BLOG DA GRADUAÇÃO

Dicas de como estudar em casa

Televisão ligada, mãe pra lá e pra cá, interfone, telefone que não para de tocar e geladeira sempre a postos. Ainda acha que a sua casa é o lugar mais indicado para focar no estudo? Na verdade, a paz do nosso lar tem, sim, inúmeros benefícios para o aprendizado, mas para conseguir revisar todas as matérias e obter um bom aproveitamento nos estudos, é preciso traçar uma estratégia de guerra. Pronto? Então vamos lá!

dicas-estudar-em-casa-blog-unipe-graduacao

 

Preparando o território  

Nada de se instalar no corredor… A primeira providência a ser tomada a partir do momento em que você decide como estudar em casa é achar um local apropriado, ou seja, de preferência silencioso e afastado dos cômodos de maior movimentação, como a sala e a cozinha. Você provavelmente está pensando no seu quarto. Pode ser, desde que tire de vista tudo aquilo que é motivo de distração, como aparelho de som e televisão.  Há quem prefira um lugar mais arejado. Estudar no quintal também é uma boa opção, pois o contato com a natureza acalma a mente, auxilia na respiração e, claro, dá mais inspiração para pegar nos livros.

A incrível batalha do Ensino Superior

Buscando o silêncio

A menos que você more sozinho e afastado de vizinhos, no meio do mato, é impossível obter total silêncio para se concentrar nos estudos. Por isso é preciso lançar mão de alguns artifícios para deixar sua casa mais silenciosa. Por exemplo, identifique qual horário é o mais calmo tanto dentro da sua residência quanto na sua vizinhança. Pela manhã? De tardinha?  Só de madrugada? Outra dica bastante válida é pôr o fone de ouvido numa música relaxante na hora de abrir os livros. Se não funcionar, o bom e velho pedido de “Silêncio, por favor!” é o que lhe restará. Existem diversas playlists para ajudar no foco nos estudos. Você pode testar essa, essa ou essa.

Estabeleça seu horário de estudo

Assim que você determinar o local e o horário mais silencioso, trate de delimitar quantas horas por dia irá dedicar à sua preparação para o vestibular. De 9h00 às 12h00? De 14h às 17h? Isso é importante para que as outras pessoas que dividem o teto com você saibam quando estará disponível e quando deverão colaborar para não interromper os seus estudos. Ao longo do tempo, a noção de ocupado/disponível vai ficando mais clara para as pessoas que vivem com você, o que é muito mais produtivo para todo mundo.  

Além de seguir essas 3 dicas, é importante que você, candidato, foque naquilo que é realmente importante, ou seja, passar no vestibular. Muitos vestibulandos costumam ceder a mil e uma distrações (e tentações), deixando a preparação de lado conforme aquela velha mania de “deixar para amanhã o que pode fazer hoje”. Da mesma forma que deve permanecer concentrado, não seja um transtorno para seus familiares. Ninguém é obrigado a tropeçar em livros no meio da casa ou ter que falar aos sussurros em plena luz do dia para não te atrapalhar. Por mais importante que seja o vestibular, ele não deve ser pretexto para acabar com o sossego do lar, não é mesmo?   

Você também costuma estudar dentro de casa? Recomenda? Conte para nós e dá uma olhada nesse post que te ensina como estudar para o ENEM!

New Call-to-action

 

Dicas

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia Pereira Medeiros da Fonseca é reitora do Centro Universitário de João Pessoa - Unipê. Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Maryland-EUA, exerceu cargo de Chefe de Arquitetura de Informação (Chief Information Architect) e Gerente do Departamento de Gestão da Informação do Banco Mundial. Possui experiência em negociação e cooperação internacional na área de projetos de informação com agências multilaterais e bilaterais, administrando programas relacionados à análise e ao apoio de projetos científicos e tecnológicos.

MAIS LIDOS