Fisioterapia

Descubra o maravilhoso mundo da fisioterapia desportiva

Mariana Brito
26-10-2018 6:01

Uma especialidade requisitada e importante, uma carreira repleta de oportunidades e um campo de estudos e pesquisa em constante evolução. Estamos falando da fisioterapia desportiva, área que trata da prevenção e reabilitação de atletas amadores ou profissionais. Neste post, faremos um apanhado geral sobre tudo o que mais importa na especialidade.

Para atuar como fisioterapeuta desportivo, em primeiro lugar, é preciso ter a graduação em fisioterapia. Um curso de pós-graduação voltado para a área também é imprescindível para aprofundar os conhecimentos e conhecer novas técnicas. Por fim, o Exame Nacional para Concessão de Título para Especialista Profissional é o último passo para se habilitar a seguir a carreira. Explicamos melhor ao longo do tempo. Siga lendo!  

descubra-o-maravilhoso-mundo-da-fisioterapia-desportiva

Como é a carreira?

O fisioterapeuta desportivo é peça-chave nos treinamentos de atletas. Sejam profissionais, que atuem em clubes de qualquer modalidade, sejam amadores, que buscam lazer e qualidade de vida na prática esportiva. O exercício físico repetitivo e contundente, como ocorre na maioria dos esportes, pode ocasionar lesões, e o fisioterapeuta desportivo é quem vai cuidar disso.

O profissional atuará em duas frentes principais: ações de prevenção e de reabilitação. No primeiro caso, diversos recursos podem ser aplicados: alongamentos, pilates, exercícios monitorados, avaliações e até o descanso programado. Sim, pois o músculo precisa se recuperar do esforço intenso e essa parte também integra o treinamento.

E, no caso de contusões, lesões, torções, luxações, enfim, de qualquer tipo de acidente que possa acontecer com o atleta durante a prática, o fisioterapeuta vai traçar a estratégia de reabilitação, juntamente com a equipe médica, que será responsável pelos cuidados ortopédicos. São diversos os métodos que podem ser empregados, como exercícios específicos de reabilitação, massagens etc.

Além disso, o fisioterapeuta desportivo tem a habilidade de auxiliar no próprio treinamento, em conjunto com a equipe responsável. Isso porque é possível otimizar a performance do músculo mediante os estímulos corretos, administrados pelo profissional de fisioterapia.

Para entrar nesse universo, o fisioterapeuta precisa dominar profundamente os conhecimentos referentes ao funcionamento do corpo humano sob impacto, o que é característico dos esportes. Por isso, os conteúdos a serem estudados são específicos. Confira mais no próximo tópico.

Baixar ebook

O que estudar?

Tópicos como anatomia, morfologia e biologia já vêm da graduação. Mas na especialização em fisioterapia desportiva, o profissional vai aprender os fundamentos da profissão baseados na prática esportiva.

Por exemplo, os efeitos dos movimentos de alto impacto nos músculos, o exercício da musculação (que por si só também é uma prática esportiva) como auxílio do fortalecimento corpóreo e as reações de cada organismo aos treinamentos.

O fisioterapeuta também aprende sobre o treinamento funcional, bastante aplicado para aumentar o condicionamento do atleta. Por fim, os fundamentos da recuperação e reabilitação integram também o campo de estudos desse profissional.

Quais são os desafios da fisioterapia desportiva?

A fisioterapia desportiva é perfeita para os profissionais que conseguem lidar com ambientes de pressão e desafios. A preparação esportiva é permeada por muitas variáveis, tanto físicas quanto psicológicas. Todo atleta quer dar o melhor de si, se superar, porém o corpo tem seus limites.

Conseguir ajudar o atleta e ir mais longe é o principal desafio do fisioterapeuta desportivo. Especialmente se o profissional atuar dentro de um clube profissional, com as pressões do calendário, a competitividade e as expectativas de atletas e empresários.

Quais são as vantagens?

Aos que aceitam o desafio, porém, o que os aguarda é uma carreira próspera, uma vez que ainda existem poucos profissionais especializados no país. A demanda não está somente nos clubes: academias e escolas de modalidades também podem requerer os serviços do fisioterapeuta habilitado para os desportos.

Como é o salário?

O salário médio da especialidade está em R$ 1,7 mil, levando em conta as particularidades da região: como em muitas profissões, os vencimentos de quem atua no Sudeste do país tendem a ser maiores quando comparados aos de outras regiões.

Como conseguir o primeiro estágio?

giphy

Os profissionais que já saem da universidade com experiência na fisioterapia desportiva terão vantagem em relação aos demais. Uma vez que a área é altamente especializada, já demonstrar um currículo familiarizado com as práticas do mercado é meio caminho andado para se dar bem na profissão.

Mas como conquistar um estágio em alguma equipe ou instituição esportiva? É preciso demonstrar interesse e conhecimento. Caso o curso já ofereça a disciplina na graduação, é útil fazer contato com os professores e pedir ajuda, dicas e indicações.

Porém, não tendo essa vantagem, nada impede que o estudante pesquise por conta própria, demonstre interesse e vontade e trilhe o seu caminho.

Onde esse profissional atua?

Em todo lugar que promova a prática desportiva, pode haver um fisioterapeuta da área para garantir que tudo ocorra em ordem. Entre eles estão:

  • Escolas;

  • Clubes desportivos;

  • Academias;

  • Centros de treinamento;

  • Clínicas de reabilitação física.

Lembre-se também de que o profissional pode atuar autonomamente, ou seja, sem estar vinculado a uma instituição específica, prestando serviço a clientes independentes e até consultorias.

Qual é o impacto da profissão para a vida das pessoas?

O fisioterapeuta desportivo ajuda o atleta a ir mais longe. Com um treino bem administrado e, sobretudo, seguro, os riscos de lesões são praticamente extintos. Como o tempo de recuperação causa atrasos no treinamento, essa ajuda é crucial para garantir um bom desempenho.

O estudo da fisioterapia sob a ótica desportiva é um campo em constante evolução. Novas técnicas e conceitos estão sempre surgindo, e o profissional precisa ficar atento às novidades para poder aplicar o que há de mais moderno e eficaz em seus atendimentos.

Em um mundo que busca cada vez mais por saúde, bem-estar e longevidade, a prática de exercícios físicos ganha relevância, e por consequência, os profissionais que cuidam dela também se destacam.

E não esqueça: um bom curso em fisioterapia desportiva, tanto na graduação quanto na pós, é fundamental para seguir na carreira com competência e maiores chances de se dar bem.

Se você quer saber mais sobre o assunto, que tal entrar em contato com a gente para conhecer as nossas opções? Com certeza oferecemos alguma que vai se encaixar nos seus planos.  

Baixar ebook

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos