para todos e trará melhorias para o ambiente de trabalho.

Após a conscientização, é necessário que os objetivos do People Analytics sejam estabelecidos e que seja definido quais plataformas serão utilizadas para análise de dados, assim como a melhor maneira de coletá-los.

Funcionamento do processo

Assim que os dados estiverem colhidos, eles devem ser organizados para que a análise seja realizada. Devem ser buscadas nas informações as relações de causa e efeito para que seja possível definir, por exemplo, qual variável mais influencia na rotatividade de funcionários ou na motivação deles no ambiente de trabalho.

A partir disso, devem ser planejadas e executadas algumas ações que ataquem os índices ruins identificados na análise. Com elas, será possível descobrir, por exemplo, que a rigidez com horários pode causar insatisfação dos funcionários — e que isso pode facilmente ser resolvido através de uma política de horários mais flexíveis e cumprimento de metas.

Benefícios da metodologia

As vantagens que o People Analytics traz a uma organização são incontáveis. Uma boa utilização da ferramenta traz tendências e antecipação de futuros empecilhos, o que possibilita que uma falha seja atacada antes mesmo de se tornar um problema grave e que afete o desempenho da companhia.

Outro benefício que é proporcionado pela metodologia é o uso de dados e fatos para embasar tomadas de decisões estratégicas. Essa forma de utilização deixa de lado o “feeling” e, assim, possibilita um maior grau de efetividade nessas áreas.

Portanto, se atualmente você tem uma empresa e não utiliza essa metodologia, é importante começar o quanto antes! Além disso, se você pretende trabalhar na área de RH, com certeza é um diferencial ter o domínio dessa ferramenta no seu currículo.

E aí, gostou do conteúdo desse post? Então curta nossa página no Facebook e não perca nossas novidades diretamente no seu feed de notícias! Assim, você continua a se desenvolver profissionalmente e aprende mais sobre a área de RH.

New Call-to-action

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos