Gastronomia

Entenda como funciona o curso de gastronomia

Mariana Brito
10-12-2018 9:18

Comandar restaurantes famosos, cozinhar para pessoas importantes, criar experiências inesquecíveis para os clientes. A carreira de gastronomia é tudo isso e muito mais. Sempre requisitada, proporciona mais oportunidades do que comumente ficamos sabendo. E tudo começa na graduação. Portanto, prepare-se para saber tudo sobre como funciona o curso de gastronomia.

Na verdade, cozinhar e criar pratos é só uma das partes desse processo. O estudante entra em contato com tudo o que envolve uma cozinha, e não, isso não se resume só à alimentação. Administração, segurança alimentar, gestão de pessoas também integram o currículo acadêmico, que proporciona muitas oportunidades. Se você tem interesse nessa área, então leia até o final!

entenda-como-funciona-o-curso-de-gastronomia

Bacharelado ou tecnológico?

O bacharelado conta com uma formação mais longa, fundamentada nos conhecimentos teóricos — sim, há muito conteúdo na gastronomia —, no entanto o tecnológico permite que o profissional tenha domínio técnico e histórico das artes culinárias.

O bacharelado é a opção para quem quer seguir os estudos e talvez ingressar em alguma pós-graduação relacionada à área, virar pesquisador ou professor universitário. O curso tem em média quatro anos de duração. Se o seu objetivo é ser chef e trabalhar com a elaboração de pratos e gestão de cozinhas, sua escolha deve ser o tecnológico, que costuma durar em média dois anos.

Mas se você está preocupado com o valor, saiba que esse último tem um custo bem mais em conta, sem falar que você aprende na prática, em menor tempo e com a qualidade exigida pelo mercado.

Vou estudar o quê?

Seja qual for a sua opção, alguns eixos temáticos estarão presentes na sua graduação. Confira quais são as disciplinas mais frequentes no curso.

baixe grátis!

Nutrição

Formular pratos que tenham valor nutricional rico, que contrabalancem os grupos alimentares e que façam bem para a saúde, também é atribuição do gastrônomo. Ter os conhecimentos básicos nessa área é importante para isso.

Harmonização

Aqui o estudante aprende a harmonizar pratos com bebidas e sobremesas. O objetivo é conciliar os sabores, para que não entrem em conflito na degustação e criem experiências desagradáveis.

Higiene e segurança alimentar

Produzir os alimentos que serão consumidos é tarefa de responsabilidade: os riscos de contaminação são altos. Por isso, essa disciplina é fundamental. O aluno estuda desde a forma mais adequada de manipular os alimentos e higienizá-los até as opções corretas de armazenamento e descarte, sem que afete a saúde humana e o meio ambiente.

História da gastronomia

Um dos eixos teóricos dessa graduação, a disciplina de História da Gastronomia é importante para que o futuro profissional compreenda as origens dos pratos e da cultura gastronômica. O estudante aprenderá sobre as diferentes manifestações culturais, tanto no país quanto no mundo.

Hospitalidade

A gastronomia é uma das principais atrações turísticas em destinos populares pelo mundo. E o profissional precisa entender os fundamentos da recepção e hospitalidade, para atender aos anseios dos que visitam os restaurantes típicos de cada região.

Catering

Essa disciplina está ligada à disponibilização e organização de alimentos para eventos, função muito importante que o formado pode assumir. O planejamento e a gestão aqui são fundamentais para gerir bons resultados.

Confeitaria, carnes, bebidas, panificação

giphy

Essas são apenas algumas das disciplinas que focam em um aspecto específico da cozinha e que devem ser dominadas pelo profissional. Cada curso terá o seu foco e especialidade em uma ou mais delas. Cadeiras como essas são úteis para entender, desde a universidade, qual é o ponto forte do aluno. Por isso, merecem atenção especial.

Gestão e administração

Por fim, nem só de pratos e alimentos vive o estudante de gastronomia. Muito importante também é o estudo da gestão e da administração, considerando que uma das principais funções do graduado é a de liderar cozinhas.

É necessário muito mais do que a habilidade com panelas para se destacar. Rotinas de administração, como produtividade ou regulagem de estoque, assim como de gestão de pessoas, estarão presentes na sua rotina profissional.

Estágio? Sim, com certeza

Para deslanchar na carreira, nada melhor do que aliar uma boa formação e um currículo interessante para o mercado. Por isso, é importante garantir, desde cedo, boas experiências. E é aqui que entra a importância do estágio para o estudante.

Mas afinal de contas, o que faz um estagiário em gastronomia? Em geral, ele deve prestar serviços de assistência, seja na cozinha ou nos setores administrativos da empresa, treinando suas habilidades e emprestando seus conhecimentos ainda em desenvolvimento.

Ele não poderá assinar um cardápio, nem organizar as rotinas da cozinha. No entanto, pode prestar apoio, desde ajudando a picar os ingredientes até auxiliando o chef na execução dos pratos e nas rotinas da cozinha. Experiências como essas valem ouro na formação de um bom currículo de um profissional.

Por isso, a dica é: procurar um estágio na área, depois dos primeiros semestres da graduação. Na universidade e nos próprios órgãos de fomento ao estágio é possível ficar por dentro das vagas ofertadas no mercado. E não esqueça que você pode, também, procurar restaurantes com o seu perfil e tentar obter uma vaga lá.

E depois de formado? O que fazer?

O profissional de gastronomia encontrará um mercado diversificado, considerando que o país oferece muitas opções de restaurantes, de todos os portes e perfis. Há também as chances de atuar na indústria, auxiliando no desenvolvimento de produtos. Os conhecimentos na composição e preparação dos alimentos desenvolvidos ao longo da graduação são de vital importância para quem quer ingressar nessa área.

É importante lembrar que a carreira é competitiva, que cada vez mais a profissão se populariza na sociedade e as graduações oferecem mais vagas para os estudantes. Os bons empregos costumam ser disputados, portanto vale a pena mostrar um perfil afinado com os interesses do mercado, além de procurar se especializar em um segmento específico, para poder ter mais chances de conquistar uma boa posição no mercado.

Os que conseguem chegar lá costumam gozar de uma carreira reconhecida pelos principais veículos de comunicação da área, com prestígio em rankings e apreço do público, que será ávido para provar cada receita elaborada pelo chef.

Agora você já sabe um pouco mais sobre como funciona o curso de gastronomia e o que ele proporciona para o estudante. Então, que tal curtir a nossa página no Facebook e se manter por dentro de todas as atualizações do blog?

New Call-to-action

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos