Administracao

Guia completo: tudo sobre o curso de administração

Mariana Brito
25-05-2018 6:00

Você está procurando a graduação que tem a sua cara e se interessou pela área administrativa? Quer saber tudo sobre o tema? Então, este é o artigo ideal para o momento em que está vivendo. Nele, abordaremos tudo sobre o curso de administração.

Nas próximas linhas, você descobrirá a origem da carreira, os motivos para se investir na profissão, os detalhes da grade curricular e carga horária do curso, como são o mercado e os salários, quais são as principais pós-graduações e a melhor maneira de escolher a instituição de ensino.

Este guia completo vai lhe ajudar a planejar o seu futuro, esclarecendo os tópicos que podem estar relacionados a sua profissão dos sonhos. Preparado para mergulhar nesse universo? Boa leitura!

guia-completo-tudo-sobre-o-curso-de-administracao

Qual é a origem do curso de administração?

Para começar a nossa abordagem contendo tudo sobre o curso de administração, lhe convidamos a voltar no tempo. Você sabia que o curso de administração surgiu no Brasil em 1952? Esses 66 anos representam um período relativamente curto, principalmente quando o comparamos com os Estados Unidos, que já ofereciam a formação desde 1881.

Com o desenvolvimento social em nosso país, surgiu a demanda por profissionais qualificados, capazes de planejar, controlar e analisar as atividades das empresas. Assim, elas poderiam continuar crescendo e desenvolvendo o meio no qual estavam inseridas. Nada melhor do que um curso superior para preparar bem essas pessoas, não é mesmo? Tal pensamento motivou a criação do bacharelado em administração.

A partir da década de 1940, quando a nossa sociedade passou de um perfil mais agrário para o industrial, a mão de obra qualificada foi fundamental para planificar as mudanças e apoiar as instituições nas áreas administrativas e econômicas. No começo, as escolas trataram de incluir o ensino de administração em seu currículo para profissionalizar os estudantes, mas isso não foi suficiente.

Então, após estudo e análise dos cursos nos Estados Unidos, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) criou, em 1952, a Escola Brasileira de Administração Pública (EBAP). Com isso, foi possível formar profissionais com técnicas atualizadas de administração empresarial.

Dois anos mais tarde, a Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) aparece na então capital econômica brasileira. Os empresários paulistas desejavam tanto a ajuda dos administradores que a FGV recorreu ao governo e à iniciativa privada para conseguir implementar o curso.

Sabe qual foi o resultado dessa ação? A criação do primeiro currículo especializado em administração, que influenciou a criação de diversas outras faculdades na área ao redor do país. De acordo com o Censo da Educação Superior (CenSup) 2015, organizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), naquele ano foram 793.564 matrículas nos cursos de administração, representando um universo de 12% de todas as matrículas universitárias.

Com certeza, essa graduação é muito importante, não é mesmo? A demanda do mercado por administradores é alta, em empresas de todos os portes e segmentos. Somado a isso — e considerando as iniciativas democráticas brasileiras —, outras oportunidades aparecem como tendências na administração, tais como cooperativas, associações de bairro e instituições que adotam modelos organizacionais inovadores.

Por que estudar administração?

Primeiro porque a administração é uma área muito abrangente — fato que abre diversas portas para os seus profissionais. Geralmente, os administradores conseguem uma vaga no mercado de trabalho rapidamente e ainda podem utilizar os conhecimentos adquiridos na faculdade em sua vida pessoal. Quem não gostaria de ser uma pessoa mais organizada e ter todas as pendências solucionadas da melhor maneira possível?

No mundo dos negócios, as empresas conseguem melhores resultados e podem crescer consideravelmente ao aplicar os conceitos administrativos. Isso só é possível graças ao trabalho de profissionais que se empenham em aplicar as teorias aprendidas durante a graduação.

Além de atuar em organizações de todos os tipos e tamanhos, alguns administradores podem investir em um empreendimento próprio. Com todo o aprendizado adquirido, a chance de sucesso é muito grande. Afinal, eles têm uma visão diferenciada dos demais empreendedores sobre a forma de lidar com pessoas e recursos, conservação, tomada de decisões, planejamento, liderança, dentre outros assuntos.

Baixar ebook

Registro CRA

O registro do Conselho Regional de Administração (CRA) garante que o profissional esteja legalmente habilitadoLei Federal 4.769/1965 — para exercer as suas funções. Portanto, ao fazer o procedimento, o bacharel em administração passa a ser, efetivamente, um administrador.

O órgão fiscaliza a atuação de quem trabalha na área para que tudo ocorra com ética e dentro dos valores da carreira. Ele também serve como um centro de referência e apoio para os credenciados.

