Engenharia Civil

Engenharia e construção civil: conheça as possibilidades

Mariana Brito
29-08-2018 8:21

Entendemos que a construção civil acompanha a economia brasileira. Ou seja, a economia do Brasil está em crise? A área de construção civil também. Então, essa é uma área que pode passar por instabilidades, com épocas de grande demanda ou alto índice de desemprego.

Porém, para os próximos anos, muito se fala no investimento em novas tecnologias. Além disso, as cidades polo estão em crescente desenvolvimento e absorção de moradores dos municípios menores que ficam ao redor, sendo necessário um novo planejamento urbano, criando novas estruturas em várias regiões do Brasil.

Se você se interessa por engenharia e construção civil, continue a leitura e fique por dentro das possibilidades nessas áreas! Vamos lá?

engenharia-e-construcao-civil-conheca-as-possibilidades

Profissionais dentro da construção civil

Dentro da área de construção civil, há diversos profissionais responsáveis, desde o planejamento e planta, até o seu levantamento. São os engenheiros, arquitetos e operários, sendo o engenheiro civil o maior responsável pela obra.

Por muito tempo, mais especificamente até o século XVIII, engenheiro civil e o arquiteto eram, por vezes, expressões para o mesmo profissional. Ou seja, não havia uma clara distinção entre ambos. A princípio, a engenharia civil era utilizada para designar as engenharias não militares. O primeiro engenheiro civil foi John Smeaton, responsável pela construção do famoso farol de Eddystone.

O Engenheiro Civil é quem projeta, gerencia e executa as obras, atuando em todos os processos da construção de qualquer dimensão, de residências a prédios enormes, pontes, viadutos e afins. É o profissional que dará informações sobre a instalação da rede hidráulica e elétrica da edificação. Ele determinará a estabilidade da obra e a segurança, pensando nas mudanças de temperatura, vento e resistência dos materiais.

Já o Arquiteto é quem organiza e projeta os espaços de acordo com o conforto, a estética e a funcionalidade. Ele coordena construções ou reformas em imóveis, edifícios e casas, determinando os materiais que devem ser utilizados pensando na comodidade, além de considerar a ventilação, a iluminação e a disposição dos móveis. Essa função exige bastante criatividade.

Explanamos essa diferença entre engenheiro civil e arquiteto. Entretanto, trataremos especificamente do primeiro neste artigo, uma vez que é o cargo mais importante dentro da construção civil.

Baixar ebook

Atuação do engenheiro na construção civil

Diferentemente do arquiteto, a área do engenheiro é mais voltada para os cálculos que garantirão a estabilidade e a segurança da construção. O engenheiro civil é o responsável por calcular efeitos de vento, mudança de temperatura, resistência de materiais, entre outros fenômenos nesse sentido. Também pode administrar infraestrutura e ocupação predial.

Algumas opções de atuação no mercado de trabalho para o engenheiro civil são:

  • Construção urbana: criar projetos e colocá-los em prática (construção e reforma de prédios, estádios, aeroportos, shoppings etc.);
  • Estruturas e fundações: edificar projetos de estruturas que dão apoio às obras, sendo de materiais como aço, madeira ou concreto, fazendo o cálculo do material que será necessário na obra;
  • Gerência de recursos prediais: criar padrões de qualidade de espaço e ocupação, além de manter em ordem a infraestrutura do prédio;
  • Hidráulica e recursos hídricos: executar obras de canais, reservatórios, barragens, drenagem, obras costeiras e similares;
  • Infraestrutura e transporte: projetar e executar tudo que seja vinculado com transportes — rodovias, ferrovias, aeroportos, metrôs, túneis, viadutos;
  • Saneamento: planejar construções de saneamento básico, tratamento de água e esgoto, captação e distribuição de água e afins.

Mercado de trabalho para engenharia e construção civil

giphy

Como foi dito, a construção civil é bastante influenciada pela variação da economia. Até porque é a economia que indica como está o crescimento de determinada região. Como o país vive uma crise atualmente, houve uma redução nas oportunidades de emprego para a área de construção civil, mas é sempre possível uma retomada de crescimento, o que aquecerá esse ramo.

A indústria da área de engenharia e construção civil possui o seu próprio PIB (Produto Interno Bruto) e segundo uma pesquisa realizada pela Câmara Brasileira da Construção Civil (CBIC) em 2017, houve, realmente, uma desaceleração nos últimos anos devido à crise, mas a expectativa é de crescimento ainda em 2018.

Além disso, dentro do mercado de trabalho para engenharia e construção civil, não podemos deixar de falar sobre a inovação — que é a palavra-chave da atualidade. No mundo tecnológico novidades surgem a todo momento, e a engenharia não ficou de fora.

A maior novidade é a Internet das Coisas (Internet of Things ou IoT), mostrando-se muito eficiente nas obras para rastreamento de equipamentos e funcionários, condução de drones e coleta de dados em tempo real utilizando o business intelligence (BI). Há outras iniciativas nessa pegada tecnológica, como tijolos inteligentes — ecológicos e sustentáveis —, impressão 3D, dispositivos móveis e softwares de gestão, modularização.

A fusão da tecnologia com construção civil é inovadora e muito promissora para os próximos anos, garantindo maior aquecimento no mercado de trabalho e otimização nas obras. Além disso, alguns engenheiros optam por outros ramos fora da engenharia. Por entenderem bastante de cálculo, migram para o mercado financeiro, por exemplo.

Capacitação para a área de construção civil

Se você está interessado pela área, quer realizar grandes construções e, quiçá, ter o seu nome reconhecido pelas obras que colocou no país, é crucial que faça cursos no ramo em instituições reconhecidas, que lhe ofereçam bons estudos e recomendações para ganhar destaque no mercado. Sendo bastante importante verificar o reconhecimento da instituição pelo MEC (e a sua pontuação), além de observar como ela é avaliada pelos estudantes que se formam por lá.

O curso superior para engenharia civil tem duração de 5 anos e conta, além das disciplinas clássicas das ciências exatas, com disciplinas de desenho técnico e matérias das áreas de atuação não só do engenheiro, mas também da administração e da economia. Para obter o diploma, o estudante precisa realizar estágio obrigatório e trabalho de conclusão de curso (TCC).

Com a modernização e o avanço da tecnologia na área da construção civil, o mercado exige que os profissionais estejam sempre atualizados. Há muitas novidades no ramo e poucos profissionais qualificados para tantas coisas novas. Então, se você pretende se destacar, precisa ficar por dentro das inovações.

São diversas abordagens que se pode ter dentro da engenharia e construção civil. Se você se interessa pela área, faça pesquisas contínuas sobre a profissão, carreira, salário e mercado de trabalho, sem contar as grades curriculares, instituições de ensino bem avaliadas e afins.

Curtiu essas dicas do post? Se você seguir a nossa página do Facebook, terá a oportunidade de receber outras dicas valiosas em primeira mão. O que acha da ideia?

Baixar ebook

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos