BLOG DA GRADUAÇÃO

Educação Física: mais oportunidades do que você imaginava

A Educação Física é uma das profissões mais procuradas por jovens que gostam de esportes, atividades físicas, curtem academias, estão atentos a alimentação, ao condicionamento físico e bem estar.

O que muitos desses jovens não sabem é que a Educação Física é uma carreira que oferece muitas oportunidades, com uma infinidade de linhas de pesquisas e atuações que podem levar o profissional para além da academia.

Em tese, esse profissional está apto a supervisionar e coordenar programas de atividades físicas esportivas e recreativas.

educacao-física-blog-unipe-graduacao

Mas estamos falando de mais oportunidades na Educação Física, certo?

Veja o exemplo do Educador Físico Guilherme Passos Ramos, de Belo Horizonte/MG, Fisiologista da Seleção Brasileira de Futebol.

Guilherme foi aluno da UFMG e, logo que terminou a Faculdade, deu início a um Mestrado voltado para o esporte e um Doutorado em Ciência do Esporte. Participou de diversas atividades, grupos de pesquisas e projetos desenvolvidos em laboratório. Sua área de atuação era sempre focada na Fisiologia do Exercício.

Trabalhou no laboratório de Fisiologia do Exercício da UFMG, no Minas Tênis Clube, preparando atletas olímpicos da natação brasileira, Confederação Brasileira de Futebol, atuando junto com as atletas da seleção brasileira de futebol feminino e mais, recentemente, na CBF, acompanhando de perto a preparação física da seleção masculina de futebol durante a Copa do Mundo de 2014 no Brasil.

Isso nos indica que a profissão tem um campo muito amplo de atuação. Essa expansão se deve também ao aumento da preocupação da população com relação à qualidade de vida. Os profissionais da área estão sendo mais solicitados seja por empresas, a fim de oferecer treinamentos funcionais específicos para os funcionários, seja por indivíduos, conscientes da importância de uma vida mais saudável e ativa.

É na área acadêmica e em equipes esportivas que grande parte dos profissionais de Educação Física também está concentrada.

É interessante que você saiba

educacao-fisica-unipe-blog-unipe-graduacao

- Diferença entre Educação Física e Esporte = a primeira é uma atividade física planejada e estruturada, com o propósito de melhorar ou manter o condicionamento físico. É também o conjunto de atividades físicas não competitivas, que fundamenta a correta prática destas atividades. Esporte é uma atividade física que, geralmente, envolve a competição. Exemplo: futebol profissional.

- Bacharelado = Uma pessoa com bacharelado na área poderá atuar em clubes, academias, centros esportivos, hospitais, empresas, planos de saúde, prefeituras, acampamentos, condomínios e qualquer espaço de realização de atividades físicas.

- Licenciatura = O profissional que optar pela licenciatura estará preparado para exercer a atividade de professor, integrado ao processo educacional geral do aluno. Através da prática da recreação, do lazer, de atividades esportivas, sociais e cooperativas.

- Vantagens = A profissão tem uma vantagem educacional que poucas disciplinas têm: o poder de adequação do conteúdo ao grupo social em que será trabalhada. Esse fato permite uma liberdade de trabalho muito grande, bem como uma liberdade de avaliação – do grupo e do indivíduo – por parte do professor, que pode ser bastante benéfica ao processo geral educacional do aluno.

Se ainda assim você tiver alguma dúvida, venha conversar com a gente!
Baixar ebook

Educacao Fisica

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia Pereira Medeiros da Fonseca é reitora do Centro Universitário de João Pessoa - Unipê. Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Maryland-EUA, exerceu cargo de Chefe de Arquitetura de Informação (Chief Information Architect) e Gerente do Departamento de Gestão da Informação do Banco Mundial. Possui experiência em negociação e cooperação internacional na área de projetos de informação com agências multilaterais e bilaterais, administrando programas relacionados à análise e ao apoio de projetos científicos e tecnológicos.