É muito importante se registrar no CRA, depois de formado, e pagar as mensalidades do conselho. Caso contrário, você pode ser punido e até perder o direito de trabalhar na profissão dos seus sonhos. Como ninguém quer isso, fique atento!

Habilidades do administrador

Já que este post contém tudo sobre o curso de administração, falaremos agora sobre o perfil do profissional. Ele deve ter atitude, conhecimento e habilidade para dar conta de suas atividades. Por isso, os interessados na carreira precisam gostar de novidades, de se atualizar, de montar estratégias, de gerenciar projetos e ter dinamismo para lidar com todos os tipos de problemas e de pessoas.

Dentre a série de habilidades que os estudantes aprendem na graduação para auxiliarem as empresas a alavancar os seus resultados, podemos destacar:

  • Planejamento;
  • Negociação;
  • Organização e alocação de recursos;
  • Capacidade de tomar decisões mais acertadas;
  • Controle com base na avaliação de resultados;
  • Liderança;
  • Competências para solucionar problemas diversos;
  • Análise.

Diferença entre administração e contabilidade

Neste momento de descobertas, é comum surgirem muitas dúvidas sobre a possível carreira que você ocupará. Dentre elas, o futuro universitário pode se perguntar: administração ou contabilidade, qual é a diferença entre os cursos? A gente responde o seu questionamento!

Em primeiro lugar, a questão é totalmente pertinente porque essas são áreas complementares. No curso de contabilidade, os alunos estudam o fluxo financeiro de uma empresa, o que inclui o aprendizado sobre taxas, impostos e leis acerca do assunto.

As ciências contábeis se ocupam dos números, dos processos burocráticos e das decisões estratégicas para a saúde financeira do negócio. Em outras palavras, podemos dizer que o contador ajuda a empresa a estar em dia com a lei e não ficar no vermelho, entendeu?

A administração, por sua vez, é muito mais abrangente. O estudante aprende noções de psicologia para lidar com pessoas, tópicos de matemática financeira para se envolver com vendas e gastos, noções de marketing para entender o comportamento do consumidor... e por aí vai.

O objetivo dessa faculdade é preparar os alunos para melhorar, de maneira geral, o funcionamento das empresas.

Grade curricular: o que vou estudar no curso?

Embora o curso de administração esteja enquadrado dentro da área de ciências humanas, a faculdade oferece disciplinas de outros campos de estudo, como o de ciências exatas, além das específicas.

Ciências humanas

Certamente, você nunca imaginou que alguns dos ensinamentos do curso seriam oferecidos. A filosofia, por exemplo, é muito importante para que o futuro administrador tenha contato com a ética e possa cultivar bons valores empresariais no mercado.

A psicologia organizacional, por sua vez, permite que o estudante possa entender o comportamento das pessoas e as relações de trabalho para agir adequadamente ao longo de sua carreira. O profissional poderá, inclusive, escolher atuar com Recursos Humanos (RH).

Independentemente da área que escolher — se a faculdade de administração é a certa para você —, aprender direito será fundamental. A disciplina lhe deixará por dentro do que a legislação determina sobre os vínculos empregatícios e, ainda, sobre assuntos mais específicos, como a logística (estocagem e transporte).

Já a economia apresentará tudo relacionado ao mercado financeiro. É fundamental que o estudante de administração compreenda o custo-benefício de negociações e como a relação de oferta e demanda afeta o preço de produtos e serviços.

Qualquer empresa deseja que os seus clientes fiquem satisfeitos com o que elas oferecem, de forma que voltem a comprar e até mesmo indicar a marca, não é verdade? Portanto, dominar técnicas de marketing assume um papel e tanto nesse sentido.

Mesmo que o administrador não atue diretamente no setor, contar com ferramentas que ajudem a entender o comportamento do consumidor e garantir uma aproximação com ele pode fazer toda a diferença no negócio.

Ciências exatas

A matemática financeira fornecerá conhecimentos preciosos para que você consiga fazer um bom trabalho. A disciplina vai lhe ajudar a compreender sobre a desvalorização do dinheiro, inflação e juros. Além disso, o entendimento sobre o assunto possibilitará que você opine com precisão se vale ou não a pena que o negócio pegue empréstimos para crescer.

Outro tópico essencial na faculdade de administração é a estatística. Com ela, o profissional será capaz de avaliar se a empresa está indo bem, calcular sua produtividade e enxergar todo o negócio por meio de métricas.

Não é mais segredo para ninguém que a tecnologia é indispensável e facilita o dia a dia de pessoas e organizações. Portanto, a área administrativa não representa uma exceção. O conhecimento de softwares e recursos digitais aprimorará o seu futuro trabalho, facilitando tarefas rotineiras e também o sigilo de informações. Hoje, é possível verificar uma série de dados por um simples toque no celular de qualquer lugar.

Se matemática não é o seu forte, não se desespere! Não é necessariamente imprescindível que o estudante tenha muita facilidade com os números. Mais do que isso, é preciso entender a importância deles para o processo de tomada de decisões e gostar de utilizá-los — afinal, eles serão seus companheiros pelo resto de sua trajetória. Você adquirirá técnicas práticas ao longo das aulas.

Administração

guia-completo-tudo-sobre-o-curso-de-administracao

Dentro do quadro de disciplinas específicas da área de administração, a teoria das organizações se destaca como uma das mais importantes. Por meio dela o estudante compreenderá como as empresas são organizadas e como os métodos adotados por uma companhia impactam nos resultados obtidos.

Mesmo que você atue na iniciativa privada, compreender aspectos da administração pública se tornou uma habilidade muito necessária para todos aqueles que cursam administração. Isso se deve ao grande número de parcerias que empresas estatais firmam com outras organizações por meio de licitações. Por essa razão, a sua grade curricular incluirá essa disciplina.

A comunicação empresarial é outro assunto com o qual os universitários se deparam ao longo dos estudos. Esse aprendizado é crucial para manter todo o quadro de funcionários de uma empresa em sintonia, de forma que se comuniquem com clareza e alinhados ao atingimento de metas.

Somado a todas essas matérias, há ainda outras mais diversas, como é o caso do estágio supervisionado. A partir do terceiro ano do curso, quando o graduando já adquiriu uma boa base de conhecimento e maturidade sobre a área, ele poderá se candidatar para participar de uma experiência de trabalho em empresas públicas ou privadas.

Caso a organização escolhida tenha um programa estruturado de estágio, será possível aplicar o aprendizado teórico de sala de aula e vivenciar como é o cotidiano de um administrador. Certamente essa vai ser uma excelente oportunidade de aprendizado e descobertas.

Antes de tomar a sua decisão, pesquise bem sobre o curso. Analisar a matriz curricular completa da graduação pode ser um bom começo!

Duração, carga horária e o que é preciso para se formar?

O curso de administração tem duração de oito semestres, ou seja, quatro anos, os quais podem ser cursados pela manhã ou à noite. A carga horária das atividades presenciais gira em torno de 3.480 horas. Além disso, há as atividades complementares, que ocupam, em média, 180 horas.

Portanto, a duração total da faculdade é de 3.660 horas. Mas não se preocupe com isso, já que todas as tarefas são bem distribuídas ao longo do tempo de formação. Desde que você se planeje e leve os estudos a sério, não haverá sobrecarga. Caso já tenha um trabalho, será possível continuar com ele enquanto investe na carreira dos seus sonhos.

Para conseguir o título de administrador, é necessário ser aprovado em todas as disciplinas obrigatórias e atividades complementares. Paralelamente, ainda há a alternativa de aprender assuntos de outros cursos ou disciplinas optativas da própria área. Algumas faculdades oferecem, inclusive, o ensino sobre língua brasileira de sinais (libras). Interessante, não é mesmo?

Ao entrar na faculdade, você vai descobrir as suas preferências e poderá fazer escolhas de aprendizado e enriquecer o seu currículo com base nelas. São diversas as possibilidades e caminhos a serem percorridos — e o perfil de cada aluno direcionará sua jornada.

Dentre as alternativas, o intercâmbio se apresenta como uma das alternativas mais enriquecedoras e prazerosas. Algumas faculdades firmam parcerias com instituições internacionais, em que o aluno continua pagando a mensalidade do curso, mas estuda por, pelo menos, seis meses em um país diferente. Gostou dessa opção? Caso opte por ela, inclua os custos com passagens, moradia e alimentação em seu planejamento, ok?

Como é o mercado para administradores?

guia-completo-tudo-sobre-o-curso-de-administracao

O mercado para os administradores é muito promissor. Devido ao alto número de funções que os profissionais podem exercer e inúmeras possibilidades para se especializar, há muita procura por parte dos empregadores por pessoas qualificadas. No entanto, é importante ter um excelente currículo e buscar conhecimento continuamente.

Seja no setor de Recursos Humanos, seja no departamento de finanças, compras ou marketing, as maiores oportunidades de trabalho estão dentro das empresas. Além da gestão de um negócio, conheça a seguir as áreas da administração em alta:

  • Instituições financeiras e bancos;
  • Mercado de capitais;
  • Logística;
  • Instituições públicas e não governamentais;
  • Área de consultoria administrativa;
  • Empreendedorismo autônomo;
  • Auditoria.

