BLOG DA GRADUAÇÃO

Conheça 5 desafios que a profissão de designer de interiores oferece

Postado por Pablo Nogueira

Talvez você não saiba, mas o papel do designer de interiores é ser a ponte entre a arquitetura e a vida cotidiana das pessoas. Esses profissionais devem ter a habilidade de solucionar espaços de forma criativa sem alterar as estruturas da edificação.

Considerando a estrutura do espaço, sua localização e contexto dentro da cidade, o designer de ambientes deve se manter atualizado em relação aos estilos de decoração, mobiliário e tendências de mercado. Essa área não dá indícios de fraqueza e precisa constantemente de novos profissionais. Mas você está pronto para conhecer os desafios que um designer de interiores enfrenta?

Desafios da profissão de designer de interiores

A formação profissional do designer de interiores

O profissional deve buscar qualificação em cursos técnicos e faculdades de Design de Interiores ministrados por entidades reconhecidas pelo Ministério da Educação. O primeiro desafio então, é encontrar universidades que possuem tradição, professores renomados e uma infraestrutura adequada. Alguns profissionais procuram ampliar sua área de atuação estudando Arquitetura e depois se especializando em interiores.

Os cursos na modalidade bacharelado duram em média 4 anos, os tecnólogos 2 anos, e os técnicos podem ser de menor duração. Nessas escolas, o futuro designer de interiores aprende a identificar e combinar cores e texturas, tipos de mobiliário e conhece muito sobre percepção espacial.

Mas você deve estar se perguntando, mas vale a pena fazer a faculdade de Design de Interiores? Sim, pois não adianta apenas ler blogs e revistas de decoração para trabalhar com design de ambientes. É na faculdade que o profissional aprende a criar briefings precisos, capazes de identificar a personalidade e preferências de seu cliente. Como ele via atuar diretamente em espaços muito frequentados, o profissional precisa entender bem quais as expectativas de um projeto e como tirá-lo do papel.

Tudo que você precisa saber sobre a carreira de Design de Interiores - UNIPE

Um mercado de trabalho amplo

O designer de interiores pode trabalhar em projetos residenciais, paisagísticos, corporativos, cenográficos e até decorando o interior de automóveis e aviões. Além disso, o profissional pode trabalhar em escritórios ou como freelancer para clientes específicos.

Dessa forma, com um leque grande de oportunidades, especializar-se em um nicho de mercado, aquele que tem mais afinidade e talento, por exemplo, é ideal para que o profissional se destaque ainda mais.

É válido ressaltar que, o seu comprometimento com a profissão e a sua habilidade profissional em montar um bom portfólio, que retrate a sua competência no trabalho, farão toda a diferença, pois o Design de Interiores é visto cada vez menos como um serviço de luxo e a sua popularização é necessária para a criação de espaços bem planejados e otimizados.

A regulamentação do trabalho do designer de interiores

Assim como as demais áreas do Design, o Design de Interiores não é regulamentado no Brasil, embora conte com associações, como a ABD (Associação Brasileira de Designers de Interiores). A ABD foi fundada em 1980 com o objetivo de reunir arquitetos e designers de interiores.

Seus associados recebem benefícios, tais como convênios e orientação jurídica, sendo chamados para participar de workshops e cursos de atualização constantemente. A luta pela regulamentação, entretanto, continua intensa: este ano, a Câmara dos Deputados montou uma frente para regulamentar mais de 150 profissões, dentre elas, a do designer.

Flexibilidade para coordenar projetos

Os profissionais que trabalham com Design de Interiores precisam também ter jogo de cintura, pois estão em contato constante com fornecedores e prestadores de serviços. Geralmente, eles são a ponte entre o proprietário e quem vai de fato executar o trabalho pesado.

Desse modo, lidar com prazos curtos e imprevistos é rotina na vida dos designers de ambientes, que precisam ser flexíveis e ter muita habilidade de comunicação para propor soluções e driblar os percalços — e isso pode ser usado até mesmo como características que os diferenciem no mercado.

A preocupação para manter-se atualizado

Outra pressão constante na vida do profissional de interiores é a de se manter atualizado. Mas, para isso, as pessoas que trabalham nesse mercado podem contar com feiras e exposições de Design de Interiores, que acontecem em todo o país anualmente e reúnem designers e decoradores de todas as áreas.

Com a função de aliar praticidade e conforto aos ambientes, o designer de interiores é essencial para a criação de espaços funcionais e eficientes. Para se preparar para esses desafios, não pense duas vezes antes de investir em uma graduação de qualidade.

Pensando em estudar Design de Interiores? Não se esqueça de contar pra gente o que achou desse guia e conferir outros posts que podem te ajudar a tomar essa importante decisão profissional.

Tudo que você precisa saber sobre a carreira de Design de Interiores

Design de Interiores

Pablo Nogueira

Pablo Nogueira

Pablo é de Porto Alegre, Arquiteto com especialização em Gestão Educacional e mestre em Design pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE. Foi em sua passagem pela Universidad de La República em Montevideo, Uruguay, ainda durante a graduação, que o docente se apaixonou pelas metodologias de ensino e aprendizagem dentro da Arquitetura, e passou a trilhar o caminho que, para ele, teria sido natural. Atualmente, Pablo Nogueira é o coordenador dos cursos de Design de Interiores e Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário de João Pessoa – Unipê.