BLOG DA GRADUAÇÃO

Cursos de curta duração são mesmo ideais para seu perfil?

Escolher um curso de graduação é, sem dúvidas, uma das decisões mais sérias que precisamos fazer ao longo da vida. É que, ao marcar o “x” no curso desejado, no ato de inscrição do vestibular, estamos nos comprometendo a passar vários anos da nossa vida diante de matérias e aulas específicas, além de conviver com professores preparados para nos ajudar a ter destaque dentro da área que escolhemos. Isso significa que, assim como temos que saber escolher o curso certo, devemos pesquisar o tempo de duração dele e equilibrar os prazos do nosso projeto de vida.

Neste post você vai ficar por dentro do tempo de duração de alguns cursos de graduação e modalidades, de acordo com as normas do MEC (Ministério da Educação). Continue lendo e não erre na hora da grande decisão:

duracao-curso-blog-unipe-graduacao

Duração do curso de Graduação Bacharelado:

A matriz curricular dos bacharelados é mais abrangente por natureza, equilibrando prática e teoria. Os bacharelados são voltados para quem deseja ter uma visão crítica e aprofundada sobre a sua área de atuação. Normalmente, duram entre 4 e 5 anos, divididos em 8 períodos. Exemplos: Administração, Direito, Comunicação Social… Apesar da longa duração, o aluno tem a oportunidade de realizar estágios para complementar os estudos e, claro, a sua própria renda.

A incrível batalha do Ensino Superior

Medicina:

Os cursos de medicina são um caso à parte, pois são concluídos num prazo maior de 6 anos. Desde janeiro, a matriz curricular de Medicina passou a ter mais 2 anos que devem ser dedicados a estágios em hospitais do SUS, por determinação da presidente Dilma Roussef em 2013.

Licenciaturas:

Voltadas para quem quer ser professor, as licenciaturas têm duração média de 4 anos, divididos em 8 períodos, capacitando os titulares a darem aulas na Educação Infantil e nos primeiros anos do Ensino Fundamental.

duracao-do-curso-blog-unipe-graduacao

Cursos de Graduação Tecnológicos:

Os cursos de curta duração como os tecnológicos são direcionados para setores específicos do mercado de trabalho e, normalmente, apresentam a duração de até 2 anos, divididos em 4 módulos ou mais. Para quem tem pressa em ser “absorvido” pelo mercado, os cursos superiores em tecnologia são a melhor opção. Além disso, em alguns cursos de graduação tecnológica, os alunos podem obter certificações intermediárias ao fim de cada módulo, o que, de acordo com o Código Brasileiro de Ocupações, os habilita para atuarem no mercado.

Agora que ficou por dentro dos cursos de curta duração, cabe a você resolver essa pergunta: Qual deles se adequa melhor ao meu perfil e às minhas necessidades? Não se esqueça de pensar na possibilidade de, no futuro, fazer outro curso que venha a complementar a sua graduação. Tecnológico + Licenciatura, Bacharelado + Tecnológico… As combinações são variadas, mas o principal beneficiado será sempre você. Pense nisso e complete essa equação.

Ainda tem alguma dúvida sobre o tempo de duração de algum curso? Comente no post que responderemos para você.

New Call-to-action

Dicas

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia Pereira Medeiros da Fonseca é reitora do Centro Universitário de João Pessoa - Unipê. Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Maryland-EUA, exerceu cargo de Chefe de Arquitetura de Informação (Chief Information Architect) e Gerente do Departamento de Gestão da Informação do Banco Mundial. Possui experiência em negociação e cooperação internacional na área de projetos de informação com agências multilaterais e bilaterais, administrando programas relacionados à análise e ao apoio de projetos científicos e tecnológicos.