O campo da auditoria, por exemplo, ajuda as instituições a identificar problemas relacionados à má administração de processos internos. Dessa forma, aqueles que se ocupam dessa função têm a importante tarefa de ajudar as empresas, fornecendo um diagnóstico sobre as ações adotadas por elas. Assim, é possível corrigir falhas e inconformidades para melhorar os resultados.

A consultoria de projetos — que fica dentro da consultoria administrativa —, por sua vez, ocupa-se em ajudar os negócios a se expandir. Se você optar por essa função, indicar os melhores caminhos para os seus clientes, nesse sentido, fará parte do trabalho — o que inclui a apresentação das melhores opções de investimento, formas de crescimento customizado e estudos de mercado.

Quando os processos logísticos estão bem coordenados, fazem muita diferença nos resultados de qualquer companhia. O administrador que gosta do estudo do transporte, da entrega e da armazenagem de mercadorias poderá se dar bem na área. A rotina muitas vezes exige que o profissional consiga trazer economia financeira, de tempo e de material para o negócio.  

Salário

A remuneração de um graduado em administração varia de acordo com o porte da empresa em que atua, com o tempo de experiência do profissional e também com as especializações que ele acumula no currículo.

Para um recém-formado, o salário fica entre R$ 1.800 e R$ 3.700. Já para um administrador em estágio intermediário da carreira, em que assume a gerência de organizações, esse valor está situado entre R$ 7.000 e R$16.000. Finalmente, no auge da carreira e com experiência consolidada em uma área específica, os ganhos mensais podem chegar até R$ 23.000. Nada mal, não é mesmo?

Pós-graduação e opções de carreira: o que fazer depois de formado?

O mercado melhor valoriza aqueles que buscam aprimorar a sua atuação ao se especializar em alguma área. São diversas as alternativas que você pode escolher após se formar, mas o importante é continuar se atualizando sobre todas as novidades da profissão.

Para os que gostam de ensino e pesquisa, a carreira acadêmica é a melhor opção, com o ingresso no mestrado e, posteriormente, no doutorado em administração. Com esses títulos, a possibilidade de dar aulas para o ensino superior e coordenar projetos de pesquisa se tornará realidade.

A pós-graduação Master of Business Administration (MBA) também representa uma ótima opção. Basta analisar o seu perfil e as suas preferências, após apreender e vivenciar o curso de administração, e escolher a alternativa que melhor combina com você.

Administração pública, gestão de pessoas, gestão empresarial, gestão de projetos, marketing, logística, finanças e consultoria organizacional são algumas das possibilidades. O melhor é que esse tipo de ensino tem curta duração — cerca de dois anos —, e as aulas são oferecidas, geralmente, nos fins de semana. Dessa forma, a escolha pelo aprimoramento profissional não atrapalhará o seu trabalho.

Como escolher a instituição de ensino ideal?

Após saber tudo sobre o curso de administração e ter certeza de que é para você, chega a hora de escolher a instituição de ensino que lhe formará como profissional. São inúmeras as opções e, por isso, é preciso escolher com cuidado onde investir o seu tempo e o seu dinheiro.

Comece pesquisando se a faculdade é bem avaliada pelo Ministério da Educação (MEC). Com base no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), o MEC pode qualificar o ensino de determinada instituição e área de estudo como satisfatório ou não. Esse é um ótimo indicador para quem procura a melhor faculdade.

Não se esqueça de verificar a grade curricular do curso, então busque identificar se é completa e abrangente. Também é necessário observar a qualificação dos professores que ministrarão as disciplinas. Veja o currículo deles e as formações, além de conferir se possuem pós-graduação, mestrado e doutorado.

Nesse sentido, a plataforma Lattes fornece todos os dados da trajetória acadêmica dos docentes. Não hesite em verificá-la, digitando os nomes de seus professores. Afinal de contas, você, com certeza, quer aprender com os melhores, não é?

Continue a investigação conversando com alunos e ex-alunos das faculdades pretendidas sobre como é o ensino lá. Não dispense uma visita aos locais para conhecer as salas de aula, os laboratórios e todos os benefícios que são oferecidos aos estudantes.

Esperamos que este artigo com tudo sobre o curso de administração tenha lhe ajudado nessa fase de escolha profissional que você está vivendo. Procuramos abordar um panorama contendo informações importantes sobre essa área. Continue pesquisando, investigando e descobrindo mais sobre o universo das carreiras que acreditar ter afinidade. Ah, conte com a gente para o que precisar, tá bom?

Para continuar por dentro de todas as novidades do mundo universitário, curta a nossa página no Facebook. Esperamos você por lá!

Baixar ebook

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos